André Figueiredo volta a apregoar eleição geral

andre.figueiredo.600

O deputado federal André Figueiredo (PDT) voltou a defender, nesta terça-feira, a tese de eleições gerais como forma de resolver o impasse político instalado no País com o afastamento de Dilma e a posse do vice-presidente Michel Temer.

Para o pedetista, só eleição geral seria a saída, porque garantiria novo cenário político e daria credibilidade a quem estivesse no poder. André considera praticamente impossível uma eleição geral, mas observa que um pleito presidencial bem que poderia ser viabilizado.

“O problema, no entanto, é o Congresso. A maioria é contra essa ideia”, expõe o deputado André Figueiredo. Ele considera difícil o retorno de Dilma, assim como considera o governo Temer turbulento e sem condições de dar equilíbrio ao País. Baseia-se na Operação Lava Jato, que envolve personalidades e apoiadores da atual gestão federal.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

3 comentários sobre “André Figueiredo volta a apregoar eleição geral

  1. Falta-lhe, cimento, ou, é idioPTia, mesmo?
    Ora, querer alterar as “Regras do jogo”, democrático, em plena vigência e andança, legal, do processo, por um moçoilo que é diPuTado, já foi “nanoistro” etc.!?
    Ingenuidade, definitivamente, não o é!
    O que se deseja, é diferente do que se pode fazer. Ao homem e cidadão comum, até que se pode perdoar uma “rata”, deste nível, mas, a um homem público, jamais!
    Indicaria ao “nobre” parlamentar, o aconselhamento do “Pescoço de girafa”: “Vai estudar”, cara!
    É isto!

  2. O ilustre que se pronunciou acima, falando do deputado André Figueredo, pelo seu palavreado demonstra ser um frustado e revoltado. Nunca apareceu, certamente nunca aparecerá pois não tem brilho. Não é em cima de uma pessoa idealista, trabalhadora, competente e coerente como o Deputado Andre Figueredo que vai aparecer. Se enxerga, rapaz!!!.

  3. Não sou “ilustre”, e reportei-me ao “palavreado”, do “ilustrado”, “idealista”, “trabalhador”, “comPeTente” e “coerente” DiPuTado!
    A quem não suporta críticas, que não se apresente ou atue na vida pública!
    E, quanto ao desconhecimento de questões jurídicas, técnicas e/ou específicas, não é demérito, afinal, ninguém sabe de tudo!
    Porém, à um formador de opinião, detentor de cargo público, e representante do povo, não cabe estar apregoando, aos quatro ventos, opiniões, devaneios, ou desejos pessoais, contra a ordem e o rito, internos, e ao ordenamento jurídico nacional!
    Por fim, que o sr. Fabio, o defensor, – voluntário, ou, remunerado -, do pilar, se identifique com, pelo menos, um sobrenome, ou nome de família, para não parecer ou assemelhar-se ao anonimato!
    É isto!
    E, “Tenho dito”!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − treze =