Blog do Eliomar

ABIH Nacional reclama da ação de fiscais da Prefeitura, realizada quase na madrugada

Em nota à imprensa, o presidente da ABIH Nacional, Manuel Cardoso Linhares, defende a proprietária do Hotel Sonata, Ivana Bezerra, assim como o próprio empreendimento da hoteleira, na Praia de Iracema, diante da ação de fiscais da Prefeitura de Fortaleza, que na noite desse sábado (13) exigiram documentação que não teria sido apresentada pelo avançado horário (23 horas), o que resultou em intimidação de funcionários do hotel. Confira:

A ABIH Nacional vem a público, através de seu presidente, se solidarizar com a colega hoteleira Ivana Bezerra, do hotel Sonata e presidente do Visite Ceará/Fortaleza Convention & Visitors Bureau, que na noite de ontem recebeu dura fiscalização da prefeitura em seu estabelecimento, que funciona com a observância da mais estrita legalidade. A ação aconteceu com a presença de três fiscais às 23h, que exigiram os mais diversos documentos.

A ABIH repudia atos desta natureza contra empresários honestos, trabalhadores, geradores de empregos e que possuem hotéis que funcionam absolutamente dentro da lei, não obstante tenham que observar diversas licenças, pagar altos impostos e as mais variadas taxas, além de realizar serviços de checkin com a mais alta segurança, trazendo comodidade e tranquilidade aos hóspedes e moradores da cidade, ademais, ainda geram milhares de empregos formais, trazendo milhões de impostos aos cofres públicos.

A ABIH sugere à Prefeitura que aja com o mesmo rigor com os aplicativos de locação de unidades de hospedagem (AIRBNB e outros), que funcionam à margem da legislação, sem controle de chekin, sem geração de empregos, sem o recolhimento de impostos e trazendo insegurança aos moradores locais, pois sem qualquer controle alugam essas unidades que podem servir para as mais variadas práticas criminosas, tais como hospedagem de crianças fora da lei, lavagem de dinheiro etc.

Sugerimos aos fiscais que comecem, por exemplo, pelo edifício Landscape Fortaleza, que possui mais de 100 imóveis anunciados através dessas plataformas digitais, que não trazem qualquer contribuição ao município, não recolhem impostos e nem se preocupam com a segurança e mesmo sem qualquer licença municipal, funcionam como se hotéis fossem.

A ABIH apoiará incondicionalmente os hoteleiros, colocando à disposição sua sede em Brasília, além de apoio técnico e jurídico para que atos desta natureza não mais se repitam.

Manuel Cardoso Linhares

Presidente da ABIH Nacional