Blog do Eliomar

Núncio Apostólico visita Quixadá e avalia denúncias de pedofilia como campanha contra o Papa

domlorenzo

Dom Lorenzo foi recebido por dom Ângelo.

“Eu não conheço ainda toda a situação. Vou conversar com as pessoas”, disse, nesta terça-feira, ao desembarcar em Fortaleza o núncio apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baltisseri, ao ser indagado sobre seus objetivos em Quixadá, onde passarátrês dias em ritmo de visita pastoral. Ele pouco falou sobre impasse registrado entre o bispo dom Angelo Pignoli e o ex-bispo dom Adelio Tomasin envolvendo a gestão da Faculdade Católica Rainha do Sertão.

Ano passado, o atual bispo iniciou uma auditoria nessa Instituição, o que teria provocado reação do anigo bispo,que chegou a renunciar do cargo de reitor. O clima ficou estremecido na diocese e o núncio chega como uma espécie de  bombeiro para apaziguar o rebanho em Quixadá. Por conta do affair, a faculdade, de alto custo, teria tido redução de doações do exterior obtidas pelo prestígio de dom Adélio, o que afetou o hospital também sob o controle da diocese.

O Núncio não entrou nessa questão, preferindo reiterar que ali faria uma visita oficial para ouvir sugestões do clero e das pessoas. Disse que conversaria também com dom Adélio Tomasin. Nessa mesma visita, ele terá uma programação que inclui celebração de missas no Santuário Nossa Senhora Rainha do Sertão.

Ao desembarcar em Fortaleza, dom Lorenzo foi recebido pelo bispo de Quixadá, dom Angelo Pignoli, e pelo vigário-geral da Arquidiocese, padre João Jorge. Em seguida, ele tomou a rota de Quixadá.

PEDOFILIA

O núncio apostólico lamentou a onda de denúncias de pedofilia envolvendo membros da Igreja Católica. Para ele, um assunto que está na imprensa. “Na realidade, alguns  casos.”

Dom Lorenzo lembrou que a Igreja também é feita de homens e também pode errar, mas, na sua avaliação, há exageros:  “Iisso me parece uma campanha contra até a pessoa do SantoPadre. É exagerada, fora de lugar!”

(Foto – Paulo Moska)