Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Eleições 2018 – Alexandre Frota e Dr Rey estão na disputa por espaço na Câmara dos Deputados

A fauna de celebridades e sub-celebridades parece estar menos vistosa na eleição deste ano do que nos pleitos anteriores. Segundo a Veja Online, ainda assim, uma ou outra figuraça resolveu se candidatar, como sempre.

Entre elas estão o médico Dr. Rey e o ator e palpiteiro político de direita Alexandre Frota.

 

Ambos disputarão uma cadeira de deputado federal por São Paulo. O primeiro filiou-se ao PRB e o segundo ao partido de Jair Bolsonaro, o PSL.

De resto, aparentemente, os dois postulantes a político não têm mais nada em comum. Frota, por exemplo, informou ao TSE que não possui patrimônio algum.

Já seu colega de “show business”, Ray, declarou 12,4 milhões de reais em patrimônio. Só um dos imóveis do “Dr. Hollywood” vale 7,5 milhões de reais.

(Fotos – Reprodução de Facebook)

Material da campanha de Bolsonaro já está a caminho do Ceará

827 10

Uma carreta, cheia de material da campanha de Jair Bolsonaro, está chegando ao Ceará na próxima semana. Quem informa não é a direção do PSL do candidato, mas o deputado estadual Capitão Wagner, presidente estadual do PROS e fã do capitão da reserva.

Wagner diz que o material vai ser distribuído pela grande Fortaleza e Interior.

Sobre o assunto, Heitor Freire, presidente do PSL e candidato a deputado federal assim como o Capitãpo Wagner, confirma a informação, mas diz que algum material pró-Bolsonaro está sendo feito por voluntários aqui de Fortaleza.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Guia dá dicas de bom uso da internet nestes tempos de eleições

O Comitê Gestor da Internet (CGI.Br) lançou um guia com orientações para estimular cidadãos a fazerem um bom uso da internet. O manual traz dicas de como evitar problemas disseminados pelas tecnologias digitais, como as diversas formas de desinformação (práticas também conhecidas como as chamadas notícias falsas ou fake news no termo popularizado em inglês). A internet gerou impactos fundamentais na política e faz parte da democracia e das disputas eleitorais.

Mensagens falsas, conteúdos de ódio ou discriminatórios, propaganda eleitoral paga e interação direta entre candidatos e eleitores em redes sociais e outras plataformas são uma realidade cada vez mais poderosa e já fazem parte da dinâmica da disputa que terá seu desfecho nas urnas em outubro. O texto pondera que essas tecnologias não são neutras e é importante não confundir redes sociais com “praças digitais” marcadas pela liberdade plena.

Em vez disso, seria mais adequado entendê-las como shoppings, operados por empresas privadas, com regras próprias e que, mesmo com a gratuidade, envolvem custos ao acesso: os pacotes para navegar na internet e o uso de dados pessoais coletados para a difusão de publicidade segmentada. Compreender essa lógica, acrescenta o guia, é importante para entender que o acesso a conteúdos em plataformas como Twitter, Google ou Facebook é filtrado pelas regras, pelos critérios e pelos sistemas de cada empresa.

O eleitor deve tomar cuidado com o risco da personalização promovida pelas plataformas se transformar em “bolhas”, dentro das quais são privilegiados conteúdos próximos do que concordamos em vez de opiniões divergentes. E isso, em um momento de debate e confronto de propostas diferentes, pode ter um impacto relevante. Evitando os efeitos negativos dessas características, os eleitores podem usar a internet como poderosa fonte de informações.

Podem, por exemplo, acessar programas de governo, promessas anteriores de candidatos, contas do governo e análise de órgãos de controle (como os tribunais de contas ou comissões de acompanhamento e inquérito), além de buscar possíveis processos judiciais envolvendo um candidato, acusações e eventuais condenações.

Pela internet circula também propaganda eleitoral oficial. Para além de envio de boletins por e-mail e dos sites, pela primeira vez candidatos e partidos poderão divulgar anúncios pagos (sejam conteúdos impulsionados, sejam resultados pagos de busca no Google). O guia lista casos proibidos pela legislação eleitoral, o que pode ser denunciado pelo eleitor.

Além de propaganda eleitoral paga irregular, o usuário também pode questionar outros abusos, como calúnias, injúrias, difamação e racismo. O Marco Civil da Internet (Lei 12.965, de 2014) prevê a possibilidade de solicitar à Justiça a remoção de um conteúdo caso ele viole de alguma forma a legislação brasileira. As plataformas podem ser responsabilizadas se não cumprirem determinações judiciais.

Desinformação

O manual do CGI também discute formas de evitar a desinformação, definida como “conteúdos que visam propositalmente enganar o leitor usando estratégias para ocultar a intenção”, criados para produzir lucros ou comprometer a reputação de pessoas, inclusive candidatos e legendas. O texto destaca que os usuários devem estar atentos, pois podem ser tanto vítimas quanto agentes de disseminação desse tipo de conteúdo.

“Além do cuidado com as fontes que usamos para formar nossa própria opinião, é fundamental que tenhamos cautela ao repassar informações que recebemos; mesmo as que pareçam muito com a verdade – ou com o que gostaríamos que fosse a verdade! – para não contribuir com a desinformação e nos tornar instrumentos de agentes cujos reais interesses desconhecemos”, recomenda o guia do Comitê Gestor da Internet.

Além dos cuidados dos usuários para reconhecer e não repassar desinformação, o manual defende o fortalecimento da liberdade de expressão, a proteção da privacidade e dos dados pessoais dos usuários e transparência para que eleitores possam distinguir conteúdos noticiosos, opinativos e propaganda paga, além de iniciativas de educação para a mídia que incentivem uma relação mais crítica das pessoas com dispositivos, aplicativos e plataformas.

(Agência Brasil)

João Amoêdo, ex-executivo financeiro, promete “estado mínimo, cidadão máximo”

453 1

O candidato a presidente da República pelo Novo, João Amoêdo, garantiu, nesta quarta-feira, que, se eleito, fará um corte geral das despesas do governo e, principalmente, da Presidência da República. Ele deu essa declaração para o jornalista Luiz Viana, âncora do programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO/CBN, que vem entrevistando os postulantes ao Planalto.

Amôedo, o postulante com o maior patrimônio declarado – R$ 425 milhões, ganhos, avisou logo, no mercado financeiro, prometeu seguir a máxima do “Estado mínimo, cidadão máximo”. Ou seja, manterá todas as políticas sociais.

Ele aproveitou para explicar essa história de que transformaria o Palácio da Alvorada em museu, o que viralizou em vídeo que gravou para suas redes sociais. Ele confirmou que a medida integra suas metas, mas que a Presidência continuaria preservando e mantendo o patrimônio histórico de Brasília.

(Foto – Divulgação)

Temer vai montar equipe de transição

O presidente Michel Temer já está alinhavando a equipe que fará a transição entre governos. É o que informa a Coluna Radar, da Veja Online desta quarta-feira.

Em um primeiro momento, foi ventilada a possibilidade de se fazer isso a depender de quem seja eleito, mas já é um consenso de que a passagem deve ser feita independente do sucessor.

Uma das possibilidades mais fortes é que os grupos de trabalho se encontrem no Centro Cultural do Banco do Brasil. Elogiadas, as passagens dos governos FHC/Lula e Lula/Dilma foram feitas no local.

Ao copiar os ex-presidentes, a ideia de Temer é passar seriedade institucional e continuidade. Está fora de cogitação um abrupto fim de mandato como foi o de Dilma Rousseff.

(Foto – Agência Brasil)

Ferruccio Feitosa e um arroz sem festa

Calma. Não é nada do que você está pensando. O prato vazio de Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria Regional II, não é prova de que ele evitou algum prato quando da visita do governador Camilo Santana, nessa terça-feira, ao Mercado São Sebastião, no Centro de Fortaleza.

Natural lá das bandas de Tauá (Inhamuns), o maior produtora de caprinos do Estado, ele devorou carneiro com cuscuz à vontade e, quando queria repetir, o seu amigo, Cid Gomes, candidato ao Senado, jogou arroz no carneiro de Ferruccio.

E ele não come arroz. Acredita?

(Foto – D. Moura)

Pesquisa Datafolha reforça dilema petista entre esticar a corda com Lula ou lançar Haddad

A nova pesquisa Datafolha tende a reforçar dilema vivido hoje pelo PT: quando lançar Fernando Haddad como o escolhido de Lula? Inicialmente, a pesquisa deve estimular ala do partido que quer esticar a candidatura virtual do ex-presidente até o limite, só que ela também indica os riscos que seu herdeiro vai abraçar se for apresentado tardiamente ao eleitor. No Nordeste e no Norte, os bastiões do lulismo, Haddad ostenta seus maiores índices de desconhecimento: 51% e 54%, respectivamente.

Um detalhamento dos dados do Datafolha, segundo informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quarta-feira, ilustra o desafio de Haddad. Além dos 51% de nordestinos que dizem não saber quem ele é, outros 29% afirmam que o conhecem, mas “só de ouvir falar”. No Norte esse grupo soma 26%. No total, 52% dos eleitores de Lula não sabem quem ele vai apoiar.

(Foto – Pedro Ladeira, da Folhapress)

Camilo inaugura comitê de campanha com Cid e Eunício, mas sem Ciro Gomes

404 1

O governador Camilo Santana vai inaugurar, às 20 horas desta quarta-feira, no bairro Cocó, seu comitê central de campanha. Na prática, nada de novo. É o mesmo local que serviu de sede para sua primeira disputa e que foi ponto das campanhas também de Cid Gomes e de Lúcio Alcântara.

Com Camilo, estarão Cid Gomes (PDT) e Eunício Oliveira (MDB), candidatos ao Senado, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, prefeitos do interior, secretários e lideranças de partidos da base aliada e de movimentos sociais.

O candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, não participará. Não, não é só porque Eunício Oliveira vai estar lá, mas porque tem agenda em São Paulo.

(Foto – Divulgação)

Fortaleza pode ter mais um voo direto para Londres

Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Mirando oportunidades de mais voos do Ceará para a Europa, o Governo do Estado se reuniu ontem com a companhia aérea Norwegian Air UK Limited, em agenda na Suécia. A expectativa é que a empresa tenha ligação direta Fortaleza-Londres (Inglaterra).

“Não há nada definido. Mas existe a possibilidade (do voo)”, disse Arialdo Pinho, titular da Secretaria do Turismo do Estado (Setur). Na segunda-feira, 20, ele esteve em Copenhague (Dinamarca), para promover o Ceará. A missão é do Ministério do Turismo e Embratur.

No dia 8 de agosto, a companhia recebeu autorização para operar voos diretos Londres-Rio de Janeiro. Os diálogos entre o Estado e a norueguesa são costurados há dois meses. No entanto, uma fonte ligada à empresa havia informado no site TravelWeekly que a ideia era operacionalizar os voos chegando a São Paulo e Rio de Janeiro, excluindo Fortaleza do circuito. Outra possibilidade, ainda que fora do radar, é a KLM operar voos Ceará-Escandinávia via Amsterdã.

A norueguesa é a terceira maior companhia low cost da Europa e a sexta do mundo. No caso do Brasil, quem vai operacionalizar os voos é a subsidiária sediada em Londres.

(O POVO – Repórter Átila Varela/Foto – Arquivo)

Missão da OEA que vai observar as eleições já está em Brasília

A Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA) inicia hoje (22), em Brasília, visita precursora de preparação para o acompanhamento das eleições gerais em outubro. Será a primeira vez que o país receberá observadores da OEA para analisar o processo eleitoral. O grupo tem atividades no Brasil até sábado (25).

Em seu primeiro compromisso, a ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla, que chefia a missão, será recebida às 10 horas pelo presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto. Às 18h, o grupo tem reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, está prevista para quinta-feira (23) reunião de Laura Chinchilla com o chanceler Aloysio Nunes Ferreira, em que os dois assinarão acordo relativo a privilégios e imunidades dos observadores da OEA para as eleições de outubro.

Na sexta-feira (24), a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, receberá os integrantes da visita prévia da Missão de Observação Eleitoral. Eles também se encontrarão com o vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques, além de assistir a uma demonstração do funcionamento da urna eletrônica.

Comitiva

Também fazem parte da comitiva o secretário para o Fortalecimento da Democracia da OEA, Francisco Guerrero, o diretor de Cooperação e Observação Eleitoral da OEA, Geraldo de Icaza, e do subchefe da Missão de Observação Eleitoral – Brasil, Ignacio Álvarez.

“As Missões de Observação Eleitoral são mecanismos que têm como meta aprimorar a cooperação para o aprofundamento da democracia. Devem ocorrer de maneira objetiva, imparcial e transparente, e não têm como finalidade julgar a legitimidade de uma eleição. O foco das missões está na qualidade dos processos eleitorais”, informa o TSE.

Segundo o TSE, após consultas entre o tribunal, a Presidência da República e o Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro convidou, em setembro do ano passado, a OEA para realizar a observação das eleições deste ano.

De acordo com o tribunal, a Missão de Observação da OEA analisa todo o ciclo eleitoral. “São examinados, entre outros aspectos, o financiamento de campanhas, a liberdade de imprensa e o acesso aos meios de comunicação, bem como a solução de contenciosos na etapa pós-eleitoral. Também é avaliada a participação política da mulher, dos povos indígenas, dos afrodescendentes e das pessoas com deficiência”, diz a Corte.

Análise

Ao fim do processo, os observadores devem apresentar relatório com conclusões e recomendações. O documento é encaminhado às autoridades do país e, depois, ao Conselho Permanente da OEA, e servirá de base para a cooperação entre o organismo internacional e o país observado, com o objetivo de implementar as recomendações.

Desde a primeira missão, na Costa Rica em 1962, a OEA já enviou 250 missões a 27 países, entre eles os Estados Unidos e o México.

(Agência Brasil)

Corregedor-geral do TRT pode definir processo sobre piso salarial dos docentes da Uece, UVA e Urca

169 1

Uma peleja judicial de 32 anos envolvendo os professores da Uece, UVA e Urca e o Governo do Estado e que diz respeito ao piso salarial da categoria volta à cena nesta quarta-feira.

Às 9 horas, na sede do TRT-7ª Região, o corregedor-geral do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Lélio Bentes, receberá em audiência um grupo de docentes que vai expor o caso, hoje um dos processos mais antigos em tramitação na Justiça do Trabalho no País.

Célio Andrade, líder dos reclamantes, afirma que a causa foi ganha por eles, mas nunca cumprida pelos governos que se sucedem. “Éramos 830 docentes brigando pelo piso tendo como teto R$ 17 mil, mas, desse contingente, 350 já morreram”, lamenta.

O processo foi dado como ganho até no STF, mas nunca os docentes viram a cor desse dinheiro. Em 2007, o governo, por procrastinar, levou, por várias vezes, a pecha de “litigante de má fé”. A querela se arrastou pelos governos Tasso, Ciro, Tasso (mais dois mandatos), Lúcio, Cid (dois mandatos) e Camilo. Quem, afinal, pagará?

(Foto – Arquivo)

Massoterapeuta confessa que usava silicone industrial em procedimentos

A massoterapeuta Patrícia Silva dos Santos, 47 anos, conhecida como Paty Bumbum, prestou novo depoimento hoje (21) à polícia na delegacia do Recreio dos Bandeirantes. Ela admitiu que exercia a medicina de forma ilegal, que usava silicone industrial, por ser mais barato, nos procedimentos estéticos e que conhece Valéria dos Santos Reis, que está foragida da Justiça.

Paty Bumbum negou, no entanto, envolvimento na morte da modelo Mayara dos Santos, 24 anos, que veio da Dinamarca em julho último para fazer um preenchimento nos glúteos e acabou morrendo horas depois.

A massoterapeuta foi presa no início deste mês em casa, no bairro da Curicica, zona oeste do Rio. Ela foi indiciada pelos crimes de organização criminosa, exercício ilegal da medicina, lesão corporal e estelionato e está com a prisão temporária decretada pela Justiça por 30 dias.

Além da massoterapeuta, está presa no mesmo presídio Ohana Hindara de Lima Diniz. Ela e Paty são suspeitas de envolvimento na morte da modelo Mayara dos Santos, no dia 20 de julho último, após aplicação de silicone industrial nos glúteos.

Paty Bumbum foi detida no último dia 25 por exercício ilegal da profissão, uma vez que se apresenta como médica mesmo sem formação em medicina, e respondia em liberdade. Ela é acusada de realizar procedimentos estéticos irregulares em sua própria casa.

A polícia ainda está à procura da massoterapeuta Valéria dos Santos, apontada como sócia de Paty Bumbum. Também investigada pela morte da modelo, Valéria é considerada foragida pela polícia do Rio.

