Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Carnaval em Fortaleza – Hotéis esperam taxa de ocupação de 85%

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

O setor hoteleiro cearense espera taxa de ocupação, por conta do Carnaval, na faixa dos 85%.

Segundo o presidente do Sindicato dos Hotéis do Ceará e vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Manuel Cardoso Linhares, a expectativa é baseada na venda de pacotes antecipados e, também, no fato de Fortaleza se caracterizar como cidade do descanso, onde turistas podem também se deslocar, sem problemas, para o lazer em pontos da Região Metropolitana.

Cardoso adiciona a isso o fato de que Canoa Quebrada, em Aracati (Litoral Leste), e Jericoacoara (Litoral Oeste) continuam redutos preferidos nacionalmente pelos turistas. “Ano passado, tivemos uma taxa de ocupação só na Capital de 87.68%. A deste ano, 85%, pode ser menor, mas é muita coisa diante do cenário de crise”, diz ele. No momento, essa taxa é de 68%.

Lamenta-se, nesse cenário, a falta de campanhas promocionais do Estado.

Fraude no Bilhete Único – Grupo lucraria mais de R$ 20 mil por dia

Três rapazes circulam insistentemente entre os passageiros na parada de ônibus, na calçada da avenida Tristão Gonçalves, no Centro, em frente ao templo da igreja Universal. Eles são “bilheteiros”. Aparentam estar sempre inquietos. São fraudadores do sistema de transporte coletivo da Capital. Um deles é adolescente.

Com cada um, no bolso ou nas mãos, quase uma dezena de cartões de Bilhete Único (BU) – que, por lei, é de “uso pessoal e intransferível”. Os três sobem nos veículos a todo instante, furam fila quase sempre, e descem debulhando o arrecadado. Sem dificuldades. Oferecem a viagem a R$ 2,50, mais em conta que os R$ 3,20 da tarifa de Fortaleza.

Várias pessoas topam embarcar pagando menos. Não desavisadas, endossam a fraude. Nenhum centavo pago ali caiu na conta oficial do sistema. O que os bilheteiros “vendem”, na verdade, é o período de duas horas da gratuidade do BU – disponível ao usuário para fazer a integração de linhas sem precisar pagar nova passagem. A viagem grátis também é garantida no Passcard, usado pelo trabalhador.

Os cartões passados nos equipamentos validadores dentro dos ônibus são verdadeiros, mas pertencem a terceiros. São de pessoas que emprestam seus nomes no cadastro do BU em troca de R$ 30 a R$ 40. Um mesmo cartão chega a ser usado irregularmente de 50 até mais de 100 vezes ao longo do dia.

A venda ilegal de viagens do Bilhete Único nem é nova. Teria começado ainda em 2013, poucos meses após a implantação do benefício. Porém, só agora o dano financeiro e operacional é dimensionado.

Ao longo de uma semana, O POVO acompanhou a atividade dos bilheteiros. E confirmou informações de um relatório, de dezembro último, feito pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), que detalha o esquema. A entidade trata o uso ilegal e a venda de BU como ação de uma mesma quadrilha.

“Patrões”

Como o controle eletrônico não é online, o cartão usado indevidamente só poderá ser bloqueado pelo Sindiônibus após dois ou três dias. A empresa atesta a fraude no aparelho do veículo e só depois repassa ao Sindiônibus para a checagem.

Ao fim do “expediente”, que vai das seis da manhã às 18 ou 20 horas, um mesmo bilheteiro terá apurado, por baixo, de R$ 200 a R$ 400, segundo o Sindiônibus.

A parada da igreja Universal é frequentada por pelo menos 16 bilheteiros. A abordagem aos passageiros é permanente. Dentro do ônibus, passam até mais troco que o cobrador. Haveria mais 18 bilheteiros na parada em frente à estação do Metrofor, também na Tristão Gonçalves.

Entre os 18 que atuam na Praça da Estação, um deles vende picolés e também oferta viagens mais baratas. Também há bilheteiros na praça Coração de Jesus e na esquina das avenidas Carapinima com 13 de Maio, no Benfica. Escolhem pontos com maior confluência de linhas dos bairros para o Centro.

Com base no relatório, O POVO fez a conta: em apenas três locais (praça do Metrofor, Tristão Gonçalves e praça da Estação), a movimentação passa de R$ 20 mil/dia.

