Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Fortaleza Liquida deve gerar incremento de 5% nas vendas de setembro

O Fortaleza Liquida, campanha que fez mais de três mil lojas da Capital venderem produtos com descontos até 70%, foi positivo.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Severino Ramalho Neto, diz que houve incremento de 5% nas vendas.

“A mudança da data da campanha surtiu efeito esperado. Esas vendas chegaram como importante alívio para o setor nestes tempos de crise”, diz Severino, adiantando que o comércio agora se prepara para o Dia da Criança.

PIB do Ceará fecha em 2,17% no segundo trimestre deste ano

Do Site do Ipece:

O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará fechou o segundo trimestre de 2017 com alta de 2,17 por cento em relação a igual período de 2016, quando ficou em – 7,18 por cento. Comparativamente ao primeiro trimestre deste ano, quando o índice ficou em 2,26 por cento, a elevação atingiu 1,33 por cento e o acumulado neste ano (primeiro semestre) é de 0,77 por cento. O desempenho revela que a economia estadual está em ritmo de recuperação, muito embora o acumulado nos últimos quatro trimestres ainda seja negativo: -2,21. Os números do PIB computam, pela primeira vez, as estimativas do impacto na economia estadual da operação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Os dados da economia cearense acabam de ser divulgados pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Ceará. O Instituto também divulgou o cálculo do PIB sem o impacto da CSP e os números são: 1,34 por cento no segundo trimestre de 2017 em relação ao três primeiros meses do ano; 2,15 por cento se comprado com igual período de 2016 e acumulado de 0,73 por cento em 2017.

Dos três setores que compõem o PIB – agropecuária, indústria e serviços – o primeiro apresentou crescimento de 41,26 por cento no segundo trimestre de 2017 em relação a igual período de 2016, quando fechou em -2.66 por cento. Portanto, de acordo com o professor Flávio Ataliba, diretor Geral do Ipece, a agropecuária – mesmo levando em consideração que é, dentre os três setores o que tem menor peso no cálculo do PIB (5,2 por cento de participação) – apresentou melhor resultado, contribuindo em muito para o “excelente resultado da economia cearense, que mostra sinais claros de recuperação, com dados acima do nacional”.

O segmento de serviço – que peso (participação) de 75,6 por cento no cálculo do PIB – cresceu 0,13 por cento no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo trimestre do ano passado, quando fechou em -6,80 por cento. “O serviço já apresenta reação positiva, inclusive com relação ao primeiro semestre deste ano, quando o índice ficou em -0,27 por cento, mostrando, desta forma, início, embora tímido, de alavancagem” – frisa o Diretor Geral do Ipece, acrescentando que ser ainda negativo, de -0,07 por cento o acumulado em 2017 e nos últimos quatro trimestre de -2,41 por cento.

O setor industrial (participação de 19,2 por cento no cálculo) fechou o segundo trimestre deste ano com índice de -0,17 por cento em relação ao resultado de igual período de 2016 ( -10,23 por cento). Porém, no primeiro trimestre deste ano o setor fechou com -1,28 por cento e o acumulado no ano ficou em -0,73 por cento, enquanto que nos últimos quatro semestres em -4,02 por cento. A indústria de transformação, segundo Adriano Sarquis, diretor de Estudos Econômicos do Ipece, foi a que obteve melhor resultado no segundo trimestre deste ano, com índice de 7,01 por cento, seguido pela segmento de eletricidade, gás e água, com 0,49 por cento.

Temer sobre relatório da PF: “Facínoras roubam do País a verdade!”

O presidente Michel Temer (PMDB) emitiu uma nota nesta terça-feira dizendo que “facínoras roubam do país a verdade”, sem dizer a quem se refere. A manifestação, divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República, ocorre um dia após a Polícia Federal (PF) concluir um relatório em que acusa o peemedebista de receber 31,5 milhões de reais em propinas. A informação é da Veja.

O documento já foi enviado ao Ministério Público Federal e deve ser um dos elementos que subsidiarão nova denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer, a ser apresentada até sexta-feira – no próximo dia 17, ele deixa o cargo, que passará a ser ocupado por Raquel Dodge. Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgará um novo pedido de suspeição feito pela defesa de Temer contra Janot. A expectativa é de que a Corte mantenha o procurador-geral à frente das investigações relacionadas ao caso da JBS.

No comunicado, Temer declara que o “estado democrático de direito existe para preservar a integridade do cidadão, para coibir a barbárie da punição sem provas e para evitar toda forma de injustiça”. “Nas últimas semanas, o Brasil vem assistindo exatamente o contrário”, afirma.

