Agenda de Dilma na Bélgica inclui futebol e crise econômica mundial

“A agenda da presidenta Dilma Rousseff em Bruxelas, na Bélgica, reúne uma variedade de temas. Amanhã (4), ela abre a 23ª edição do maior festival de artes da Europa, o Europalia, que este ano homenageará o Brasil. Ao longo de três meses e meio, serão apresentados 130 shows, 60 apresentações de dança e 40 de teatro, 20 exposições de artes visuais e 80 conferências literárias, distribuídos por cinco países: Bélgica, Luxemburgo, França, Alemanha e Holanda.

Hoje (3), ao longo do dia, ela conversa sobre a organização para a Copa do Mundo de 2014, os impactos da crise econômica internacional e as parcerias entre Brasil e Bélgica. O objetivo é ampliar os acordos nas áreas de serviços aéreos, desenvolvimento tecnológico, políticas espaciais, cooperação cultural e turismo.

A presidenta incluiu na agenda, na última hora, uma conversa com o secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jerome Valcke, e dirigentes da entidade sobre os preparativos para a Copa do Mundo de 2014.  A Lei Geral da Copa, encaminhada pelo governo há cerca de duas semanas ao Congresso, também está na pauta.

Dilma tem ainda reuniões com o primeiro-ministro da Bélgica, Yves Leterme, com quem assina os acordos de cooperação, e depois um jantar oferecido pelo presidente da União Europeia, o português José Manuel Durão Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy.

Em discussão os impactos da crise econômica internacional e o Plano de Ação Conjunta 2012-2014 para a Parceria Estratégica Brasil–União Europeia. A União Europeia é o principal parceiro comercial do Brasil, enquanto os brasileiros ocupam a nona posição no bloco – como parceiros comerciais. Em 2010, o comércio do Brasil com a União Europeia superou US$ 82 bilhões.

As exportações do Brasil para os países do bloco somaram US$ 43 billhões em 2010, o que representa aumento de 26,7% em relação a 2009. As importações atingiram US$ 39 bilhões, o que significa crescimento de 33,8% em relação a 2009.

O Brasil é o sexto principal investidor na União Europeia, tendo aportado US$ 5 bilhões em 2010. O estoque de investimentos brasileiros no bloco cresceu cerca de 280% entre 2006 e 2009, atingindo US$ 75 bilhões – foi o maior incremento observado entre os dez principais investidores no bloco.

Em 2010, os investimentos europeus no Brasil foram de US$ 8 bilhões. O estoque de investimentos diretos europeus no Brasil atingiu, em 2009, US$ 177 bilhões, mantendo o Brasil como quarto principal destino dos investimentos europeus.”

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =