Blog do Eliomar

Cunha quer usar pedido de impeachment da OAB como plano B, dizem aliados

Eduardo-Cunha-4

Um novo processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff poderá ser iniciado, caso o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não consiga os 342 votos necessários entre os deputados federais, no atual processo. O plano B, segundo aliados e dirigentes de partidos, seria o pedido protocolado nesta semana pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Segundo matéria publicada neste sábado (2) pelo jornal paranaense Gazeta do Povo, a única maneira da presidente se livrar de vez do processo de impeachment é se os governistas conseguirem somar mais de 200 votos, 60 a mais que o necessário. Menos que isso, a oposição acredita que Dilma não terá “fôlego político” para um novo processo.

(com agências)