Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Uma resposta ao Sr. Haroldo Barbosa

349 5

Com o título “Uma resposta ao Sr. Haroldo Barbosa”, eis artigo do sociólogo João Arruda Pontes, assessor do Paço Municipal. Ele rebate artigo do jornalista Haroldo Barbosa, que reclama falta de transparência, por parte da Prefeitura de Fortaleza, no que diz respeito à Lei de Acesso á Informação. Confira:

A idade já não nos permite duvidar de que a estupidez humana possa regredir à medida em que o tempo passa, simplesmente porque continuamos a testemunhar manifestações que engrossam a fileira dos incautos ou dos portadores de má-fé.

Esta minha primeira assertiva tem por base uma postagem feita aqui neste teu valioso espaço editorial, assinada por alguém que se identifica como jornalista de nome Haroldo Barbosa.

Depois de ler o texto, fiquei com a certeza de que apenas a máxima atribuída ao marqueteiro do Nazismo, Paul Joseph Goebbels, justicaria uma construção narrativa que mais parece a elegia de uma obsessão pela desinformação.

Segundo a máxima da comunicação nazista, “uma mentira repetida várias vezes pode ser aceita como verdade”. E parece ser esta a esperança do referido jornalista que, reiterada e injustificadamente encontra abrigo neste valioso espaço para lançar aleivosias e mentiras, posando de analista de números e dados imprecisos.

Em seu artigo disse ele que levou ao Ministério Público do Estado uma denúncia contra a Prefeitura de Fortaleza, reclamando que a gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT) não vem cumprindo a Lei Nº 12.527/11, conhecida como Lei de Acesso à Informação (LAI).

Só sendo muito desinformado, (o que não é compatível com a profissão que diz abraçar, o jornalismo) ele não saberia que a gestão do prefeito Roberto Cláudio vem obtendo contínuos reconhecimentos dos órgãos externos de controle da administração pública exatamente neste quesito: a transparência.

Para informar a todos os nossos eleitores, lembro que a gestão Roberto Cláudio recebeu do Tribunal de Contas da União o Prêmio Mérito Brasil de Governação e Gestão Públicas e da Controladoria Geral da União recebeu a nota máxima (Nota 10) na 3ª Edição na Escala Brasil Transparência, além de ter sido apontada, anteriormente, pelo Tribunal de Contas dos Municípios, como o Município mais transparente do Ceará.

Por isso, causa estranheza alguém, que se diz detentor da tão nobre função de jornalista, não atente a esses pequenos detalhes e decida assacar acusações inverídicas, ocupando uma instituição com tarefa que despende recurso público e que, com certeza, deve ter algo bem mais legítimo para tratar.

Se ele é incapaz de fazer leitura dos dados disponíveis para entender a contabilidade pública, devemos perdoá-lo. Mas quando verificamos seu curriculum vitae vamos identificar afeições e opções ideológicas que motivam uma postura leviana e pouco ou nada republicana.

Direito ao pensar diverso é uma garantia humana e constitucional. Mentir e agir com desfaçatez é um grave pecado que tem total dissonância com o mais básico princípio democrático.

Seria interessante que até para honrar o Código de Ética do Jornalista Brasileiro, o jovem escriba pudesse “apurar precisamente e divulgar corretamente” o que deseja que seja de conhecimento público.

A não ser que a sua cartilha de cabeceira seja mesmo o Manual de Goebbels, acho prudente, pelo bem inalienável da liberdade de expressão, que o dito jovem jornalista não escorregue no lamaçal do ódio gratuito e não seja tragado pela estupidez da ignorância ou pela tibieza de caráter.

Antes mesmo de engrossar as pilhas de processos que se avolumam em nosso Judiciário, ele pode recorrer aos conhecimentos de alguém que traduza os números e dados sobejamente expostos nos relatórios que foram analisados por TCM, TCU e CGU, instituições que premiaram Fortaleza exatamente por fazer aquilo que o desavisado dito jornalista não consegue enxergar.

*João Arruda

Sociólogo  assessor do Paço Municipal.

Defensoria Pública do Ceará lança programa Rede Acolhe

Mariana Lobo é a defensora-pública geral do Estado.

