Blog do Eliomar

MERENDA FRACA – JURACI E SÉRGIO BENEVIDES DEPÕEM SEM GRUPOS PROTESTANDO

Juraci Magalhães, que está às vésperas de completar 77 anos, deixou o prédio da Justiça Federal como chegou no início da tarde desta quarta-feira: tranqüilo, risonho e bem irônico. Numa pergunta feita pelo competente Vicente Gioielli, do O POVO, sobre o dinheiro da merenda escolar, não dispensou: “Eu não conheço essa história. Você é que sabe.” E saiu sem maiores comentários, deixando na sala da 12ª Vara da Justiça Federal o genro, ex-deputado estadual Sérgio Benevides, hoje dono de bandas de forró, prontinho para também depor. O ex-prefeito depôs no processo intitulado “Caso da Merenda”.
Esse caso diz respeito a cerca de R$ 10,8 milhões que teriam sido desviados do Programa Nacional de Alimentação Escolar, do governo federal, no período de 1997 a 2002, quando ele era o prefeito. Desse total, 60% teriam sido contratados com dispensa de licitação. Nesta tarde, foram ouvidos ainda os ex-assessores de Sérgio Benvides quando este era vereador: Francisco Rodrigues e Francisco Vilmar Parente. Estes acusados de intermediar o dinheiro da fraude pró-Benevides que, quando deputado estadual pelo PMDB, acabou tendo o mandato cassado em segundo tentativa pela Assembléia. Ao todo, são 13 acusados de crimes como formação de quadrilha. Desse grupo, sete vão depor nesta quinta-feira.

DETALHE – Nenhum grupo que defende interesse das crianças ou que propaga defesa dos direitos humanos apareceu pelas bandas da Justiça Federal para protestar. Nem o Cedeca mandou lembrança. Ficou no ar mesmo só o choro de muitas crianças que ficaram sem a merenda em passado não tão recente.