Blog do Eliomar

OAB/CE vai acompanhar caso da agressão do ex-prefeito de Baturité a advogado

A Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará, informa que, por meio do Centro de Apoio e Defesa do Advogado e da Advocacia (CADAA), recebeu a denúncia formal sobre agressão física sofrido por seu associado, João Batista Lima de Assis. Ele, durante uma assembleia realizada na noite da última terça-feira (21), no auditório da Secretaria de Finanças de Baturité, para discutir a situação do Itamaracá Clube, levou socos do prefeito afastado da cidade, Bosco Cigano.

O Centro de Apoio e Defesa do Advogado e da Advogada (CADAA) vai acompanhar o processo e encaminhar à Comissão de Defesa das Prerrogativas para análise urgente de desagravo e ações cabíveis. Segundo o presidente da Ordem, Valdetário Monteiro, “a arma dos injustos é a violência. A OAB lamenta e repudia a atitude do prefeito afastado, que continua a praticar desmandos”, ressaltou.

O motivo da agressão, segundo o advogado, foi a insatisfação de Bosco Cigano em não querer cumprir o tempo determinado de três minutos para intervenção, como teria sido determinado pela assembleia. Bosco Cigano administra o Itamaracá Clube há oito anos e foi acusado de não prestar contas durante todo esse período em que esteve à frente da gestão. Bosco Cigano, como é conhecido, está suspenso de suas funções públicas segundo decisão da desembargadora do TJCE, Francisca Adelineide Viana.