A Defensoria-Pública Geral do Ceará vai inaugura, às 9 horas desta sexta- feira, a nova sede do Núcleo de Atendimento ao Preso Provisório e às Vítimas de Violência (Nuapp), no bairro Luciano Cavalcante, ao lado da sede da DPGE. Na ocasião, também será realizado o lançamento do programa Rede Acolhe, que visa a redução dos danos causados pela violência. O novo espaço vai facilitar no suporte e apoio às famílias, evitando o deslocamento de um canto a outro da cidade.

Já o programa Rede Acolhe objetiva promover a assistência jurídica e psicossocial aos familiares das vítimas de crimes violentos letais intencionais (CVLI) ou vítimas de tentativa de homicídio. A ordem é trabalhar com a prevenção primária destas famílias e efetivação dos direitos das famílias e das vítimas.

SERVIÇO

*Nuapp e lançamento do programa Rede Acolhe – Rua Auristela Maia Ferias, nº 1112, bairro Luciano Cavalcante.

PGR pede ao Supremo para investigar Serra

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu a abertura de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o senador José Serra (PSDB-SP) sob a suspeita de que ele teria recebido doação não contabilizada na campanha eleitoral à Presidência da República em 2010.

Com base em depoimentos do delator Joesley Batista – dono do Grupo J&F, que controla a empresa JBS -, a PGR suspeita que Serra possa ter cometido o crime de caixa 2 eleitoral, prática que prevê até 5 anos de prisão.

Joesley contou em depoimento que Serra o teria procurado, na sede do grupo empresarial JBS, em São Paulo, para pedir financiamento para a disputa eleitoral presidencial de 2010. O delator disse que passou R$ 7 milhões não contabilizados e outros R$ 13 milhões oficialmente declarados – totalizando R$ 20 milhões para a campanha presidencial.

De acordo com o delator, o repasse não contabilizado ocorreu por meio de “emissão de nota fiscal, pela LRC Eventos e Promoções, no valor de R$ 6 milhões, para simular a aquisição de um camarote de um autódromo de Fórmula 1”.

Por entender que não há conexão com nenhuma investigação que esteja no gabinete do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, a PGR pediu que o novo inquérito seja distribuído livremente entre os ministros, por sorteio.

(Com Agências)

TJCE dará coletiva nesta quinta-feira para expor projeto que extingue 34 comarcas

124 1

O Tribunal de Justiça do Ceará vai apresentar para a imprensa, numa entrevista coletiva marcada para as 9 horas destas quinta-feira, no Palácio da Justiça (Cambeba), o projeto de lei de reestruturação da nova Organização Judiciária do Estado.

A matéria já foi entregue ao Poder Legislativo nesta terça-feira e causa polêmica principalmente pelo item relacionado à extinção de 34 comarcas no Interior.

A apresentação do projeto será feita pelo juiz auxiliar da Presidência do TJCE, Marcelo Roseno. Em seguida, os jornalistas serão recebidos pelo presidente do tribunal, desembargador Gladyson Pontes.

(Foto – Paulo MOska)

Gilmar Mendes pode renunciar do STF para disputar mandato de senador pelo MT

Membros do Supremo Tribunal Federal revelam que o ministro Gilmar Mendes deve renunciar em setembro e entrar na disputa por uma vaga no Senado pelo Mato Grosso. Nos planos dele estariam também ações na área privada, como abrir outro estabelecimento de ensino.

Com a saída do ministro, uma nova vaga seria aberta no STF para indicação do presidente Michel Temer, e aí o próprio Gilmar Mendes poderia influenciar nesta nova indicação do Governo. Os deputados e senadores criticam esta mudança de hábito entre os ministros dos Tribunais Superiores.

Para o deputado Sílvio Costa (PT do B-PE), a vaidade ataca o Judiciário, e ele culpa a transmissão dos julgamentos: “grande parte dos ministros se comportam como senadores, deputados federais. Isso que chamo de parlamentarização do Judiciário”.

Já para o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), a troca do Supremo para o Congresso provoca desconfianças: “o que posso atestar é que deveria ter um período de transição”.

Os constantes encontros de Temer com Mendes provocam curiosidades e a versão oficial é de que se trata de debates sobre a reforma política.

