Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Prisão de Temer – Decisão do HC na próxima quarta não surpreende, diz advogado

O advogado criminalista Antônio Mariz de Oliveira visitou hoje (22) o ex-presidente Michel Temer, que está preso preventivamente desde ontem na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Mariz de Oliveira disse que Temer está bem e esperançoso, mas aborrecido com a situação.

Mariz de Oliveira criticou a prisão de Temer e disse que a decisão se baseia em acusações sobre as quais o ex-presidente não foi ouvido. “Isso é algo absolutamente violento e inusitado”, afirmou.

O advogado disse que não surpreendeu a decisão do desembargador Ivan Athié de adiar a definição sobre o habeas corpus do ex-presidente para quarta-feira (27), quando se reunirá a 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro.

“Não é nada excepcional. Não surpreendeu, nem aborreceu e nem nos tirou a grande esperança de que ele será posto em liberdade”, disse. No mesmo dia, serão decididos os habeas corpus dos demais presos no caso, o que inclui o ex-ministro Moreira Franco.

Segundo o advogado, ele visitou Temer apenas como amigo. Mariz de Oliveira afirmou que a defesa do ex-presidente está a cargo de Eduardo Canelos.

(Agência Brasil)

Jornalismo do Ceará ganha novo estilo de entrevistas

213 3

O jornalista Luciano Cléver lança nesta sexta-feira (22) um novo estilo de entrevistas com o programa “Café com Cléver”, no salão nobre do Café Patriota, na Aldeota, a partir das 20 horas, com transmissão ao vivo pelo YouTube.

Além da entrevista com um convidado, o programa também traz a apresentação de um cantor e de um poeta e/ou cordelista.

Bolsonaro compara crise com Maia a namoro em que a companheira quer ir embora

Em meio a mais recente crise no Governo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) comparou nesta sexta-feira, 22, no Chile, a relação com Rodrigo Maia (DEM) a relacionamento em que a namorada quer ir embora e é preciso conversar para ela voltar. O presidente da Câmara dos Deputados disse que pretende sair das articulações para aprovar a Reforma da Previdência.

O deputado federal teria ficado irritado com a pressão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para dar celeridade ao Pacote Anticrime no parlamento. O estopim da crise seria críticas publicadas em redes sociais por Carlos Bolsonaro (PSC) em meio ao episódio entre o ministro e o presidente da Câmara.

“Queria saber o motivo pelo qual o Rodrigo Maia está saindo, estou aberto a diálogo, qual o motivo? Eu não dei motivo para ele sair”, disse Bolsonaro. Ele ainda completou: “Só conversando. Você nunca teve uma namorada? E quando ela quis ir embora o que você fez para ela voltar, não conversou? Estou à disposição para conversar com o Rodrigo Maia, sem problema nenhum”, afirmou em Santiago, no Chile, onde participa de reunião com líderes sul-americanos.

Entenda a crise

O impasse entre membros do Executivo e do Legislativo começou depois que Moro cobrou Maia na madrugada de quarta-feira, 20, sobre a tramitação do Pacote Anticrime, apresentado pelo ministro em meados de fevereiro. As mensagens enviadas pelo ex-juiz teriam causado insatisfação ao deputado, que reagiu.

À imprensa, Maia disse que o ministro é funcionário de Bolsonaro, pediu respeito e afirmou ainda que Moro estaria “confundindo as bolas”. Usando redes sociais da esposa, o ministro apresentou uma tréplica à discussão. Afirmou que a única intenção é de que o projeto tenha tramitação regular.

“Talvez alguns entendam que o combate ao crime pode ser adiado indefinidamente, mas o povo brasileiro não aguenta mais. Essas questões sempre foram tratadas com respeito e cordialidade com o Presidente da Câmara, e espero que o mesmo possa ocorrer com o projeto e com quem o propôs. Não por questões pessoais, mas por respeito ao cargo e ao amplo desejo do povo brasileiro de viver em um país menos corrupto e mais seguro”, disse o ministro.

Ainda nesta sexta-feira, 22, aliados de Bolsonaro tentaram amenizar a tensão com Maia. No Twitter, Joice Hasselmann (PSL) exaltou a posição do presidente da Câmara. “Maia é um dos que mais tem trabalhado para aprovação e logo pelo principal plano do governo. Na prática, sem Maia, a coisa não vai e o Brasil empaca. Simples assim”, disse.

Quem também teceu elogios ao político foi o outro filho de Bolsonaro, Flávio (PSL). “Presidente da Câmara é fundamental na articulação para aprovar a Nova Previdência e projetos de combate ao crime. Assim como nós, está engajado em fazer o Brasil dar certo”, apontou.

Zero dois

Em meio à tensão já instalada, Carlos Bolsonaro colocou mais lenha na fogueira ao criticar Maia nas redes sociais na última quinta-feira, 21. O filho “zero dois” de Bolsonaro escreveu no Twitter: “Há algo bem errado que não está certo!”. A mensagem veio seguida da nota de Moro. No Instagram, Carlos questionou: “Por que o presidente da Câmara está tão nervoso?”

Conforme reportagem do Estadão, ao ver as mensagens, Maia “explodiu” e telefonou para Paulo Guedes, ministro da Economia, avisando que deixará a articulação política para aprovar a Reforma da Previdência. A conversa teria sido ouvida por integrantes do Centrão.

Em outras situações, tanto Maia quanto outros políticos que se dispuseram a ajudar na aprovação da Reforma se mostraram insatisfeitos com a desarticulação do Governo Federal com a proposta. No caso do presidente da Câmara, soma-se ainda à pressão contra ele nas redes sociais arquitetada por integrantes do Executivo.

“Eu estou aqui para ajudar, mas o governo não quer ajuda”, disse o presidente da Câmara, segundo deputados que estavam ao seu lado no momento do telefonema. “Eu sou a boa política, e não a velha política. Mas se acham que sou a velha, estou fora”, teria dito Maia, segundo informações do Estadão.

(O POVO Online com Estadão)

Damares no Ceará – Ministério fortalecerá conselhos tutelares contra a pedofilia

298 1

O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos intensificará o combate à pedofilia e à exploração sexual de jovens e adolescentes, diante do fortalecimento dos conselhos tutelares.

A informação é do deputado federal cearense Dr. Jaziel (PR), durante participação no programa Da Hora, nesta sexta-feira (22), na TV União.

“Estive em audiência com a ministra Damares e ela me confirmou a medida que visa proteger nossas crianças”, disse o parlamentar do Ceará, que afirmou ainda que o Nordeste terá uma atenção especial do Ministério.

Dr. Jazuel informou que a ministra Damares Alves deverá lançar o programa, no Ceará, no próximo mês. Nesta semana, ele esteve reunido com a ministra, em Brasília, ao lado da esposa, a deputada estadual Dra. Silvana (PR).

“Essa é uma luta em defesa das nossas famílias e das nossas crianças”, ressaltou.

O deputado também anunciou que apresentou um projeto de lei que propõe criar um cadastro nacional contendo os nomes dos agressores de mulheres em todo o Brasil.

“Nosso projeto propõe uma emenda à Lei Maria da Penha para fortalecer a luta em defesa das mulheres”.

(Foto: Divulgação)

Vinte açudes sangram no Ceará nesta sexta-feira

A 297 km de Fortaleza, o açude Angicos, em Coreaú, é um dos 20 reservatórios cearenses sangrando no Estado nesta sexta-feira, 22. De acordo com o monitoramento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o reservatório recebeu um aporte de 1,9 milhão de metros cúbicos de água nas últimas 24 horas e começou a sangrar pela segunda vez neste ano.

