Advogado cobra divulgação do balanço financeiro da OAB e da Caace

O advogado José Feliciano de Carvalho Júnior, que chegou a ser candidato a presidente da OAB do Ceará, nos manda nota questionando uma série de ações da atual gestão da entidade. Entre seus questionamentos, cobra publicação do balanço e orçamento analítico da entidade da Ordem e da Caixa de Assistência dos Advogados do Ceará (Caace). Confira: 

Prezado Eliomar de Lima,

A gestão da OAB deve algumas explicações aos advogados e, em respeito aos colegas Erinaldo e Cleto, procuro avançar no debate, apenas questionando:

1)quem autorizou o uso da logomarca da OAB Federal para patrocínio em jornal de curso de mestrado em Portugal?

2) O Presidente Valdetário está fazendo esse curso?

3)Quanto ao exame de ordem, há curso ministrado e coordenado por membro da diretoria da OAB?

4) De onde se poderá argumentar pela isenção do exame de ordem?

5) O recurso eleitoral oferecido quando da última eleição já foi julgado pelo Conselho Federal?

6) De onde vem a moral da OAB para criticar a morosidade do Judiciário quando os assuntos internos são tratados com uma pior morosidade?

7) Considerando que a OAB é uma autarquia, e deve obedecer aos princípios da contabilidade pública, onde foi publicado o balanço e o orçamento analíticos para que se publicizem as despesas e as expectativas de receitas, tanto dela quanto da CAACE?

8) Tendo o foro de Fortaleza paralisado desde março de 2010, em razão de uma greve de servidores; tendo o foro de Fortaleza paralisado em razão de uma digitalização de processo que não tem fim, e, pior, ninguém acessa aos processos digitalizados; conssiderando que se está fazendo uma enorme reforma nos prédios do Tribunal e do Foro, por que nenhum órgão de imprensa, nem a OAB nada dizem?

9) Quanto é que já foi gasto de dinheiro público nessas obras?

10) O Presidente do Conselho Federal já se pronunciou inumeras vezes que ninguém está acima da lei. Será que os atuais gestores da OAB, tanto local quanto nacional, agem como dizem?

11) quo usque tandem abutere patientia nostra… QUEM PUDER QUE RESPONDA PUBLICAMENTE AOS QUESTIONAMENTOS ACIMA, PARA DEPOIS, QUEM QUISER SER TOLO QUE O SEJA!

*José Feliciano Junior de Carvalho Júnior.
Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

10 comentários sobre “Advogado cobra divulgação do balanço financeiro da OAB e da Caace

  1. Ainda sobre o tema da anuidade, mesmo que o reajuste fosse correto e realizado por recomendação do Conselho Federal, não compreendo porque a OAB/CE não comentou nada, antecipadamente, através de seus inúmeros boletins e jornais informativos. Poderia ter convocado uma sessão pública especial e expressado, pelo menos, uma opinião sobre se concordava ou não com a medida que diz ter sido oriunda do Conselho Federal. Mas, nada, somente após ser formalmente provocada pelo Dr. Erinaldo Dantas é que resolveu dar alguma explicação sobre o assunto. Pessoalmente, trocaria todos os inúmeros spams que recebo diariamente, com fotos e promoções pessoais, por apenas esta informação.

  2. … e sobre os questionamentos do Dr. Feliciano Junior, espero que sejam dadas as devidas respostas, com igual elegância e respeito, e, não, com a soberba irônica que virou praxe nas réplicas inseridas neste blog.

  3. Caro senhor Eliomar de lima , como pode a OAB fazer o que estar fazendo em nosso país, fica parecendo terra sem lei ela dita e faz o que quer, sou bacharel em direito e vejo que a OAB vive em momentos de gloria em seus caixas , pois com a reprovaçao em massa ela nos obriga a fazer novo certame e com isso um novo pagamento de R$ 200,00 por cada bacharel, mais caro do quer concurso para juiz , agora isso 3vezes ao ano com reprovaçao recorde pois 88% perdem e 12%passam , ainda por cima evidenciando uma grande reserva de mercado.
    faço parte de um movimento de bachareis e tb gostariamos de saber para onde vai o dinheiro arrecadado somos do MNBD-RJ, MAIS temos no Brasil td , essa brincadeira de arrecador bilhoes ja fazem 16 anos. e nos bachareis sem ingressar-mos no mercado de trabalho.

  4. Caro Eliomar,

    Ao que parece, a OAB-CE não tem problemas maiores em sua órbita de atuação, preferindo penetrar em searas outras, a exemplo da sua Comissão de Saúde, instituída para diagnosticar o “caos” na Saúde no Ceará, imiscuindo-se no raio de intervenção dos vários conselhos profissionais do Setor Saúde.
    Atenciosamente,

    Prof. Marcelo Gurgel

  5. Prezado José Feliciano, bom dia.

    Li seu comentário no Blog do Eliomar, o qual trata acerca da atual gestão da OAB, e sinto-me no dever de cumprimentar-lhe pela coragem com que expôs os fatos, que são de conhecimento público e notório.

    O colega Valdetário, quando da sua candidatura, elegeu a causa do advogado em início de carreira como viga mestra. Como não poderia deixar de ser, ganhou muitos adeptos – e, consequentemente, votos – afinal, é do conhecimento de todos o alto número de bacharéis recém-formados em Direito a cada semestre.

    No entanto, ao assumir a presidência da OAB-CE, o advogado em início de carreira foi deixado de lado. Afinal, como pode um recém-ingresso no mercado de trabalho arcar com os custos da anuidade da OAB, da certificação digital e do ISS? Mais ainda, e a CAACE, que antes custava apenas R$ 30,00, e esse ano, custa R$ 120,00?

    A FESAC, que deveria ser uma instituição séria, por se tratar de uma escola superior, encontra-se largada, bagunçada – é um suplício para que atendam ao telefone, que dizer do trato pessoal!

    Enfim, mais uma vez, parabenizo o nobre colega pelas verdades expostas na mensagem enviada ao Blog do Eliomar.

  6. Realmente, muito boas as colocações feitas pelo Dr. José Feliciano de Carvalho Júnior, próprias da sua inquietude como profissional e movido por espírito público.
    A propósito do item 6, onde se reporta ao tema morosidade do Judiciário, vemos a mesmíssima coisa, senão pior, no âmbito da própria OAB. Os processos éticos e disciplinares movidos contra os advogados se arrastam no tempo e são consumidos pela prescrição, o que dá a sensação de impunidade do mau advogado e depõe contra o bom conceito profissional.
    Não vejo nenhum compromisso da OAB com a celeridade no andamento dos processos disciplinares, ao contrário do que reclama sobre os processos judiciais, estes principalmente em protestos pirotécnicos e veliformes.
    A OAB precisa dar o exemplo, e o caminho não é pelo descaso na condução dos seus próprios processos.

  7. Realmentes esperamos as respostas!! E como bem disse o colega Marcelo Uchoa:”e sobre os questionamentos do Dr. Feliciano Junior, espero que sejam dadas as devidas respostas, com igual elegância e respeito, e, não, com a soberba irônica que virou praxe nas réplicas inseridas neste blog”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − quatro =