Arquivos anuais: 2014

Há 54 anos morria John Kennedy

TJRJ suspende efeitos da sessão da Alerj que soltou deputados

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) suspendeu na noite dessa terça-feira (21) os efeitos da sessão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) da última sexta-feira (17) que determinou a soltura dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB, presos no dia anterior pela Polícia Federal.

A liminar do desembargador Heleno Ribeiro Pereira Nunes atendeu a um mandado de segurança apresentado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) que pedia a anulação da votação por desrespeito a uma ordem judicial que determinava a abertura das galerias do plenário para o público. A suspensão vale até o julgamento do mérito pelo Órgão Especial do TJRJ, que definirá se a sessão será anulada ou não.

No pedido, o MP argumentou que, ao impedir a entrada do público nas galerias da Alerj, o presidente em exercício da Casa, deputado Wagner Montes (PRB), e a Mesa Diretora não obedeceram aos “princípios mais basilares do Estado Democrático de Direito, vedando o livre acesso de cidadãos fluminenses às galerias da Assembleia, de forma a camuflar a sessão pública”.

Na decisão dessa terça-feira, o desembargador deu prazo de 10 dias, a contar de desta quarta-feira (22), para que Montes e a Mesa Diretora da Alerj prestem informações sobre o episódio.

(Agência Brasil)

Arce recebe homenagem pelos 20 anos de atividades

Os 20 anos da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) foram comemorados na noite desta terça-feira (21), em sessão solene na Assembleia Legislativa, que atendeu a requerimento do deputado Evandro Leitão (PDT).

“Sabemos que é difícil para o usuário individualmente apontar e cobrar melhorias das deficiências nos serviços como transporte público, energia e saneamento. Por isso é importante valorizar e fortalecer a Arce”, disse o propositor da homenagem.

O presidente da Arce, Hélio Winston, lembrou que “são muitos os triunfos e realizações do órgão ao longo dessas duas décadas de existência”, Ele destacou a instituição como “modelo” entre outras agências reguladoras pelo país, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O secretário do Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), Maia Júnior, esteve presente ao ato e lembrou o processo de criação da agência: “Queríamos uma agência rigorosa, transparente, que garantisse à sociedade os serviços de qualidade”.

Maia Júnior e Hélio Leitão receberam placas de homenagem, bem como a diretora executiva da Arce, Tatiana Cirla Lima Sampaio Bandeira, o coordenador de equipe da Arce, Eugênio Braúna Bittencourt, os ex-presidentes da agência Lúcio Correia Lima (2004-2005 / 2007-2008) e Fábio Robson Timbó Silveira (2013-2014), e o juiz federal José Eduardo de Melo Vilar Filho.

Também estiveram presentes à solenidade o presidente da Associação Brasileira de Agências Reguladoras, Fernando Franco, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – secção Ceará (OAB/CE), Marcelo Mota, o procurador geral do Estado do Ceará, Juvêncio Vasconcelos, o juiz federal Leonardo Resende, e o líder do prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Câmara Municipal, Ésio Feitosa (PPL).

(Foto – Paulo MOska)

Temer nomeia Alexandre Baldy para Ministério das Cidades

O presidente Michel Temer nomeou nesta terça-feira (21) o deputado federal Alexandre Baldy para o cargo de ministro das Cidades. De acordo com nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, a posse está marcada para a tarde desta quarta-feira (22), no Palácio do Planalto. Baldy entra no lugar do deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que deixou a pasta na semana passada.

Em seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado de Goiás, Baldy está sem partido atualmente. Ele deixou o Podemos e deverá se filiar ao PP. Nesta segunda-feira (20), por meio de nota, a presidente do Podemos, deputada Renata Abreu (SP), anunciou a desfiliação do deputado dos quadros do partido. Na nota, a presidente diz que o ingresso de Baldy no ministério é uma decisão “incompatível com a posição de independência do Podemos em relação ao governo federal e com o projeto político que propõe uma alternativa para o país”.

Desde a votação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, no início de agosto, quando votou a favor de Temer, Baldy vinha se preparando para deixar o partido. Por ocasião da votação da denúncia, o parlamentar goiano foi afastado da liderança do partido na Câmara.

O afastamento da liderança se deu por ele ter votado a favor do parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, que recomendava contrariamente à admissibilidade da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. Na ocasião, dos 14 deputados do Podemos, nove contrariaram a Executiva Nacional e votaram a favor do parecer da CCJ e cinco votaram contra. O parecer foi aprovado por 263 votos contra 227.

