Alemanha defende acordo internacional para garantir proteção de dados

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, defendeu neste sábado (20) a adoção de um acordo mundial sobre proteção de dados privados na internet. A iniciativa ocorre em meio à divulgação de denúncias de espionagem de agências dos Estados Unidos a cidadãos norte-americanos e estrangeiros. Ela comparou o futuro acordo ao existente sobre mudanças climáticas, o Protocolo de Quito, no qual os países se comprometem a assumir responsabilidades.

“Deveríamos ser capazes no século 21 de assinar acordos mundiais. Se a comunicação de dados levanta no mundo inteiro novas questões, então devemos enfrentar o desafio. A Alemanha vai empenhar-se nesse sentido”, disse a chanceler. A afirmação dela foi dada ao jornal semanal da Alemanha Welt am Sonntag.

Candidata às eleições legislativas de 22 de setembro na Alemanha, Merkel é cobrada por políticos e também pela sociedade alemã para tomar providências sobre as denúncias do ex-consultor da Edward Snowden em relação ao esquema de espionagem.

O ministro do Interior da Alemanha, Hans-Peter Friedrich, pediu aos Estados Unidos para que divulguem informações detalhadas sobre o caso. Para Friedrich, especialistas europeus e dos Estados Unidos deveriam se reunir no dia 22, em Bruxelas (Bélgica, sede da União Europeia), para trocarem informações sobre o assunto.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 20 =