Blog do Eliomar

PEC das Domésticas será promulgada no próximo dia 2, informa José Pimentel

18 1

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ): senador José Pimentel (PT-CE) durante discussão sobre propostas relativas à reforma política

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (26/3), por unanimidade, A Proposta de Emenda Constitucional (66/12) que assegura aos trabalhadores domésticos todos os direitos já garantidos pela Constituição aos demais trabalhadores urbanos e rurais será promulgada pelo Congresso Nacional na próxima terça-feira. A matéria foi aprovada na última terça-feira por unanimidade e garante benefícios para domésticas como a jornada de trabalho definida, pagamento de hora extra, FGTS e seguro desemprego.

Para o líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT), a proposta corrige, definitivamente, a “enorme dívida social do Brasil para com esta categoria, que tem prestado tantos serviços às famílias brasileiras e ao país.” Mas o senador alerta para a necessidade de formalização dos domésticos, medida que garantirá o efetivo cumprimento da nova legislação. “É necessário que os empregadores assinem a carteira de trabalho desses profissionais. Só assim eles terão acesso a todos os direitos trabalhistas e previdenciários”, disse.

Entre os novos direitos garantidos aos domésticos, parte será assegurada imediatamente e outros necessitam de regulamentação para que passem a vigorar. Entre os benefícios imediatos estão: garantia de salário, nunca inferior ao mínimo; jornada de trabalho de até 8 horas diárias e 44 horas semanais; hora extra de, no mínimo, 50% acima da hora normal; redução dos riscos, com adoção de normas de saúde, higiene e segurança; reconhecimento dos acordos coletivos de trabalho; proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de 18 anos e de qualquer trabalho a menores de 16 anos, exceto aprendizes (14 anos); proibição de qualquer discriminação ao trabalhador com deficiência; proibição de diferença de salários, funções e critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor e estado civil

Ainda dependem de regulamentação, direitos como: seguro-desemprego, FGTS, salário-família, adicional por trabalho noturno, seguro contra acidentes de trabalho, proteção contra demissão arbitrária ou sem justa causa e auxílio creche.