Segundo a Cogerh, em 22 de janeiro de 2018, a represa estava com 74,5% da capacidade ocupada. No total, o reservatório pode receber até 56,05 milhões de metros cúbicos.

Também estão sangrando: Acaraú Mirim (Massapê), Angicos (Coreaú), Batente (Ocara), Cauhipe (Caucaia), Cocó (Fortaleza), Diamantino II (Marco), Gameleira (Itapipoca), Gangorra (Granja), Gavião (Pacatuba), Germinal (Palmácia), Itapebussu (Maranguape), Itaúna (Granja), Jenipapo (Meruoca), Maranguapinho (Maranguape), São José I (Boa Viagem), Tijuquinha (Baturité) e Tucunduba (Senador Sá).

Nas últimas 24 horas, foram registrados aportes em 63 açudes monitorados pela companhia, destacando-se, além do Angicos, o Acarape do Meio, Aracoiaba, Araras, Castanhão, Cedro, Edson Queiroz, Figueiredo, Frios, Jaburu I, Pedras Brancas e Pentecoste.

Outros 95 açudes operam com volume abaixo de 30% da capacidade.

O sistema de abastecimento do Ceará está operando com 13,09% da capacidade.

(O POVO Online)

ANS debate regras sobre relação entre planos de saúde e prestadores

Com o objetivo de harmonizar a relação contratual entre operadoras de planos de saúde e prestadores de serviço, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realizou hoje (22) uma audiência pública para receber contribuições da sociedade sobre a necessidade de rever a regulação sobre a contratualização dos planos de saúde.

A audiência faz parte da fase inicial do processo regulatório, segundo o diretor de Desenvolvimento Setorial da ANS, Rodrigo Aguiar. “De forma inédita, a gente conseguiu colocar em um mesmo ambiente operadores e prestadores para que eles se manifestem quanto às indagações que trazem para a ANS acerca das práticas principais”.

Diante do clima de conflito e não harmonia existente entre as partes, consideradas fundamentais para que o setor de saúde suplementar funcione bem, a ANS criou a Câmara Técnica de Contratualização e Relacionamento com Prestadores, que já realizou algumas reuniões. Esses encontros, somados à audiência de hoje, vão dar subsídios para que a agência decida se será necessário rever ou não as normas em vigor. “Se vai ter uma medida mais enérgica, mais interventiva, ou não”, comentou Rodrigo Aguiar.

“A primeira providência que a gente quer tomar é aproximar essa relação”, disse Aguiar, explicando que “historicamente”, operadoras e prestadores de serviço não se entendem. A partir da instituição da Câmara Técnica e da audiência pública, as partes já vêm se procurando para resolver seus problemas, informou o diretor da ANS.

Rodrigo Aguiar salientou a importância de se encontrar um ponto de equilíbrio entre as operadoras de planos de saúde e os prestadores de serviços, tendo em vista que quem mais sofre com esse belicismo são os consumidores. “Nosso objetivo final é sempre o benefício do consumidor. É fazer com que o beneficiário tenha um atendimento célere, adequado e de qualidade. Quando as partes começam a brigar, quem sai perdendo é o consumidor”.

(Agência Brasil)

Goretti Quintela, uma escola

Com o título “Goretti Quintela: uma escola”, eis artigo de Magela Lima, jornalista e ex-secretário da Cultura de Fortaleza. Um resgate do que foi Goretti Quintela para o balé no Estado. Confira:

A julgar pelo tanto que fez em 60 anos, ela ainda faria muito, tivesse o tempo lhe sido mais generoso. Foi cedo demais, nossa querida Goretti Quintela. Nome decisivo na história das artes cênicas no Ceará, ela foi mais que uma bailarina, mais que uma coreógrafa, mais que uma professora de dança. Ela foi uma escola. Ao longo de sua trajetória como artista, uma incansável artista, Goretti Quintela, que nos deixou no último dia 22 de fevereiro, firmou-se como referência e ajudou a formar sucessivas gerações.