O presidente diz que “garantias individuais estão sendo violentadas, diuturnamente, sem que haja a mínima reação”. “Chega-se ao ponto de se tentar condenar pessoas sem sequer ouvi-las. Portanto, sem se concluir investigação, sem se apurar a verdade, sem verificar a existência de provas reais. E, quando há testemunhos, ignora-se toda a coerência de fatos e das histórias narradas por criminosos renitentes e persistentes”, afirmou.

Presidente do Conselho Regional de Economia diz que País está saindo da recessão

Com o título “Ausência de investimentos limita a retomada econômica”, eis artigo do presidente do Conselho Regional de Economia, Lauro Chaves Neto. Para ele, o País superou a recessão. Confira:

Existem vários motivos para se induzir que o Brasil tenha superado uma das mais profundas e longas recessões econômicas da sua história.

Os pilares dessa recuperação, no primeiro semestre de 2017, foram o setor agrícola, que teve um intenso crescimento no início do ano e se manteve firme, e o consumo das famílias que, no segundo trimestre, cresceu 1,4%. As principais razões dessa alta do consumo foram a queda rápida da inflação, dos juros e do endividamento doméstico, além da liberação das contas inativas do FGTS.

O desemprego começou a cair; desde janeiro já foram criadas 415 mil novas vagas no mercado de trabalho, mesmo que a maior parte delas seja informal. Tal qual um paciente que sai de um longo período na UTI, comemora-se a melhora, com uma certa reserva, pois não se tem como avaliar quais serão as sequelas e muito menos o ritmo do processo de recuperação.

As notícias ruins continuaram sendo nos investimentos públicos e privados, com um recuo de 0,7% no trimestre, indicador em queda desde o fim de 2013. Como proporção do PIB, o investimento brasileiro chegou a 15,5% no segundo trimestre, taxa insuficiente para garantir um novo ciclo de crescimento sustentável. A incerteza do cenário político e a falta de crédito são dois dos fatores que impedem a retomada dos investimentos.

Apenas o crescimento dos investimentos seria capaz de dar sustentação à retomada da economia, já que o consumo funciona como o esqueleto e o investimento, como a musculatura. O que faz o corpo caminhar é a musculatura, do mesmo modo é o investimento que faz a economia se movimentar.

Máquinas e equipamentos ociosos significam que é possível aumentar a oferta sem novos investimentos. Dificilmente, haverá um novo ciclo de investimentos antes da definição do cenário político pós eleições de 2018. A modernização e a inovação na economia estaria limitada, o que seria um fator restritivo para o crescimento da produtividade.

Em resumo, o crescimento esperado de 0,8% a 1% em 2017 e 2% a 2,5% em 2018 será resultado, principalmente, da elevação do consumo que, sem uma retomada sólida dos investimentos, será incapaz de gerar um crescimento econômico mais expressivo e sustentável.

*Lauro Chaves Neto

lchavesneto@uol.com.br

Presidente do Conselho Regional de Economia, consultor, professor da Uece e doutor em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona.

CAE aprova empréstimo de US$ 123 milhões para Saúde no Ceará

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), presidida pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), aprovou, nesta manhã de terça-feira, a mensagem do Senado Federal (MSF) nº 54/2017 que autoriza a contratação de operação de crédito externo no valor de até US$ 123,000,000.00 (cento e vinte e três milhões de dólares), entre o Estado do Ceará e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os recursos serão destinados ao financiamento parcial do “Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde no Estado do Ceará II (PROEXMAES II)”, programa que teve inicio em 2007, com o objetivo de ampliar o acesso aos serviços de saúde no Estado.

O empréstimo aprovado esta manhã viabiliza a segunda fase do projeto, que terá investimento de total de US$ 178,5 milhões, sendo US$ 123 milhões do BID e US$ 55,5 milhões de contrapartida do Estado.

No PROEXMAES II a meta é a melhoria da qualidade dos serviços em saúde, envolvendo investimentos em Tecnologia da Informação e capacitação de gestores e técnicos, e deve beneficiar, aproximadamente, 30 novos municípios em todo o Ceará.

Após a aprovação do projeto, Tasso agradeceu o apoio da Comissão e ressaltou a importância desses recursos para a melhoria dos serviços de saúde no Estado. A matéria segue agora em regime de urgência para o plenário, para votação.