(Agência Brsil-Foto – Reprodução de TV)

Camilo Santana não vai ao primeiro debate alegando assinatura de contrato pró-Metrofor com BNDES

979 6

O governador Camilo Santana (PT) não vai comparecer ao primeiro debate envolvendo os candidatos ao Governo do Ceará. O Sistema Jangadeiro realizará esse debate nesta quarta-feira, a partir das 12h30min. Camilo, segundo assessores, vai estar neste horário no Rio de Janeiro, sendo recebido pela presidência do BNDS, onde assinará o contrato de financiamento para retomada da obra da linha Leste do Metrofor. O valor: R$ 1 bilhão.

Com Camilo, estará o senador Eunício Oliveira (MDB), candidato à reeleição, que, segundo sua assessoria, abriu as portas do BNDES para o Estado.

O debate da TV Jangadeiro, que deverá contar com os candidatos Ailton Lopes (PSOL), Hélio Gois (PSL) e o General Theophilo (PSDB), terá como mediadores os jornalistas Wanderley Filho e Fábio Campos.

DETALHE – Na primeira pesquisa Ibope sobre a disputa pelo Governo do Ceará, vamos nos lembrar dos dados:

Camilo Santana (PT) – 64 %
General Theophilo (PSDB) – 4%
Ailton Lopes (Psol) – 2%
Dr. Hélio Góis (PSL) – 2%
Francisco Gonzaga (PSTU) – 2%
Mikaelton Carantino (PCO) – 0%
Brancos e nulos – 17%
Não sabem, não responderam – 9%

(Foto – Arquivo)

MP do Ceará disponibiliza formulário on-line para receber denúncias de Fake News

Promotores de Justiça Eleitorais atuam apenas na fiscalização de irregularidades nas propagandas eleitorais, provocando o exercício do poder de polícia em casos que demandem reparação imediata e evitando desigualdades. Isso pouca gente sabe, mas, para facilitar o diálogo com os cidadãos, o Ministério Público do Estado do Ceará divulga agora um formulário on-line para colher denúncias de irregularidades nas propagandas eleitorais, inclusive casos de Fake News. A informação é da assessoria de imprensa do MPCE.

No formulário (disponível aqui), o usuário pode anexar diversos tipos de documentos que comprovem a irregularidade e, após a entrega das informações, uma mensagem é enviada para o e-mail informado pelo cidadão com um link e um código de identificação da denúncia para acompanhar as providências tomadas. É possível, ainda, mesmo após o envio, adicionar novas informações na denúncia e interagir por meio da troca de mensagens com o promotor eleitoral responsável. No caso de Fake News, é imprescindível informar o endereço eletrônico (URL) da página na Internet em que a notícia foi divulgada.

Segundo o coordenador do Centro de Apoio Operacional Eleitoral (Caopel), promotor de justiça Emmanuel Girão, a ferramenta é um grande avanço, pois aproxima o MP da população. “O cidadão pode contribuir muito com o trabalho do Ministério Público, ao realizar as denúncias de irregularidades de forma imediata. O tempo é um aspecto importante para evitar danos irreparáveis que promovam desigualdade entre os candidatos. Por isso, convocamos todos os cearenses para ser o nosso olho fiscalizador para que tenhamos eleições limpas, e que este seja um momento de pleno exercício da democracia”, disse.

Caso algum ilícito denunciado não seja de atribuição do promotor de Justiça Eleitoral, ele será encaminhado para a Procuradoria Regional Eleitoral, órgão do Ministério Público Federal que atua na fiscalização das eleições e é responsável pelo ajuizamento de ações judiciais, se necessário. O coordenador do Caopel disponibiliza uma cartilha do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) que explica, de forma didática, o que pode e não pode ser feito na propaganda eleitoral. A relação dos promotores eleitorais de cada Comarca estão disponíveis aqui.

Algumas das irregularidades mais comuns neste período são:

– Pinturas, inscrições, faixas e placas em residências. Somente é permitido adesivo ou papel na janela até o máximo de 0,5 m²;

– Propaganda eleitoral em outdoors ou com efeito visual semelhante acima de 4 m², inclusive em comitês de campanha;

– Carros de som ou trios elétricos circulando pela cidade (só pode em carreatas, caminhadas, passeatas e comícios);

– Propaganda eleitoral em bens públicos ou bens de uso comum (postes de iluminação, sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, paradas de ônibus, lojas, estádios, shopping centers, igrejas, etc.);

– Notícias sabidamente falsas (fake news) na internet ou em redes sociais.