(Informações do repórter José Maria Trindade, do Portal Uol)

Para Associação dos Magistrados, OAB usa “motivos sentimentais” contra extinção de comarcas

Da Coluna Vertical, do O POVO desta quinta-feira:

Sobre a polêmica em torno da extinção de 34 comarcas no Ceará, o presidente da Associação Cearense dos Magistrados (ACM), juiz Ricardo Alexandre, acompanhado de uma comitiva, procurou esta Vertical para tratar sobre o projeto de reestruturação do Judiciário do Ceará, que começa a tramitar na Assembleia Legislativa. Ele garante que as medidas vão acelerar os julgamentos, pois priorizarão comarcas com o maior número de processos, facilitando tramitações.

Sobre o porquê de a OAB estadual questionar, diz respeitar a posição da entidade, mas observou que os argumentos apresentados contra o projeto não se sustentam diante das questões técnicas adotadas. O presidente da ACM chegou a admitir que a OAB está agindo mais por “motivos sentimentais”.

A Ordem quer audiência pública na Assembleia, o que virá por meio do primeiro-secretário da Casa, Audic Mota (PMDB). E o que se espera nesse debate é que a clientela, na ponta, tenha o acesso à Justiça preservado.

Tasso Jereissati: PSDB pode deixar o governo, mas não irá para a oposição

73 1

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) afirmou, nessa quarta-feira, que “está cada vez mais clara” a tendência, dentro o PSDB, pelo desembarque do governo Michel Temer. Ele afirmou, entretanto, que isso não significa necessariamente que o partido passará à oposição.

“O posicionamento é por um desembarque, não de oposição ao governo. Essa posição está ficando cada vez mais clara pelos fatos.” Tasso disse que ainda nesta semana deverá ser decidido quem ficará definitivamente na presidência da sigla, exercida interinamente por ele desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a suspensão do mandato de Aécio Neves (PSDB-MG), em 18 de maio.

Aécio retornou ontem ao Senado, também por determinação do STF, mas segue afastado do comando do partido. “Até o fim da semana teremos uma posição definitiva [sobre com quem fica na presidência do PSDB]”, afirmou. “A decisão será dele [Aécio], porque é ele que tem o mandato.”

(Com Valor Econômico)

Trabalhadores da construção civil de Fortaleza e RMF paralisam atividades

258 3

José Batista, líder sindical, convocou a categoria em vídeo.

Trabalhadores da construção civil de Fortaleza e Região Metropolitana estão paralisando atividades nesta quinta-feira. Eles chegam aos canteiros, tomam café e não cumprem a jornada. Desde terça-feira que vários canteiros de obras têm sido mobilizados pelas lideranças sindicais que buscam melhorias salariais e também o auxílio-combustível, pois a grande maioria utiliza motocicletas para ir ao trabalho. A categoria pedia, inicialmente, reajuste de 8%, negociou a redução para 6,5%, conforme o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza (STICCRMF), Geraldo Magela, mas o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) oferece 4,4%, o que não foi aceito.

O Sinduscon-CE, em nota, reitera que continua aberto ao diálogo e mantém benefícios dos trabalhadores, “mesmo diante do atual cenário econômico de crise”, tais como: “participação nos resultados que representa um 14º salário anual; café da manhã e almoço gratuitos; auxílio alimentação; seguro de vida; jornada de trabalho de 42,5 horas; desconto do vale transporte de 1,5% em vez dos 6% previstos na legislação; adicional de 5% sobre os salários para cursos de aperfeiçoamento técnico – profissional; complementação do auxílio doença por 90 dias; estabilidade para pré-aposentado; e 120 dias adicionais de estabilidade para gestante”.

De acordo com o Sinduscon/CE, as negociações chegaram a um impasse porque o sindicato dos trabalhadores “insiste em uma pauta fora da realidade econômica do País, exigindo auxílio-combustível, que constitui um custo adicional elevado para as empresas”.

A greve foi deliberada no último dia 30, em assembleia geral da categoria realizada na Praça Portugal que, ainda nesta manhã de quinta-feira, será o ponto de concentração dos protestos. Há expectativa de caos no trânsito nessa área.

