A prefeita e as lacunas na administração

Embora falte menos de um ano e meio para concluir sua gestão, a prefeita Luizianne Lins (PT) ainda vive clima de preenchimento de cargos. Um exemplo é a Secretaria Executiva Regional VI, que tem como interino o atual coordenador das Regionais, Cícero Cavalcante.

Depois do “não” do arquiteto Joaquim Cartaxo, o grupo político do deputado federal José Guimarães indicou o professor Osmar de Sá Pontes Júnior (UFC).

Osmar é do diretório municipal petista e tem atuação na área da economia solidária. Agora, é saber se ele aceita. Outra situação ainda indefinida envolve Ana Maria Fontenele, supersecretária, pois responde pelas pastas da Saúde e Educação.

Acredite.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

3 comentários sobre “A prefeita e as lacunas na administração

  1. Acredito que em breve Luizianne Lins deve achar o nome para a secretaria da educação no lugar de Ana Maria Fontenele. Apesar disso, a secretária vem respondendo bem no atendimento das demandas mais urgentes. Cícero Cavalcante também está fazendo bom trabalho na SER VI – digo isso porque moro na região.

  2. Alguém sabe o que um Secretário Regional pode fazer?
    Em 24/11/10 fiz o pedido, que recebeu número 516579, para troca de calhas no cruzamento das ruas Galileu x Equador na Itaoca.
    Fiquei surpreso quando a jornalista Angelica Feitosa fez um teste e conseguiu ser atendida. Pedi sua colaboração e no dia 30/03/11 foi publicada matéria no O Povo mostrando as calhas quebradas (o que ocorre em quase todos os cruzamentos da cidade). No dia 16/04/11 o jornalista Geimison Maia mostrou novamente o problema e a SER IV disse que seriam consertadas durante o mes.
    Achava que seriam consertados em abril.
    Como nada foi feito cobrei mais uma vez e expliquei que por lá trafegam quase dez linhas de ônibus. Disseram que era preciso registrar outro pedido que recebeu o nº 835/2011.
    Já me responderam que as canaletas já foram feitas e estão esperando a “cura”. Como me deram essa resposta em julho e também em agosto disse que as canaletas já foram curadas e devem ter ficado doentes novamente.
    Quem quer ser secretário se não consegue trocar uma simples calha de concreto?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =