Blog do Eliomar

Sem o resgate da Polícia Civil do Ceará, em breve viveremos a mais pura barbárie social

295 3

Em artigo enviado ao Blog, a vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará, Ana Paula L. Cavalcante, comenta a falta de estrutura na Polícia Civil e suas consequências. Confira:

Ao longo dos meus quase 16 anos de Polícia Civil, vi sucessivos governos cegarem os olhos à minha instituição. Programas mirabolantes e invenções falaciosas surgiram como fórmulas mágicas de combate ao crime, sem, contudo, trazerem os resultados desejados. Aí, criavam novas ideias, iludiam os desavisados mais uma vez e a bola de neve foi se acumulando.

Quem se assusta com o que estamos vendo nos últimos meses em nosso Estado, certamente não entende nada de segurança pública. Um mínimo conhecimento mostraria que era questão de tempo enfrentarmos a situação que hoje lamentavelmente vivemos: policiais diariamente sendo vitimados; prédios públicos com bombas; viaturas e ônibus incendiados; delegacias de polícia alvos de ataques, etc. Tudo o que a criatividade de uma mente criminosa possa pensar no sentido de desafiar as forças de segurança está sendo posto em prática.

Tempos difíceis de viver. Tempos difíceis de ser polícia.

Para nós, nada disso é surpresa. Infelizmente, ao longo dos anos, vimos uma equivocada e reiterada estratégia de governo em se apostar quase exclusivamente na polícia militar como solução para a questão da violência em nosso estado. Concordo que a PM tem, sim, um papel fundamental nessa problemática. Contudo, somente através de investigação se alcança as lideranças do crime organizado e essa tarefa é exclusiva da Polícia Civil.

Ocorre que com metade do efetivo que tínhamos na década de 80, com cerca de 600 inspetores desviados de suas funções trabalhando como “babás de preso” e em média quatro policiais civis (entre escrivães e inspetores) pedindo exoneração por semana por conta dos baixíssimos salários, fica realmente difícil combater essas organizações de elaborada estrutura organizacional.

Não se consegue resultados diferentes, repetindo uma mesma (e fracassada) fórmula. Quero crer que ainda verei um governo apostar em nós. A Polícia Civil é um gigante que fizeram adormecer, mas que anseia verdadeiramente demonstrar o seu valor. Queremos apenas uma chance!

Valorizem o policial civil, tirem os presos das delegacias e reforcem o nosso efetivo. Nos deem os meios e mostraremos que vagabundo não vai ter vez nesse Estado!