(Agência Brasil)

Morre aos 100 anos Dona Helenita, mãe do ex-governador Gonzaga Mota

Morreu na noite desta terça-feira (21), vítima de falência múltipla dos órgãos, dona Maria Helena Cavalcanti Fonseca da  Mota, a “Dona Helenita”, mãe do ex-governador Gonzaga Mota.

O velório ocorre a partir das 8 horas desta quarta-feira (22), na Ethernus. O sepultamento está marcado para a tarde, no Cemitério São João Batista.

VAMOS NÓS – Nossos pêsames à família.

MP Trabalhista – José Pimentel apresenta 25 emendas para preservar direitos

O senador José Pimentel (PT) apresentou 25 emendas  ao texto da Medida Provisória que altera pontos da reforma trabalhista (MP 808/17). O objetivo, segundo o parlamentar, é preservar direitos adquiridos. Entre elas, uma visa impedir que as novas regras afetem os contratos de trabalho já em vigor. Pimentel propõe a supressão do artigo que impõe a aplicação da nova legislação aos acordos já formalizados.

Segundo Pimentel, a medida provisória “incorre em duas graves inconstitucionalidades” ao estabelecer esse novo regramento. A primeira é ignorar o princípio de que a lei não prejudicará o “ato jurídico perfeito”, ou seja, um contrato já firmado entre trabalhador e patrão.

A segunda inconstitucionalidade apontada pelo senador é que a reforma trabalhista (Lei 13.467/2017) não pode ser regulada por medida provisória para uma aplicação imediata. “Qualquer efeito imediato em matéria de processo trabalhista tem a mesma proteção constitucional que o processo civil, no que toca à impossibilidade de sua disciplina ocorrer por meio de medida provisória”, afirma Pimentel na justificativa da emenda.

Outras duas emendas do senador buscam impedir a terceirização ampla e irrestrita das atividades das empresas, como permite a medida provisória. Pimentel propõe manter a terceirização apenas nas atividades meio, ou seja, aquelas que não compõem a essência econômica ou negocial da empresa. O objetivo, explica o senador, “é evitar a criação da figura do trabalhador de segunda classe, discriminado, sem identidade, tratado genericamente como ‘trabalhador terceirizado’ e não como parte da categoria profissional a que, efetivamente, pertence, numa afronta ao valor social do trabalho”.

Em outra emenda, Pimentel propõe que os terceirizados tenham os mesmos direitos assegurados na convenção coletiva da categoria preponderante da empresa. A intenção é garantir benefícios como o mesmo piso salarial ou a complementação desse valor, por meio de abono, por exemplo.

Trabalho intermitente

Pimentel também apresentou emenda, tornando permanente a carência de 180 dias para que um trabalhador demitido seja contratado pela mesma empresa como intermitente (regime de trabalho por hora, conforme a necessidade do empregador). O texto original da medida provisória fixou essa exigência apenas até o dia 31 de dezembro de 2020. Depois dessa data, não há qualquer impedimento. “Sem a limitação em caráter permanente, toda e qualquer situação poderá dar margem a demissão e nova contratação, com perda de direitos, precarização e total vulnerabilidade do trabalhador diante do empregador”, considerou o senador.

Demissão coletiva

Outro ponto da medida provisória da reforma trabalhista que Pimentel quer modificar, por meio de emenda, tem objetivo de evitar as demissões coletivas sem justificativa plausível e sem negociação com as entidades sindicais. Segundo o senador, “a mera equiparação da demissão coletiva a uma dispensa individual, sem a exigência da autorização prévia da entidade sindical ou da celebração de acordo ou convenção coletiva, é medida de graves repercussões”.

Na justificativa da emenda, Pimentel lembrou que “o Tribunal Superior do Trabalho (TST) já pacificou o entendimento de que a dispensa em massa exige, necessariamente,  negociação prévia, a fim de que se discutam os critérios e as formas como esta dispensa ocorrerá”.

(Com Agências)

Abstenção no Encceja 2017 passa de 50%, informa Inep

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou nesta terça-feira (21) que, dos 1.575.561 inscritos no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) deste ano, 481.887 (40,3%) compareceram às provas no período matutino, e 534.447 (43,1%) no período vespertino.

De acordo com o Inep, a abstenção, superior a 50%, é similar às edições de 2010, 2013 e 2014, quando o exame certificou apenas o ensino fundamental. Segundo o instituto, essa alta taxa pode estar relacionada ao fato de o Encceja ser tradicionalmente um exame gratuito.

