Blog do Eliomar

O Brasil não discute mais o Brasil

Com o título “Golpe de Estado permanente”, eis artigo do sociólogo e professor Pedro Albuquerque. Ele lamenta a frágil democracia brasileira e seus partidos transformados em mercado varejista. O Brasil não discute mais o Brasil. Confira:

Até quando, Chicos e Franciscos, nossa pátria mãe permanecerá passiva, tão distraída, adormecida, sem perceber que está sendo subtraída em tenebrosas transações?

Há um balcão de negócios espúrios de cargos e empresas públicas sendo perpetrado sem mais disfarces. Esquarteja-se o Estado em função de vis propósitos.

Há golpes urdidos continuadamente por dentro do Estado, que destroem pilares da democracia, como os partidos políticos, fragmentando-os, descaracterizando-os, desideologizando-os, transformando-os em mercado varejista onde se vendem honras e dignidades.

O Brasil não discute o Brasil há muito tempo. Nosso país foi excluído da agenda nacional.

Predomina o debate da mais reles política, da antipolítica, rasteiro, ardiloso, sem ideias, sem horizonte, agressivo, incivilizado.

Matar a política é uma forma de conspirar contra a democracia. As maquinações contra a democracia não são obras somente dos que a odeiam. A democracia tem seus inimigos íntimos.

Todas as conjurações antidemocráticas contínuas, obstinadas, realizadas por dentro do próprio Estado, a fim de manter o monopólio do poder, algumas das quais venho de indicar, têm um nome, um conceito: Golpe de Estado Permanente.

*Pedro Albuquerque,

Sociólogo e Professor.