Blog do Eliomar

Silêncio comprometedor

Eis artigo assinado pela jornalista Adísia Sá e publicado no O POVO desta terça-feira. Ela aborda certo silêncio comprometedor do Tribunal de Jusiça do Estado. Confira:
Creio que muitas – se não todas – repartições públicas mantém assessorias de Imprensa. E me pergunto: quais as suas atribuições, considerando que, na minha ótica, alguns fatos divulgados e merecedores de esclarecimentos e até desmentidos, têm o silêncio como resposta.
Por exemplo: dia 14 do corrente o jornal “O Estado” publicou uma correspondência assinada por Francisco Valmir de Feitas, onde fatos ali expostos punham em xeque o Tribunal de Justiça do Ceará e teve o eco como resposta.

Vejamos:“no interior do Ceará existem processos com 20 anos encalhados.”

Isto é muito grave, considerando a propalada “limpeza” feita pela caravana do Conselho Nacional de Justiça, em nosso Estado. E mais. “Chegam a dizer que os judiciários são poucos, e não é verdade. A verdade é que não trabalham. Um juiz chega ao fórum às 10 horas e uma hora depois, às 11, ou antes mesmo, está saindo. Isso no dia em que ele vem , o que é uma novidade se ver um magistrado na cidade.”

Pelo fato de o missivista não ter citado um município, deixa todos na berlinda . E isto é profundamente desalentador. Afinal, a ausência de uma autoridade do Judiciário no município é motivo de preocupação, considerando que nem sempre a Polícia tem condições de enfrentar problemas de maior complexidade legal.

A carta faz outras considerações sobre Juízes, mas eu encerro com estas:”… um poderoso estava querendo aumentar as férias dos juízes para 60 dias. Pode um negócio desse, não fazer nada e ainda receber dois meses de férias? Isto é uma vergonha.”

Volto a perguntar:onde a assessoria de Imprensa do Tribunal, que não prestou esclarecimentos ou desmentidos ao missivista de “O Estado”?

Justiça para mim é entidade intocável e faz parte da trilogia indissolúvel, juntamente com Direito e Ética. Tocar ou omitir uma, é quebrar o eixo, ponto de apoio da sociedade.

Adísia Sá – Jornalista
adisia@secrel.com.br