Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Prefeitura de Sobral promove curso de formação em Robótica Educacional

O prefeito Ivo Gomes (PDT) diz que está reforçando investimentos em educação.

Estão abertas, até o dia 21 de julho próximo, as inscrições para o curso de formação em Robótica Educacional. Promovido pela Secretaria da Educação de Sobral (Zona Norte) em parceria com a Universidade Federal do Ceará, o curso é voltado para alunos e professores das escolas da rede pública de ensino, informa a assessoria municipal de imprensa.

O objetivo do curso é contribuir para o desenvolvimento da qualidade da educação, despertando o interesse pela ciência e tecnologia nos professores e estudantes. Além disso, o curso visa complementar a formação dos professores, ao realizar a integração do ensino de Matemática e Física.

As aulas serão realizadas um sábado por mês, das 8h às 12h, no Palácio das Ciências e Línguas Estrangeiras, além das atividades no ambiente virtual de aprendizagem. O resultado final será divulgado no dia 28 de julho. A validação da inscrição será feita através de participação na aula inaugural, no dia 19 de agosto. As aulas seguem até o dia 25 de novembro e como culminância do curso será realizada uma competição de robótica no dia 9 de dezembro. Os certificados serão expedidos pela Seduc Sobral e pela UFC.

SERVIÇO

*Leia o edital AQUI. https://goo.gl/SlAcSW

*Faça sua inscrição AQUI. https://goo.gl/5YFqxW

Faculdade UNINASSAU contrata portadores de deficiência

A Faculdade UNINASSAU, em Fortaleza, está recrutando pessoas com deficiência para trabalhar na Instituição. São oportunidades destinadas aos setores de liderança, administrativo, atendimento, segurança. Todas as vagas são homologadas formalmente junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), informa a assessoria de imprensa da universidade.

São ofertados os seguintes cargos: agente de portaria; técnico de laboratório de informática; líder de Central de Relacionamento com o Aluno (CRA); atendente de CRA; assistente de relacionamento; auxiliar de serviços gerais; auxiliar de apoio acadêmico e assistente administrativo.

SERVIÇO

*Os interessados devem entrar em contato através do telefone (85) 3201-2427 ou enviar currículo com o assunto “Unidade Fortaleza” para rhcurriculos@sereducacional.com e roberto.pinheiro@mauriciodenassau.edu.br.

*Faculdade UNINASSAU Dorotéias – Avenida Visconde do Rio Branco, nº 2078.

Um toque de contradição de Heitor Férrer

154 2

Do advogado Irapuan Diniz Aguiar, colaborar deste Blog e sempre atento aos assuntos relacionados à administração pública, recebemos a seguinte nota. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Ao criticar o Tribunal de Contas do Estado (TCE) afirmando, em pronunciamento na Assembleia Legislativa no dia 02/06/2010, de que o órgão estava “mais para uma corte do faz de contas do que para uma corte de contas” e, ainda, “como se diz no dito popular, era como peito de homem, só serve para enfeite”, destaco um trecho do discurso de Heitor Férrer (PSB):

“…o TCE deveria ter uma postura semelhante à do TCM, que se impõe e delibera de forma altiva e respeitando a função pública. Os senhores prefeitos comparecem àquele tribunal de joelhos, os conselheiros têm total autonomia quando se trata das contas das prefeituras. Já os conselheiros do TCE comparecem ajoelhados ao Palácio Iracema”. (Fonte – Site da AL).

Cabe a pergunta: mudou o TCM ou mudou o deputado?

Vendas do mercado automotivo registraram queda de 12% em abril

Apesar da melhora do desempenho do varejo na Páscoa, a crise fez com que a venda de “veículos, motos, partes e peças” despencasse 12% em abril em relação ao mesmo período do ano passado.

É o que revela a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), do IBGE, divulgada pela Veja Online nesta sexta-feira.

O desempenho também foi péssimo nos meses anteriores: queda de 5,1% em março, em relação ao mesmo mês do ano passado, e 15% em fevereiro.

