Blog do Eliomar

Expectativa de vida do cearense sobe para 73,8

O Ceará ficou em terceiro lugar entre os estados do Nordeste com a maior expectativa de vida. Em 2016, os cearenses viviam até 73,8 anos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no último dia 1º. Em 2015, os moradores do estado vivam até 73,5 anos. O campeão da Região Nordeste foi o Rio Grande do Norte, com 75,7, ainda abaixo da média nacional, que foi de 75,8 anos. Em segundo lugar, vem Pernambuco, com 73,9 anos. O Maranhão ficou em último lugar na região e no Brasil, com 70,6 anos.

Com a expectativa de vida subindo no Brasil, o número de idosos também está crescendo. No Ceará, eram 8,9 milhões de pessoas vivendo no estado em 2016 – desses, 1,2 milhão era de pessoas com 60 anos ou mais.

O pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (IBRE – FGV), Bruno Ottoni, acredita que o crescimento da população idosa está acelerado e que isso pode causar problemas no setor previdenciário. “À medida que o País for envelhecendo, a tendência é que a situação da previdência se torne calamitosa. Realmente, o Governo Federal vai ter muita dificuldade em fechar suas contas.”

A previsão do Governo Federal é de que o déficit nacional com a previdência para 2017 seja de mais de R$ 181 bilhões. No Ceará, os gastos com pagamento de aposentadorias ficaram em R$ 3 bilhões no ano passado. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o crescimento nas despesas previdenciárias em dez anos foi de quase 57% com inativos.

(Radio Mais – Por Jalila Arabi)