Aumento nos ônibus é pauta bomba para RC desarmar

Da Coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (30), pelo jornalista Érico Firmo:

Por mais que os reajustes do diesel e a inflação justifiquem o reajuste da tarifa de ônibus, o aumento anunciado ontem é pesado para a maior parte da população de Fortaleza e, portanto, um problema político para o prefeito Roberto Cláudio (PDT) na busca pela reeleição. O reajuste é o maior desde quando Juraci Magalhães estava na Prefeitura. Será uma arma e tanto a ser explorada pelos adversários.

O prefeito chegou ao Paço Municipal com alguns bons argumentos sobre esse tema em relação à gestão que o antecedeu. Na campanha contra Elmano de Freitas (PT), ele afirmou seguidas vezes que haveria aumento da passagem, o que o petista negava. Nos instantes finais de sua gestão, a prefeita Luizianne Lins (PT) deixou um reajuste-bomba que estourou no colo do atual prefeito. Ficou com aparência de pegadinha. Mas, depois daquele aumento autorizado pela petista, Roberto Cláudio já autorizou duas altas, ambas este ano. A passagem começou 2015 a R$ 2,20 e terminará 55 centavos mais cara. A alta acumulada no ano é de 25%. É o mesmo índice que houve em 2003. Com a diferença de que, 12 anos atrás, tinha ocorrido aumento em 2002, enquanto em 2014 o preço permaneceu congelado. De qualquer forma, os dois reajustes somados de 2015 são um impacto que, parafraseando a musiquinha da Prefeitura, quase todo mundo vê, e sente.

Luizianne terminou seu mandato da pior forma possível em relação às passagens de ônibus. Mas, no primeiro mandato, segurou quatro anos sem reajuste. Isso foi possível às custas da desoneração de toda a tributação municipal e da retirada de parte dos tributos estaduais, negociados com o então governador Cid Gomes. De modo que o Município chegou quase ao limite de suas possibilidades de segurar a tarifa.

Quase, porque outra possibilidade seria subsidiar parte desse valor. É o que ocorre no mundo todo em relação ao metrô, por exemplo. A antecessora de Roberto Cláudio adotou política nada ortodoxa em relação à tarifa de ônibus. Essa foi sua grande marca na mobilidade urbana e se tornou destaque nacional na comparação com as demais capitais brasileiras. Mas, mesmo esse modelo se esgotou no segundo mandato de Luizianne. Mesmo assim, em oito anos, ela acumulou reajustes de 37,5%.

Roberto Cláudio fecha seu terceiro ano com 25% – mas concedidos inteiramente em 2015. Será um discurso que terá de enfrentar no ano que vem. Felizmente para o prefeito, a próxima revisão de tarifa deve ocorrer, por contrato, em novembro do ano que vem. Depois, portanto, das eleições municipais. Há quase um ano para o eleitor absorver esse impacto. Mas uma campanha inteira para os adversários lembrarem.

O prefeito tem na mobilidade sua marca mais visível, com viadutos, túneis, bicicletas compartilhadas, ciclofaixas, corredores exclusivos de ônibus e Bilhete Único. Porém, com a alta da tarifa, terá um feroz discurso a enfrentar e será contraposto com o modelo de Luizianne – que, de forma heterodoxa, em conjuntura diferente e com instrumentos tributários de que a gestão não mais pode dispor – conseguiu segurar o preço da tarifa. Independentemente das circunstâncias, aquela política surtiu efeito para a população. Sem dúvida, será um assunto marcante na próxima campanha.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

2 comentários sobre “Aumento nos ônibus é pauta bomba para RC desarmar

  1. Não dá pra entender, segundo LULA, DILMA, PT, o povo, a NOVA CLASSE MÉDIA, que agora até “anda de avião” vai reclamar de um aumento de míseros R$ 0,35 centavos? Me explique como é que pode, caro Eliomar, não é uma reclamação injusta, “exagerada”?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =