Blog do Eliomar

A melhor loteria é a saúde!!

Com o título “Sobre a arte de ganhar na loteria (todos os dias)”, eis artigo de Demétrio Andrade, jornalista e sociólogo. Ele aborda metaforicamente o fato de que ter dinheiro é bom, mas que saúde, com quem gosta da gente, é algo que não tem preço. Confira:

Quem me conhece sabe: só jogo na loteria quando o prêmio está acumulado. Sempre brinco que se for pra ganhar, que seja logo “de ruma”. Mas não tenho o costume. É raro apostar, e por motivos bem simples. Primeiro porque, pela imensa dificuldade, acho uma perda de dinheiro, por menor que seja. Segundo, porque grana é muito bom, mas não é tudo.

Claro que é impossível não sonhar com o que se pode fazer com alguns milhões na conta. Mas é fundamental, cada vez que se confere um bilhete não premiado, pensar quantas e quantas vezes já fomos aquinhoados com outros milhões de coisas boas que acontecem em nossa vida, todos os dias. Caso você seja, como eu, uma pessoa de fé, independentemente da religião, pode começar agradecendo a Deus por estar vivo – se estiver com saúde, melhor ainda.

Por estes dias minha esposa, ao tirar um sinal, descobriu, com a biópsia, que se tratava de um melanoma – uma espécie de câncer extremamente invasivo. Feitos os procedimentos cirúrgicos de praxe, e novos exames, os médicos deram o problema por encerrado.

Trocaria qualquer quantia por esta notícia. O que adiantaria eu ser um milionário acaso os laudos fossem negativos? Ao meu redor, centenas de exemplos de pessoas que lutaram e lutam bravamente para sobreviver. Ter passado sem essa é um prêmio de dimensões incalculáveis.

Quanto vale estar bem física e mentalmente? Quanto o vale o bem estar de quem se ama? São perguntas que deveríamos fazer a nós mesmos e em relação aos nossos filhos, pais, mães, irmãos, parentes e amigos. Eu as faço todos os dias. Quem joga na loteria deveria fazê-las sempre ao pegar o resultado. Além disso, é bom quando em vez pararmos para pensar sobre o privilégio de estar por aqui neste mundo. Vendo, lendo, ouvindo, sentindo, aprendendo.

Tem muitas belezas ao nosso redor, maiores e menores. Tem muitos seres humanos maravilhosos entre nós pra dividir sorrisos. Tem muito amor por aí pra ser curtido e partilhado. Posso estar errado, mas sempre sinto que ganhei. Deve ser por isso que não tenho paciência para ouvir quem vive reclamando. Até porque, quem se põe a viver em função da uma espera não está, a rigor, vivendo. Tem uma arte pra ganhar na loteria da vida. O mais legal é que, ao contrário da megasena, ela é acessível a qualquer um.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo.