Blog do Eliomar

Caso Giselle Távora completa um ano nesta quarta-feira

315 2

Completando um ano, nesta quarta-feira, 12 de junho,o caso que envolveu Giselle Távora Araújo (42).

Ela morreu, após ser baleada durante uma abordagem policial na Avenida Oliveira Paiva – bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza, quando trafegava com a filha dela, de 19 anos, em um veículo HB20. Fora confundida com assaltante.

Na época, policiais receberam a denúncia de um carro que foi roubado e avistaram um veículo, o da vítima, semelhante: um HB 20 de cor branca. Os agentes de segurança entraram em uma perseguição contra o carro da mulher. Ela foi baleada nas costas e levada ao Instituto Dr. José Frota (IJF), onde acabou morrendo.

Giselle fora sinalizada pelos policiais, mas acabou empreendendo fuga. Ela estava com a filha dentro do veículo. De acordo com o Boletim de Ocorrência, teria andado na contramão e ultrapassado um sinal vermelho, fatos que deram a entender que ela era foragida.

Durante a perseguição, um dos policiais disparou tiro de arma de fogo no intuito de furar o pneu e parar o carro, mas a bala acabou entrando nas costas da mulher. Momentos depois, os agentes já prestaram socorro no local. Um ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passava perto e levou a vítima ao IJF, foi a informação da época.

Giselle era estudante de Administração no período noturno na Universidade de Fortaleza (Unifor).

DETALHE – A família manda celebrar nesta quarta-feira, às 18h30min, na Igreja da Glória, missa de um ano de saudade de Giselle.