Blog do Eliomar

PMs usam atestado médico para faltar ao serviço

Mulheres de PMs em passeata de protesto.

Cerca de 60% do efetivo do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Ceará não apareceu para o serviço neste domingo, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado. Eles alegaram problemas de saúde e apresentaram atestado médico.

Para fechar os 510 homens necessários para o policiamento do Estádio Castelão, que viveu dia de clássico Ceara´-Fortaleza, a SSPDS  teve que contar com PMs de outras áreas da cidade, além do reforço do pessoal da cavalaria.

Quem faltou, segundo a assessoria de impensa da SSPDS, terá o caso avaliado. Caso haja comprovação de fraude, haverá punição como dificuldades em promoções principalmente.

Durante todo este domingo, a Polícia Militar realizou operação “Tolerância Zero”. O objetivo é pressionar pela aprovação da PEC 300, que melhora o salário da categoria, além de apelos em favor do aparelhamento do Hosptial da Polícia Militar, plano de saúde e promoções.

A maior parte do efetivo da PM está em delegacias aguardando procedimentos de flagrantes. Nesta manhã, mulheres de soldados fizeram caminhada de protesto pelas ruas do Centro e chegaram a ocupar a área em frente ao Batalhão de Choque.