Os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para residentes no Brasil (Encceja Nacional) terão acesso aos gabaritos e aos Cadernos de Questões até 1º de dezembro. As provas foram aplicadas domingo (19).

Desde 2009, o Encceja não certificava o ensino médio no Brasil, função que tinha sido transferida para o Enem. No início do ano, o Inep anunciou melhorias em algumas de suas avaliações. Entre as adequações estava o retorno da função de certificação para o Encceja, exame mais adequado a avaliar as competências dos participantes que não concluíram o ensino fundamental ou o ensino médio na idade esperada. A média de participantes que conseguiam a certificação pelo Enem era de 7%, exigindo mudanças.

Para fazer o Encceja é preciso ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do Exame, para quem busca a certificação do ensino fundamental, ou, no mínimo, 18 anos completos para quem busca a certificação do ensino médio.

(Agência Brasil)

Temer vai ao Sudeste da Ásia em busca de investimentos

Michel Temer prepara uma viagem ao Sudeste Asiático, em busca de investimentos, para janeiro do ano que vem.

Segundo o site O Antagonista, o roteiro do presidente deve incluir Vietnã, Cingapura, Timor Leste e Indonésia.

Antes, em 10 de dezembro, Temer irá à Argentina para uma reunião da Organização Mundial do Comércio.

Henry Campos participa do XVIII Encontro de Reitores em Portugal

O professor Henry Campos, reitor da Universidade Federal do Ceará, encontra-se em Portugal. Na Universidade de Aveiro, ele proferiu palestra, nesta terça-feira (21), sobre “Medição do impacto social e econômico das universidades”, durante a última reunião do XVIII Encontro de Reitores, do Grupo Tordesillas, que ocorre desde o dia 19 de novembro, segundo informação da assessoria de imprensa da UFC.

Henry esteve na mesa-redonda intitulada “Metodologias para medição do impacto”, ao lado de Salustiano Mato de la Iglesia, reitor da Universidade de Vigo, e Ana Melo, do Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior da Universidade de Aveiro. De acordo com o reitor da UFC, o Programa de Pós-Graduação em Física da UFC deverá postular a entrada no Colégio Doutoral de Física, um dos sete colégios doutorais do Grupo Tordesillas.

DETALHE – O Grupo Tordesillas é atualmente formado por universidades do Brasil, Espanha e Portugal, todas de destacada importância em seus respectivos países. Entre os objetivos do grupo, está a promoção das atividades de cooperação multilateral em matérias de educação, ciência, tecnologia e inovação, fomentando o estabelecimento de redes de investigação que estimulem a mobilidade de pesquisadores e deem lugar à realização de projetos de valor estratégico, orientados aos problemas que afetam e influenciam o progresso da comunidade ibero-brasileira.

Há mais de 70 milhões de jovens desempregados no mundo, diz OIT

relatório “Tendências Globais de Emprego para a Juventude 2017″, lançado pela Organização Mundial do Trabalho (OIT) alerta para o desemprego juvenil, que atinge 70,9 milhões de jovens no mundo. Para 2018, a estimativa é de que o desemprego entre a população jovem aumente ainda mais, chegando a 71,1 milhões de pessoas.

O documento divulgado ontem (20) mostra que, em 2016, a taxa global de desemprego juvenil ficou em 13%. Para 2017, deve ficar um pouco acima, em 13,1%. Apesar do pequeno aumento, o indicador representa melhora significativa se comparado ao auge da crise, em 2009, quando foram registrados 76,7 milhões de jovens desempregados no mundo.

Se considerarmos apenas a América Latina e o Caribe, a taxa de desemprego juvenil ficou em 19,6% em 2017, o que representa 10,7 milhões de pessoas. Os piores indicadores são observados nos Estados árabes (30%) e no norte da África (28,8%).

De acordo com o relatório, cerca de um quinto dos jovens em todo o mundo não estão empregados, estudando ou em treinamento. Apesar da recuperação econômica, o desemprego permanece alto, e os jovens são mais propensos a estar desempregados do que os adultos ao redor do mundo.

O documento revela que, entre os jovens, os baixos níveis de produtividade e uma grande informalidade continuam a ser desafio. Na medida em que as populações envelhecem, a força de trabalho jovem terá que cada vez mais apoiar as pessoas idosas. Essas condições globais exigem esforços concertados para garantir que jovens, tanto mulheres quanto homens, tenham acesso a empregos decentes.

