Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Vem aí uma megaoperação contra o crime no Ceará

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal darão coletiva de imprensa nesta segunda-feira, às 17 horas, na sede da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ). O objetivo é tratar “dos esforços dos órgãos na redução da criminalidade no estado do Ceará.”

Estarão presentes o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, o secretário da Segurança Pública, André Costa, a secretária de Justiça, Socorro França, o superintendente da Polícia Federal, Delano Cerqueira Bunn, e o superintendente da Polícia Rodoviária Federal do Ceará, Stênio Pires.

Após a coletiva, será realizada a reunião mensal restrita aos representantes dos órgãos de inteligência e segurança pública.

Governo do Estado cria a Ceará Filmes

Será lançada nesta terça-feira, às 19 hora, na Sala 2 do Cinema do Dragão do Mar, a Ceará Filmes. Trata-se, segundo o cineasta Wolney Oliveira, de uma luta antiga dos cineastas cearenses que reivindicavam a criação de um programa para atuar no apoio e expansão da indústria cinematográfica do Estado.

A Ceará Filmes surge como resultado do trabalho da Câmera Setorial do Audiovisual da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adece), em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado.

As primeiras reuniões ocorreram no gabinete do governador com o Secretario da Casa Civil, Elcio Batista, e membros da Câmara Setorial do Audiovisual (CSA).

O secretário Fabiano Piúba (Cultura), segundo Wolney Oliveira, teve “a sensibilidade e visão estratégica de organizar a Ceará Filmes.”

François Hollande confirma que transferência de poder a Macron será no domingo

O presidente francês, François Hollande, confirmou, nesta segunda-feira (8), que a transferência de poderes ao presidente eleito, Emmanuel Macron, ocorrerá no próximo domingo (14). A informação é da Agência EFE.

“No domingo será a transferência de poderes, dia em que transmitirei o que considero essencial. Depois, ele se tornará presidente da República”, disse Hollande à televisão pública France 2.

O presidente eleito da França esteve com Hollande hoje em Paris, em seu primeiro ato oficial, para homenagear as vítimas da 2ª Guerra Mundial, quando se completam 72 anos da vitória aliada contra a Alemanha nazista.

Defensoria Pública do Ceará articula escritório de representação em Brasília

A Defensoria Pública do Ceará vai contar com um escritório de representação em Brasília, que terá à frente a defensora Mônica Barroso. O objetivo é acompanhar processos nos tribunais superiores e, no Congresso Nacional, pleitos da categoria.

A inauguração ocorrerá ainda neste mês, segundo informou, nesta segunda-feira, a defensora-pública geral do Estado, Mariana Lobo. Ela viajou a Brasília, onde fechará local do escritório e acompanhará alguns pleitos do interesse da Defensoria.

Câmara vai restringir entrada de pessoas no prédio

Na semana em que os deputados pretendem concluir a votação dos destaques à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência, na comissão especial que analisa o tema, o acesso ao prédio da Câmara dos Deputados ficará restrito para o público externo. Apenas parlamentares, funcionários e pessoas credenciadas poderão transitar pelas dependências do prédio.

A decisão foi tomada pela diretoria-geral da Casa na sexta-feira (5), dois dias após a invasão de um grupo de agentes penitenciários. Um comunicado divulgado pela diretoria detalha os critérios que serão usados para a entrada no edifício.

A restrição de acesso valerá para amanhã (9) e quarta-feira (10), dias em que estão marcadas as reuniões do colegiado para a votação dos destaques, bem como as principais votações no plenário. A visitação institucional, inclusive a agendada, foi suspensa no sábado (6) e será mantida até 10 de maio.

Pela decisão da diretoria-geral, no período, o acesso de veículos à Chapelaria, entrada principal do Congresso Nacional e local de entrada e saída de deputados, ficará restrito, exclusivamente a parlamentares, podendo ser fechado completamente a qualquer momento em caso de manifestação.

Um dos estacionamentos da Câmara será fechado a partir de amanhã para abrigar viaturas da Polícia Militar e outras áreas utilizadas para estacionamento também poderão ser fechadas em caso de manifestação.

A diretoria também orienta a remarcação de reuniões agendadas pelas lideranças partidárias e previstas para acontecer no Anexo II, onde se realizam as reuniões das comissões temáticas.

