Blog do Eliomar

“Escândalo dos Banheiros” – MP-CE rastreia R$ 100 mil em conta do presidente do BNB


Parte do dinheiro que seria destinado à construção de kits sanitários para famílias carentes do município de Ipu (294km de Fortaleza) foi parar, em 2009, na conta de um posto de gasolina em Fortaleza, cujos sócios eram o atual presidente do Banco do Nordeste, Jurandir Santiago, a então mulher, Silvia Marta Rubens Bezerra, e o engenheiro civil do município de Ipu, Tácito Guimarães de Carvalho, preso na última sexta-feira. Em 2009, Jurandir era secretário adjunto da Secretaria de Cidades e o responsável pela liberação das verbas para a construção dos equipamentos. Na noite de ontem, o procurador geral do Estado do Ceará, Ricardo machado, decidiu incluir o nome de Santiago no rol dos denunciados no escândalo.

O POVO teve acesso, com exclusividade, aos autos do processo que trata do “escândalo dos banheiros” e apurou, com base na denúncia apresentada pelo Ministério Público à Justiça, que o repasse de R$ 1,4 milhão para a construção dos kits foi feito através de dois cheques da Caixa Econômica Federal (CEF), no dia 29 de maio de 2009, uma sexta-feira. Na segunda-feira seguinte, dia 1 de junho de 2009, data da compensação dos cheques, R$ 100 mil entraram na conta do Posto de Gasolina Boa Vista LTDA.

Três dias depois de o dinheiro entrar na conta do posto, Jurandir deixou a sociedade da empresa, iniciada em fevereiro de 2007, segundo dados fornecidos pelo Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional. O posto de gasolina seria, então, o meio através do qual o grupo desviou parte do dinheiro.

Ainda de cordo com o MP, o restante do dinheiro teria sido desviado de outras duas maneiras: uma parte dos recursos foi retirada do banco “em espécie” e outra parte por meio da “aquisição de mais outros dois cheques administrativos (…) no valor de R$ 300 mil e R$ 150 mil”.

(O POVO)