Blog do Eliomar

Mulher de 113 anos gasta seu Bolsa-Família com café e tabaco

“Aos 113 anos, a albanesa Tane Koleci viveu em três séculos diferentes, viu o fim de impérios, duas Guerras Mundiais e a queda da Cortina de Ferro. Atualmente, Tane vive na miséria com uma ajuda social de 20 euros ao mês que gasta em tabaco e café. Sua certidão de nascimento diz que nasceu em 10 de julho do 1896 no povoado de Derjan, no norte da Albânia, o que a torna mais velha do que o próprio Estado albanês, fundado em 1912 após conseguir sua independência do Império Otomano.

A centenária albanesa foi testemunha da história país balcânico, desde o domínio turco, o reinado de Ahmet Zogu, a chegada do comunismo e, finalmente, a democracia. No entanto, todas essas experiências não lhe proporcionaram conforto em sua velhice. Ela vive em uma casa que fica em um vasto pântano cheio de lodo e lixo situado nos arredores da cidade litorânea de Durrës.

Quase surda e com dificuldades de visão, Tane passa grande parte do dia deitada em uma cama, o único móvel de seu quarto, que não tem calefação, nem luz elétrica.Com um lenço preto na cabeça e vestida com uma blusa e calças escuras, Tane se levanta apenas para ir ao banheiro e caminha até a porta para aproveitar os raios de sol. Segundo os familiares da idosa, os 2600 leks (quase 20 euros) que Tane recebe de ajuda social todo mês são gastos em tabaco e café. Por outro lado, durante sua longa vida, Tane respirou o ar puro do monte e se alimentou bem. E nunca bebeu uma gota de álcool.”

(EFE)