Gerações importantes de artistas, que, ao longo dos anos, povoaram nossos palcos e nossos sonhos, mas, sobretudo, gerações importantes de espectadores. Graças ao trabalho continuado e exemplar de Goretti Quintela, o Ceará habituou-se a dançar e habituou-se também a gostar de dança, a acompanhar espetáculos, a reconhecer e aplaudir talentos. A atuação de Goretti Quintela foi decisiva para popularizar o balé clássico e a dança cênica de um modo geral entre nós. Sem ela, nossa dança seria outra. Não só do ponto de vista simbólico.

A persistência de Goretti Quintela fez dela um porto seguro para a dança no Ceará. Enquanto as academias de balé cediam lugar para aulas de ginástica e musculação, ela manteve firme seu compromisso formativo no campo das artes. Enquanto Fortaleza assistia a um processo agressivo de deterioração e perda do prestígio cultural de sua região central, ela manteve sua escola funcionando na rua São Paulo, coração do Jacarecanga. Goretti Quintela acreditou que a dança, a nossa dança, a dança dela, era possível. Esse, talvez, seja seu maior legado.

Tradicionalmente, o Ceará tem dançado entre idas e vindas. Muitos dos nossos talentos, nesse vai-e-vem, acabaram por construir carreiras lá fora, o que não chega a ser propriamente um problema. De todo modo, deixar o Ceará não pode ser um condicionante para o cearense que queira fazer da dança sua missão e sua vida. Goretti Quintela começou aqui e aqui ficou. E como foi importante ter ficado! Daqui, projetou-se nacionalmente, considerando seu segmento de atuação. Dançou uma vida inteira e fez com que tantos outros também dançassem.

*Magela Lima,

Jornalista e ex-Secretário da Cultura de Fortaleza.

Temer fica em silêncio durante interrogatório na Polícia Federal

O ex-presidente Michel Temer permaneceu em silêncio durante interrogatório, hoje (22), na Superintendência Regional da Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro, onde está preso desde ontem (21). A informação foi divulgada nesta sexta-feira pela procuradora da República Fabiana Schneider, integrante da força-tarefa da Lava Jato no Rio.

Segundo Fabiana, dos oito presos na operação, apenas o ex-ministro Moreira Franco aceitou falar, negando ter recebido ou oferecido propina. De acordo com a procuradora, Temer apenas informou, por meio de seus advogados, que não iria falar.

Questionada se os fundamentos dos mandados de prisão eram suficientemente sólidos para justificar a prisão de Temer, Moreira e os demais presos, Fabiana disse que sim, por se tratar de membros de uma organização criminosa estável, que vinha ocultando patrimônio e atuando há cerca de 40 anos.

“A força-tarefa do Rio de Janeiro tem sido bastante comedida nos seus pedidos de prisão. Se não houvesse motivos suficientes para prisão preventiva, com toda certeza, nós não faríamos esses pedidos. Nós estamos absolutamente convencidos da necessidade da manutenção da prisão. A gente está falando de uma organização criminosa que assalta o erário há quase 40 anos, em valores muito superiores aos quais estamos acostumados, de R$ 1,8 bilhão, pelo menos”, disse Fabiana.

Segundo a procuradora, uma eventual soltura dos presos, por força de habeas corpus impetrados no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) poderia atrapalhar as investigações. O TRF2 informou que os pedidos de habeas corpus serão julgados pela 1ª Turma, na próxima quarta-feira (27). “Não é a expectativa que nós temos. Gostaríamos que o nosso pedido continuasse vigente, mas aí é o entendimento de cada magistrado. Pode atrapalhar, tanto que a força-tarefa pediu a prisão”, afirmou Fabiana.

(Agência BRasil)

Estados e municípios podem ganhar fatias do Pré-Sal

O governo federal estuda destinar parte dos recursos do fundo social do pré-sal para estados e municípios que equilibrarem as contas públicas, disse hoje (22) o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior.

