Blog do Eliomar

O Polo de Tecnologia da Saúde do Dr. Cabeto

Com o título “Viva@porangabussu e sua inserção econômica”, eis artigo do ex-secretário de Finanças de Fortaleza e diretor da Fundação Sintaf, Alexandre Cialdini. Ele destaca o polo de tecnologia da saúde que está sendo implantado no bairro Porangabussu, em Fortaleza. Confira:

O viva@porangabussu é polo de tecnologia da saúde que está sendo executado numa poligonal de 183,8 ha, e bem coordenado pelo doutor Cabeto, abrirá uma fronteira de produção tecnológica no Ceará. Visando subsidiar o projeto, fizemos uma análise do nível de concentração das exportações e importações e trabalhamos com indicadores que mensuram as relações comerciais. Os coeficientes de Gini-Hirschman, que definem a vulnerabilidade do comércio externo e os coeficientes de Grubel-Lloyd (1975), que diagnosticam o comércio intrasetorial, demonstram um potencial mercado e evolução das economias de escala interna e externa.

A Companhia Siderúrgica do Porto do Pecém, junto com estratégias de incentivos seletivos e investimentos, pode viabilizar um novo padrão de inserção no comércio internacional, com a ampliação de novos parceiros, como: Coreia do Sul, Alemanha e Países Baixos. O Estado do Ceará tem importado mais nos últimos dois anos. Destaque para o setor de reatores nucleares e instrumentos mecânicos, por exemplo. Esse aumento de importação do setor evoluiu em 543%, no período entre 2011 e 2016.

Incentivar o polo de saúde e o setor exportador do mesmo, significa melhorar os termos de troca da balança comercial cearense, além de gerar empregos mais qualificados e ter infraestrutura e capital humano para formar talentos locais e atrair talentos de outras regiões. As exportações cearenses no setor farmacêutico em 2017 não superaram os 30 mil dólares, enquanto que o setor importador correspondeu a mais de 5 milhões de dólares em 2017.Os indicadores analisados demonstram uma nova fronteira de produção no setor farmacêutico e de tecnologia da saúde. A implantação do polo de saúde estabelece diretrizes para investimento em pesquisa e desenvolvimento no Estado do Ceará, que também é ancorado nas indústrias do setor de fármacos instaladas recentemente no Eusébio.

*Alexandre Sobreira Cialdini

cialdinialexandre@gmail.com

Economista, professor e diretor executivo da Fundação Sintaf.