Blog do Eliomar

Bebê é salvo em Icó por Batalhão de Divisas

RBebê_é_salvo_por_policiais_do_Batalhão_de_Divisas_-_23.02.2016

Um bebê, com pouco mais de dois meses, teve a sua vida salva por policiais do Batalhão de Divisas, que integram o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) do Ceará. O caso ocorreu na divisa do território cearense com os estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, na cidade de Icó (Centro-Sul).

Durante patrulhamento na área, os policiais realizavam abordagens a veículos que transitavam pela CE-282, próximo à localidade de Icozinho – quando interceptaram o carro Fiat Pálio de cor cinza que trazia o recém-nascido João Lucas. A criança era levada às pressas pelo pai e a mãe, desfalecida, convulsionando por conta do alto grau de febre e quase sem sinais vitais.

Ao perceber o estado do bebê e dos pais, que estavam em desespero, imediatamente os policiais iniciaram trabalho de salvamento. Um deles realizou massagem de reanimação na criança e, em seguida, mãe e filho foram colocados dentro da viatura. Os patrulheiros se acomodaram na carroceria do veículo policial e todos seguiram para um hospital da cidade. Na unidade médica, o bebê foi atendido pela equipe de plantão e posteriormente encaminhado para o Hospital Infantil Albert Sabin, localizado em Fortaleza.

O salvamento foi feito na última sexta-feira (19). Na segunda (22), a patrulha da composição teve a rota mudada para a vila Carnaubinha, zona rural de Icó. É o endereço da casa do pequeno João Lucas, que recebeu alta no domingo (21) e foi visitado pelos agentes de segurança. “Só em voltar e ver a mãezinha segurando o filho no colo, já foi gratificante”, relata o soldado Marcelo Soares, que tem quase dez anos na Polícia e foi um dos que atuou na ocorrência. “Quando ele teve alta, parecia outra criança”, conta o soldado, relembrando o momento em que viu João Lucas debilitado. “Foi difícil pra gente enquanto pai. Pensei logo na minha filha”, disse.

O soldado ainda disse que se emocionou durante a visita de ontem, enfatizando “a importância de o policial está com sentimento de solidariedade, de atuar mesmo que a ocorrência fuja do trabalho da segurança. O importante é salvar vidas”, declarou.

O garoto nasceu com icterícia neonatal, que é quando o bebê nasce com a tonalidade da pele amarelada pelo excesso de bilirrubina no sangue – pigmento normal amarelo. Ele ainda passou 40 dias na incubadora. Soares também falou que a família da criança é bem receptiva, pretendendo manter contato com o menino. “Estamos trabalhando nessa área e sempre que o patrulhamento for nas proximidades, vamos dar uma passadinha por lá”.

(Com Site do Governo)