Blog do Eliomar

Prefeita dá novo prazo para entregar projeto Vila do Mar

513 5

“A prefeita Luizianne Lins (PT) visitou ontem obras do projeto Vila do Mar, na Barra do Ceará, e do Conjunto Habitacional Vila do Mar, no Álvaro Weyne. As duas obras, primeira parte do projeto de requalificação de 5,5 km da orla oeste de Fortaleza, tem, mais uma vez, novo prazo de conclusão: fevereiro deste ano.

Essa é a previsão da Prefeitura para finalizar a construção do conjunto habitacional para 264 famílias que serão removidas do próximo trecho a entrar em obras e para concluir os trabalhos entre o Polo de Lazer da Barra do Ceará e a rua Dr. Theberge. A estimativa de término do segundo trecho – entre a rua Dr. Theberge e o antigo Kartódromo – é agosto de 2012.

Os investimentos no Vila do Mar chegam a R$ 142 milhões, sendo R$ 102 milhões do Governo Federal e R$ 30 milhões do Governo do Estado. Além de reassentar 1.434 famílias entre a Barra do Ceará e o Pirambu, o projeto deve regularizar outras 7.010 moradias.

A coordenadora do projeto, Rossicleide Silva, explica que o projeto já promoveu ações de contenção marítima (construção de espigões) e recuperação ambiental. “São seis áreas de risco. Já eliminamos uma, com 400 famílias reassentadas”, detalha.

Sobre as dificuldades no andamento das grandes obras, Luizianne disse que elas só deslancham quando a Prefeitura consegue financiamento.

“Eu prefiro que as pessoas estejam me cobrando agora o prazo das obras do que elas me cobrando se elas (as obras) existem”, argumenta Luizianne. Para ela, houve uma tentativa de descredenciar o trabalho da Prefeitura, ao se afirmar que as obras estavam paradas.

Espaço utilizado

O POVO constatou ontem que as obras da primeira parte do Vila do Mar seguem avançadas, com via paisagística e do calçadão quase prontos. Os moradores já utilizam o trecho em obras para o lazer. No Réveillon, muitos aproveitaram a vista privilegiada da orla de Fortaleza para acompanhar dali a queima de fogos na avenida Beira Mar.

A dona de casa Tereza de Jesus, moradora do Pirambu, espera que o resultado das obras seja “maravilhoso”, mas se queixa do andamento. “Se fosse mais rápido seria melhor”, recomenda. Para ela, outro ponto a ser priorizado deveria ser o policiamento. “Sem segurança não tem jeito. A população não vem visitar”, avalia.”

(O POVO)