Estado paga nesta quinta-feira a primeira parcela do 13º salário

A primeira parcela integral do 13º salário dos cerca de 160 mil servidores estaduais, entre ativos, inativos e pensionistas, será paga nesta quinta-feira. Com o pagamento, o Governo do Ceará espera injetar R$ 140 milhões na economia do Estado.

Os descontos serão aplicados apenas na segunda parcela, que será paga em dezembro próximo, segundo a Secretaria da Fazenda.

Para o secretário da Fazenda, Mauro Filho, a expectativa de é que os recursos estimulem a confiança do comércio e promovam a ampliação do crédito e do consumo.

Senado faz primeira discussão em plenário da Reforma Trabalhista

O plenário do Senado fez nessa quarta-feira (5) a primeira das duas sessões de discussão previstas antes da votação do projeto que trata da reforma trabalhista. Após aprovarem o projeto de lei que trata da retomada do dinheiro de precatórios não sacados pelos credores, os senadores iniciaram o debate sobre a reforma.

“Me causa enorme surpresa – aliás, me causa angústia – saber que esta Casa, o Senado da República, não pode acrescentar nem retirar uma só vírgula da reforma trabalhista que o governo mandou para o Congresso Nacional. Isso é algo inadmissível”, disse o senador João Capiberibe (PSB-AP).

O relator da reforma, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), no entanto, voltou a defender seu parecer pela aprovação do texto sem alterações. Para ele, a reforma vai beneficiar as menores empresas, que são as mais prejudicadas pela atual legislação trabalhista.

“Quem são os empregadores no Brasil para aproximadamente 70% dos empregos que são gerados no nosso país? Quem gera esses empregos são as empresas com mais de 200 trabalhadores? Não. Para aproximadamente 70% dos empregos do nosso país, quem gera é o micro e pequeno empresário que reúne em seus estabelecimentos até 15 trabalhadores. Portanto, nós estamos fortalecendo a micro e pequena empresa”, disse.

Os debates sobre a reforma seguem nesta quinta-feira (6), conforme acordo firmado entre os líderes partidários. Assim, na próxima semana, o plenário iniciará a ordem do dia com o encaminhamento para a votação, sem precisar abrir novo espaço para discussão da matéria.

(Agência Brasil)

Temer convoca ministros para reunião sobre “questões de governo” antes de viagem

O presidente Michel Temer convocou uma reunião ministerial na noite dessa quarta-feira (5). Compareceram ao Palácio do Planalto 22 ministros e três secretários executivos de ministério. De acordo com a assessoria do Planalto, estão sendo tratadas “questões do governo” na reunião.

O encontrou ocorreu na véspera da viagem de Michel Temer à Alemanha, onde participará do encontro do G20, que reúne líderes das 20 maiores economias do mundo. Temer volta do compromisso no sábado, desembarcando no Brasil no domingo.

Com a ausência de Temer do país, é possível que o presidente do Senado, Eunício Oliveira, assuma a Presidência, já que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, primeiro na lista de sucessão para ocupar o posto, tem viagem marcada para um evento no parlamento argentino nas mesmas datas.

(Agência Brasil)

Sabatina de Raquel Dodge é marcada para o dia 12

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) considerou hoje (5), ao ler seu parecer na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que a procuradora da República Raquel Dodge está apta para o cargo de procuradora-geral da República.

Após a leitura do parecer, o presidente da comissão, senador Edison Lobão (PMDB-MA), concedeu vista coletiva e marcou a sabatina da procuradora para a próxima quarta-feira (12). No mesmo dia, logo após a sabatina, será votada a indicação. Aprovada, a previsão é que a nomeação siga para votação em plenário no mesmo dia, em regime de urgência.

O relatório de Roberto Rocha ressalta os “aspectos notáveis da atuação profissional e acadêmica” de Raquel Dodge. O relator também elencou alguns pontos do currículo da indicada, pontuando sua formação no exterior e alguns fatos de sua carreira no Ministério Público.

“Foi designada pelo Procurador-Geral da República para desempenhar, por delegação, importantíssimas funções em casos específicos, como a persecução criminal ao então deputado Hildebrando Paschoal e a liderança da chamada Operação Caixa de Pandora, que teve entre um de seus pontos culminantes a prisão – inédita e única até hoje – de um governador no exercício de suas funções, o então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda”, lembra Rocha.