Na estrutura do grupo, os bilheteiros recebem ordens de “patrões” de cada ponto, conforme o levantamento do Sindiônibus. Seriam eles os cabeças da fraude.

Nos flagrantes, um dos patrões aparece fazendo a recarga (substituição) de cartões. A cada duas horas, eles rondam as paradas – o mesmo tempo que dura a gratuidade do BU. Pagam as diárias aos bilheteiros e custeiam o valor aos titulares aliciados dos cartões e as recargas do dia.

Entenda como é a fraude

Por um valor mais barato (R$ 2,50) que a tarifa (R$ 3,20), fraudadores “vendem” a gratuidade do Bilhete Único – válida ao longo de duas horas, cada vez que o cartão do BU é acionado.

Com vários cartões de BU em mãos, os bilheteiros circulam entre os passageiros nas paradas. No embarque, furam a fila para se posicionar ao lado das catracas. São acusados de coagir passageiros, trocadores e motoristas.

No ônibus, recebem o dinheiro e passam o BU no validador da integração – o aparelho confirma a gratuidade. Ou descem e o passageiro devolve o cartão pela janela. Mas nenhum centavo irá para a conta do sistema.

Ao longo do dia, “patrões” dos bilheteiros circulam nas paradas para trocar cartões que perdem o prazo da gratuidade. Nessas “rondas”, eles também vistoriam a arrecadação dos bilheteiros.

Locais mais utilizados por bilheteiros: avenida Tristão Gonçalves, praça da Estação, praça Coração de Jesus, esquina das avenidas Carapinima e 13 de Maio e catracas externas do Terminal da Parangaba.

Há adolescentes entre os bilheteiros. Também ambulantes e donos de banquinhas. No Coração de Jesus, além do BU também vendem vale-transporte – hoje menos, porque a margem de lucro é menor.

 

(O POVO – Repórter Cláudio Ribeiro)

Governo do Espírito Santo inicia processo de demissão de 161 PMs

A Polícia Militar do Espírito Santo informou que fará a publicação nesta terça-feira (14), no Diário Oficial do Estado, da instauração dos primeiros inquéritos policiais militares (IPMs) e de procedimentos demissionários dos envolvidos no aquartelamento dos agentes. A paralisação dos policiais teve início há 10 dias.

“Serão publicados procedimento administrativo disciplinar rito ordinário [para quem tem menos de dez anos de PM] ou Conselho de Disciplina [para quem tem mais de dez anos de PM] de 161 policiais militares. Os procedimentos demissionários têm prazo inicial de 30 dias para serem concluídos”, diz a nota.

Segundo o governo, também serão publicados os IPMs de dois tenentes-coronéis, um major, e um capitão da reserva remunerada. Essas publicações são os primeiros inquéritos instaurados de 703 policiais investigados.

Na sexta-feira (10), a Polícia Militar anunciou o indiciamento de 703 agentes pelo crime de revolta. Se condenados, a pena é de 8 a 20 anos de detenção em presídio militar e a expulsão da corporação. O secretário de Segurança Pública, André Garcia, informou que eles foram indiciados pelo crime militar de revolta por estarem armados e aquartelados nos batalhões.

(Agência Brasil)

Confira o resultado do vestibular 2007. 1 da Uece

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) divulgou nesta noite, 13, o resultado do vestibular 2017.1.  A universidade orienta que, para mais informações, os candidatos podem ligar nos telefones 3101 9640, 3101 9625 ou 3101 9620. Ainda é possível tirar dúvidas pelo e-mail deg@uece.br.
SERVIÇO
*Para consultar o resultado individual, basta acessar o site da Comissão Executiva do Vestibular (CEV) da Uece.

Ranking Web of Universities – UFC avança duas posições e fica entre as 10 maiores do País

A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição entre as maiores instituições de ensino superior brasileiras no Ranking Web of Universities (https://goo.gl/XKILRg), elaborado pelo Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), órgão vinculado ao Ministério da Educação da Espanha. Os dados fazem parte da edição de janeiro deste ano.

A UFC também avançou no ranking mundial, passando da posição 666, ocupada no segundo semestre do ano passado, para a de número 600. No total, são pesquisadas 11.995 instituições em todo o mundo. O crescimento foi ainda mais acelerado entre as universidades do BRICS, conjunto de países que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul: a UFC passou da 68ª posição, ocupada em 2016, para a 30ª. Já entre os países da América Latina, a Instituição avançou quatro lugares e chegou à 18ª posição.

O ranking afere a visibilidade e presença das universidades na Internet, partindo do pressuposto que a dimensão de uma instituição de ensino superior se traduz na rede. Não se trata de uma avaliação dos seus sites, nem de sua popularidade aferida pela audiência.

Os pesquisadores do CSIC avaliam diversas fontes de dados, levando em consideração critérios como número de resultados indexados de pesquisas, citações de autores, quantidade de backlinks originados por redes externas e quantidade de artigos entre os 10% mais citados em 26 disciplinas.

“Esse resultado é muito honroso e orgulha qualquer instituição. Ser a 18ª universidade da América latina e a 30ª entre os países do BRICS é um desempenho muito expressivo. Isso honra muito qualquer estado, e a sociedade cearense deve estar orgulhosa de sua universidade. A mim cabe reconhecer o trabalho de toda a administração e toda a comunidade acadêmica”, disse o Reitor, destacando o trabalho que a UFC tem feito na graduação e pós-graduação e em áreas como inovação e empreendedorismo. “Esse investimento certamente dará bons frutos mais à frente. Hoje é dia de comemorar”, concluiu.

“Este é um resultado muito positivo por ser um ranking que adota, como metodologia, uma técnica de análise de dados a partir de informações extraídas da Internet, utilizando algoritmos de busca e inteligência artificial, que o torna muito independente”, avaliou o Prof. Augusto Albuquerque, Pró-Reitor Adjunto de Planejamento e Administração. “É importante observar que ele consolida os resultados que a UFC vem alcançando nos diversos rankings em que participa”, completou.

Entre esses levantamentos, está o QS Universities Ranking (https://goo.gl/gLwQdz). No ano passado, a UFC subiu sete posições, aparecendo como a 87ª melhor instituição da América Latina. O QS considera a reputação internacional da instituição e diversos indicadores de desempenho, como número de artigos produzidos por pesquisador, citações, participações em redes de pesquisa e impacto das novas tecnologias.

Também em 2016, o Ranking Universitário da Folha já havia apontado a UFC como a 10ª melhor do País, avanço de uma posição com relação ao período anterior. O crescimento foi impulsionado principalmente pela melhora nos indicadores de ensino e inovação, bem como pelo bom resultado no quesito internacionalização.

Apesar de avaliarem aspectos diferentes da vida acadêmica (o que justifica a discrepância entre alguns resultados dos levantamentos), os rankings tornaram-se ferramentas que permitem comparar o desempenho das universidades diante de inúmeros indicadores.

(Site da UFC)

Eunício quer votar nesta terça-feira a PEC que permite a realização de rodeios e vaquejadas

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 50/2016, que permite a realização de vaquejadas e rodeios em todo o País, deverá ser votada, em primeiro turno, nesta terça-feira pelo Senado. A previsão é do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB).

“Essa PEC, eu tenho convicção de que, além de ela cuidar do trato com os animais, por outro lado cuida daquilo que é a nossa cultura e, fundamentalmente, da geração de emprego e renda em um país que está em recessão, em um país que tem quase 13 milhões de desempregados”, afirma o senador peemedebista.

A PEC prevê que não serão consideradas cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais previstas na Constituição e registradas como integrantes do patrimônio cultural brasileiro. A condição para isso é que sejam regulamentadas em lei específica que garanta o bem-estar dos animais.

Camilo divulgará nesta terça-feira resultados do Spaece 2016

O governador Camilo Santana (PT) e o secretário estadual de Educação, Idilvan Alencar, divulgarão, às 9 horas desta terça-feira, o resultado do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece), realizado em 2016.

A divulgação ocorrerá no auditório do Palácio da Abolição, ocasião em que será divulgada a performance dos municípios na área educacional.

Pesquisas desenvolvidas na Unifor podem auxiliar no tratamento do câncer

À frente das pesquisas os professores Kaio Tavares, Leonardo Tondello e Saul Neto.

Pesquisas desenvolvidas na Unifor, produzidas no Núcleo de Biologia Experimental (Nubex), prometem uma nova forma de atacar diversos tipos de câncer. O desenvolvimento de biofármacos – substâncias medicinais produzidas a partir de organismos vivos – está sendo realizado e promete avançar as pesquisas de tratamento do câncer, atingindo com mais facilidade o resultado esperado e com poucos efeitos colaterais.

Entre os trabalhos em desenvolvimento, estão as pesquisas envolvendo a produção da L-Asparaginase, substância que atua no tratamento da leucemia; do anticorpo anti-CD20, para o tratamento de linfomas e doenças autoimunes; e do anticorpo anti-VEGF, para o tratamento de câncer de pulmão, colorretal, rins e ovários.

Os biofármacos não são sintetizados quimicamente em laboratórios, mas a partir de organismos vivos. A produção consiste a partir da coleta do leite de caprinos geneticamente modificados. Os benefícios são diversos, entre eles está a maior especificidade do tratamento, ou seja, o biomedicamento atinge partes específicas do corpo, reduzindo os efeitos colaterais. Apesar de sua grande eficiência, os biofármacos muitas vezes não substituem o tratamento com quimioterapia, mas a complementam, servindo como “ferramenta” valiosa.

Em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz – Unidade Ceará (Fiocruz-CE), os pesquisadores da Unifor buscam melhorar ainda mais os biofármacos por meio de desenvolvimento dos chamados Biobetters – biofármacos melhorados por meio de modificações moleculares que resultam na obtenção de efeitos colaterais ainda menores, que são ainda mais específicos ou que possuem maior meia-vida terapêutica. Isso possibilita um menor número de dosagens e maior espaço de tempo entre elas, do que os biomedicamentos atualmente disponíveis no mercado. Os pesquisadores contam também com a parceria do Instituto do Câncer, por meio de feedback sobre estatísticas relacionadas às reais demandas do Sistema de Saúde Brasileiro e, nesse contexto, sobre os fármacos biossimilares e biobetters que têm ou teriam maior demanda no mercado.

O projeto está na fase de produção. As próximas fases são de purificação, onde o leite coletado de animais transgênicos produzidos nos laboratórios da Unifor será submetido a etapas de purificação para o isolamento dos respectivos biofármacos. Neste caso, o leite é apenas veículo para a síntese dos biomedicamentos que serão de fato levados aos testes pré-clínicos farmacológicos e toxicológicos em animais, e aos testes clínicos em humanos. Sendo comprovadas a segurança e a eficácia dos biofármacos, ao longo de todos os testes, estes poderão ser levados ao mercado.

Atualmente, um dos principais objetivos dos pesquisadores é estabelecer e adequar-se à regulamentação de agências como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a produção de biofármacos a partir do leite de animais geneticamente modificados. A adequação a esta regulamentação viabiliza a transferência da tecnologia para o mercado e deverá facilitar a ampliação da rede colaborativa que garantirá o desenvolvimento, industrialização e comercialização dos biofármacos. O trabalho desenvolvido atualmente em caráter científico inclui cinco áreas do conhecimento: Engenharia Racional de Proteínas, Biologia Molecular, Biologia Celular, Embriologia e o trabalho de campo. A equipe é formada por 30 pessoas, sendo 25 da Unifor e 5 da Fiocruz.

(Do Site da Unifor)

Cabral quer evitar encontro com Moro

O ex-governador Sergio Cabral evitará o quanto for possível ficar cara a cara com o juiz federal Sergio Moro. Ele prefere permanecer no conforto de sua cela em Bangu. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

A defesa do ex-governador informou ao juiz da Lava Jato que seu cliente não comparecerá às primeiras audiências do processo a que ele responde no Paraná.

No dias 7 e 8 de março, Moro começará a colher depoimentos das testemunhas arroladas na ação.

Juíza determina interdição do Residencial Alphaville Lake House

A juíza Nádia Maria Frota Pereira, titular da 12ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza, determinou a imediata interdição do empreendimento Residencial Alphaville Lake House, localizado na avenida Conselheiro Gomes de Freitas, bairro Alagadiço, em Fortaleza. A responsável pela obra é a Construtora Imobiliária M. Tadeu.

Segundo os autos (nº 0178817-85.2016.8.06.0001), o Município de Fortaleza ajuizou ação civil pública, com pedido de liminar, contra a construtora e seus sócios em decorrência do dano ambiental causado pela construção do empreendimento Residencial Alphaville Lake House. A obra se encontra inserida na faixa de preservação do açude Coité, especificadamente, em parte da Zona de Recuperação Ambiental (ZRA) e Zona de Preservação Ambiental (ZPA 1).

Ainda segundo o processo, em vistoria realizada pela equipe técnica da Secretaria Executiva Regional I (SER I), foram constatadas irregularidades na obra, como a falta de aprovação do projeto pelo poder público, obstrução do escoamento da água, despejo de materiais de construção na lagoa, entre outras. Por conta disso, a Procuradoria-Geral do Município impetrou ação com pedido de tutela antecipada para a demolição do empreendimento, além de condenação ao pagamento de indenização por danos ocasionados ao meio ambiente.

Ao analisar o processo, a juíza deferiu em parte o pedido para determinar a imediata interdição do empreendimento. “Não existem quaisquer atos administrativos que legitimem a construção guerreada, de forma que o fumus boni iuris e o periculum in mora se demonstram incontestes na presente demanda, a ponto de ensejar o deferimento do pedido liminar, posto que a obra foi erigida às margens da legislação em vigor”, explicou a magistrada. A decisão foi publicada no Diário da Justiça da sexta-feira (10/02).

(Site do TJ do Ceará)

Tião Simpatia estreará novo show no Teatro Sesc Emiliano Queiroz

O cantor, compositor e poeta popular cearense Tião Simpatia vai estrear, no próximo dia 23, no Teatro Sesc Emiliano Queiroz (Centro), o seu novo show “Canto Cordel”. Hora de comemorar seus 40 anos de vida, dos quais 23 dedicados a vivenciar a arte.

Tião simpatia vem trabalhando na produção desse espetáculo há um ano. O tema do show é  “Literatura de Cordel”.

Após trabalhar 10 anos na divulgação da Lei Maria da Penha, Brasil afora, e ter percorrido 26 cidades cearenses com sua turnê “Mulher de Lei,  tendo se apresentado, inclusive, para a representação da ONU, em Brasília, e ter viajado por alguns países da África, Europa e América Central, Tião Simpatia quer reencontro com seu torrão.

No espetáculo, ele terá a participação de seis renomados músicos ligados à poética popular.  São eles: Jonathan Rogério (sanfona), Rafael Brito (rabeca), André Sax (flauta e violão), Daniel Ferrer (baixo acústico), Marcelo 21 e Jefferson Portela (percussão). O show terá duração de 1h:20 min.

 

Peugeot convoca recall dos modelos 308 e 408 flex

A montadora de automóveis Peugeot convocou um recall dos modelos 308 e 408 flex, abrangendo mais de 34 mil veículos. O motivo é a possibilidade de vazamento de combustível no compartimento do motor, com consequente incêndio no veículo. As informações são da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon/MJSP).

O recall teve início em 3 de fevereiro de 2017 e abrange 34.367 automóveis. São 14.418 unidades Peugeot 308, produzidos no período de 28 de junho de 2011 a 1º de abril de 2015; e 19.949 veículos Peugeot 408, produzidos no período de 25 de junho de 2010 a 20 de maio de 2015.

Os automóveis foram colocados no mercado de consumo com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre os intervalos CG029023 a FG025539, para os modelos 308; e BG001818 a FG028603, para os modelos 408.

De acordo com a montadora, “há possibilidade de fissura na tubulação de alimentação de combustível do motor. […] a situação poderá provocar vazamento de combustível, e, em alguns casos, há possibilidade de incêndio do compartimento do motor, gerando risco de acidente com danos físicos e/ou materiais aos ocupantes do veículo e/ou a terceiros”.

A Peugeot deve reparar ou trocar o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

SERVIÇO

*Mais informações sobre o recall podem ser obtidas junto à Peugeot por meio do telefone 0800 703 2424 ou pelo site www.peugeot.com.br.

(Agência Brasil)

Associação dos Delegados Federais pede a Temer a troca de diretor-geral da PF

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) enviou ao presidente Michel Temer uma sugestão de nomes para substituir o atual diretor-geral da corporação, Leandro Daiello. O pedido de troca foi protocolado nesta tarde no Palácio do Planalto no comando da PF e contém uma lista tríplice aprovada em maio do ano passado pelos membros da associação.

Os delegados querem aproveitar a licença do atual ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, após ter sido indicado por Temer para o Supremo Tribunal Federal, para cobrarem autonomia da PF e reforço à Operação Lava Jato.

