Blog do Eliomar

Um ano sem Paes de Andrade

198 1

Paes-de-Andrade

Em artigo enviado ao Blog, o administrador Herbert Lobo, integrante Diretório Estadual do PMDB, ressalta a trajetória política de Paes de Andrade. Confira:

Homem de mãos limpas, como é conhecido, Paes de Andrade marcou a vida pública brasileira. Filho ilustre de Mombaça, no Ceará, se destacou através de postura firme em defesa da liberdade e avanço do País. Hoje, completa-se um ano sem Paes de Andrade.

Com discurso e prática sempre em favor da ética e da decência na política, tornou-se um exemplo a ser seguido pelas próximas gerações de mulheres e homens públicos.

Foi integrante dos autênticos do MDB e um dos principais nomes que ajudaram a consolidar o PMDB, filiando-se ao partido em 1980. A partir daí, sempre levantou e defendeu a bandeira do Partido do Movimento Democrático Brasileiro.

A trajetória de Paes de Andrade no Congresso iniciou em 1950, quando foi eleito deputado estadual no Ceará pelo PSD. Já em 1963, foi eleito, pelo então MDB, para o cargo de deputado federal, tendo sido reeleito várias vezes sempre representando o Ceará. Chegou à presidência da Câmara dos Deputados em 1989, sucedendo o também peemedebista, Ulysses Guimarães.

Durante seu mandato à frente da Câmara dos Deputados, Paes de Andrade assumiu a Presidência da República por 12 vezes no ano de 1989. Após cumprir importante papel no Poder Legislativo, o peemedebista abraçou a missão de ser embaixador do Brasil em Portugal de 2003 a 2007. Paes de Andrade teve ainda a oportunidade de deixar sua marca de homem de luta e aguerrido como protagonista do processo de redemocratização do Brasil, uma de suas principais contribuições para o País.

Paes fez do parlamento seu sacerdócio, da tribuna seu palco, da sua uma vida pública um exemplo que continuará a ecoar por décadas.

Em um momento tão delicado para a política do País, onde passamos por uma crise de representatividade e desconfiança da classe política, Paes de Andrade faz ainda mais falta.