Uma estratégia tabajara na Assembleia

Eis o tópico “Uma estratégia tabajara na AL”, da Coluna Política do O POVO, assinada, nesta sexta-feira, pelo jornalista Henrique Araújo. Aborda essa peleja envolvendo situação e oposição e a extinção do TCM, que parece novela  mexicana. Confira:

Talvez ainda demore, mas vai chegar a hora em que a base de Camilo Santana (PT) na Assembleia Legislativa (AL-CE) vai entender que o plano de desbaratar a oposição por meio da extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) não está dando muito certo e que, se a intenção é “encher o saco” do PMDB, talvez seja melhor procurar outra maneira.

Primeiro porque, passados quase seis meses da votação da PEC original de Heitor Férrer (PSB) que punha um fim à corte de contas, o tribunal continua funcionando. Precariamente, mas está lá, e redobrando esforços públicos para demonstrar que tem utilidade, com rodadas de fiscalização no Interior. Segundo porque, como se não bastasse, uma segunda PEC, do mesmo Heitor, voltou a ser questionada na Justiça, que fez com que a tramitação recuasse algumas casas. É provável que a proposta tenha o mesmo destino da primeira.

Ao fim e ao cabo, se houve algum proveito para os aliados do Executivo estadual em toda essa barafunda em que se transformou o debate sobre o TCM, não foram as idas e vindas judiciais, das quais saem derrotados momentaneamente. Afinal, as investidas só fizeram acelerar o andamento de medidas no Congresso para resguardar a existência do tribunal.

Parte da jogada palaciana, a entrada em cena de Osmar Baquit, de saída do PSD, causou alguma bagunça no coreto da oposição, e nisso está a vitória do governo. Foco de preocupações para Camilo, os adversários bateram cabeça de vez, com direito a troca de amabilidades. Os correligionários Leonardo Araújo e Silvana Oliveira, do PMDB, acusaram-se de fazer “pacto com o diabo” (de Araújo para Silvana) e de “injúria” (de Silvana para Araújo). Tudo para, dois dias depois, selarem as pazes no plenário com um abraço e juras de perdão recíproco. Mas tudo indica que os grupos de WhatsApp dos deputados tendem a continuar movimentados nos próximos dias. Por uma razão: até segunda ordem, Silvana continua liderando o bloco PMDB-PSD-PMB, função antes ocupada por Araújo.

E Baquit? Exonerado da Secretaria da Agricultura, nem se manteve relator da PEC, agora sustada, tampouco apresentou relatório sobre a medida. Daqui a pouco precisará voltar à pasta que comanda, que, em tempos de estiagem, deve ter problemas mais urgentes do que o fim do TCM a reclamar a atenção do deputado.

Bilhete Único completa 4 anos de implantação


O prefeito Roberto Cláudio comemora o benefício.

O Bilhete Único completou quarta-feira (15/06) quatro anos de implantação pela Prefeitura de Fortaleza, com mais de 1,1 milhão de usuários e com um crescimento anual do número de integrações. A informação é do Sindiônibus, adiantando que, somente no mês de maio, 2.272.453 integrações temporais foram feitas pelos usuários do Bilhete Único, que permite a integração no sistema de transporte público em qualquer ponto da cidade sem cobrança adicional de tarifa no intervalo de duas horas. Além da economia, o usuário ainda ganha no tempo de deslocamento.

Todos os usuários de transporte coletivo podem utilizar o Bilhete Único, sejam crianças, estudantes, trabalhadores, idosos ou pessoas com deficiência. Do total de 1.156.808 usuários ativos do Bilhete Único atualmente, 556.789 são bilhetes de vale-transporte e cartões avulsos; 303.361 são carteiras estudantis; além das gratuidades que são 16.314 Bilhetinhos, destinados a crianças de até sete anos ou com altura máxima de 1,10 cm; 18.121 bilhetes para pessoas com deficiência e acompanhantes e 262.223 cartões para idosos, destinado às pessoas com mais de 65 anos.

Além da redução do tempo e maior economia, outra vantagem do Bilhete Único é a possibilidade de efetuar recargas tanto no BU quanto da carteira estudantil, evitando a circulação de dinheiro nos ônibus e aumentando a segurança dos passageiros. O número de passageiros pagantes em março de 2013 chegava a 40,56% utilizando o crédito eletrônico, enquanto que no mesmo período em 2017, esse dado subiu para 45,06%, correspondendo a um aumento de mais de 11%. A recarga dos bilhetes pode ser realizada em diversos pontos de venda, pela internet ou na máquina de autoatendimento do Shopping Benfica.

Com aproximadamente duas mil integrações ao dia, as dez linhas que são mais utilizadas são 075-Campus do Pici/Unifor, 074-Antônio Bezerra/Unifor, 012-Circular II, 855-Bezerra de Menezes/Washington Soares, 041-Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu, 045-Cj Ceará/Papicu/Montese, 030-Siqueira/Papicu/13 de Maio, 024-Antônio Bezerra/Lagoa/Unifor, 044-Parangaba/Papicu/Montese e 029-Parangaba/Náutico.

Solicitação

*Quem ainda não solicitou o cartão Bilhete Único pode fazê-lo a qualquer momento em um dos postos de cadastro nos terminais, vapt-vupt e sede do Sindiônibus. O atendimento é rápido e o prazo de entrega do cartão Bilhete Único é de 10 dias.

*Para adquirir o cartão basta apresentar CPF, RG e comprovante de residência com CEP. Quem utiliza o vale transporte eletrônico, o cartão avulso ou a carteira de estudante também deverá apresentar seus cartões para que seja realizada a transferência de créditos para o Bilhete Único.

Policial que é deslocado para local onde tem casa não deve receber diárias

100 1

A administração pública não deve pagar diárias e passagens a servidor público que é chamado para trabalhar onde possui residência, ainda que seja em local distinto da lotação. Este foi o entendimento da 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que negou recurso do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado do Rio Grande do Norte (Sinprf/RN). A informação é do site Consultor Jurídico.

A entidade recorreu ao tribunal de decisão de primeira instância que já havia negado pedido para que a Superintendência Regional da PRF fosse obrigada a pagar os benefícios para os policiais que, a serviço, se deslocam para fora da circunscrição de sua lotação, ainda que para local onde mantenham residência.

O pedido foi contestado pela AGU, que argumentou que as diárias têm caráter indenizatório, com objetivo de ressarcir o servidor por gastos com hospedagem, alimentação e transporte – gastos que ou não precisam ser feitos quando o servidor tem residência no local, como no caso de hospedagem; ou que já estão cobertos por outros benefícios, como os auxílios alimentação e transporte.

O TRF-5 entendeu que o benefício tem caráter indenizatório, de maneira que a decisão da administração de não pagar diárias quando não há o que indenizar é “razoável” e representa adequada interpretação do Estatuto dos Servidores Públicos Federais (Lei 8.112/90). Com informações da Assessoria de Imprensa da AGU.

VAMOS NÓS – Mas o auxílio-moradia para juízes, independente do local onde residem, pode.

Fortaleza é sede da 70ª Convenção Nacional da Panificação

Beto Studart, o presidente da Abip, José Batista de Oliveira, e Alexandre Pereira.
O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, e o secretário de Turismo de Fortaleza e conselheiro da CNI, Alexandre Pereira, participaram, nesta sexta-feira, no Gran Mareiro Hotel, da solenidade de abetura da 70ª Convenção Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Panificação (Abip).
O evento reúne representantes do setor da panificação de todo o país e recebeu o apoio da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Turismo (Setfor).

“Serão quatro dias recebendo os maiores representantes de panificação do Brasil. Isso é bom, pois reforça o turismo corporativo que já movimentou mais de R$ 10 bilhões no país em 2016”, disse para o Blog o secretário Alexandre Pereira.
(Foto – Divulgação)

Enel lança feirão para renegociar débitos da clientela

A Enel Distribuição Ceará, antiga Coelce, vai realizar um feirão de negociação de dívidas em todo o Estado. Será entre os dias 19 de junho a 7 de julho, em suas lojas de atendimento. A empresa promete condições especiais de pagamento que incluem juros zero e sem atualização de dívida, de acordo com a situação de cada cliente.

Durante o período do feirão, todas as lojas do Ceará estarão mobilizadas para a ação, obedecendo os horários convencionais de cada unidade.

Renegociação

Para participar, o cliente precisa ter, ao menos, uma fatura vencida há, no mínimo, 30 dias. Além da conta de energia, o cliente deverá levar seu CPF para a loja de atendimento e atualizar seu cadastro informando também telefone de contato e, quando existente, o e-mail. A ação também será uma grande oportunidade para os clientes que tem dívidas antigas, pois terão condições diferenciadas.

Os grandes clientes que desejarem participar devem procurar a Enel por meio dos seus executivos de atendimento durante a semana, em horário comercial, na sede da companhia.

Unicef pede ajuda urgente de US$ 220 milhões para crianças sírias

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) informou nesta sexta-feira que precisa imediatamente de US$ 220 milhões para ajudar 9 milhões de meninas e meninos que vivem precariamente na Síria e em outros países da região.

Aproximadamente 6 milhões de crianças sírias precisam de assistência urgente para sobreviver e mais 2,5 milhões estão acolhidas em países próximos e também demandam socorro imediato, de acordo com a coordenadora do Unicef na Síria, Amam Geneviève Boutin.

Sem uma “urgente injeção de dinheiro”, o Unicef precisará cortar programas básicos, entre eles a entrega de água potável e os serviços de saneamento para 1,2 milhão de crianças que moram em campos de refugiados, acampamentos informais ou estão acolhidas em comunidades. Além disso, será necessário reduzir ou acabar com programas de saúde e a com a distribuição de alimentos essenciais para a sobrevivência de 5,4 milhões delas. A informação é da Agência EFE.

Segundo Amam, se o organismo não conseguir tais valores também será preciso cortar a ajuda em dinheiro dada a 500 mil meninos e meninas para ir à escola em vez de trabalhar.

“Temos que pensar que não estamos ajudando os sírios só agora. Estamos pensando no futuro deles. Atualmente, 2 milhões de crianças sírias estão fora das salas de aula. Precisamos evitar de todas as formas que esse número aumente”, disse a coordenadora.

Ainda de acordo com Amam, manter meninos e meninas na escola não evita apenas que eles deixam de estar na rua trabalhando, mas também previne a exposição a outros perigos, como o abuso sexual, e reduz a incidência dos casamentos precoces.

(Agência Brasil)

Ministro interino da Cultura pede demissão

O ministro interino da Cultura do governo Temer, João Batista de Andrade, enviou uma carta ao presidente pedindo demissão, informa o jornal O Estado de S. Paulo. Ele justificou o pedido afirmando que não tem interesse em ser efetivado no posto. Na carta, segundo o jornal, ele diz a Temer que está disposto a contribuir “de forma proativa” com a transição.

João Batista está no cargo desde maio, quando o ex-ministro Roberto Freire também pediu demissão após a divulgação da delação premiada de Joesley Batista, citando Michel Temer.

De acordo com o Estadão, o governo já tinha decidido tirar João Batista do cargo, para tirar o ministério do PPS. Roberto Freire, o ministro anterior, que também é do PPS, tinha cobrado a renúncia do presidente após a delação.

No entanto, o governo só deve efetivar a troca quando Temer voltar de viagem para a Rússia e a Noruega, na próxima sexta-feira (22).

PGR tenta denunciar Temer por organização criminosa

O presidente Michel Temer será denunciado, pelo menos, por corrupção passiva. A Procuradoria-Geral da República tenta, no entanto, botar em pé a acusação de obstrução de Justiça.

Mas, a maior dificuldade da PGR será enquadrá-lo em organização criminosa. Não está afastada a hipótese das denúncias serem encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal uma de cada vez, informa, nesta sexta-feira, a Coluna Radar da Veja Online.

José Guimarães – Para moralizar o sistema, só reforma política

Com o título “Somente eleições diretas podem reconduzir o País aos trilhos”, eis artigo do deputado federal José Nobre Guimarães (PT), líder da oposição na Câmara. “A única saída será um novo pacto nacional centrado em eleições diretas e reformas estruturais, principalmente tributária e política, para refundar a democracia brasileira”, diz o parlamentar. Confira:

Mesmo com a impunidade garantida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a Michel Temer, a crise permanece e não será superada porque o presidente não tem legitimidade nem apoio popular. A única saída será um novo pacto nacional centrado em eleições diretas e reformas estruturais, principalmente tributária e política, para refundar a democracia brasileira.