De acordo com o estudo, a diferença nas taxas de desemprego entre jovens e adultos quase não mudou na última década, ilustrando as enormes desvantagens que a juventude enfrenta no mercado de trabalho.

Atualmente, dois em cada cinco jovens na força de trabalho estão desempregados ou estão trabalhando enquanto continuam na pobreza, uma realidade que afeta sociedades do mundo todo.

Em 2017, 39% dos 160,8 milhões de jovens trabalhadores no mundo emergente e em desenvolvimento vivem em pobreza moderada ou extrema, ou seja, com menos de U$ 3,10 por dia. No entanto, há uma leve tendência de que este indicador melhore em 2018, com 158,5 milhões de jovens no mundo trabalhando e vivendo na pobreza (38,5%).

*Da Agência Brasil, confira mais aqui.

Praia dos Crush será palco de festival de música

A chamada “Praia dos Crush”, próxima ao Aterrinho da Praia de Iracema, foi o local escolhido para abrigar a primeira edição do Festival Ceará ao Vivo. O, evento ocorrerá nos dias 2 e 3 de dezembro, a partir das 16 horas.

O local, que tem água apropriada para banho e proporciona um pôr-do-sol espetacular, terá boa música. No palco, representantes da nova cena musical cearense, como Projeto Rivera, que vai se apresentar no sábado, dia 2. O grupo tem repertório com traços regionais, mesclando Rock, MPB e Baião.

O Festival Ceará ao VIVO é realizado pela Via de Acesso à Arte e Cultura (VAAC) e Instituto Seara, com apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, por meio do Edital Mecenas, tendo a VIVO como empresa apoiadora por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

(Foto – Igor Barbosa)

Heitor questiona modelo de gestão de Camilo por conta da crise na saúde pública

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) criticou, da tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira, a viagem internacional que o governador Camilo Santana (PT) faz pelos EUA, onde apresenta modelo de gestão do Ceará, a convite da Fundação Lemann. Para ele, um modelo com falhas, pois deixa profissionais da saúde com falta de materiais básicos e insumos nos hospitais do Estado, que tem resultado na redução do atendimento à população.

Heitor citou a situação do Hospital Geral de Fortaleza que, segundo denunciam os médicos, enfrenta a falta de materiais para a realização de hemodiálise, o que ocasionou na morte de dois pacientes nesta semana.

Ele citou também da situação da Santa Casa de Misericórdia, que opera hoje com metade de sua capacidade por conta da suspensão do repasse de R$ 370 mil por parte do Governo do Estado, prejudicando as cirurgias de cerca de 200 pacientes por mês.

Após novo pedido de prisão, Albertassi, Melo e Picciani se apresentam à PF

Os deputados estaduais Edson Albertassi, Paulo Melo e Jorge Picciani se apresentaram à Polícia Federal (PF), nesta tarde (21), após nova ordem de prisão expedida pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

O primeiro a chegar foi Albertassi, seguido por Melo e depois Picciani. Da PF, os três seguiram para o Instituto Médico-Legal (IML), por volta das 17h15, para fazer exame de corpo de delito, e retornarão para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica.

Eles chegaram a ficar uma noite em Benfica, quando foram presos, na última quinta-feira (16), por ordem do TRF2, no âmbito da Operação Cadeia Velha. Eles são acusados de recebimento de propinas para favorecer empresas de ônibus.

Os três tiveram bloqueados R$ 270 milhões, por ordem judicial, montante referente ao total supostamente recebido indevidamente das empresas de ônibus.

Na decisão desta terça-feira, os desembargadores do TRF consideraram que a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) extrapolou suas competências constitucionais, ao ordenar a libertação dos três parlamentares, após votação na última sexta-feira (17), sem sequer comunicar o fato ao TRF2.

Defesa

O advogado Nélio Machado, que defende Picciani, considerou a decisão do TRF2 “ilegal, inconstitucional e infeliz”. Ele disse que irá recorrer à instância superior.

A defesa de Albertassi se manifestou em nota. “O deputado Edson Albertassi já se apresentou à Polícia Federal para cumprir a determinação do TRF. Edson Albertassi confia na Justiça e estará sempre à disposição para esclarecer os fatos.”

Paulo Melo também se manifestou em nota. “Mais uma vez vejo como injusta a decisão do Tribunal Regional Federal. Não cometi nenhum crime e tenho o máximo de interesse na rápida apuração dos fatos.”

