Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Juca Kfouri não deve indenizar Carlos Nuzman por noticiar suposta fraude

Quem ocupa cargo público está sujeito a críticas da imprensa, desde que elas não configurem os crimes de injúria, difamação ou calúnia. Com base nesse entendimento, a 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou pedido de indenização do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, em ação contra o jornalista Juca Kfouri. A informação é da assessoria de imprensa do TJ do Rio de Janeiro.

Nuzman moveu ação contra cinco textos que Kfouri publicou em 2012 em seu blog, no portal Uol, e em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo. Neles, o jornalista relata a demissão de nove funcionários do Comitê Rio-2016, que organizou as Olimpíadas no Brasil, pelo uso de informações confidenciais do Comitê Londres-2012. Segundo Juca Kfouri, Nuzman — que presidiu o comitê — tentou impedir que tais fatos fossem revelados.

Mas o dirigente esportivo se sentiu ofendido pelos textos, e foi à Justiça. Na ação, ele requereu indenização por danos morais no valor de R$ 100 mil. O pedido foi negado em primeira instância, e ele recorreu.

Os magistrados confirmaram a sentença. “O direito de crítica do recorrido é inerente à atividade jornalística e está umbilicalmente ligada ao direito fundamental à livre manifestação do pensamento, vedada à prática de injúria, difamação e calúnia”, escreveu o relator, desembargador Fernando Fernandy Fernandes

Além disso, Fernandes ressaltou que a atividade de Nuzman à frente do COB e do Comitê Rio-2016 possuem “relevantíssimo caráter público”. Dessa maneira, é papel da imprensa informar a sociedade sobre seus atos, apontou o magistrado. E isso, para ele, inclui denunciar eventuais irregularidades da gestão. O relator foi seguido por todos os seus colegas da 13ª Câmara Cível.

(Foto – Francisco Ucha)

Acrísio Sena articula debate sobre Polo Criativo do Conjunto Ceará

Sob articulação do vereador Acrísio Sena (PT), o Sebrae promoverá nesta quarta-feira, às 19 horas, no Centro Cultural Patativa do Assaré, situado no Conjunto Ceará, um debate sobre economia criativa.

O encontro terá a presença do superintendente estadual do Sebrae, Joaquim Cartaxo, que vai expor o tema e também proposta de Acrísio que quer criar o Polo Criativo do Conjunto Ceará.

Um projeto de lei de autoria de Acrísio Sena, nesse sentido, tramita na Câmara Municipal e deve ter discussões ampliadas a partir de agosto, quando do retorno das atividades legislativa.

Guido Mantega não aparece para depor em audiência de filho de Lula

O ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, era a testemunha mais aguardada para depor hoje à Justiça Federal num processo aberto em consequência da Operação Zelotes.

Era…

O ex-ministro não foi localizado, segundo o Judiciário, e sua oitiva terá que ser remarcada.

Ele seria ouvido no caso envolvendo um dos filho de Lula, Luis Claudio, investigado pela suspeita de participação no suposto esquema de venda de medidas provisórias.

(Veja Online)

Fortal 2017 – Juiz disciplina entrada de crianças e adolescentes na micareta

O juiz coordenador das Varas da Infância e Juventude de Fortaleza, Manuel Clístenes de Façanha e Gonçalves, assinou portaria disciplinando a entrada e permanência de crianças e adolescentes no Fortal 2017, que acontecerá de 20 a 23 de julho. De acordo com o documento (nº 14/2017), publicado no Diário da Justiça dessa segunda-feira, crianças e adolescentes de até 16 anos de idade só poderão ingressar no evento quando acompanhados de representante legal (pai, mãe, tutor ou guardião) ou responsável acompanhante (ascendentes ou colaterais, até o terceiro grau de parentesco, como avós, irmãos e tios). A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

O parentesco deverá ser comprovado e, portanto, tanto os menores quanto seus representantes e responsáveis, deverão portar documento de identidade e, quando for o caso, os termos de tutela e guarda.

O proprietário do estabelecimento e promotor do evento deverão garantir segurança compatível com o público e impedir o consumo de bebida alcoolica, cigarro ou similares para esse público nas dependências do evento, devendo fazer constar essa proibição em placas fixadas no local, bem como no convite, ingresso e materiais de propaganda.

Além disso, devem tomar todas as providências para evitar riscos à segurança, buscando auxílio de força policial se necessário. Caso o próprio responsável esteja colocando o menor em risco, deve contatar o Departamento de Agentes de Proteção da Infância e Juventude ou o Conselho Tutelar. Este também deve ser comunicado em caso de criança ou adolescente apresentar sintomas de embriaguez ou efeito de substância entorpecente, para que seja providenciado, se necessário, atendimento médico, entre outras medidas cabíveis. O adolescente que cometer ato infracional deverá ser encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente.

Ainda conforme a Portaria, os Agentes de Proteção são responsáveis por vigiar o cumprimento das regras, devendo fiscalizar “qualquer forma de negligência, exploração, inclusive laboral, violência, discriminação, maus tratos e constrangimentos praticados contra crianças e adolescentes, podendo desenvolver suas atividades em todos os setores e espaços do complexo estrutural destinado à realização do evento”.

Os agentes poderão solicitar a intervenção de policiais civis e militares, para garantia do cumprimento de suas atividades. Os proprietários, promotores e funcionários do evento, bem como responsáveis e representantes legais, assim como o público de modo geral, deverão prestar todo apoio aos agentes, para que estes cumpram suas funções. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), impedir ou embaraçar a ação desses agentes constitui crime, sujeito a pena de seis meses a dois anos de detenção.

João Doria entra com queixa-crime contra Ciro, que o qualificou de “farsante” e “lobista”

337 1

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), apresentou uma queixa-crime por calúnia, difamação e injúria contra o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que também é pré-candidato à Presidência da República. A informação é da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Na ação, Doria lista palestras e entrevistas em que Ciro o chamou de “farsante” e “lobista”. Ele também compilou trechos em que o ex-ministro também disse, em mais de uma ocasião, que o prefeito de São Paulo fez fortuna “às custas de dinheiro público”.

Na ação, Doria é representado pelo escritório Fernando José da Costa. A petição apresenta dezenas de frases ditas por Ciro, inclusive em entrevista à Folha. Ao jornal, o ex-ministro disse que Doria, quando presidente da Embratur, foi criticado por uma propaganda “com bunda de mulher na praia, estimulando claramente o turismo sexual”.

A peça ainda traz declarações de Ciro em uma universidade, em Lisboa, em abril deste ano. Na ocasião, o pré-candidato sustentou que o prefeito teria ficado “rico fazendo tráfico de influência”.

Camilo assina decreto isentando agricultor familiar de taxa na primeira CNH. Projeto é de Moisés Braz

 
 O governador Camilo Santana (PT) vai assinar nesta quarta-feira, no Palácio da Abolição, decreto que regulamenta a isenção do pagamento de taxas do DETRAN para a 1ª CNH e/ou Renovação para agricultores familiares com Declaração de Aptidão ao PRONAF (DAP).
O direito para a categoria de trabalhadores foi garantido através de emenda do deputado Moisés Braz (PT) à Lei Estadual 15.838/2015, que dispõe sobre as taxas de fiscalização e prestação de serviços públicos estaduais.

PSC quer ampliar número de filiados em Fortaleza

O Partido Social Cristão (PSC) fará reunião nesta quarta-feira, a partir das 18 horas, em sua sede, para discutir atuação e o futuro da legenda em Fortaleza.

A ordem, segundo a presidente regional, Nicolle Barbosa, é ampliar a presença do partido nas zonais da Capital, o que deverá ser feito a partir da conquista de novas filiações.

“Temos um partido com bandeiras firmes: geração de emprego e renda, empreendedorismo, desenvolvimento econômico e qualidade de vida. Acreditamos que a política deve ser feita com ética e comprometida com os anseios da sociedade. Pretendemos envolver nossos filiados nessa importante discussão”, acentua Nicolle, também presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Governo.

 

PIB tem aumento de 0,49% no trimestre encerrado em maio

Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, teve um crescimento de 0,49% no trimestre encerrado em maio na comparação com o trimestre fechado em fevereiro. No entanto, em relação ao trimestre encerrado em maio de 2016, o PIB não teve variação.

Os dados foram divulgados hoje (18), no Rio de Janeiro, pelo Monitor do PIB, da Fundação Getulio Vargas (FGV). Analisando-se apenas maio, houve queda de 0,9% na comparação com abril e alta de 0,7% em relação a maio do ano passado.

Comparação com 2016

O trimestre fechado em maio acusou queda de 0,6% no consumo das famílias, quando comparado ao mesmo período do ano passado. Nesse mesmo tipo de comparação, os investimentos tiveram queda de 3,6%.

As exportações registraram crescimento de 1,8%. O mesmo aconteceu com as importações, com alta de 2,3%.

(Agência Brasil)

Planetário de Sobral oferece curso de Introdução à Astronomia

O Planetário de Sobral (Zona Note) escreve para curso gratuito de Introdução à Astronomia. São ofertadas 100 vagas e as inscrições poderão ser realizadas até o dia 20 de agosto próximo, no Blog da Secretaria da Educação de Sobral (http://seducsobral.blogspot.com.br).

O curso é voltado para professores e estudantes da rede pública de ensino, assim como para público em geral, com carga horária total de 120 horas/aula. O objetivo é contribuir para a popularização das ciências e oferecer aos participantes uma visão geral sobre a Astronomia nos seus aspectos teóricos e práticos.

O primeiro encontro será realizado no dia 2 de setembro, no Planetário de Sobral. As aulas presenciais serão ministradas por professores mestres e doutores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e da Universidade Federal do Ceará (UFC). Parte do curso será realizado por meio de um ambiente virtual de aprendizagem on-line disponibilizado na internet.

SERVIÇO

*Confira o edital do curso aqui.

*Planetário de Sobral – Rua Coronel José Inácio, s/n – Praça do Patrocínio.

Receita Federal recupera R$ 73,636 bi em impostos não pagos; R$ 4 bi vieram da Lava Jato

O total de créditos tributários (impostos não pagos, multas e juros) recuperados pela Receita Federal no primeiro semestre deste ano foi de R$ 73,636 bilhões em lançamentos. O valor representa aumento de 12,6% na comparação com o mesmo período de 2016, quando foram anotados R$ 65,4 bilhões. Do total, R$ 4 bilhões vieram de autuações relacionadas à Lava Jato. De 2015 a 2017, o total recuperado com a operação chega a R$ 12,8 bilhões.

“Foi o segundo melhor primeiro semestre da história da fiscalização da Receita. Os auditores botaram a faca nos dentes e entregaram um resultado bastante significativo. O principal deles é o grande volume de crédito tributário de contribuição previdenciária. Tivemos aumento de 54% no combate à sonegação previdenciária. Quando o país está discutindo a reforma da Previdência, a Receita Federal, que tem responsabilidade sobre metade desse problema, está dando a resposta”, disse o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Iágaro Jung Martins, ao divulgar o balanço hoje, em Brasília.

Na área da previdência, as principais hipóteses de sonegação são a contratação de pessoa física como pessoa jurídica, o pagamento por grandes empresas por Stock Options (forma de remuneração de gestores por meio de bonificações ou direito à compra de ações), a segregação de pessoas jurídicas, quando se separa a empresa e leva seus funcionários para uma empresa tributada pelo Simples, de forma a não ter de pagar a contribuição previdenciária patronal.

“Tem também aquelas empresas que atuam com substituição da tributação da contribuição previdenciária da folha de pagamento pelo faturamento, e [isso] confunde as atividades para não pagar o imposto da contribuição previdenciária, nem de uma forma nem de outra”, disse o subsecretário.

Ao todo, foram investigadas 6.161 pessoas jurídicas em 2017, o que resultou em R$ 70.672 bilhões em créditos tributários. Já o total de pessoas físicas ficou em 195,5 mil, o que correspondeu a R$ 2,96 bilhões.

No caso da pessoa física, apesar de a quantidade de procedimentos de auditorias externas e de revisão de declarações ter aumentado 14,4% na comparação com 2016, chegando a 195.531 auditorias, o valor obtido em créditos caiu 39,2%. Já no caso de pessoas jurídicas a quantidade de auditorias aumentou 28,5% (totalizando 6.161 auditorias e revisões), e os valores, em 16,8%.

Lava Jato

De acordo com Iágaro Jung Martins, há ainda 177 pessoas físicas e jurídicas relacionadas à Lava Jato sendo investigadas. “A expectativa é de que até o final do ano ampliemos para R$ 15 bilhões os valores desses lançamentos”, disse.

(Agência Brasil)

Faculdade de Direito da UFC promoverá Seminário Criança não É de Rua

A Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, por meio do seu Núcleo de Estudos Aplicados Direitos, Infância e Justiça (Nudi-Jus), promoverá, nesta sexta-feira, o Seminário Criança não É de Rua. O evento acontecerá das 8 às 17 horas, no auditório dessa faculdade (Centro), informa a assessoria de imprensa da UFC.

O seminário é uma parceria com a campanha nacional Criança não É de Rua, a organização O Pequeno Nazareno e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Será aberto ao público e com 250 vagas disponíveis. As inscrições serão recebidas no local, mas interessados podem reservar vaga enviando nome completo para o e-mail secretariacner@gmail.com.

Um ato público em defesa dos direitos das crianças e adolescentes em situação de rua marcará a abertura do evento, que contará com discussões sobre trabalho infantil; mendicância; violência sexual; consumo de álcool e outras drogas; violência intrafamiliar, institucional ou urbana; ameaça de morte, sofrimento ou transtorno mental; LGBTfobia, racismo, sexismo e misoginia; cumprimento de medidas socioeducativas ou medidas de proteção de acolhimento; encarceramento dos pais.

Sergio Moro compara defesa de Lula no caso tríplex às contas de Eduardo Cunha no Exterior

O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, comparou a negativa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de ter o tríplex do Guarujá ao argumento do ex-presidente da Câmara, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que dizia não ser titular de contas no exterior que receberam dinheiro de propina, “mas somente usufrutuário em vida”. O juiz rebateu os argumentos da defesa do ex-presidente, que recorreu da sentença de nove anos e meio de prisão dada pelo magistrado e afirmou que havia nela “omissões, contradições ou obscuridades” A informação é do O Globo.

Para Moro, a falta de transferência formal do tríplex ou da posse do imóvel a Lula foi objeto de longa análise por parte do Juízo, que decidiu que não pode se prender unicamente à titularidade formal ao apreciar crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. “Assim não fosse, caberia, ilustrativamente, ter absolvido Eduardo Consentino da Cunha (..), pois ele também afirmava como álibi que não era o titular das contas no exterior que haviam recebido depósitos de vantagem indevida, mas somente “usufrutuário em vida”, disse Moro.

E completou:

“Em casos de lavagem, o que importa é a realidade dos fatos segundo as provas e não a mera aparência”

Moro afirmou que a vantagem indevida — a propina — não decorre apenas da atribuição da propriedade do tríplex a Lula ou da realização de reformas, mas de estes fatos terem sido acompanhados da falta de pagamento, com abatimento na conta geral de propinas mantidas pelo PT com a empreiteira OAS.

Em despacho, argumentou que não valorizou mais o depoimento do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, do que os depoimentos das testemunhas de defesa. Segundo ele, apenas concluiu que havia no testemunho de Léo Pinheiro valor como prova por ser consistente com as provas documentais do processo, o que não ocorria com os álibis apresentados pelo ex-presidente. E transcreveu trecho da sentença afirmando que, ao comprovar que ele foi beneficiado pelo esquema da Petrobras, a discussão se Lula sabia ou não da corrupção na estatal e da arrecadação de propinas “passou a ser redundante”.

O juiz também refutou outro argumento da defesa, de que todas as auditorias internas e externas da Petrobras não detectaram os crimes na época.

“A seguir o critério da Defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, os Diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque e Nestor Cuñat Cerveró, que mantinham contas secretas com saldos milionários no exterior e confessaram seus crimes, também deveria ser absolvidos porque as auditorias internas e externas da Petrobras, inclusive também a Controladoria Geral da União, não detectaram na época os crimes”.

Origem da Propina

Moro também rebateu o argumento da defesa de que não foi provado que o dinheiro da propina tinha origem em contratos da Petrobras. Disse que jamais afirmou, na sentença ou em lugar algum, que os valores obtidos pela Construtora OAS nos contratos com a Petrobras foram utilizados para pagamento da vantagem indevida para o ex-presidente.