Fundamental para moralizar o sistema, a reforma política deve prever a adoção de cláusulas de desempenho, fim das coligações, financiamento público e limites de gastos para campanhas. Exigir das agremiações um percentual mínimo de votos em todo o País (cláusula de desempenho ou barreira) e determinar o fim das alianças de ocasião irão reduzir o número de partidos e organizar o espectro político.

O modelo atual, com 28 partidos no Congresso, dificulta a governabilidade. Número menor de agremiações com maior clareza ideológica, ao contrário, facilita a formação de coalizões, que poderão basear-se em afinidades políticas e programas de governo.

Financiamento público e campanhas mais baratas, por sua vez, vão atrair novos candidatos hoje desencorajados pelo predomínio do poder econômico. Dessa maneira, será possível restabelecer o princípio de que “todo poder emana do povo”, e não apenas daqueles com maior capacidade de financiar campanhas e eleger representantes exclusivos de seus interesses.

Outra medida fundamental e que não pode mais ser adiada é a reforma tributária. O Brasil conta com um dos sistemas de tributação mais injustos do mundo. Aqui quem ganha menos paga mais, uma vez que a maior parte da arrecadação com tributos (50%) provém de impostos sobre o consumo, igualmente pagos por todos.

Conforme o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os 10% mais pobres destinam 32,8% de sua renda ao pagamento de tributos, enquanto para os 10% mais ricos o ônus é de 22,7%. E ainda mais grave, rentistas praticamente não contribuem – têm uma carga tributária de apenas 7%. O Brasil é um dos únicos países a não tributar lucros e dividendos. Não é possível continuar com tanta injustiça.

Diante de tudo o que vivemos nesses últimos meses, e das medidas que são cada vez mais urgentes, há apenas uma saída: a realização de eleições diretas já! Só assim o País poderá voltar aos trilhos, além de enterrar de vez as famigeradas e impopulares antirreformas da Previdência e trabalhista deste governo ilegítimo.

*José Guimarães

dep.joseguimaraes@camara.leg.br 

Advogado,  Deputado federal (PT-CE) e líder da oposição na Câmara. 

Grupo de Comunicação O POVO tem novo diretor de Marketing: Cliff Villar

 

Entrevista  Átila Varela, repórter do O POVO, na edição desta sexta-feira.

A função do marketing, dentro de uma empresa é integrar. Para a sociedade, seu eixo é transformar. Há muito, deixou de ser relacionado apenas com a venda no negócio e puxa para si a égide da responsabilidade social. As premissas são defendidas por Cliff Villar, novo diretor de marketing do Grupo de Comunicação O POVO.

Multitarefa – responsável pela área de Projetos Especiais e diretor do Instituto Albanisa Sarasate do grupo -, uma de suas missões é dialogar com grandes players do mercado para discutir o verdadeiro papel do marketing.

O POVO – Como o senhor observa hoje o papel do marketing nas empresas?

Cliff Villar – O marketing deixou de ser relacionado apenas ao negócio. Ganhou uma função de diálogo com a sociedade, de colocar marca, empresa e produto para conversar com todos os atores. As companhias começam a entender a questão social, como contribuir com a sociedade e como elas podem transformar e, no nosso caso, como um veículo de comunicação. O setor tem de estar próximo das áreas de conteúdo e elaboração, dos movimentos sociais e das questões que permeiam nossa sociedade. Com O POVO, que é um jornal pensando na interação e integração, sempre tivemos uma postura editorial com esse significado. Na verdade, unir a questão de mercado com o conceito editorial é um grande desafio.

OP – O senhor visitará grandes empresas do Estado. Qual o objetivo do encontro?

Cliff – Levarmos e discutirmos esse conceito de marketing com as empresas. Considero O POVO como uma grande távola, onde todos têm voz. Queremos agregar. Esse é o nosso objetivo: conversar com os grandes formadores, discutir o verdadeiro papel transformador da classe de profissionais de marketing.