(Agência Brasil)

Oposição vai continuar obstruindo votações do Plenário em protesto contra Temer

Deputados de oposição anunciaram nesta quarta-feira (5) que darão prosseguimento ao processo de obstrução da pauta do Plenário em protesto contra o governo do presidente da República, Michel Temer. Estão em obstrução: PT, PDT, PcdoB, Psol, Rede e Minoria, que possui a liderança do deputado José Guimarães (PT-CE).

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) disse que o País vive talvez a maior crise institucional de sua história. “A crise é política, ético-moral e avança sobre a economia brasileira. Esse parlamento é um bunker [ abrigo] de gelo que já está derretendo. Lá fora, na rua, na vida real, mais de 95% das pessoas não aprova mais esse governo de Michel Temer”, disse.

(Agência Câmara Notícias)

Justiça determina reintegração de 517 funcionários demitidos do Grupo Rabelo

441 7

O Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT-CE) obteve na Justiça do Trabalho, em decisão liminar inédita, a reintegração de mais de 500 funcionários demitidos pelo grupo varejista Rabelo. O juiz Antônio Célio Martins, da 8ª Vara do Trabalho de Fortaleza, considerou que a demissão em massa requer negociação coletiva com sindicato da categoria para disciplinar o pagamento de verbas rescisórias, o que, no caso, não ocorreu. A decisão, que tem respaldo na doutrina e em vasta jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho, suspende as dispensas sem justa causa e estabelece o prazo de 10 dias para a empresa convocar os trabalhadores de volta às atividades, informando, por correspondência, o local de trabalho.

O magistrado considerou que, com a finalidade de evitar pagamento regular das verbas rescisórias, o grupo solicitou, na Justiça Comum, recuperação judicial logo após a demissão coletiva de empregados. Segundo a decisão, dessa maneira, as empresas do grupo Rabelo adotaram, em prejuízo dos trabalhadores, uma manobra para obter o benefício da lei regulamentadora do processo liquidação judicial, que impõe aos créditos trabalhistas não vencidos, inclusive no que se refere às verbas rescisórias ainda pendentes de quitação, o processamento junto ao juízo falimentar.

Anteriormente ao ajuizamento da ação, em audiências realizadas na sede do MPT-CE, houve tentativas frustradas de acordo extrajudicial para pagamento parcelado das rescisões.

Em junho de 2016, o Grupo Rabelo iniciou processo de redução das atividades, com o fechamento de trinta filiais no Maranhão, Piauí e Ceará. A empresa alegou prejuízos em consequência da recessão econômica, no país, e, no mesmo mês, protocolou pedido de recuperação judicial. Segundo os Sindicatos dos Comerciários de Maracanaú, Maranguape e Pacatuba, somados o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o seguro-desemprego a dívida do grupo varejista é de cerca de R$ 6 milhões.

Além da reintegração imediata de todos os empregados injustamente dispensados, a medida em caráter de urgência estabelece multa diária de R$ 1.000 em caso de descumprimento.

(MPT-CE)

Parlamento da Venezuela é invadido e deputados ficam feridos

Um grupo de simpatizantes do governo venezuelano entrou à força nesta quarta-feira (5) no prédio da Assembleia Nacional (AN), de maioria opositora, e provocou ferimentos em alguns deputados que se encontravam no recinto.

Posteriormente, o grupo de cerca de 30 invasores foi expulso pela segurança do Parlamento. Os agressores – muitos vestidos de vermelho e armados com paus e artefatos pirotécnicos – invadiram a sede do Legislativo durante uma sessão comemorativa dos 206 anos da independência venezuelana, celebrada pelos opositores que controlam a Câmara.

O presidente da Assembleia Nacional, o opositor Julio Borges, disse que pelo menos cinco deputados ficaram feridos – entre eles Juan José Molina, Armando Armas, Américo de Grazia, Richard Blanco e Juan Guaidó – e que sete trabalhadores do Parlamento foram agredidos.