Atualmente, o fundo social, formado por royalties e participações especiais do governo, fica com a União. Rodrigues Júnior não detalhou o percentual que será destinado aos estados e municípios. Ele explicou que a proposta precisa passar por aprovação de lei ordinária pelo Congresso Nacional.

Rodrigues Júnior disse ainda que a equipe econômica está finalizando o projeto de ajuda aos estados que fizerem ajuste fiscal. A ideia é que o Tesouro Nacional ofereça maior garantia nos empréstimos tomados pelos estados. Essa proposta também precisa passar pelo Congresso, com aprovação de lei complementar.

“Temos prosseguido no diálogo com governadores, mas também com municípios. Estamos em vias de apresentar soluções”, disse o secretário.

(Agência Brasil)

Vereador quer escolas com videomonitoramento para reforçar segurança

242 1

O vereador Julierme Sena (PROS) deu entradas em dois projeto de lei com o objetivo de “melhorar a segurança nas escolas públicas e privadas de Fortaleza”. O projeto quer a implantação de videomonitoramento e a obrigatoriedade da presença de segurança privada nesses estabelecimentos.

Julierme afirma que quer coibir ataques criminosos e até identificar casos de bullying que possam ocorrer dentro das dependências das escolas. “O sistema de videomonitoramento também pode colaborar com investigações de possíveis ocorrências”, observa o parlamentar.

Atualmente a segurança das escolas municipais de Fortaleza está sob a responsabilidade da Inspetoria de Segurança Escolar (ISE) da Guarda Municipal de Fortaleza.

“As rondas escolares são insuficientes para a demanda, pois temos mais de 500 unidades educacionais e são realizadas apenas 10 rondas por dia”, lamenta Julierme.

DETALHE – Outro projeto de lei de autoria do vereador, é a obrigatoriedade de psicólogos e psicopedagogos nas escolas para avaliação e atendimento de estudantes e profissionais da educação.

Censo Escolar 2019 – Coleta de dados começa no fim de maio

A coleta das informações do Censo Escolar 2019 começarão a ser feitas no dia 29 de maio, de acordo com o cronograma publicado hoje (22) no Diário Oficial da União, em portaria do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A partir desse dia, os diretores e responsáveis pelas escolas de todo o país devem acessar o Educacenso, na internet, e preencher os dados referentes às matrículas feitas este ano. O prazo para entrega de informações vai até 31 de julho.

Após essa etapa, no dia 30 de agosto, o Ministério da Educação irá divulgar os relatórios preliminares, por escola, para a conferência pelos gestores municipais e estaduais. Eles terão 30 dias para a conferência e retificação de eventuais erros nas informações declaradas.

Os resultados finais e os microdados públicos serão divulgados pelo Inep no dia 31 de janeiro de 2020. Serão divulgadas também as sinopses estatísticas da educação básica, etapa que vai desde a educação infantil ao ensino médio. A sinopse traz detalhadas e acessíveis ao público os dados coletados junto às escolas.

O cronograma do Censo Escolar 2019 segue em 2020, quando ocorre a segunda etapa da coleta. As escolas devem, então, informar os dados do rendimento dos estudantes e as movimentações daqueles que foram matriculados em 2019, se foram aprovados, reprovados ou se deixaram a escola. Essa coleta será feita no período de 3 de fevereiro a 20 de março do ano que vem.

Os dados preliminares da segunda etapa serão publicados no dia 1º de abril de 2020 para a conferência e os resultados finais serão divulgados no dia 11 de maio no portal do Inep.

Censo Escolar

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica e o mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro nessa área. As matrículas e dados escolares coletados servem de base para o repasse de recursos do governo federal e para o planejamento e divulgação de dados das avaliações realizadas pelo Inep.

