Blog do Eliomar

Sebrae apoia a Rota do Café

Com o título “Rota do Café”, eis artigo do superintendente estadual do Sebrae, Joaquim Cartaxo, sobre uma nova ação do órgão: fomentar o turismo na Região do Maciço de Baturité, a partir da cultura do café ecológico. Confira:

Na última década, o Ceará vem apresentando resultados significativos no setor de turismo. De acordo com dados da Secretaria de Turismo do Estado, o número de turistas que chegaram ao Ceará a partir da Capital saltou de 716.098 em 1994 para 3.262.259 em 2014. Some-se a isso o crescimento da participação desta atividade no Produto Interno Bruto cearense, que passou de 4,0%, em 1995, para 11,2%, em 2014.

Temos o nosso litoral como o principal indutor destes turistas. Mas o Ceará possui muitos outros atrativos naturais, culturais e equipamentos turísticos capazes de encantar os nossos visitantes.

Um desses casos é a região do Maciço do Baturité, que se destaca principalmente pelo seu clima e por sua fauna e flora. Para fortalecer a atividade turística nesta região, o Sebrae, em parceria com empreendedores locais, vem atuando na estruturação da Rota do Café.

Este roteiro leva o visitante a conhecer um pouco da tradição da produção cafeeira da região, caracterizada principalmente por ser uma produção ecológica, cultivada em meio à Mata Atlântica.

Passando pelos municípios de Baturité, Guaramiranga, Mulungu e Pacoti, a Rota do Café é composta por diversos equipamentos turísticos, como o museu da Rffsa, que conta a história da rede ferroviária que era usada no escoamento da produção da Serra.

Durante o roteiro, que possui diversas opções de percurso, os turistas também podem caminhar por trilhas, conhecer as plantações de café, o processo de colheita, a torra e moagem dos grãos e provar esta iguaria, além de visitar as fazendas e seus casarões antigos, entrando em contato com as famílias

que neles residem. O Sebrae também tem atuado na qualificação dos produtos e serviços dos equipamentos de alimentação e hospedagem da região.

Este trabalho visa garantir que a atividade turística possa se desenvolver e contribuir para o desenvolvimento econômico do Maciço, mas sem esquecer o respeito ao meio ambiente e a valorização da cultura local.

*Joaquim Cartaxo

cartaxojoaquim@bol.com.br

Arquiteto urbanista e superinten-dente do Sebrae/Ceará.