Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Fies – Prazo para renovação termina nesta sexta-feira

Termina hoje (30) o prazo para a renovação de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A renovação deve ser feita a cada semestre, pela internet, no site do Sisfies. Neste segundo semestre de 2016, 1,5 milhão de estudantes devem realizar esse processo e garantir a continuidade do financiamento do curso.

O pedido de renovação é feito inicialmente pelas faculdades. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no SisFies. Nos aditamentos simplificados, a renovação é feita apenas com a validação do estudante no sistema.

No simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao banco para finalizar a renovação.

O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

(Agência Brasil)

Prefeito diz que encerra gestão com o maior nível de investimentos da história de Fortaleza

robertcld

“Encerramos os quatro anos da gestão com o maior volume de investimentos da história de Fortaleza e, de forma muito responsável, conseguimos assegurar o pagamento dos servidores em dia e até implantamos o reajuste do funcionalismo, repondo toda a inflação. Só agora em dezembro, garantirmos 8,5% de aumento”, disse, nesta sexta-feira, o prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), durante entrevista, em clima de balanço, para o Programa Paulo Oliveira, na AM 810.

Roberto Cláudio afirmou que seu compromisso agora é fazer uma segunda gestão ainda melhor, buscando a inovação e apostando em novos nichos de crescimento. “Estamos nos preparando para fazer com que Fortaleza seja mais competitiva para atrair negócios, estimular o empreendedorismo e capacitar os nossos e profissionais para o mercado de trabalho”, acentuou.

O prefeito, que tomará posse em novo mandato durante cerimônia na Câmara Municipal, a partir das 17 horas deste domingo, afirmou que esperar melhorias no plano da economia.

Ele encerrará o ciclo de inaugurações de obras nesta manhã de sexta-feira, quando vai entregar dois viadutos da Raul Barbosa com Murilo Borges.

(Foto – Divulgação)

UPAs terão menos médicos em 2017

O Ministério da Saúde vai flexibilizar as regras para o funcionamento das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Com isso, cada unidade poderá ter no mínimo dois médicos. Antes, era exigido o número mínimo de quatro médicos por unidade.

Segundo o MS, caberá agora ao gestor municipal definir o número de profissionais na equipe. A partir do tamanho dessa equipe médica, será estabelecido o valor de custeio a ser repassado ao município.

(Com Agências)

Policiais militares envolvidos em ocorrência eleitoral com Inácio Arruda vão voltar ao trabalho

58 1

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=a7qIaq2Hzds[/embedyt]

Os quatro policiais militares envolvidos na ocorrência de boca de urna do dia 2 de outubro, durante as eleições de 2016, devem retornar ao trabalho. A informação foi confirmada por uma fonte ligada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na noite desta quinta-feira, 29. As armas funcionais e os fardamentos deles devem ser entregues nesta sexta-feira, 30.

A Controladoria Geral de Disciplina (CGD) reverteu a decisão do afastamento temporário para os PMs. A primeira decisão da CGD foi divulgada no boletim do Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Ceará na última quarta-feira, 28.

Um áudio de um dos militares foi divulgado amplamente nas redes sociais. O PM chorava e afirmava que tinham sido retiradas a farda e a arma funcional. “Sempre fiz meu trabalho direitinho e honesto. Agora estou me sentindo como um bandido” lamentou aos prantos.

Nesta noite surgiu a informação de que o Comando Geral deve devolver a farda e a arma funcional dos quatro policiais e que a situação teria sido revertida. A informação foi confirmada pela fonte da SSPDS e comemorada entre os agentes da segurança.

O Caso

Foi instaurada uma sindicância disciplinar para averiguar se houve abuso de autoridade por parte dos PMs. Na abordagem estavam envolvidos o secretario da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará, Inácio Arruda, a filha dele, a esposa e a diretora da União Nacional dos Estudantes (UNE).

(O POVO – Repórter Jéssica Sisnando)

IPVA 2017 – Quer saber quanto vai pagar?

foto-neymar-com-ferrari

Uma Ferrari a la Neymar terá IPVA de R$ 43.120,74. Apenas.

