Blog do Eliomar

Para Ivo e Ciro, Prefeitura emperra obras do Estado na Capital

250 2

Sem qualquer preocupação em fazer política de boa vizinhança, o chefe de gabinete do Governo do Estado, Ivo Gomes, e o ex-deputado federal, Ciro Gomes, ambos do PSB, teceram duras críticas à Prefeitura de Fortaleza, apontando a gestão como responsável por emperrar várias obras do Estado.

Os irmãos do governador Cid Gomes publicizaram, durante encontro do PSB na última quinta-feira (9), insatisfação em negociações com a Prefeitura nos casos das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Estação da Parangaba, entre outras ações do Governo na Capital. Durante o encontro, eles evidenciaram mais uma vez desgaste nas relações com a Prefeitura de Fortaleza.

Na contramão do que será realizado no Interior, onde as UPAs serão geridas pelas prefeituras, Ivo Gomes deixou claro que, em Fortaleza, o próprio Governo do Estado assumirá a gestão. Ele afirmou que as quatro UPAs da Capital já estão prontas. “Mas até agora não temos coragem de entregar”, disse, demonstrando falta de confiança em passar a gestão para o Município. “As UPAs não vão ser feudo de ninguém. Não vamos entregar para político nenhum”.

Outras obras

Para avançar nas obras da Perícia Forense do Estado do Ceará, Ivo Gomes reclamou que o Governo esperou oito meses para conseguir alvará da Prefeitura para construir a central de tratamento de esgoto. Ele comparou esta situação à da estação da Parangaba, que a Prefeitura tombou e hoje, segundo ele, não quer ter a ingerência. “Pra vocês verem como a gente sofre calado”.

Ciro Gomes foi ainda mais enfático. “A Prefeitura de Fortaleza, por não ter projeto, inclusive, atrasou as obras do Metrô em vários momentos. Um deles, ridiculamente, obrigando o Estado a gastar o que não podia gastar para rebaixar a Estação de Parangaba, que não tem valor histórico rigorosamente nenhum, e que tá lá, pronta, e a Prefeitura não recebe”.

Sobre o imbróglio envolvendo a Cagece, Ciro Gomes alfinetou, citando que o PT estava comandando a Cagece até um dia desses.

O POVO tentou contato com a Secretaria Executiva Regional IV, com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e com a Secretaria da Saúde no fim da tarde de ontem, mas os assessores de imprensa não foram localizados.

(O POVO)