O Censo abrange as diferentes etapas e modalidades da educação básica e profissional: o ensino regular – educação infantil, ensino fundamental e médio; a educação especial; a Educação de Jovens e Adultos (EJA); e a educação profissional, que abrange cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional.

(Agência Brasil)

Beto Studart – “A experiência de presidir a Fiec”

152 1

Com o título “A experiência de presidir a Fiedc”, eis artigo de Beto Studart, presidente da Federação das Indústrias do Ceará, que deixa o comando da entidade em abril próximo. Confira:

A Fiec promoveu, ontem, a tradicional Festa da Indústria, homenageando Elisa Gradvohl Bezerra, Edson Queiroz Neto e Élcio Batista, com a entrega da Medalha do Mérito Industrial. A solenidade mais importante da indústria cearense marca o congraçamento com os parceiros com os quais interagimos no dia a dia.

A mim, particularmente, a noite foi revestida de cunho especial, pois tratou-se da minha última Festa da Indústria como presidente da Fiec, já que meu mandato finda este ano. Desde o início, afirmei que assumi a Federação como forma de retribuir o que a vida me deu como empresário. Foi obrigação a que me destinei, qual seja, a de doar parte do tempo às causas às quais acredito.

Sabia que esse tempo era finito e tinha a convicção de que o mesmo me bastava à frente dos destinos da Fiec. Caminho agora para o fechamento de um ciclo em minha vida, ciente de que fiz a escolha acertada. Para além dos números, que nos credencia como Federação a ser uma das mais respeitadas do País, o resultado da minha experiência na Fiec está muito acima das expectativas iniciais.

Nestes cinco anos aprendi bem mais do que pude ensinar. Compartilhei decisões difíceis, ampliei relações e compreendi que se ao administrar uma empresa as dificuldades são imensas, gerir uma instituição de classe nos oferece aprendizados e a possibilidade de construir círculos de convivência fraternos e duradouros.

Por conta desta experiência guardarei momentos inesquecíveis, seja ao ter tomado posicionamentos fortes como representante de um segmento como o industrial, seja lidando com os mais humildes que conviveram comigo em horas diversas. Desses momentos pude entender o fascínio que o cargo exerce sobre as pessoas e o quanto é preciso serenidade para lidar com a finitude própria de qualquer mandato eletivo.

Disse na festa de ontem, que saio maior e fortalecido, porque nada gratifica mais do que fazer bem feito aquilo a que nos propomos com sinceridade, compromisso e verdade. Tem sido esta a conduta adotada por mim em tudo que abracei na vida e não seria diferente na nobre missão de presidir a Fiec.

*Beto Studart,

Presidente da Federação das Indústrias do Ceará.

Câmara Municipal promove seminário para assessores de imprensa de vereadores

Repoórter do Blog compartilhando ideias.

A Câmara Municipal de Fortaleza realizou, nesta sexta-feira, seminário para os assessores de imprensa dos vereadores. O encontro abordou temas dos mais variados como fake news, jornalismo na internet, cobertura política e bastidores da política.

Ali, estivemos compartilhando e aprendendo com colegas, dentro de uma iniciativa interessante e que merece ter continuidade. Tivemos ainda a oportunidade de rever amigos do meio como a jornalista Eugênia Nogueira, Daniel Aderaldo e Marcos Costa.

(Foto – Divulgação)

Associação dos Delegados da PF defende legalidade da prisão de Temer

O presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), delegado Edvandir Paiva, disse hoje (22), que não houve qualquer espetacularização nas prisões do ex-presidente Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco, pela Operação Descontaminação, na manhã de ontem (21). Paiva assegurou que detalhes das ações não foram repassados para jornalistas por agentes da PF.