Donos de veículos no Ceará terão um refresco na hora do pagamento do IPVA em 2017. Segundo a Secretaria da Fazenda, o Imposto sobre a Circulação de Veículos Automotores agora poderá ser pago em até cinco vezes, enquanto o limite foi de quatro parcelas até 2016. Quem parcelar deverá pagar as parcelas nos dias 10 de fevereiro, 10 de março, 10 de abril, 10 de maio e 12 de junho de 2017.

Outra facilidade é que o IPVA poderá ser pago ainda nos cartões de crédito vinculados ao Banco do Brasil ou Bradesco. Quem optar pela cota única, ganhará 5% de abatimento, mas deverá efetuar o pagamento até 31 de janeiro.

Segundo a Sefaz, serão 2,26 milhões de veículos tributados no Estado. A previsão de arrecadação é de R$ 828,5 milhões, que serão divididos entre o Tesouro Estadual e os municípios.

Foram divulgados ainda os extremos do imposto no Estado: o maior IPVA a ser pago em 2017 será de R$ 43.120,74, referente a uma Ferrari 2010. Já o proprietário de um Buggy 2005 pagará o menor valor, R$ 51,70.

Sem boleto em casa

A Sefaz relembra que, assim como em 2016, não enviará boletos de IPVA pelos Correios. Os boletos para pagamento estarão disponíveis aos contribuintes a partir de 2 de janeiro, no site da secretaria.

Outra dica: a rede arrecadadora do IPVA inclui Banco do Brasil, Caixa, Banco do Nordeste, Bradesco, casas lotéricas e Farmácias Pague Menos.

SERVIÇO

*Saiba quanto você vai pagar pelo IPVA em 2017 aqui.

*Confira as mudanças no IPVA aqui.

Chacina de Messejana – STJ nega habeas corpus para PMs acusados

Seis pessoas foram baleadas no Parque Figueira Grande, zona sul de São Paulo, no final da noite desta terça-feira (4). Fernando de Assis Oliveira, de 23 anos, e Alexandre Valenciano Machado, de 19, morreram. As outras quatro vítimas permaneciam internadas. Os atiradores ocupavam uma moto, que estaria sendo escoltado por um outro veículo. Os criminosos pararam na frente de um bar, na rua Sebastião Dias Fragoso, e atiraram contra um grupo de pessoas. Três vítimas foram atingidas, entre elas uma mulher de 35 anos, que trabalha como cozinheira de creche. Ainda na mesma rua, mas a cerca de 100 metros do bar, os motoqueiros atiraram contra dois homens que estavam na calçada. A cerca de um quilômetro dali, na rua Giosué Carducci, outra homem foi baleado. A polícia suspeita que ele tenha sido alvo dos mesmos atiradores. Foto:Nivaldo Lima/Futura Press

O Superior Tribunal de Justiça negou ontem, a liminar, com pedido de habeas corpus, em favor de policiais militares acusados pela Chacina da Grande Messejana, que deixou 11 mortos, em novembro de 2015. A informação é do coordenador jurídico da Associação de Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (Acsmce), Missias Bezerra, que havia impetrado a medida junto ao STJ.

O coordenador jurídico diz que o habeas corpus é para um dos policiais acusados da chacina mas, em caso de uma concessão de liberdade, haveria uma extensão aos demais policiais, mesmo os que não são associados.

Ele afirma que a associação entrou com um habeas corpus em função da negativa do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. Já no STJ, a ministra Laurita Vaz solicitou informação do TJCE, que é a autoridade que gera a coação. Aqui a coatora é a 3ª Câmara Criminal do Ceará, que negou o pedido de habeas corpus.

“Nós pedimos a liminar, que se julga de imediato sem apreciar os argumentos do habeas corpus e ela negou, mas o julgamento do HC deve acontecer quando o STJ voltar às atividades, no começo de fevereiro, o relator é o ministro José Ilan Parcionik”, informou.

Conforme o defensor Missias, na apreciação do habeas corpus, vai ser pedida a sustentação oral, em que é aberto um espaço para que a defesa faça um reforço acerca da situação. “Vamos comentar sobre casos mais emblemáticos em que não há problema do réu responder em liberdade”, relatou.

A Associação dos Cabos e Soldados ingressou com o habeas corpus através do defensor público Roberto Ney e do advogado Sabino Sá.