“Nem a corrupção, nem a lavagem, tendo por crime antecedente a corrupção, exigem ou exigiriam que os valores pagos ou ocultados fossem originários especificamente dos contratos da Petrobras”.

O Ministério Público Federal (MPF), que informou que apelava da sentença mas pediu tempo para apresentar os motivos, recebeu prazo de oito dias para enviar suas razões. A Petrobras, na condição de assistente da acusação, poderá se manifestar até três dias depois do MPF. O juiz também explicitou que o valor dos danos deverá ser revertido para a Petrobras.

 

Taxa de ocupação hoteleira é de 78%, mas pode bater nos 100% nesta férias

A rede hoteleira registra hoje 78% de ocupação, segundo o presidente do Sindhotéis do Estado e vice da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), Manuel Cardoso Linhares. Em 2016, nessa época a taxa estava em 74%.

Ele afirma que a boa divulgação do Estado lá fora ajudou, bem como voos de Jericoacoara e congressos. Cardoso avalia que a ocupação pode bater nos 100% por conta ainda do Fortal e do Halleluya.

Futuro presidente

Por falar em Manuel Cardoso, o nome dele já é consenso para ser eleito, em setembro próximo, o novo presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih).

Cardoso, que terá Luciano Carneiro, presidente da Abih/GO como vice, será o primeiro cearense a ocupar a presidência dessa entidade nacional.

Reforma Trabalhista – Aprovação sem qualquer emenda de parlamentar

Com o título “Salvação pela pele do trabalhador”, eis artigo do jornalista Wagner Mendes, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. Ele aborda a aprovação da reforma trabalhista sem emenda de parlamentares. Confira:

Os trabalhadores brasileiros assistiram na semana passada à aprovação da reforma trabalhista no Senado Federal a toque de caixa. Sem debate, sem emenda.

A então proposta — já sancionada em forma de lei pelo presidente Michel Temer — passou pela Casa revisora sem ser revisada. Um senador não teve a chance de apresentar uma proposta sequer de modificação do texto aprovado pela Câmara dos Deputados.

Como a tramitação de um Projeto de Lei prevê que o mesmo texto precisa ser aprovado pela Câmara e pelo Senado, a base governista tentou “negociar” uma Medida Provisória, prometida pelo presidente, para realizar as mudanças que parte da Casa exigia.

A estratégia visava acelerar a aprovação da matéria, já que, caso houvesse mudanças no Senado, o texto deveria voltar para a Câmara discutir e votar novamente. O que levaria tempo — sem garantias, portanto, de ser sancionada pelo atual governo que pode ser afastado a qualquer momento após a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente, por corrupção passiva.

A necessidade de Temer de apresentar “resultados” com urgência, para segurar a base e atrair o apoio do mercado, acabou atropelando o curso natural das discussões de uma matéria que atinge diretamente a vida de todos os trabalhadores brasileiros.

É difícil crer que o que foi aprovado pela Câmara estava em sintonia com o que pensava o Senado. Independente do teor do projeto que foi aprovado na primeira Casa, furtar um senador da República de modificar um texto, tendo em vista a necessidade do Executivo de mostrar resultado, é humilhar o trabalhador que produz a riqueza do País. O governo é para quem? Um desrespeito.

Ainda sem entrar no mérito do texto, é inadmissível que o futuro de quem pega ônibus lotado todos os dias para trabalhar e ganha um salário mínimo por mês, ou pouco mais que isso, por exemplo, seja definido à revelia dos seus interesses, sem o debate devido.

É escandaloso que o futuro (e o presente) de milhões de brasileiros tenha servido de moeda de troca para ajudar na salvação de um governo enlameado da cabeça aos pés em indícios de corrupção.

*Wagner Mendes

wagnermendes@opovo.com.br

Jornalista do O POVO

Leitor do Blog ironiza visita de Lula ao Nordeste

274 2

Eis comentário deixado no Blog pelo leitor de nome Evaristo. Na postagem sobre o giro de ônibus que o ex-presidente Lula fará pelo Nordeste, a partir de 16 de agosto, incluindo o Ceará. Confira:

À guisa de ajuda aos organizadores da fanfarra:

No Ceará, Lula pode trocar o ônibus pelos trilhos da Transnordestina, que ele deixou pronta; dar uma parada para um mergulho no Canal de Transposição das Águas do Rio São Francisco, que ele deixou quase pronto e a Dilma entregou em 2012 e, finalmente, para não sair do Interior, dar uma passada na região de São Gonçalo do Amarante e fazer uma visita à refinaria da Petrobras que ele lançou e Cid/Ciro deram como concluída.

