Blog do Eliomar

O edifício São Pedro e a PGM

foro edifício são pedro fortaleza

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (22), pelo jornalista Demitri Túlio, nas férias do titular:

Tudo que envolve a preservação do patrimônio material em Fortaleza (no Ceará) é uma pendenga. A história mais recente é sobre o edifício São Pedro, na Paria de Iracema. O primeiro hotel de orla da capital cearense (1951) poderá ter sua arquitetura complemente alterada ou ser derrubado por causa da morosidade e omissão da Procuradoria Geral do Município.

A PGM teria perdido o prazo para mandar ao prefeito Roberto Cláudio (PDT) o decreto que confirmaria o tombamento São Pedro. O que aconteceu? Em 10/9/2015, o Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico de Fortaleza aprovou tombar o “Copacabana” daqui. A aprovação seguiu para a PGM, que teria de transformar em decreto e enviar ao prefeito.

Documento na mão, caso tivesse recebido, RC teria 120 para assinar e evitar a desconfiguração do São Pedro e a construção de um empreendimento de mais de 20 andares ali.