OP – E qual é o futuro do segmento?

Cliff – A integração. Um modelo que esteja disseminado pela empresa inteira. Não acredito na dissociação nos próximos anos, especialmente num ambiente onde existem núcleos de produção. Não vejo, no O POVO, o marketing longe do comercial ou da redação.Em resumo, precisamos estar ligados com a sustentabilidade da empresa, mas também a sustentabilidade a marca e do produto, coisa que temos em nosso DNA.

OP – Diante das novas mídias, qual a relevância da mídia impressa?

Cliff – Esse pensamento é modificado por fatos reais e consistentes. Veja quando noticiamos a morte do cantor e compositor Belchior. As pessoas foram bombardeadas de todas as formas, especialmente na internet, grupos de WhatsApp. Mas elas procuravam mesmo era credibilidade nas notícias. Foi assim que tivemos um “boom” de audiência em diversas plataformas, não somente no jornal impresso. Hoje não se fala mais de leitores, mas sim do conceito de audiência. O POVO tem audiência. Somos o departamento de jornalismo de muita gente. Uma matriz de conteúdo com valor inimaginável.É algo constante. Nós já passamos por isso quando a TV nasceu. Diziam que o rádio iria acabar. Mas o veículo se modificou para os tempos modernos. Tem um espaço que é só dele. A TV aberta passa pelo mesmo processo, por causa dos canais na Internet e programas de streaming. A mudança é muito grande. E o que não muda? O conteúdo de qualidade. A forma como apresentamos é imprescindível. Onde tiver conteúdo de qualidade, haverá audiência.

OP – Passadas as transformações, qual o cenário possível de vislumbrar?

Cliff – Uma coisa eu garanto: não, ele não irá acabar ou muito menos entrar em decadência. Prova disso são os países dotados de tecnologia de ponta, como Japão e Inglaterra. Lá, eles possuem as maiores tiragens do mundo. A internet domina, mas as pessoas continuam com o jornal impresso. Como se explica isso? E no Vale do Silício (Estados Unidos), berço de milhares de empresas de tecnologia? O papel está se transformando em um grande bistrô. O impresso tem um caráter de aprofundar temas que o meio digital ainda não consegue. A TV não me possibilita mergulhar em águas mais profundas, como foi o caso das ações da Polícia Federal envolvendo políticos.O jornal impresso está preservado. O que dizer de grandes empresas que anunciam, como Google, Netflix e Uber? Elas veem, assim como o leitor, a força do veículo.

OP – Como o senhor avalia o desafio em assumir o marketing do O POVO?

Cliff – É uma empreitada assumir o setor de uma marca conhecida nacionalmente, como é O POVO. Uma marca que, próxima de completar 90 anos, é jovem. Considero o maior desafio profissional da minha vida.

Atividade econômica cresceu 0,28% em abril

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (16), registrou alta de 0,28% em abril, na comparação com o mês de março.

A alta mostra uma retomada da atividade econômica no segundo trimestre já que em março o índice dessazonalizado havia apresentado queda de 0,44% em relação a fevereiro. Na comparação entre abril deste ano e o mesmo período de 2016, a alta foi de 0,51%.

O IBC-Br avalia a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o Banco Central a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

De acordo com o Banco Central, no acumulado em 12 meses até abril, o IBC-Br dessazonalizado registrou contração de 2,66%.

O IBC-Br incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB), – a soma de todas as riquezas produzidas no país -, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

(Agência Brasil)

Empresa cearense de cybersegurança ganha destaque no Canadá

O diretor da Morphus Segurança da Informação, Pedro Prudêncio, deu palestra, nessa quinta-feira, em Vancouver, no Canadá, sobre sua especialidade: cybersegurança. Com ele, Bruno Moraes, ex-head (gerente) da Rio 2016.

Abordou a tipologia de segurança de dados nos Jogos Olímpicos, dentro do evento Ignite 2017, organizado pela Palo Alto Networks, empresa global que tem entre seus fundadores o israelense Nir Zuk.

A cearense Morphus foi a única brasileira a ser convidada a dar palestrar no evento.

