Blog do Eliomar

Perda da exclusividade da exploração do pré-sal é golpe contra os interesses nacionais

42 3

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (28):

Na última quarta-feira foi consumado, no Senado, um dos maiores golpes contra os interesses nacionais, sem que a população tivesse noção do que estava acontecendo: a perda da exclusividade da exploração do pré-sal pela Petrobras.

Multinacionais vão poder meter a mão nas reservas, que antes eram destinadas exclusivamente para resgatar a dívida social, sobretudo, nas áreas da educação e da saúde. A empresa não terá mais como prioridade dar suporte à viabilização de projetos estratégicos nacionais, reforçadores da soberania do Estado brasileiro. Passará a ser uma simples produtora de lucros para o grande capital financeiro.

Isso vinha sendo perseguido desde a morte de Getúlio Vargas, que criou a Petrobras a despeito da posição contrária de Washington e de seus colaboradores internos, o que resultou em pressões insuportáveis e no sacrifício da própria vida do presidente.

A Petrobras conseguiu se defender até receber o primeiro golpe dado pelo governo FHC, em 1997, ao quebrar o monopólio estatal do petróleo.

Não há dúvida que o PT está pagando pela estratégia de conciliação política excessiva com as forças representativas do sistema dominante. Esperava-se que, ao assumir o governo, Lula tivesse realizado uma devassa na privataria tucana e, inclusive, na Petrobras, pois ainda era fresca a denúncia de corrupção na estatal, feita pelo jornalista Paulo Francis, durante o governo FHC.

O governo cochilou ao aceitar o acordo que lhe foi imposto pelos que o chantagearam, no Senado, com um projeto de entrega explícita do petróleo aos interesses estrangeiros. A alternativa apresentada a Dilma foi a de que, a cada eventual leilão, a participação seria oferecida primeiro à Petrobras e, só então, às demais empresas.