APS

No dia 14 de dezembro a Associação dos Profissionais da Segurança protocolou outro pedido de habeas corpus no STJ, que era referente aos PMs que não foram indiciados pela Delegacia de Assuntos Internos (Dai), da Controladoria Geral de Disciplina. Segundo o coordenador jurídico da APS, Victor Torres, a ACS tem três Habeas Corpus, sendo que dois foram negados em liminares e um deve ser analisado.

(O POVO)

MP autoriza reajuste de medicamentos em casos excepcionais

A Medida Provisória 754/16, editada neste mês, permitirá o aumento ou a redução de preços de medicamentos em casos excepcionais. Atualmente, esse reajuste só acontece uma vez por ano. O governo explica que o aumento excepcional pode acontecer para garantir ao Sistema Único de Saúde (SUS) a “oferta de medicamentos que deixaram de ser economicamente viáveis”. Já a redução ocasional de preço busca “diminuir distorções que não refletem a realidade do mercado”.

Para o deputado Ivan Valente (Psol-SP), no entanto, a medida só beneficia a indústria farmacêutica. “Os conselheiros do Cmed (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) são homens do mercado, da indústria e do comércio. Ali não há nenhum defensor dos trabalhadores, não”, observou.

Já a presidente da Comissão de Seguridade Social da Câmara, deputada Conceição Sampaio (PP-AM), defende a medida provisória, mas disse que vai exigir amplo debate antes da votação final, a fim de se garantir a redução, e não o aumento de preço dos remédios.

“O País está envelhecendo, e os medicamentos que a população idosa precisa tomar têm de estar assegurados com preços mais justos e acessíveis”, afirmou. “Agora, temos de assegurar a redução, não flexibilizar para que haja aumentos. Vamos ter tempo para fazer essa discussão com a própria sociedade”, concluiu.

A MP também recebeu críticas da indústria farmacêutica. Para o presidente do Sindusfarma de São Paulo, Nelson Mussolini, a medida gera insegurança jurídica e inibe a injeção de recursos no setor.

“Demoramos de cinco a dez anos para lançar um produto no mercado, fazemos investimento de longo prazo e temos de ter certeza do preço das mercadorias que vamos colocar no mercado”, explicou. “Uma MP que tanto pode subir como abaixar preços trará uma insegurança muito grande para os nossos futuros investimentos”, continuou.

(Agência Câmara Notícias)

Novo salário mínimo de R$ 937 entra em vigor no dia 1º de janeiro

O governo federal anunciou o reajuste do salário mínimo de R$ 880 para R$ 937 em 2017. O novo valor passa a vigorar no dia 1º de janeiro de 2017. O presidente Michel Temer assinou um decreto nessa quinta-feira (29), prevendo o reajuste. A medida deve ser publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (30) ou da próxima segunda-feira (2).

Em nota divulgada na noite de ontem, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão informa que  o reajuste significa um aumento de R$ 38,6 bilhões da massa salarial em 2017. Esse valor representa 0,62% do Produto Interno Bruto (PIB) e, segundo o governo, terá “efeitos positivos na retomada do consumo e do crescimento econômico ao longo do ano”.

No dia 15 de dezembro, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento Geral da União para 2017 estabelecendo o novo salário mínimo no valor R$ 945,80. No anúncio oficial do valor, mais baixo, o governo explicou o motivo da alteração. A justificativa está no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), utilizado para calcular o reajuste do mínimo e que foi menor do que o previsto inicialmente.

“A estimativa para o INPC em 2016 é de 6,74% calculada pelo Ministério da Fazenda, menor do que a previsão de 7,5% realizada em outubro quando do envio da Lei Orçamentária Anual de 2017 […]. No acumulado do ano, até novembro, o INPC está em 6,43%. Em virtude da inflação menor em 2016, o reajuste será menor do que o previsto na LOA [Lei Orçamentária Anual]. Trata-se, portanto, de aplicação estrita da legislação”.

(Agência Brasil)

Carro carbonizado era mesmo do embaixador da Grécia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou que a placa do carro carbonizado, encontrado ontem, embaixo de um viaduto do Arco Metropolitano, em Nova Iguaçu, é a mesma do veículo dirigido pelo embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis. Dentro do carro, foi encontrado um corpo carbonizado.

O delegado Evaristo Pontes, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), também confirmou que o modelo do veículo era o mesmo dirigido pelo diplomata, mas ressaltou que só exames de perícia poderão apontar a identidade do corpo.

“Não posso confirmar categoricamente [que era o veículo do embaixador], pois o carro estava queimado. Eu posso confirmar que tem as mesmas características, que era o mesmo modelo e ostentava uma placa igual à do carro alugado pelo embaixador. Agora, nós vamos fazer as perícias técnicas para saber se o corpo era o do embaixador”, disse Pontes.

O diplomata está desaparecido desde a última segunda-feira (26), quando saiu da casa da família de sua esposa, que é brasileira, no município de Nova Iguaçu. Amiridis mora em Brasília e passava férias no Rio de Janeiro, onde foi cônsul-geral de 2001 a 2004. O delegado da DHBF disse que espera chegar a conclusões sobre o caso ainda hoje: “Eu já tenho uma hipótese sobre o caso, mas prefiro não falar ainda”.

(Agência Brasil)

Santa Quitéria – Tomas Figueiredo tem eleição confirmada pelo presidente do TSE

foto-tomas-figueiredo-santa-quiteria

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, concedeu liminar ao prefeito eleito de Santa Quitéria, Tomas Figueiredo (PMDB), que concorreu à eleição em outubro último em situação sub judice. Ele somou 13.594 votos, contra 9.410 votos de Fabiano Lobo (PDT), que concorria à reeleição.

Tomas Figueiredo era acusado de improbidade administrativa, enriquecimento ilícito e desaprovação de contas pela Câmara Municipal de Santa Quitéria, cidade do Noroeste Cearense, a 222 quilômetros de Fortaleza. Ele agora poderá tomar posse no cargo neste domingo.

(…) “chama a atenção, inicialmente, o fato de o parecer técnico do TCM (nº 72/2013) ter opinado no sentido da aprovação das referidas contas, afastando, inclusive, algumas irregularidades que foram consideradas em desfavor do candidato no julgamento de suas contas pela Câmara de Vereadores. (…) Ante o exposto, defiro o pedido de medida liminar para atribuir efeito suspensivo ativo ao agravo regimental interposto nos autos do REspe nº 104-91/CE até o julgamento definitivo neste Tribunal”, decidiu Gilmar Mendes, diante da medida cautelar impetrada pelo advogado Fernandes Neto.

Dois terços dos congressistas quer a legalização dos jogos

A legalização dos jogos ficou para 2017. Com duas propostas no Congresso, uma mais restritiva, do Senado, e outra mais ampla, da Câmara, o tema agora está em estudo pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A comissão vai analisar se há alguma inconstitucionalidade no projeto.

O tema deve ir à votação já no inicio do próximo ano. Quem acompanha de perto a questão garante que dois terços dos deputados e senadores são favoráveis à legalização. Para essa turma, o terço restante se opõe apenas por questões, sobretudo, religiosas.

(Veja Online)

Cegás oferece 21 vagas em concurso público

cambbr

Antônio Cambraia é o presidente da Cegás.

A Companhia de Gás do Ceará (Cegás) está com 21 vagas disponíveis para os níveis médio e superior através de concurso público. As inscrições se estendem até o dia 13 de janeiro de 2017. A jornada de trabalho das funções disponíveis é de 40 horas semanais, com salários variando entre R$ 3.029,92 e R$ 7.289,63.

Há vagas para os cargos de Analista de Gestão e Técnico nas especialidades de Administrador (3 vagas), Advogado (1), Analista de Sistemas (1), Contador (1), Economista (1), Engenheiro (3), Engenheiro de Segurança do Trabalho (1), Assistente Técnico nas especialidades de Administrativo e Financeiro (3), Programador (1), Técnico em Mecânica (5) e Técnico em Tecnologia da Informação (1).

A inscrição pode ser feita através do site. É preciso fazer o pagamento da taxa, que pode ter valor de R$ 75,00 ou R$ 90,00, a depender do cargo pretendido.