(Foto – Divulgação)

Câmara Municipal de Fortaleza faz campanha para conscientização de vagas para idosos e deficientes

338 1

A lição começa em casa. Assim a Câmara Municipal de Fortaleza inicou esta semana uma campanha para a conscientização de vagas para idosos e pessoas com deficiência.

Em seu próprio estacionamento, o Legislativo de Fortaleza aponta que não há essa história de “só um minutinho” para ocupar as vagas destinadas a quem mais precisa.

Para o diretor-geral da Câmara Municipal, Robson Loureiro, a Casa vem trabalhando pela cidadania e pela melhor qualidade de vida para a população de Fortaleza.

Pelo menos 8 Estados dão privilégio para aposentadoria de políticos. Ceará integra essa lista

A Reforma da Previdência pode deixar um rastro de benesses para deputados da ativa e aposentados de ao menos oito Estados, caso não haja mudanças em regimes especiais de aposentadoria. É o que diz reportagem do Estadão desta sexta-feira. A proposta de reforma previdenciária do presidente Michel Temer, se aprovada apesar da crise política, não tem alcance para promover alterações nesses institutos, o que deixa os parlamentares vinculados a esses regimes em situação mais vantajosa do que os demais brasileiros.

De forma geral, esses parlamentares podem se aposentar a partir dos 60 anos e com o último salário na função de deputado estadual, que é de R$ 25.322,25. Esse valor supera em quase cinco vezes o teto do benefício pago hoje pelo INSS, que está em R$ 5.531,31. E, com a aprovação da reforma da Previdência, que pretende estabelecer uma idade mínima para aposentadoria, eles também teriam vantagem.

Câmara dos Deputados

Os deputados estaduais de Rio Grande do Sul, Ceará e Sergipe são os que ainda contam com regras específicas de Previdência. Outros cinco Estados possuem institutos de Previdência em liquidação ou extinção: Pará, Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Para esses deputados, a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda confirma que, se não houver mudanças para os que já estão inscritos nos regimes específicos, permanecerão as regras atuais, mais generosas.

No caso gaúcho, o regime é recente: foi instituído no fim de 2014. Menos de um ano depois, o Estado começou a atrasar salários de servidores e a “pedalar” dívidas com fornecedores. De acordo com o texto da lei, o Plano de Seguridade Social dos Parlamentares (PSSP) do Estado do Rio Grande do Sul está disponível para deputados e suplentes, que poderão solicitar a aposentadoria integral com 60 anos de idade e 35 anos de mandato (é possível inclusive aproveitar o tempo dedicado a outros cargos legislativos).

Também há possibilidade de requerer benefício proporcional aos 35 anos de contribuição, mas a lei não especifica um número mínimo de mandatos para isso. O regime gaúcho é alvo de uma ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF).

No Ceará, cujo Sistema de Previdência Parlamentar também é questionado na Justiça, a aposentadoria dos deputados pode ser solicitada aos 60 anos de idade e 35 anos de contribuição (sendo pelo menos 20 deles, ou cinco mandatos, dentro do regime especial). Não há aposentadoria proporcional.

Em Sergipe, a aposentadoria integral pode ser obtida por homens aos 60 anos de idade e 35 anos de contribuição ao Instituto de Previdência do Legislativo de Sergipe (Iplese). Para mulheres, as exigências são de 55 anos de idade e 30 de contribuição.

Fies 2017 – Termina nesta sexta-feira o prazo para renovação de contrato

Hoje (16) é o último dia para a renovação de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referentes ao primeiro semestre de 2017. Também termina hoje o prazo para fazer a transferência integral de curso ou de instituição de ensino, bem como solicitar a dilatação do prazo de utilização do financiamento.

A renovação do Fies é feita a cada seis meses, e o pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante deve levar a documentação comprobatória ao banco para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada apenas com a validação do estudante no sistema.

O financiamento é destinado a alunos matriculados em instituições privadas de ensino superior. Segundo o Ministério da Educação, atualmente, mais de 2 milhões de jovens e adultos que não têm condições de pagar a faculdade são beneficiados pelo programa, que oferece uma taxa de juros efetiva de 6,5% ao ano.

(Agência Brasil)