(Agência Brasil)

Casa de Cultura Alemã – Alunos querem direito a estacionamento e manutenção de leitora

De Odivan Santos, leitor do Blog, recebemos a seguinte nota, em tom de queixa contra a Universidade Federal do Ceará. Confira:

Prezado jornalista Eliomar de Lima,

Sou aluno da Casa de Cultura Alemã e curso o 4º semestre. Gosto muito da cultura alemã, me interessa muito em aprender alemão, mas, há algum tempo, como aluno da Extensão, venho notando que a UFC, através do Departamento de Letras, anda dificultando a vida dos estudantes de extensão, ao não permitir, por exemplo, que os carros particulares apenas dos alunos de curso de extensão não estacionem dentro da área desse Departamento. É permitido para professores, funcionários e alunos da graduação, mas não para a Extensão.

Nós, que já fazemos um esforço grande para assistir às aulas, enfrentando um trânsito terrível na avenida 13 de maio, ainda temos que disputar espaços para estacionar num beco apertado, na rua do Bar Acadêmico, ou estacionar na rua e ter o carro depredado ou, então, pagar estacionamento no Shopping Benfica, que diga-se de passagem, é caro para nós estudantes.

Lembro-me que antes era permitido ao aluno do curso de extensão estacionar naquela espaço, mas uma reunião promovida pela diretora do Departamento de Letras, com estudantes do curso de graduação e sem nenhuma representação do curso de extensão, definiu e comunicou, através de um informe, que não mais seria permitido o acesso.

Pra piorar a nossa situação, a Casa de Cultura Alemã, desde sua fundação em 1962, possui uma representante do DAAD – Serviço de Intercâmbio Alemão, que leciona para os alunos dos semestres mais avançados. Normalmente é uma Doutora, formada em Letras na Alemanha. No nosso caso, lecionava até o 7º semestre. Lecionava, porque, no próximo, não lecionará mais, devido a uma solicitação do DAAD em Fortaleza para a Reitoria, através do Departamento de Relações Internacionais para que a leitora cumpra expediente apenas no curso de graduação, onde normalmente há turmas pequenas com no máximo 7 ou 9 alunos, deixando duas turmas do 6º semestre a ver navios.

Não é culpa da leitora, uma vez que ela apenas cumpre determinação, mas é estranho que a Reitoria não tenha consultado a Casa de Cultura Alemã, antes de baixar tal medida.

Estou, com outros alunos, promovendo um abaixo-assinado para, com demais colegas, tentar reverter essa situação. A saída da leitora da sala de aula do curso de extensão reduz o quantitativo de turmas ofertadas no próximo semestre. E dessa forma, aos poucos vão destruindo as casas de cultura.

Sem mais,

Odivan Santos.

 

Denúncia é baseada em suposição e foge da realidade, diz advogado de Temer

Os advogados do presidente Michel Temer afirmaram que o ponto central da defesa na denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República é o de que Temer não cometeu o crime de corrupção passiva. Em documento protocolado nesta tarde na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara, o advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira sustenta que o presidente não cometeu “nenhum deslize de natureza moral, ética ou penal”.

De acordo com Mariz, a denúncia de corrupção passiva apresentada ao Supremo Tribunal Federal é uma “fantasiosa acusação” que se baseou em uma gravação “maculada por cortes, adulterações e manipulações que lhe retiram a autenticidade”, em referência ao áudio da conversa de Temer com o dono do grupo JBS, Joesley Batista.

O advogado disse ainda que, apesar de a gravação ser uma “prova nula” e “clandestina”, o conteúdo não traz nenhum indício que possa comprometer o presidente.

“Toda a defesa do presidente Michel se centra na negativa da prática do delito de corrupção. A acusação, em face da carência de elementos probatórios, recorreu aos recursos intelectuais da suposição, da hipótese e das ilações que permitem afirmações de qualquer natureza no afã de emprestar falsa aparência de uma realidade que, na verdade, é uma mera ficção”, argumentou.

Após protocolar o documento de defesa de Michel Temer na CCJ da Câmara, Mariz voltou a negar que o presidente tenha cometido qualquer tipo de crime. Ele desafiou os autores da denúncia a provar as acusações alegadas contra Temer.

(Agência Brasil)