(Agência Brasil)

Atriz Karla Karenina vira sucesso com personagem “Dita”

A atriz cearense Karla Karenina é só alegria. Sua personagem, Dita, em “Força do Querer”, a nova novela global das nove, é sucesso. Por onde circula, tem recebido cumprimentos pelo desempenho. Nesta madrugada de segunda-feira, ela seguiu para o Rio, onde retoma gravações, sendo reconhecida por fãs.

Karla adora a personagem Dita e diz que virou um grande oportunidade de exercitar também seu lado de humorista (ela apareceu com Meirinha). Não conta muito da trama que trava no núcleo que conta com Lia Cabral, no papel de SIlvana, viciada em jogo, mas diz que virão muitas, muitas emoções.

(Foto – Paulo  MOska)

Centro de Turismo continua com seu museu fechado

O presidente da Associação dos Permissionários do Centro de Turismo, Carlos Bezerra, está cobrando do governo estadual a reativação do museu desse equipamento.
Ele diz que seria atração a mais para atrair público, reforçando ainda as atividades culturais de um local que conta com o Teatro Carlos Câmara.
Carlos Bezerra aproveita para reclamar da falta de segurança patrimonial e diz que a iluminação do equipamento está precária.

Enem 2017 – Inscrito que desejar atendimento especial terá que enviar laudo médico

Os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que solicitarem algum atendimento especializado ou específico, além da isenção da taxa do exame, deverão estar atentos aos documentos comprobatórios. Este ano, serão exigidos laudos médicos, além de outras informações, como o Número de Identificação Social (NIS), que comprove que o participante integra o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Na seção Recursos, o candidato informa se necessita de atendimento especializado ou específico para fazer a prova. O atendimento especializado é concedido àqueles que comprovarem, por informação do código de Classificação Internacional de Doenças (CID) e inserção de laudo médico, condições de autismo, baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência intelectual/mental, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, deficiência auditiva, surdocegueira e visão monocular.

Já o Atendimento Específico é garantido a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e, a partir de 2017, a outras condições específicas, para as quais deverá ser informado o CID. Entram nessa nova categoria algumas doenças que demandam algum tipo de atendimento específico. Um exemplo são os participantes diabéticos que usem bomba de insulina.

Para se beneficiar das opções de classe hospitalar, o participante deve anexar uma autorização do hospital para aplicação da prova em suas dependências. Aqueles que solicitarem atendimento por outra situação específica deverão informar o CID. Os laudos devem estar em formato .pdf, .png e .jpg.

Atualmente, o Inep disponibiliza guia-intérprete, tradutor-intérprete de libras, leitura labial, prova ampliada, prova em braile, prova super ampliada, auxílio para leitura, auxílio para transcrição, entre outros mecanismos para promover a acessibilidade. Nesta edição, um novo recurso vai auxiliar participantes com surdez e deficiência auditiva: a prova em vídeo libras, oferecida em caráter experimental. Participantes com surdez e deficiência auditiva poderão selecionar apenas um tipo de recurso.

(Agência Brasil)

Jair Bolsonaro diz que Temer poderia ser “mais lento” com as reformas

Pré-candidato a presidente da República pelo PSC em 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro deu entrevista para o POVO e afirmou ser contra as propostas de reforma trabalhista e previdenciária apresentadas ao Congresso pelo governo Michel Temer. De acordo com sua avaliação, o melhor caminho seria promover alterações de forma lenta pela gestão atual.

“Vai devagar e deixa o futuro presidente, que assumir em 2019, se for o caso, buscar alternativas, né?”, opinou, por exemplo, sobre a PEC 287/2016, prestes a ser votada em plenário após aprovação, semana passada, do relatório da comissão especial destinada a analisar as sugestões de mudanças das regras previdenciária do País.

“O mercado de trabalho no Brasil é muito difícil, tendo em vista as complicações da CLT. É difícil de ser patrão nesse Brasil. Hoje em dia, o salário que se recebe aqui, em cima da CLT, é pouco para quem recebe e muito para quem paga”, reclamou o parlamentar ao opinar sobre o PL 6787/2016.

Para Bolsonaro, o PT é o principal seria responsável pelo que chama de institucionalização da corrupção. “O PT aparelhou muita coisa, botou até a canela na jaca por intermédio de corrupção comprando votos e matérias na imprensa também”, diz o parlamentar, hoje filiado ao PSC, mas que estaria em negociações para uma mudança em breve. Há conversas em estágio adiantado com o Muda Brasil, partido em processo de criação e que tem entre seus principais organizadores o ex-deputado Valdemar Costa Neto, um dos principais envolvidos com o escândalo do Mensalão.