(Do Álbum de Fotografias)

Missa da Ressurreição por Edgar Fuques

Será celebrada nesta terça-feira, às 19 horas, na Paróquia da Paz, a Missa da Ressurreição em memória do ex-secretário da Segurança Pública do Ceará e ex-diretor-geral da Guarda Municipal de Fortaleza, Edgar Fuques.

O convite é feito por familiares e amigos de Fuques, que também foi secretário-geral do DEM estadual.

SERVIÇO

*Paróquia da Paz – Rua Visconde de Mauá, 905 – Aldeota.

Diário Oficial publica decreto que visa simplificar atendimento público nas empresas

O Diário Oficial da União publica hoje (18) decreto que visa simplificar o atendimento público, inclusive nas empresas. Um dos propósitos é que os órgãos prestadores dos serviços facilitem o compartilhamento de informações, estando atentos até mesmo ao uso de uma linguagem clara.

Fica determinado, por exemplo, que o usuário do serviço será dispensado de providenciar documentos que comprovem sua regularidade, atestados e certidões que possam ser encontrados em bases oficiais de dados da administração pública federal. Nesses casos, quem fica responsável pela entrega é o órgão que os detém. Quando os documentos contiverem alguma informação sigilosa, será necessária a autorização do usuário.

Segundo o decreto, se não for viável a obtenção direta dos documentos junto ao órgão, a comprovação pode ser substituída por uma declaração escrita e assinada pelo usuário. Os órgãos só poderão exigir essa validação uma vez, se o fato estiver comprovado. Além disso, a autenticação de cópia de documentos poderá ser feita pelo servidor encarregado, com simples conferência e comparação com o documento original.

O governo estabelece, pelo decreto, que os órgãos e entidades terão que elaborar uma Carta de Serviços. O objetivo é expor, de maneira descomplicada e transparente, os serviços oferecidos e como acessá-los.

A obrigação é que informem até mesmo os usuários com prioridade, o tempo de espera para o atendimento, o prazo para a realização do serviço, os procedimentos adotados quando o sistema informatizado estiver fora do ar e a forma de recebimento e resposta de reclamações.
Se o usuário julgar que foi mal atendido, poderá apresentar o formulário chamado Simplifique!

Formulário

Segundo o decreto, é previsto que esse formulário seja disponibilizado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União em até seis meses.
Além do Simplifique!, outras ações que buscam ampliar o alcance aos serviços públicos já são postas em prática.

Um dos braços da Plataforma de Cidadania Digital, o Portal de Serviços reúne informações sobre as formas como os brasileiros podem, por exemplo, obter o seguro-desemprego, fazer a prova do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e até solicitar imagens e vídeos turísticos do Brasil.

Estrangeiros também são beneficiados, já que há atalhos para sites como o Migranteweb, do Ministério do Trabalho e Emprego. Ele é utilizado para emitir autorizações a candidatos a visto permanente ou temporário de trabalho no país.

(Agência Brasil)

Intenção de Consumo das Famílias cresce 0,2% entre junho e julho

A Intenção de Consumo das Famílias, medida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cresceu 0,2% em todo o país na passagem de junho para julho deste ano. Na comparação com julho de 2016, o crescimento foi maior: 12,5%.

A alta de 0,2% entre junho e julho foi puxada por quatro dos sete componentes do indicador: nível de consumo atual (1,8%), intenção de compra a prazo (1,5%), avaliação sobre o emprego atual (0,3%)  e renda atual (0,1%).

Três componentes tiveram queda: perspectiva profissional (-1,1%), perspectiva de consumo (-0,2%) e momento para a compra de bens duráveis (-0,1%)  .

Já na comparação com julho do ano passado, sete componentes tiveram alta: perspectiva de consumo (32,4%), momento para duráveis (25,8%), nível de consumo atual (24,2%), compra a prazo (11,2%), emprego atual (6,9%) , renda atual (6,5%)  e perspectiva profissional (2,1%).

(Agência Brasil)