Blog do Eliomar

Jornalismo cearense fica órfão: morre o professor Agostinho Gósson

foto gósson

Quase todos os jornalistas cearenses em atividade, a partir da faixa etária dos 40 anos, ficaram profissionalmente órfãos no fim da noite dessa sexta-feira (11). Muitos também abaixo dos 40, aqueles que tiveram a sorte de ter em sala de aula o professor e jornalista Agostinho Gósson. O mestre irrequieto e que lecionava perfeição, nos deixou aos 63 anos, vítima de câncer de fígado.

Cearense nascido em São Paulo (os pais são do Ceará e o título de cidadania de 2012 legitimou o seu DNA), Gósson proporcionou aos alunos do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará mais do que conhecimento. O estilo “despachado” como que se apresentava em sala de aula contrastava o rigor por um texto perfeito, incluindo a versão de todos os lados envolvidos na “matéria”, com a tinta da imparcialidade.

Gósson deixa órfãos ainda milhares de ouvintes do programa Rádio Debate, que há cerca de 20 anos era comandado pelo jornalista na Rádio Universitária FM.

VAMOS NÓS – (…)

ATUALIZAÇÃO – O velório ocorre neste sábado, no cemitério Jardim Metropolitano, no Eusébio. A missa de corpo presente será às 15 horas, com o sepultamento em seguida.