“Não há como fazer um trabalho público escondido da sociedade. Posso assegurar que a imprensa não foi convidada para participar da deflagração da operação por alguém da PF, e se houve algum tipo de vazamento para a imprensa, tem que apurar e punir”, disse, ao ser perguntado a respeito da cobertura jornalística feita ao longo da manhã, desde a prisão de Temer, a primeira a ser cumprida nesta quinta-feira (21).

A declaração foi dada após um encontro com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em Brasília. Paiva disse que a ação da Polícia Federal não foi tratada na reunião, que durou pouco mais de meia hora. “É uma atuação regular das instituições. O ministério não tem como intervir ou direcionar ações, apenas coordena a Polícia Federal, mas não intervêm tecnicamente”, disse.

Pauta

Segundo o delegado Edvandir Paiva, o principal assunto com Sergio Moro foi o Projeto Anticrime, em tramitação no Congresso Nacional. A ADPF formalizou o apoio ao texto e pediu empenho do Parlamento para que a proposta com medidas de combate à corrupção avance.

“O importante é que tramite. O Congresso Nacional tem toda autonomia para fazer alterações no projeto, mas que ele não fique parado como ficou a proposta de emenda à Constituição (PEC) da autonomia da PF, parada há dez anos”, disse. O projeto sobre a estrutura da entidade está sob análise desde 2009.

Tema interno, a autonomia da Polícia Federal foi defendida por Paiva, assim como problemas de quadro de pessoal. De acordo com o delegado, hoje a Polícia Federal tem mais de 10 mil cargos e outros 4,5 mil estão vagos. Paiva pediu apoio do ministro para que aprovados no último concurso para o órgão sejam chamados até o próximo ano.

“Pedimos apoio junto ao Ministério da Economia. Sabemos que tem um problema fiscal no Brasil, mas é necessário resolver o problema de quadro. Polícia Federal não é gasto. É investimento. É preciso repor os quadros da PF, senão a capacidade investigativa da polícia fica comprometida”, defendeu.

(Agência Brasil)

Movimento Crítica Radical lança livro que aborda o terrorismo

145 1

Rosa da Fonseca e Maria Luiza Fontenele coordenarão o evento.

Nesta sexta-feria, às 18h30min, no auditório da Faculdade de Arquitetura da UFC, será lançado o livro “No Espelho do terror”, do professor Gabriel Zacarias, da Unicamp.

O livro aborda o terrorismo à luz da Teoria da Sociedade do Espetáculo do filósofo francês Guy Lebord.

O evento é uma iniciativa do Movimento Crítica Radical, que apregoa o fim do Capitalismo e a Emancipação Humana e que tem, entre coordenadores, a ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontenele, e a ex-vereadora Rosa da Fonseca

(Foto – Dvulgação)

Governo reduz previsão de crescimento da economia para 2,2% neste ano

O governo espera que a economia apresente crescimento de 2,2%, neste ano. A previsão para o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, está no Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, divulgado hoje (22) pelo Ministério da Economia.

Na Lei Orçamentária deste ano, a previsão de crescimento do PIB era maior: 2,5%.

Também foi alterada a projeção para a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que passou 4,2% na Lei Orçamentária para 3,8%, no relatório.

O relatório, que orienta a execução do Orçamento, contém previsões para a economia, a receita e a despesa. Dependendo dos números, o governo corta ou libera recursos para cumprir a meta de déficit primário e o teto de gastos federais. Neste primeiro relatório divulgado hoje, o governo bloqueou R$ 29,792 bilhões do orçamento.

O mercado financeiro prevê que o PIB cresça 2,01%, neste ano, e a inflação fique em 3,89%.

(Agência Brasil)

Tasso Jereissati apregoa: “Acorda, Nordeste!