(O POVO – Entrevista em Brasília à repórter Kelly Hekally)

*Mais Jair Bolsonaro no O POVO, leia aqui.

Um alerta sobre a segurança pública do Estado

Eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira, cujo título é Alerta na segurança pública”. Aborda o aumento dos homicídios no Estado. Confira:
Dos quatro meses deste ano, só em fevereiro, mês curto e com feriados, houve redução dos homicídios no Ceará. Em janeiro e março ocorreram aumentos. Levantamento preliminar realizado pela reportagem do O POVO aponta para abril um crescimento vertiginoso na quantidade de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Foi um mês delicado para a segurança no Ceará. Um clima de violência foi instalado com uma série de atentados entre os dias 19 e 23 de abril: 36 ataques a ônibus, delegacias, prédios estatais, veículos de concessionárias de serviços públicos e agências bancárias. As ações teriam sido organizadas de dentro dos presídios e foram reivindicadas pela facção Guardiões do Estado (GDE).

É muito provável que os ataques tenham sido motivados por medidas mais duras do Governo no âmbito dos presídios, principalmente a transferência de presos. Sendo verdade, é aconselhável que o Governo mantenha suas decisões e até as aprofunde. O pior dos caminhos é o Estado ceder aos desígnios de organizações criminosas.

De toda forma, os resultados negativos dos CVLIs em 2017 devem ser vistos como alerta para um Governo que vinha se acostumando a uma sequência de quedas nos índices de homicídios. O mais importante é saber o que aconteceu para que tenha se concretizado tanto a inversão dos números quanto das expectativas.

Identificadas as causas do aumento da violência, cabe ao Governo do Ceará promover mudanças na política de segurança, adequações e novas medidas para que seja retomado o ciclo positivo verificado em 2016.

Talvez seja até o caso de o próprio secretário, André Costa, rever sua postura de confronto direto com criminosos via redes sociais. Afinal, para apoiar seus mais valorosos policiais, o secretário não precisa fazer a apologia do prendo e arrebento.

É sempre importante ressaltar que o combate à violência é transversal às várias pastas estaduais. Além disso, o papel do Poder Judiciário é crucial. Que a Justiça foque sua atuação na celeridade e na qualidade das decisões. Vale notar que no mesmo momento em que aumenta o índice de homicídios, o público é bombardeado pela notícia da prescrição de um assassinato cometido há 23 anos. São fatos que se entrelaçam.

Camilo Santana vai visitar todo mês uma escola estadual para conversar com alunos e professores

142 1

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

Depois de eleger a educação como marca maior de sua gestão e comemorar resultados do setor que ganharam até destaque nacional, Camilo Santana (PT) decidiu dedicar um dia da semana exclusivo para a área.

Com mais de 100 escolas estaduais em construção, 17 só em Fortaleza, o governador usará toda quinta-feira para inaugurar equipamentos ou lançar programas, como fez na última quinta, 4, quando inaugurou uma escola em Quixeré e lançou a Bolsa Universitário, que beneficiará mil estudantes carentes com um salário mínimo, cada.

Camilo decidiu também que irá todos os meses a uma escola estadual para um bate-papo, de uma hora, com professores e alunos.

Quer ouvir sugestões, responder perguntas e tirar dúvidas. Avalia que o bom gestor não pode ficar em gabinete. Está certo e ainda tem mais de um ano e meio para seguir tal cartilha e, claro, sedimentar nome para a reeleição.

Camilo Santana vai visitar todo mês uma escola estadual para conversar com alunos e professores

139 2

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

Depois de eleger a educação como marca maior de sua gestão e comemorar resultados do setor que ganharam até destaque nacional, Camilo Santana (PT) decidiu dedicar um dia da semana exclusivo para a área.

Com mais de 100 escolas estaduais em construção, 17 só em Fortaleza, o governador usará toda quinta-feira para inaugurar equipamentos ou lançar programas, como fez na última quinta, 4, quando inaugurou uma escola em Quixeré e lançou a Bolsa Universitário, que beneficiará mil estudantes carentes com um salário mínimo, cada.

