Blog do Eliomar

O Boticário – Porque aqui a informação é sem preconceito

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=1_04RSlhQAA[/youtube]

Da Coluna Cena G, do jornalista Emerson Maranhão, no O POVO desta sexta-feira:

Na última quarta-feira, dia 3, a Motorola anunciou que irá oferecer pontos gratuitos de acesso à internet por Wi Fi durante a 19ª edição da Parada Gay de São Paulo, a maior do Brasil. Serão seis pontos ao todo, localizados ao longo da Avenida Paulista, em paradas de ônibus. Eles estarão devidamente sinalizados com um banner avisando da conexão grátis e o símbolo do wi fi nas cores da bandeira do orgulho gay.

A gigante da tecnologia também mudou seu logo temporariamente para uma versão proudtobe e comunicou que terá 24 anúncios digitais nas principais avenidas de São Paulo, com a hashtag #EscolhaoAmor e a mensagem “Escolha viver em cores”. Segundo a Motorola, a campanha tem o objetivo de “apoiar o evento e engajar os consumidores a celebrar a diversidade das escolhas”.

A adesão da multinacional à defesa da diversidade sexual e das liberdades individuais aconteceu em pleno olho do furacão. Esta semana, homofóbicos comandados pelos fundamentalistas de sempre puxaram uma campanha de boicote à O Boticário, por causa do filme publicitário Casais, em que pares hétero e homossexuais comemoram o Dia dos Namorados, trocando presentes e carinhos, ao som de uma versão instrumental da canção Toda forma de amor, de Lulu Santos (ou seja, nada demais, nem diferente da realidade de casais apaixonados).

Ante a investida dos conservadores totalitaristas, que correram à web para ‘denunciar’ o vídeo em sites de reclamação de consumidores e convocaram, além do boicote aos produtos da marca, uma corrente de “unlikes” ao vídeo no YouTube (com certeza imaginando repetir a supostamente bem-sucedida estratégia usada com a novela Babilônia), a perfumaria foi fina, elegante, sincera – e não se intimidou com as ameaças.

“O Boticário esclarece que acredita na beleza das relações, presente em toda sua comunicação. A proposta da campanha Casais é abordar, com respeito e sensibilidade, a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor – independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual – representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados. O Boticário reitera, ainda, que valoriza a tolerância e respeita a diversidade de escolhas e pontos de vista”, declarou a empresa em nota oficial. Bufo!!!

A reação do Boticário, que não retrocedeu nem se entregou à chantagem barata dos fundamentalistas, animou um contra-ataque à altura. O resultado está saindo melhor que a encomenda. Pelo menos para aqueles que respeitam a laicidade do estado, a democracia e as diferenças.

Até a manhã de ontem, o vídeo já tinha sido visto no YouTube mais de dois milhões e meio de vezes (2.548.955 visualizações, para ser exato), um número robusto, para dizer o mínimo. Além disso, a quantidade de “likes” que Casais obteve já era quase o dobro do total de “unlikes” (326.162 contra 179.207). De acordo com levantamento realizado pelo jornalista Lauro Jardim, o placar no Twitter estava dez vezes mais favorável ao Boticário: 60.542 menções à perfumaria, contra 5.905 ao líder fundamentalista que puxou o boicote.

Sem falar na infinidade de memes divertidíssimos que ganharam as redes sociais, expondo o quão ridículas são estas tentativas de retornar a práticas inquisitórias, absolutamente anacrônicas e incabíveis em 2015. Cena G celebra o feito de ter estas duas grandes empresas assumidamente a favor da diversidade sexual no Brasil, engrossa o coro dos defensores da tolerância e adere publicamente à campanha “Se é para boicotar alguma coisa, que seja a ignorância”.