SERVIÇO

*Formulário on-line para denúncias de Fake News e Propaganda Eleitoral Irregular – http://planejamento.mpce.mp.br/ouvidoria/denuncia_eleitoral.php?a=add

Pesquisa Datafolha: Lula, 39%; Bolsonaro, 19%; Marina, 8%; Alckmin, 6%; e Ciro, 5%

Saiu pesquisa Datafolha nesta quarta-feira (22). Foi divulgada pelo Portal G1, apontando os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Lula no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad no segundo. Confira:

Cenário com Lula

*No cenário que inclui como candidato do PT o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa apresentou o seguinte resultado:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 39%
Jair Bolsonaro (PSL): 19%
Marina Silva (Rede): 8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera (PSTU): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos/nenhum: 11%
Não sabe: 3%

*Cenário com Haddad

Lula está preso em Curitiba, condenado em segunda instância no caso do triplex no Guarujá. Pela Lei da Ficha Limpa, ele está inelegível. Por essa razão, a Procuradoria Geral da República impugnou (questionou) a candidatura. O caso está sendo analisado pelo ministro Luís Roberto Barroso e será decidido pelo TSE depois de ouvir a defesa de Lula, a favor do registro da candidatura. Em razão desse quadro jurídico, o Datafolha pesquisou outro cenário, com o atual candidato a vice na chapa de Lula, Fernando Haddad. Nesse cenário, o resultado seria:

Jair Bolsonaro (PSL): 22%
Marina Silva (Rede): 16%
Ciro Gomes (PDT): 10%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Alvaro Dias (Podemos): 4%
Fernando Haddad (PT): 4%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Vera (PSTU): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
João Goulart Filho (PPL): 1%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos/nenhum: 22%
Não sabe: 6%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: dois pontos percentuais para mais ou para menos
Quem foi ouvido: 8.433 eleitores em 313 municípios
Quando a pesquisa foi feita: de 20 e 21 de agosto
Registro no TSE: protocolo nº BR 04023/2018
O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

DETALHE – A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. É o primeiro levantamento do Datafolha realizado depois dos registros das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Gol irregular, nos acréscimos, impõe derrota ao Fortaleza

151 2

Com um gol de impedimento, aos 49 minutos do segundo tempo, o Fortaleza foi derrotado pelo CRB, por 2 a 1, na noite dessa terça-feira (21), no estádio Rei Pelé, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Neto Baiano, aos 21 minutos da segunda etapa, abriu o placar para o CRB. Gustavo, aos 40 minutos, empatou para o Fortaleza. E o estreante Iago, aos 4 minutos dos acréscimos, tirou a equipe alagoana da zona de rebaixamento.

Apesar da derrota, o Fortaleza segue líder da Série B com boa vantagem sobre o segundo colocado, o CSA. O Fortaleza possui 43 pontos, seguido pelo CSA (37 pontos), Goiás (36) e Avaí (36). O Guarani de Campinas, a primeira equipe na boca do G4, soma 35 pontos. O Fortaleza volta a campo, na noite do sábado (25), no Castelão, contra o Londrina.

Confira os outros jogos da 22ª rodada: Londrina 1×0 Ponte Preta; Criciúma 2×2 Coritiba; Brasil de Pelotas 0x0 Pausandu; Avaí 1×0 Juventude; Goiás 2×1 São Bento; Boa Esporte 0x2 Figueirense; Sampaio Corrêa 0x0 Vila Nova; Oeste 2×1 CSA e Guarani 2×0 Atlético Goianiense.

(Fotos: Reprodução)

Mega-Sena pode pagar R$ 27,5 milhões nesta quarta-feira

O prêmio principal da Mega-Sena poderá pagar hoje (22) R$ 27,5 milhões para quem acertar sozinho as seis dezenas do concurso 2.071. O sorteio está marcado para as 20 horas, no Caminhão da Sorte, que está nesta quarta-feira na cidade de Itabela, na Bahia. Segundo a Caixa, aplicado na poupança o prêmio renderia cerca de R$ 102 mil por mês.