De acordo com José Augusto Versiani, membro da direção da associação a escolha de um diretor-geral pela própria categoria é importante para que a população saiba que as operações de combate à corrupção terão continuidade. Ele cita como exemplo o cargo máximo do Ministério Público, onde se tornou praxe há alguns anos a nomeação do procurador-geral da República pertencente a lista tríplice promovida pela Associação Nacional dos Procuradores da República.

Os delegados Érika Marena, Rodrigo de Melo e Marcelo Eduardo Freitas foram selecionados para a lista tríplice em 2016, ainda durante a interinidade de Temer na Presidência. Da eleição, participaram 1.338 delegados dos 2.257 membros da ADPF. No documento encaminhado a Temer, a associação aponta a saída de Daiello como “necessária” e justifica que a atual direção está no cargo há seis anos “sem modernização e avanços na gestão”.

“Em assembleia na sexta-feira passada, 70% dos delegados que estiveram [presentes] no Brasil inteiro disseram que é necessária uma renovação da Polícia Federal”, disse Versiani ao ser perguntado se a ADPF é contra a permanência de Daiello à frente da instituição. “Nós esperamos que neste momento crítico, em que são colocadas tantas dúvidas quanto à lisura e mesmo a continuidade da Operação Lava Jato, que o presidente saiba da necessidade de uma ação efetiva para garantir à população brasileira que será dada a continuidade e que a atuação da Polícia Federal será cada vez mais isenta, respeitada e autônoma”.

Lava Jato

Versiani não descartou que o movimento por mudança na corporação tenha ganhado força após a notícia da saída do delegado Márcio Anselmo da Força Tarefa da Lava Jato. Segundo ele, outros três delegados que deixaram Curitiba anteriormente eram “considerados principais para o começo da Lava Jato”.

“O delegado Márcio é um excelente delegado. Ele é o pai da Operação Lava Jato, é muito respeitado. A pergunta é: por que ele alega estar cansado e não o procurador Delton Dallagnol [coordenador da força tarefa pelo Ministério Público]? Por que a parte do Ministério Público Federal em Curitiba está de vento em polpa, continua trabalhando, e você vê esse tipo de crise interna na Lava Jato em Curitiba?”, questionou.

Na semana passada, o presidente da associação, Carlos Eduardo Sobral, também lamentou a saída de Márcio Anselmo e a creditou à “falta de apoio da direção geral”, o que o teria levado ao “esgotamento físico e mental”.

(Agência Brasil)

TSE – relator diz que ação sobre chapa Dilma-Temer não pode ser infinita

O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que sejam ouvidos empresários apontados como donos das gráficas investigadas na ação que apura se houve irregularidades na campanha da chapa Dilma-Temer em 2014. Os proprietários das gráficas são suspeitos de  ter usado laranjas.

O ministro, que é corregedor do TSE e relator da ação, negou investigação de gráficas subcontratadas, alegando que isso faria o processo tender “ao infinito”.

“Progressão ao infinito”

A defesa de Dilma havia questionado, na semana passada, a perícia realizada pela Polícia Federal (PF) nas gráficas VTPB, Rede Seg e Focal, solicitando perícias complementares e a investigação também de gráficas subcontratadas, de modo a confirmar os serviços prestados.

Ao negar o pedido, Benjamin afirmou que gráficas subcontratadas não são alvo da ação da qual ele é relator no TSE, e que eventuais irregularidades cometidas por essas empresas serão objeto de apuração nas esferas cível e criminal adequada, em processos separados.

“Ainda que tenham surgido no decorrer da instrução, como é natural, indícios correlatos à atuação de terceiros, caso das empresas subcontratadas e seus dirigentes, estender a investigação e a cognição em relação a tais fatos, significaria extravasar os limites da causa de pedir, relegando o processo a uma situação de progressão ao infinito, sem possibilidades concretas de conclusão”, escreveu Herman Benjamin.

Novas testemunhas

Apesar de negar perícia complementar, Benjamin autorizou as defesas de Dilma e Temer a enviar mais questionamentos para serem respondidos com os peritos, caso queiram dirimir dúvidas.

O ministro determinou também que sejam ouvidas mais quatro testemunhas, que seriam os verdadeiros administradores das gráficas. Ele determinou as novas oitivas depois de que cinco testemunhas,  ouvidas em 8 de fevereiro, terem assumido atuar como laranjas das empresas investigadas.