(Agência Brasil)

Crateús ganhará uma areninha

O município de Crateús acaba de ganhar uma areninha. O prefeito Marcelo Machado (SD), que comemora, diz que já apresentou ao Estado toda a documentação exigida para dar início às obras.

A expectativa do prefeito agora é assinar o convênio com a Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), para que haja celeridade na homologação do contrato e dar ordem de serviço ao novo equipamento.

“Essa areninha vai contribuir muito com a juventude e vai ser um incentivo a práticas esportivas na cidade”, destaca Marcelo Machado. Ele afirma que o equipamento será mais uma opção de qualidade para oferecer lazer à população. A areninha será construída no bairro Campo Velho.

(Foto – Divulgação)

Pedro Quariguasi comandará de novo a Associação dos Procuradores do Município de Fortaleza

Pedro Quariguasi acaba de ser reeleito presidente da Associação dos Procuradores do Município de Fortaleza. Cumprirá mandato 2017/2019.

A posse de Quarigausi está marcada para o dia 15 de dezembro, às 19 horas, durante solenidade no Full Time Buffet (Bairro Guararapes).

(Foto – Facebook)

Urca abre exposição “Gigantes do Kariri – Um voo pela Paleoarte”

Será aberta nesta terça-feira, 21, às 19 horas, a exposição itinerante “Gigantes do Kariri – Um Voo pela Paleoarte”. O evento será realizado por meio do Geopark Araripe, através da Pró-reitoria de Extensão da Universidade Regional do Cariri (Urca), e a Shanadú Ateliê Escola.

O evento, segundo informa a assessoria de imprensa da Urca, será aberto oficialmente pelo reitor Patrício. A exposição será realizada no Salão da Terra, no Campus do Pimenta.

Também estarão presentes no ato de abertura, o diretor do Geopark, Nivaldo Soares, e a curadora da exposição, Edvânia Martins. Às 19h30, haverá visita à exposição e, em seguida, um coquetel no pátio da reitoria.

(Foto – Divulgação)

Compras de Natal do brasileiro transitarão entre os universos digital e físico, aponta pesquisa

Em meio ao crescente interesse e engajamento do brasileiro em relação ao mundo digital, o consumidor busca transitar, cada vez mais, entre os espaços virtual e físico quando o assunto são as compras de Natal. A pesquisa apontou que 93% dos consumidores podem navegar entre os canais online e físicos em apenas uma jornada de compra, por apresentarem preferenciais diferentes ao longo desse processo. É o que mostra a oitava edição da Pesquisa de Natal, da Deloitte, que, desta vez, destaca o tema “A Jornada do consumidor entre canais”, segundo informa a assessoria de imprensa do grupo.

Como explica Reynaldo Saad, sócio-líder da Deloitte para o atendimento às empresas de bens de consumo e varejo, “essa jornada de compra do consumidor reflete todo o processo de busca por um determinado produto, passando pela pesquisa de preço, opiniões, pagamento e recebimento do item adquirido. Para cada etapa desse processo de compra, o consumidor brasileiro indica um canal diferente como preferência, caracterizando-se como phygital, que percorre meios físicos e digitais – daí a necessidade de o varejista investir na melhor integração possível entre esses canais”.

Segundo a pesquisa, as lojas online serão a opção preferencial em 51% das compras neste final de ano – há dois anos, esse percentual era de 43%. Preços melhores (51%), maior oferta de mercadorias (60%), praticidade (53%) e velocidade e facilidade de pagamento (50%) estão entre as justificativas apontadas pelos entrevistados para preferir a internet na hora de efetuar a compra. Já as lojas físicas são lembradas pelos consumidores em razão da possibilidade de verificar e provar o produto pessoalmente (48%), o poder de barganhar preços (40%), a facilidade de troca/devoluções apontada como benefício por 39% dos entrevistados e o fato de ser possível receber o produto imediatamente (37%).

Nesta edição, além de levantar as perspectivas para as compras, a Deloitte mapeou o comportamento dos brasileiros, ou seja, a jornada de compras para o Natal. Entre as tendências identificadas, está a maior influência das redes sociais nas decisões de consumo. De acordo com a pesquisa, cerca de 31% dos entrevistados entre 18 e 24 anos se dizem muito influenciados pelos posts das mídias sociais antes de efetuar uma compra. Esse percentual é de 30% para os brasileiros com idade entre 25 e 30 anos; de 26% para a faixa etária entre 31 e 40 anos; e de 21% para os com idade superior a 40 anos.

