Blog do Eliomar

Acossado pelo escândalo no Ministério do Trabalho, PDT ameaça deixar o governo

Acossado pelas denúncias de desvio de verbas da ordem de R$ 400 milhões do Pro-Jovem no Ministério do Trabalho e Emprego, o PDT vai reunir, em Brasília, nesta quarta-feira, sua bancada no Congresso.

Hora de debater impactos da Operação Esopo, da Polícia Federal. O objetivo é tentar unificar o discurso da bancada, tendo em vista que boa parte dos parlamentares defende o imediato rompimento com o Governo Dilma Rousseff.

Com a possibilidade de rompimento, o PDT iniciará debate interno sobre apoiamento às candidaturas de Aécio Neves (PSDB) ou Eduardo Campos (PSB), não afastando a hipótese de lançar o senador Cristovam Buarque para presidente em 2014.

(Com Agências)