301 4

Com o título “Acorda, Nordeste!”, eis artigo do senador Tasso Jereissati (PSDB). “O liberalismo econômico e a abertura da economia, com foco nos mais necessitados, igualdade de oportunidades e disciplina fiscal são compatíveis com uma política regional moderna para a construção de uma nova agenda para o Nordeste”, defende o tucano. Confira:

O IBGE divulgou recentemente a renda per capita das famílias brasileiras. O cenário continua o mesmo há décadas: a renda das famílias nordestinas é um terço menor que a do Brasil e apenas metade daquelas dos estados mais ricos. Até quando isso vai permanecer? O Nordeste precisa mudar. Para isso temos que ousar e fazer diferente. Precisamos de uma política regional antenada com o século XXI e não de uma mera classificação de cidades e regiões pelas suas dinâmicas de renda, como é o caso da atual PNDR. Política regional se faz com estratégia, instrumentos e instituições.

O liberalismo econômico e a abertura da economia, com foco nos mais necessitados, igualdade de oportunidades e disciplina fiscal são compatíveis com uma política regional moderna para a construção de uma nova agenda para o Nordeste.

Vamos abrir a economia e permitir que a Região explore seu potencial logístico e exportador. Vamos dar igualdade de oportunidades aos nordestinos fortalecendo as infraestruturas física, humana e institucional. É preciso focar nos pobres e apoiá-los com empreendedorismo e não condená-los ao assistencialismo.

O Nordeste industrial da Sudene, da simples construção de açudes do Dnocs e dos financiamentos de grandes projetos industrias do BNB ficou obsoleto. O Nordeste exportador de jovens talentosos é um absurdo.

Vamos acordar e mudar. É preciso entender que a vantagem do Nordeste está na sua capacidade de criar, e não de produzir bens de baixo valor agregado. Em vez de se limitar a atrair empresas para gerar empregos, é fundamental incentivar e reter jovens de talentos e gente produtiva.

Vamos atualizar nossas instituições e instrumentos regionais com destaque para o BNB e o FNE. Precisamos de um BNB técnico, eficiente, efetivo e ético. Um banco cuja lógica principal seja financiar a inovação, o empreendedorismo, a pequena e média empresa, a infraestrutura local. Vamos atualizar o FNE e permitir que ele financie inovação com capital de risco, financie o fortalecimento do capital humano e que continue ofertando crédito diferenciado para a Região. É fundamental para o Brasil um projeto claro para o Nordeste.

Concluo com uma frase de Einstein: “Fazer a mesma coisa de forma continua e esperar resultados diferentes é insanidade”. Não sejamos insanos!

*Tasso Jereissati,

Senador do PSDB do Ceará.

(Foto – Agência Senado)

Governo bloqueia quase R$ 30 bilhões do Orçamento

A equipe econômica decidiu contingenciar (bloquear) R$ 29,792 bilhões de despesas discricionárias (não obrigatórias) do Orçamento Geral da União de 2019, segundo o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, divulgado hoje (22) pelo Ministério da Economia.

A cada dois meses, o governo apresenta o relatório com orientações para execução do Orçamento. O documento contém previsões para economia, receita e despesa. Dependendo dos números, o governo corta ou libera recursos para cumprir a meta de déficit primário e o teto de gastos federais.

De acordo com o relatório, o corte de bilhões é necessário para que o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) cumpra a meta de déficit primário de R$ R$ 139 bilhões estipulada para 2019. O déficit primário é o resultado negativo das contas do governo sem considerar o pagamento dos juros da dívida pública.

A distribuição dos cortes, segundo os ministérios e os demais órgãos federais, será definida por decreto de programação orçamentária, editado até o dia 29.

(Agência Brasil)

“Cine Holliúdy 2 – A chibata sideral” já lidera preferência nos cinemas de Fortaleza

O filme “Cine Holliúdy 2 – A chibata sideral”, mal estreou, já está em primeiro lugar nos cinemas de Fortaleza. O público aprovou a nova molecagem cearense, que tem direção do cineasta Halder Gomes.

Segundo ele, até a Capitã Marvel levou chibata sideral.

Em conversa com a reportagem do Blog, Halder fala do filme e dos seus novos projetos.