Blog do Eliomar

Ecos 2020 – Guilherme Sampaio lança pré-candidatura a presidente do PT de Fortaleza

109443 6.308

O vereador Guilherme Sampaio, líder da bancada do PT na Câmara Municipal, lançará sua pré-candidatura à presidência do partido em Fortaleza. Ele já tem o aval de oito grupos: Casa Vermelha, Articulação de Esquerda, Diálogo e Ação Petista, Núcleo Local da Resistência Socialista, Coletivo de Bancários Petistas, Avante, Tendência Revolucionária Socialista e Coletivo de Petistas integrantes do movimento “Amanhã será um Novo Dia”, além do respaldo de Deodato Ramalho, atual presidente, e do ex-deputado estadual Mário Mamede e do advogado Marcelo Uchôa.

Guilherme promete atuar à frente do petismo “sob as bandeiras da luta contra o retrocesso, pela liberdade do ex-presidente Lula e pela retomada do projeto popular em Fortaleza”.

A expectativa para os próximos dias é a ampliação desse arco inicial de apoio, com a implementação de um programa de unidade na gestão do partido. O registro da candidatura deve ocorrer até a próxima sexta-feira, 26, no sistema da sigla, sem ato público. Já as votações do Processo de Eleições Diretas (PED) para a direção do partido serão realizadas no dia 8 de setembro. “Por ora, estou dedicado a dialogar com todas as demais forças e filiados nos bairros”, acentua Guilherme para o Blog.

Programa Popular

Guilherme informa ainda que a prioridade da futura gestão na Capital deve ser a elaboração de um programa popular voltado para a consolidação de uma candidatura própria do PT, em Fortaleza, nas Eleições de 2020. Junto à essa elaboração, deve ser buscada a ampliação e o fortalecimento da campanha pela liberdade de Lula em todos os bairros da capital.

O petista também está empenhado na formação de uma forte chapa de candidatos a vereadoras e vereadores do partido, visando a duplicação da atual bancada do PT na Câmara Municipal.

Ainda para este Blog, Guilherme informou que seguirá denunciando o “golpe contra a democracia brasileira, montado por uma farsa que culminou no Impeachment, excluiu Lula da disputa, tenta criminalizar o PT e criou o ambiente propício para a eleição de Bolsonaro, nos trazendo a este momento de retrocessos inaceitáveis, com consequências gravíssimas no recrudescimento da pobreza e da desigualdade no País”.

(Foto – Divulgação)