As oportunidades ofertam, além do salário, os seguintes benefícios: Participação nos Resultados; Seguro de Vida em Grupo; Auxílio Funeral; Assistência Médica, extensiva aos dependentes legais; Assistência Odontológica, extensiva aos dependentes legais; Auxílio Alimentação/Refeição; Gratificação de férias adicional de mais 2/3 (dois terços); Auxílio Creche; e Auxilio Ensino Fundamental.

A seleção acontecerá por meio de provas objetivas e discursiva (para os cargos de Analista de Gestão e Analista Técnico), levando em conta os conhecimentos e habilidades sobre os assuntos relacionados aos cargos pretendidos. As provas deverão ser aplicadas no dia 12 de fevereiro de 2017.

SERVIÇO

*O edital de abertura pode ser visualizado neste link.

(Do Caderno Empregos & Carreiras O POVO)

Lei de Responsabilidade das Estatais, de autoria de Tasso Jereissati, é regulamentada pelo governo

foto-tasso-jereissati

O governo federal publicou, no Diário Oficial da União, o decreto presidencial que regulamenta o Estatuto Jurídico das Empresas Estatais, previsto na lei sobre o assunto sancionada em junho pelo presidente Michel Temer. O decreto apresenta regras para a nomeação de administradores e conselheiros das estatais, com o objetivo de evitar seu aparelhamento por partidos ou grupos políticos. A proposta da Lei da Responsabilidade das Estatais é de autoria do senador Tasso Jereissati (PSDB/CE).

Com abrangência em todas as companhias controladas pelo Estado – o que inclui empresas públicas, sociedades de economia mista e subsidiárias, e sociedades cuja maioria do capital votante pertença direta ou indiretamente à União, o decreto detalha mecanismos e estruturas de transparência e governança, tratando ainda das licitações a serem feitas por essas entidades.

No caso das empresas estatais de menor porte, que possuem receita operacional bruta anual inferior a R$ 90 milhões, o decreto exige as mesmas estruturas das grandes empresas, com comitê de auditoria, área de compliance [destinada a manter a empresa em conformidade com as leis e regulamentos internos e externos], e requisitos e vedações para administradores e conselheiros. O decreto deixa claro contudo que tais exigências devem levar em consideração as proporções e capacidade financeiras das empresas.

O documento apresenta também requisitos e vedações tanto a serem aplicados nas participações minoritárias da União e das estatais como para a ocupação de cargos em estatais de menor porte, de forma a garantir, segundo o Ministério do Planejamento, “uma administração mais eficiente e capacitada e, consequentemente, uma maior profissionalização da gestão das companhias”.

Moralidade

Em junho, após a sanção da Lei, Tasso destacou sua importância para a moralização da gestão das empresas estatais brasileiras: “Trata-se de um projeto moralizador e que vai evitar que escândalos como esses da Petrobras, Eletrobras e de outras empresas estatais venham a acontecer”.

Segundo a nova Lei, os cargos deverão ser ocupados por profissionais qualificados, que atendam diversos requisitos, como larga experiência nas áreas de atuação da estatal, sejam ficha limpa e tenham formação acadêmica compatível com a função.

(Agência Brasil)

Camilo anuncia antecipação do mês de dezembro dos servidores e dá boa-nova para docentes

FORTALEZA, CE, BRASIL, 17-12-2015: Camilo Santana, governador do estado do Ceará. Camilo Santana, governador do estado do Ceará, visita sede do jornal O POVO. (Foto: Rodrigo Carvalho /O POVO)

Medidas de um pacote de bondades neste fim de ano.

O governador Camilo Santana (PT) divulgou, em sua página no Facebook, nesta quinta-feira, 29, o depósito do salário do mês de dezembro para os 140 mil servidores do Estado, num total de cerca de R$ 750 milhões. Ele adiantou ainda que autorizou o repasse de R$ 40 milhões para serem rateados entre os 20 mil professores da rede pública estadual.

“Informo aqui aos nossos mais de cento e quarenta mil servidores que o Estado do Ceará depositou, já hoje, o salário deste mês de dezembro, num total de cerca de 750 milhões de reais. Isso acontece, uma semana após concluirmos o pagamento integral do 13o salário a todos os nossos servidores. Com muita austeridade na gestão temos conseguido honrar todos os nossos compromissos”, comunicou Camilo.