Vivaldo Dias da Silva reconheceu ter atuado como laranja de Rodrigo Zanardo, figurando como sócio-proprietário da Rede Seg. Jonathan Gomes Bastos e Elias Silva de Mattos, por descreveram suas condições de laranjas nas empresas do grupo Focal, apontando Carlos Cortegoso como real proprietário. Thiago Martins da Silva e Isac Gomes da Silva, por sua vez, receberam R$ 1,8 milhão não explicados de Beckembauer Rivelino, sócio-administrador da VTPB.

Herman Benjamin determinou que Rodrigo Zanardo e seu irmão, Rogério Zanardo, bem como Beckembauer Rivelino e Carlos Cortegoso sejam ouvidos em data ainda a ser marcada.

Em dezembro de 2014, as contas da campanha da chapa foram aprovadas com ressalvas, por unanimidade, no TSE. O processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação, por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas. O processo pode levar à cassação da chapa.

Herman Benjamin enviou também, durante o fim de semana, um ofício a cada um dos ministros do tribunal eleitoral avisando que enviará seu voto com 10 dias de antecedência para que possam estudá-lo antes do julgamento em plenário.

(Agência Brasil)

Caucaia não terá Carnaval bancado pela Prefeitura

191 1

A administração do prefeito Naumi Amorim (PMB), de Caucaia (Região Metropolitana de Caucaia ), divulgou, nesta segunda-feira, nota anunciando que não promoverá Carnaval.Confira:

Nota de esclarecimento

A Prefeitura de Caucaia vem a publico informar que em virtude do atual cenário econômico pelo qual passa não apenas o município, mas todo o País, não irá realizar festas de Carnaval este ano de 2017. Os recursos – financeiros e humanos – que poderiam ser utilizados na realização das festas estarão empenhados na manutenção da oferta de serviços essenciais à população.

A Prefeitura reconhece a importância da realização do carnaval para a cultura e para o turismo local, mas reafirma que o momento exige prudência com os recursos públicos.

Desta forma, a Prefeitura prestará apoio institucional – não implicando em repasses financeiros – às festas particulares agendadas para acontecer no município.

Prefeitura de Caucaia

Associação das Esposas de Policiais do Ceará desmente boatos

A Associação das Esposas de Policiais do Estado do Ceará (Assepec) desmentiu um boato divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira, 13, que anunciava uma paralisação da Polícia Militar no Estado do Ceará (PMCE).

Segundo a responsável pela comunicação da associação, Adriana Rodrigues, não foi marcado nenhum tipo de movimento de paralisação. “Estamos em negociação com o Governo do Estado e aguardando a votação da média do Nordeste. Não sei de onde tiraram isso. Estão tocando o terror nas redes sociais”, comenta a responsável pela comunicação da associação.

Conforme Adriana Rodrigues, a Assepec apoia a greve dos policiais militares que aconteceu no Espirito Santo. “A luta é uma só, mas no momento a gente não está soltando nenhuma nota nesse sentido”, divulgou.

 Boato

A falsa informação divulgada nas redes sociais dizia que as esposas permaneceriam na saída das delegacias de Polícia e quartéis para impedir a saída das viaturas.

Ainda no texto, dizia que o Comando Vermelho (CV) aproveitaria o momento para saquear lojas. A associação ainda rebateu informando não há vínculo com facções criminosas e que acredita que o boato tem o interesse de colocar a sociedade contra as associação de esposas e militares.

Além disso, teria o interesse de desmotivar a luta das associações das esposas e associações militares para impedir o direito da categoria de se reunir e discutir as pautas de necessidades da Polícia.

(O POVO Online)

Dois ministros vão à Fiesp expor o desempenho dos setores aquaviário e imobiliário

A federação vai se inteirar sobre o Minha Casa Minha Vida.

Nesta semana, dois ministros irão à sede da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp).

Na quarta (15), Maurício Quintella Lessa, dos Transportes, Portos e Aviação Civil, participará de um encontro para discutir o desempenho do setor aquaviário.

Na sexta (17), Dyogo Henrique de Oliveira, do Planejamento, Orçamento e Gestão, irá a uma reunião sobre o pacote de estímulos ao setor imobiliário. Entre os temas, o programa Minha Casa Minha Vida.

(Veja Online)