(Foto – Agência Senado)

Safra brasileira deve fechar o ano com crescimento de 30,4%

A safra brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2017 com um crescimento de 30,4% em relação ao ano passado. Segundo a estimativa de agosto deste ano, do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ano deve ser encerrado com uma safra de grãos de 240,9 milhões de toneladas.

A estimativa de agosto é, no entanto, 0,5% inferior ao levantamento de julho, ou seja, 1,2 milhão de toneladas a menos do que o IBGE previu na ocasião.

Com alta esperada de 19,6% em relação a 2016, a produção de soja deve ter safra recorde de 115 milhões de toneladas. Para o milho, que deverá ter aumento de 54,7% na produção, também é esperado  resultado recorde, de 98,4 milhões de toneladas.

É estimada ainda alta na produção do arroz (16,2%). Vinte dos 26 produtos pesquisados pelo IBGE devem ter crescimento, entre eles o café canephora (33,3%), as três safras de feijão (40%, 26,9% e 7,2%, respectivamente), a laranja (6,9%), o algodão herbáceo (10,5%), a cebola (7,8%), cana-de-açúcar (1,3%) e as três safras de batata-inglesa (5,1%, 7,2% e 2,8%).

Entre os seis produtos com queda estimada na produção aparecem o trigo (-18,8%), café arábica (-13,1%) e a mandioca (-12,6%).

Área colhida

O IBGE estima aumento de 7% na área colhida, em relação a 2016. O total deve chegar a 61,1 milhões de hectares, área 0,05% inferior à estimativa de julho. Entre as três principais lavouras, são esperados acréscimos na área colhida da soja, de 2,3%, do milho, de 18,1%, e do arroz, de 4%.

(Agência Brasil)

Vendas no comércio varejista ficam estáveis em julho

O comércio varejista registrou no mês de julho variação nula (0,0 %) no volume de vendas em relação ao mês anterior, na série livre de influências sazonais. O resultado ocorre após três meses seguidos de aumento. Nesses período o varejo acumulou ganho de 2,2%. Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisa mostra que em comparação a julho de 2016, na série sem ajuste sazonal, o volume de vendas subiu 3,1%, deixando a variação acumulada nos sete primeiros meses de 2017, em 0,3%. De acordo com a gerente da PMC, Isabella Nunes, o resultado é o melhor em meses de julho desde 2013.

O setor de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo está entre os três que mais avançaram nas vendas e teve variação de 0,7%, entre junho e julho. Os outros destaques foram tecidos, vestuário, calçados( 0,3%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (4,4%).

O setor de combustíveis e lubrificantes registrou queda (-1,6%) na mesma comparação, como também artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,4%) e artigos de uso pessoal e doméstico (-0,2%). Os três pressionaram negativamente o indicador do comércio varejista de julho.

(Agência Brasil)

Prefeitura de Juazeiro do Norte promove city tour pelos caminhos do Padim Ciço

A Secretaria de Turismo e Romaria de Juazeiro do Norte (Região do Cariri) iniciou um projeto inovador na promoção do turismo na cidade. Está realizando city tour com o roteiro turístico religioso do município. O passeio é feito em ônibus apropriado, com guias de turismo credenciados pela Embratur e totalmente gratuito.

Quem tiver interesse em realizar o passeio, deve se cadastrar na tenda da Secretaria de Turismo e Romaria, posicionada na Praça do Marco Zero, localizada entre a Basílica de Nossa Senhora das Dores e o Centro de Apoio aos Romeiros.

Roteiro

A programação do passeio começa na Praça Padre Cícero, passando pela Igreja Matriz e a Lira Nordestina, onde os visitantes terão a oportunidade de conhecer a literatura de cordel e xilogravura. Logo após, segue em roteiro panorâmico até as Igrejas dos Salesianos e Franciscanos, a Abadia de Nossa Senhora da Vitória e finalizando o percurso no Cariri Garden Shopping, na loja do Centro Cultural Mestre Noza e letreiro “AMO CARIRI”.

A ideia é levar ao visitante uma viagem no tempo para conhecer a trajetória do Padre Cícero e a força do desenvolvimento cultural e econômico da região.

SERVIÇO

*Agendamento – (88) 35711701.

(Foto – Divulgação)

PT vai usar propaganda que vai ao ar nesta quarta-feira para defender Lula

235 1

O Partido dos Trabalhadores vai usar sua propaganda partidária desta quarta-feira (13) para reforçar a defesa do ex-presidente Lula, acossado por várias denúncias.

A peça será veiculada no mesmo dia em que o petista prestará novo depoimento ao juiz federal Sergio Moro.

A caravana pelo Nordeste é a atração principal do filme.

*Da Coluna Painel, leia aqui.

(Foto – Ricardo Stuckert)

Austrália faz consulta sobre casamento gay

A Austrália iniciou hoje (12) uma consulta postal para saber a opinião da população sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Foram encaminhados 16 milhões de cédulas. A informação é da Agência EFE. De acordo com pesquisa da agência Fairfax/Ipsos, divulgada nesta terça-feira, 70% dos cidadãos apoiam a legalização da união entre os gays.

O Escritório Australiano de Estatísticas informou que o envio das cédulas irá até o dia 25. O Superior Tribunal recusou, na semana passada, recurso para bloquear a consulta por causa do seu financiamento.

Antes do dia 7 de novembro, os australianos devem devolver a resposta à pergunta: “Deve ser trocada a lei para permitir que pessoas do mesmo sexo se casem?”. No dia 15 do mesmo mês será anunciado o resultado.

Se o sim vencer, o governo conservador permitirá que seus deputados proponham, antes do Natal, a reforma da Lei de Casamentos de 1961. Se o não ganhar, o governo deixará a reforma de lado, mesmo com os trabalhistas, na oposição, prometendo que se vencerem as eleições gerais previstas para 2019, organizarão um debate sobre o tema no Parlamento, nos primeiros 100 dias do mandato.

A polêmica votação postal foi criticada por políticos e ativistas a favor dos direitos da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), ao considerar que o Parlamento deveria debater diretamente e pelo temor ao impacto das campanhas de ódio.

A Comissão Nacional de Saúde Mental já advertiu que os membros da comunidade LGBT sofrem com “comportamentos nocivos” que experimentam em seus locais de trabalho, comunidades, redes sociais e mídias tradicionais.

(Agência Brasil)

Ceará montou estande na Equipotel

O Ceará está com estande na Equipotel 2017, a maior feira de equipamentos para o setor hoteleiro do País, que acontece em São Paulo.

No estande, divulga o Congresso Nacional da Hotelaria que ocorrerá em maio de 2018, em Fortaleza, mais precisamente no Centro de Eventos.

Nessa segunda-feira, a Equipoel foi aberta em solenidade que contou com a presença do vice-presidente da ABIH e presidente do Sindhoteis do Ceará, Manuel Linhares.

(Foto – Divulgação)

 

Camilo ganha homenagem no 30º Congresso Brasileiro de Agronomia

O governador Camilo Santana (PT) vai abrir, a partir das 10 horas desta terça-feira, no Marina Park Hotel, o 30º Congresso Brasileira de Agronomia.

Na ocasião, ele receberá a Medalha Guimarães Duque, pelo apoio que tem dado ao agronegócio e por ter investido em ações que amenizaram a crise hídrica o Estado.

Também na solenidade de abertura haverá homenagem a mais três personalidades: Flávio Saboya, presidente da Federação da Agricultura do Estado, Victor Frota, presidente do Crea/CE, e Cláudio Mattoso, ex-presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Ceará.

DETALHE – O Congresso vai se estender até sexta-feira com painéis, oficinas e cursos.

(Foto – Divulgação)

Moroni Torgan anuncia células de segurança para os bairros Jangurussu e Goiabeiras

428 3

O vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Togan, começará a mostrar serviço no seu Plano Municipal de Proteção Urbana (PMPU).

Ele fechou com o prefeito Roberto Cláudio os bairros que ganharão células de segurança, mês que vem, dando inicio a esse projeto: Jangurussu e Goiabeiras. “São as áreas que registram maior índice de violência”, diz.

Os dois bairros contarão com ações de prevenção primária (urbanização, lazer e iluminação), secundária (iniciativas culturais, educativas e esportivas, além de ações de geração de emprego e renda) e terciária (vigilância eletrônica, patrulhamento e vigilância comunitária). Ganharão ainda torre de observação, 40 câmeras por unidade dispostas em X, uso de drones e reforço no efetivo da Guarda Municipal.

Moroni garante que o plano vai surtir efeito, mas, para não perder o vício vaidoso, destaca: “Será um plano inovador no Brasil e, acho, no mundo!”

Reforma Política – Câmara dos Deputados pode retomar o tema nesta terça-feira

O plenário da Câmara dos Deputados pode retomar nesta terça-feira (12) a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, relatada pelo deputado Vicente Candido (PT-SP), que altera o sistema para eleição de deputados e vereadores e cria um fundo público para o financiamento das eleições.