O repasse aos professores será pago em uma folha suplementar no dia 13 de janeiro, complementou Camilo, ao lado do secretário Idilvan Alencar, da Educação. “Quero agradecer a todos vocês da rede pública pelo empenho, trabalho, dedicação e os resultados que o Ceará tem alcançado com êxito na educação do Estado do Ceará”, acentuou o chefe do executivo estadual.

TST nega pedido da Petrobras para mediar acordo com petroleiros

O vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Emmanoel Pereira, no exercício da presidência, negou hoje (29) o pedido de mediação feito pela Petrobras por causa do impasse nas negociações do acordo coletivo com os petroleiros. No pedido, a empresa solicitava uma decisão cautelar, alegando a possibilidade de greve da categoria.

Segundo nota do TST, o ministro entendeu que não há necessidade de uma medida cautelar, desde que haja uma situação de urgência para “a pacificação de conflitos coletivos”.

Pereira ressaltou que acatar o pedido de uma das partes seria inadequado e “demonstraria a existência de um desequilíbrio entre empresa e empregados, o que é indesejável”. “Seja para o próprio procedimento de mediação, seja pela necessidade de se reconhecer que a Petrobras só é uma das líderes mundiais do seu segmento pelo esforço continuado dos seus empregados, que diuturnamente trabalham para que os melhores resultados sejam por ela alcançados. E, por isso, não merecem sofrer qualquer forma de desprestígio”, acrescentou o ministro.

Emmanoel Pereira informou que pode reexaminar o pedido se houver alteração no cenário de negociação. A reportagem procurou a Petrobras e as federações dos petroleiros e aguarda retorno.

Greve

Na segunda-feira (26), os petroleiros suspenderam a greve iniciada no dia 23 em todo o país, para reavaliar o movimento liderado pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e pela Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).

Segundo o diretor da FNP, Emanuel Cancela, os trabalhadores das principais refinarias do país aderiram à paralisação, como os de Paulínia, de São José dos Campos (SP); de Cubatão (SP), do Paraná e a de Duque de Caxias (RJ), além dos funcionários de algumas plataformas.

Cancela disse que a greve é contra a venda de ativos da Petrobras e também para pressionar por uma melhor proposta para o acordo coletivo. Mas os trabalhadores rejeitaram a última e quarta proposta apresentada pela empresa, que prevê reajuste de 6% no salário-base e mais 2,8% a partir de fevereiro. A data-base da categoria é em setembro.

“Não retroage à data-base, que é em setembro, então ficamos sem a reposição da inflação do período, isso para nós é inaceitável.”, disse o diretor, acrescentando que a categoria está reunida hoje e amanhã.

Sobre a greve, a Petrobras informou que não houve prejuízo às atividades, já que “tomou todas as medidas necessárias para garantir a segurança e integridade das pessoas e instalações”.

(Agência Brasil)

Reitor do IFCE e prefeito eleito visitam obras do futuro Campus do Instituto em Maranguape

unnamed-2

João Paulo e reitor Virgílio Araripe.

O reitor do Instituto Federal do Ceará, Virgílio Araripe, visitou, nesta semana, as instalações do futuro Campus do IFCE de Maranguape (Região Metropolitana de Fortaleza). Com ele, estava o prefeito eleito desse município, João Paulo Xerez. Os dois estudam a formalização de parcerias para o início das atividades até a conclusão das obras do campus, previstas para 2017.

Na ocasião, o reitor do IFCE informou da necessidade de abrir novo certame licitatório, logo no início do próximo ano, para a finalização dos trabalhos. Houve problemas técnico-administrativos com a empresa licitada e o contrato teve de ser desfeito. Com mais de 20% das obras concluídas, o Campus de Maranguape terá capacidade de atender, de início, 1.200 alunos e operar com cursos na área de Controle e Processos Industriais, Tecnologia da Informação e Comunicação, Construção Civil e de Produção Alimentícia.

Virgílio Araripe informou, também, que encontra-se em processo de finalização o concurso interno de remoção a fim de lotar professores e servidores administrativos na nova unidade. O prefeito eleito João Paulo, por sua vez, sinalizou com a possibilidade de o município ceder um prédio para que o IFCE opere provisoriamente em Maranguape.

(Com Site do IFCE)