Blog do Eliomar

Avicultores cearenses vão importar milho

cidmilho

Na Era Cid, setor viveu crise do produto e ganhou apoio oficial.

Da Coluna O POVO Economia, assinada pela jornalista Neila Fontenele no O POVO desta quarta-feira:

A Associação Cearense de Avicultura (Aceav) resolveu importar 30 mil toneladas de milho durante oito meses para resolver os problemas de abastecimento e preço. A informação foi dada ontem em primeira mão pelo jornalista Nazareno Albuquerque, no O POVO Economia, na Rádio O POVO/CBN.

O milho virá da região de Córdoba, na Argentina, devendo ajudar a reduzir em 10% o preço e assegurando a regularidade no seu fornecimento. O primeiro carregamento chega ainda nessa primeira quinzena de agosto.

O produto será distribuído entre as granjas da seguinte forma: Avine (10%), Cialne (25%), Regina (25%), Tijuca (15%) e Josedith (10%). O restante ficará com as granjas menores, ajudando a resolver uma situação que é recorrente: o aumento dos preços nos períodos de entressafra.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará (Faec), Flávio Saboya, explica que o preço do milho brasileiro está muito alto em relação ao do Uruguai e Argentina em função de dois fatores: 1) a procura pelo produto foi maior e 2) o Brasil exportou muito milho. Com isso, ficou mais barato importar do que trazer o restante dos estoques do sul do Piauí.