“Cada vez mais, as redes sociais estão influ

Fortaleza é a capital com menor número de jornais por habitantes

Com população de 2,42 milhões de pessoas, Fortaleza registrou apenas 0,87 veículo noticioso (jornal e site) por 100 mil habitantes, ficando com a pior situação pesquisada entre as 27 capitais do país. A informação consta do estudo o “Atlas da Notícia“, levantamento inédito, com base em jornalismo de dados, que identificou, entre outros pontos, que 70 milhões de brasileiros vivem em desertos de notícias.

O Atlas da Notícia, que mapeia a presença ou ausência da imprensa em todo o território nacional, é uma iniciativa do Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, em parceria com o Volt Data Lab. Foram identificados, nessa primeira etapa do projeto, 5.354 veículos — entre jornais impressos e sites —, em 1.125 cidades de 27 unidades federativas. Um universo que compreende aproximadamente 130 milhões de pessoas, mais de 60% da população brasileira.

Ainda segundo o levantamento, 4.500 municípios, representando 70 milhões de habitantes, não têm registros de meios noticiosos impressos ou digitais. Esta legião de brasileiros — quase 35% da população nacional — não dispõe de notícias sobre sua própria comunidade, onde não se cobre, entre outras coisas, nem a Prefeitura ou a Câmara Municipal. Não há, nesses territórios, a produção jornalística, o que compromete a capacidade decisória dos cidadãos.

“O Atlas da Notícia é, antes de mais nada, uma ferramenta para conseguirmos enxergar quais as localidades mais carentes de jornalismo no Brasil”, explica Sérgio Spagnuolo, editor do Volt Data Lab, agência de jornalismo de dados que conduziu o levantamento e a pesquisa. “Dessa forma, ao criar conhecimento sobre esses desertos informativos, o Atlas servirá como ponto de partida para entendermos melhor a configuração do jornalismo no país.”

Metodologia

Nesta primeira etapa, os organizadores consideraram apenas os jornais e sites de notícia e buscou-se, além de números absolutos, um recorte proporcional considerando a presença de veículos a cada 100 mil habitantes. O Volt Data Lab observa que não se trata, nesse caso, propriamente de alcance populacional mas da diversidade de veículos nos territórios pesquisados. Outras questões como circulação, abrangência geográfica efetiva e taxa de consumo deverão ser contempladas em outras etapas do projeto.

Quando consideramos a população das capitais, Fortaleza foi a pior: com grande população (2,42 milhões) a metrópole registrou apenas 0,87 veículo por 100 mil habitantes. Salvador (2,65 milhões) ficou logo atrás, com 1,1 veículo.

Para a presidente do Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce), Samira de Castro, o Atlas da Notícia mostra que a grande imprensa brasileira é concentrada no eixo São Paulo – Rio de Janeiro – Brasília, e acaba informando toda a população do país sobre o que acontece nestes lugares. “Mas como as pessoas que vivem em cidades pequenas e médias se informam sobre o que acontece na sua região? O levantamento reforça a necessidade de democratização da comunicação, com mais investimentos em veículos impressos e online independentes e fora dos grandes centros”, comenta.

Os dados dos veículos impressos e online também foram cruzados com o IDHM – Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, considerando três indicadores socioeconômicos: população, escolaridade e renda. Mas, por dificuldades cadastrais, 47 cidades ficaram de fora dessa relação com o IDHM. As relações de 100 mil habitantes por veículo foram apuradas apenas em cidades com mais de 100 mil habitantes para evitar distorções metodológicas.

(Site Observatório da Imprensa)

Leitor diz que puxão de orelha nos kitesurfistas da Barra Nova surtiu efeito

Do leitor Mario Albuquerque, sobre o caso da invasão de kitesurf na praia da Barra Nova, em Cascavel (Litoral Leste):

Caro Eliomar de Lima,

Como diz a sempre rica e viçosa linguagem popular, seu Blog é mesmo uma “autarquia”. Pois num é que a nota da minha autoria sobre “kitesuf na praia da Barra Nova”, publicada neste espaço, já surtiu efeito?

Estive lá no final de semana e os poucos kitesurfistas que existiam praticavam o esporte em área distante dos banhistas. Voltaram a pesca, os ônibus de piquenique e até as aves marinhas.

Para ser completo, falta só a Pousada Escape respeitar o mais elementar dos direitos: o de ir e vir, liberando a passagem aos banhistas na área que ela ocupou ilegalmente.

Os apaixonados pela Barra Nova e a comunidade nativa agradecem a você e a força do seu Blog.

Sem mais,

Mário Albuquerque.