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19 horas em qualquer uma das mais de 13 mil lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

(Agência Brasil)

Fake news – Facebook classifica usuários por confiabilidade de denúncias

O Facebook classifica usuários que denunciam publicações como “notícias falsas”, atribuindo maior ou menor pesos à sua confiabilidade. O sistema da rede social dá uma nota maior àquelas pessoas autoras de uma denúncia de um conteúdo que depois foi confirmado por agências de checagem. Já os autores de questionamentos não endossados na análise da rede social teriam um impacto no seu grau de confiabilidade.

Segundo a gerente de produto responsável pelas estratégias de combate à desinformação da empresa, Tessa Lyons, a nota dada aos usuários não é um indicador absoluto, mas uma referência usada para avaliar denúncias de posts enviadas pelos usuários. A medida estaria relacionada à preocupação de haver pessoas apontando mensagens como falsas por discordar do conteúdo ou da fonte da informação.

Segundo o escritório do Facebook no Brasil, a classificação é utilizada para evitar o uso indevido da ferramenta de denúncia. “Estamos desenvolvemos um processo para proteger nossa comunidade de pessoas que denunciam de forma indiscriminada conteúdos como sendo falsos na tentativa de burlar as regras da plataforma. Fazemos isso para ter certeza de que nossa luta contra a desinformação seja mais efetiva”, afirmou a empresa por meio de sua assessoria.

A denúncia de posts é uma das ferramentas disponibilizadas pela plataforma para identificar desinformação. Ela é um dos canais utilizados para análise realizada por sistemas informatizados, por equipes responsáveis pela avaliação de textos com indícios de problemas ou por agências de checagem de fato parceiras. A empresa, contudo, afirma que não remove uma publicação por ser uma “notícia falsa”, mas pode reduzir seu alcance.

“Não é incomum pessoas nos dizerem que algo é falso simplesmente porque discordam da premissa de um artigo ou estão intencionalmente visando um veículo”, afirmou Lyons ao jornal.

(Agência Brasil)

General Theophilo quer criar a Secretaria da Mulher

General Theophilo e Maria da Penha.

O candidato ao Governo do Estado, Guilherme Theophilo (PSDB), esteve nesta terça-feira, 21, no Instituto Maria da Penha para conversa com a cearense – que dá nome à lei – sobre violência contra a mulher. Mesmo com objetivo de “enxugar ou juntar várias secretarias” estaduais, disse, em coletiva de imprensa após a conversa com Maria da Penha, que “já vou raciocinar essa redução, mas com a criação de uma secretaria da mulher”.

Segundo Theophilo, o estado deve ter 20 secretarias. Na conversa com Maria da Penha, ele perguntou, inclusive, se ela se incomodaria se a eventual pasta não fosse exclusivamente da mulher, mas que prestasse atenção social em vários casos. Ela frisou a importância de órgão exclusivo, “porque (o problema da violência contra a mulher) é muito complexo, é muito grande”.

Também presente na ocasião, a candidata ao Senado Federal, Mayra Pinheiro (PSDB), completou resposta de Maria da Penha, afirmando que “talvez (a importância da secretaria) seja do tamanho do problema”. Em entrevista exclusiva ao O POVO, disse que a conversa a motivou para dar seguimento a sua proposta, de que exista em todos os sites oficiais de segurança pública o nome de homens que têm passagem por agressão a mulheres. Ela diz ter certeza de que um governo tucano terá muitas mulheres em suas secretarias nomeadas por competência.

Ao final do encontro, Theophilo assinou mesma carta que a presidenciável Marina Silva (Rede) assinou nessa segunda-feira, 20, que pede, entre outras demandas, “criação de Casas Abrigos no Municípios Polo das Regiões para atender as demandas da mulher”. Maria da Penha disse ao O POVO que o candidato já tomou conhecimento do que é necessário a ser feito sobre a questão.

Ela diz que todos os municípios devem ter Centro de Referência da Mulher, local em que a vítima de violência será acolhida e informada sobre direitos que possui. Conforme o IMP, todos os candidatos ao Governo do Estado e à Presidência da República receberam convite para assinar a carta na sede do instituto.

(O POVO – Carlos Holanda)