Blog do Eliomar

Parceiro de Camilo e Roberto Cláudio, PPL divulga nota anunciando que não vota em Eunício

576 6

O PPL, que é da base do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e respalda a reeleição do governador Camilo Santana (PT), divulgou, em suas redes sociais, que não apoia a reeleição do senador Eunício Oliveira (MDB). Diz que o emedebista atuou contra os trabalhadores. Confira:

NOTA DO PARTIDO PÁTRIA LIVRE

O Partido Pátria Livre no Ceará, em reunião de sua Executiva Estadual, deliberou pelo NÃO apoio à candidatura de Eunício Oliveira ao Senado Federal. O PPL-54 faz parte da Coligação Majoritária pela reeleição do Governador Camilo Santana e esta coligação lançou apenas a candidatura de Cid Gomes ao Senado.

Como presidente do Senado, Eunício Oliveira nada fez pelo Ceará além de cumprir com suas funções republicanas e para com o povo cearense que lhe confiou mais de 2 milhões de votos em 2010, incluindo os votos do à época neófito Pátria Livre. Quando teve a chance de mostrar aos e às cearenses que merecia seu respeito e apoio para mais uma jornada, nos traiu a confiança votando a favor do Governo Michel Temer pela Lei do Teto dos Gastos que congela os investimentos públicos em saúde, educação e demais políticas sociais por 20 anos.

Ainda como Presidente do Senado, liderou o maior ataque aos Direitos Trabalhistas conquistados por gerações e gerações de trabalhador@s brasileir@s, aprovou a chamada “Reforma Trabalhista”. E guarda nas gavetas do Senado, em conluio com a Câmara Federal, a maior traição de todas e que retira o benefício d@s noss@s aposentad@s e nos obriga a trabalhar até a morte: a tal “Reforma da Previdência”.

É por essas e outras que o PPL-54 acredita que o senhor Eunício Oliveira não inspira confiança ao povo cearense para reeleição ao Senado. Respeitamos e apoiamos o Governador Camilo Santana e pediremos votos para sua reeleição até o último dia de campanha, assim como para a eleição de Cid Gomes ao Senado, mas NÃO seguiremos o apoio à Eunício Oliveira.

Direção Estadual Partido Pátria Livre Ceará.

(Foto – Arquivo)