Até o início da votação, os deputados vão tentar fechar um acordo para analisar pelo menos o texto básico da proposta, com eventuais destaques para depois. Há sessões subsequentes marcadas a partir das 13h55 de terça-feira.
Dependendo da negociação, essa PEC pode continuar em votação na quarta-feira (13).

Também está na pauta outra proposta da reforma política: a PEC 282/16, relatada pela deputada Shéridan (PSDB-RR), que altera as regras sobre coligações partidárias nas eleições proporcionais e cria uma cláusula de desempenho para acesso a recursos do Fundo Partidário e ao horário gratuito de rádio e TV.

Há acordo para que a votação da PEC 282, cujo texto-base já foi aprovado em primeiro turno, só ocorra após a conclusão da análise sobre sistema eleitoral e financiamento de campanhas (PEC 77).

(Com Agências)

Congresso Brasileiro de Agronomia terá palestra de Ronaldo Lessa

 
O deputado federal Ronaldo Lessa (PDT/AL), coordenador da Frente Nacional Mista de Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento da Câmara, é um dos convidados do XXX Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), que será aberto nesta terça-feira, no Marina Park Hotel.
Ele dará palestra sobre o tema “A Importância da Frente Parlamentar Mista de Engenharia , Infraestrutura e Desenvolvimento Nacional e seu impacto na Agronomia”. O congresso se estenderá até sexta-feira.
Homenagens 
No mesmo evento, o governador Camilo Santana vai receber a Medalha Guimarães Duque. Também haverá homenagem a mais três personalidades: Flávio Saboya, presidente da Federação da Agricultura do Estado (Faec), e Victor Frota, presidente do Crea-CE e Cláudio Mattoso Vilela Lima, ex-presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Ceará (AEAC).

Vem aí a CPI para investigar supersalários

O senador Renan Calheiros (PMDB/AL) deve protocolar nesta terça-feira (12) uma CPI para investigar os salários de servidores públicos que estão acima do teto do funcionalismo. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Ao contrário do que tem sido veiculado, os três poderes serão investigados, não apenas o Judiciário. A suspeita é que há ministros de Michel Temer que recebem extrateto, mas os dados ainda são desconhecidos.

São necessárias 27 assinaturas de senadores para instaurar a CPI. O peemedebista já conta com mais de 30.

Senado faz consulta pública sobre revogação do Estatuto do Desarmamento

Mais de 14 mil brasileiros já se manifestaram na consulta pública que está sendo realizada pelo site do Senado sobre o Projeto de Decreto Legislativo 175/17, que propõe a revogação do Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03). Por volta das 19h dessa segunda-feira (11), 13.627 pessoas tinham votado a favor da proposta e 690, contra.

Apresentado no último dia 5, o projeto está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aguardando a indicação de relator. A consulta no site do Senado deve permanecer aberta enquanto a proposta tramitar na Casa.

O projeto apresentado pelo senador Wilder Morais (PP-GO) propõe a realização de um plebiscito, junto com as eleições gerais do ano que vem, para que a população se manifeste sobre a liberação do porte de armas de fogo para cidadãos residentes em áreas rurais e a revogação do Estatuto do Desarmamento e sua substituição por um instrumento normativo que assegure o porte desse tipo de arma pessoas que preencham determinadas regras.

O texto prevê a realização de campanha pela Justiça Eleitoral no rádio, na televisão e na internet para esclarecer a população sobre o plebiscito e garantir espaço idêntico para manifestações a favor e contra a revogação do Estatuto do Desarmamento e a liberação do porte de armas.

“Após observar diversos dados do nossa Política Nacional de Segurança Pública, notei que é chegado o momento de fazermos uma reflexão sobre a questão do direito de defesa em nosso país e, para isso, a população deve ser consultada diretamente. Nós iremos solicitar a presença de pessoas da sociedade civil para discutir a questão no Parlamento”, justificou o senador na apresentação do projeto.

Segundo Wilder Morais, mais de dez anos após a promulgação do Estatuto do Desarmamento, não há dados objetivos que indiquem redução dos índices de violência. “Pelo contrário, desde a entrada em vigor daquela Lei, o número total de homicídios no Brasil aumentou 20%, atingindo a preocupante marca de 60 mil assassinatos por ano”, argumentou o autor da proposta.

(Agência Brasil)