Camilo decidiu também que irá todos os meses a uma escola estadual para um bate-papo, de uma hora, com professores e alunos.

Quer ouvir sugestões, responder perguntas e tirar dúvidas. Avalia que o bom gestor não pode ficar em gabinete. Está certo e ainda tem mais de um ano e meio para seguir tal cartilha e, claro, sedimentar nome para a reeleição.

Reforma da Previdência – Governo fará campanha para esclarecer a população

O governo fará nos próximos dias uma amplo trabalho de divulgação para explicar à população os objetivos e efeitos da reforma da Previdência, de acordo com o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy. Na tarde de hoje (7), o presidente Michel Temer reuniu ministros e o relator da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), no Palácio da Alvorada, para discutir a reforma.

“Vamos fazer uma comunicação que permita levar ao conhecimento dos brasileiros a necessidade definitiva da reforma e também o que ela se propõe que é equilibrar as contas, mas acima de tudo, se propõe a combater privilégios e fazer com que as pessoas mais pobres e vulneráveis sejam protegidas”, disse Imbassahy.

Para o relator Arthur Maia, a proposta que hoje está em discussão na casa é bem diferente da originalmente enviada pelo governo, o que fez com que houvesse uma aceitação maior dos parlamentares. O texto traz mudanças em relação à proposta inicial do governo.

“Tivemos uma mudança considerável no sentimento da Casa depois da aprovação que tivemos na semana passada na comissão especial, porque ficou provado que o projeto foi profundamente modificado. O que temos hoje já não é o projeto enviado pelo governo, é um projeto que foi construído pela sociedade brasileira na medida em que tivemos a oportunidade de incorporar opiniões de pessoas que participaram das discussões na comissão e de parlamentares”, disse o deputado.

Maia evitou estimar quando o texto da reforma será votado no plenário da Câmara. O ministro Imbassahy também evitou fazer previsões sobre a data de votação no plenário. Segundo ele, isso ocorrerá quando houver articulação com as bancadas e partidos e a avaliação de que é o momento certo para a votação.

“Na hora que fizermos uma avaliação de que [o projeto] está em condições de ser levado para o plenário, acontecerá a avaliação. Não podemos precisar a data porque depende de uma avaliação permanente e constante com os parlamentares”, disse Imbassahy.

Participaram da reunião o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o relator da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco e o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS).

Em relação à inclusão dos agentes penitenciários nas regras especiais de aposentadoria, Maia reafirmou que ele não pode mais fazer mudanças no texto e que essa decisão fica, agora, a cargo do plenário. Maia disse considerar que houve uma falha na segurança da Câmara na última quarta-feira (3) quando agentes invadiram o plenário da Comissão Especial provocando o adiamento da votação dos destaques ao texto da reforma.

Destaques

A expectativa é de que na terça-feira (9) sejam votados os destaques à proposta de reforma da Previdência. O texto-base do projeto substitutivo elaborado por Maia foi aprovado na quarta-feira (3). O texto do relator traz mudanças em relação à proposta original encaminhada pelo governo para alterar os critérios de acesso ao benefício da aposentadoria.

Depois da conclusão do voto dos destaques, se ocorrer alterações, os membros do colegiado finalizarão o texto que seguirá para o plenário da Câmara, onde o projeto pode voltar a ser alterado por meio da apresentação de emendas e novos destaques.

A PEC precisa ser votada em dois turnos pelo plenário, com pelos menos 308 votos para ser aprovada e encaminhada para análise do Senado.

(Agência Brasil)

Enem 2017 – Inscrições começam nesta segunda-feira

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 começam a partir das 10 horas desta segunda-feira (8) e terminam às 23h59min do dia 19 de maio, pelo site do Enem. A prova será realizada em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro. No primeiro domingo, os estudantes farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. No segundo, as provas serão de matemática e ciências da natureza.

A taxa de inscrição para o Enem 2017 é de R$ 82, que deve ser paga até o dia 24 de maio. Pelas regras do edital, estão isentos da taxa os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio este ano, os participantes de baixa renda que integram o CadÚnico e os que se enquadram na Lei 12.799/2013 que, entre outros critérios, isenta de pagamento aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50.

Os resultados das provas poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

(Agência Brasil)

Fortaleza registrou pancadas de chuvas durante a madrugada desta segunda-feira

Fortaleza registrou várias pancadas de chuvas no decorrer da madrugada desta segunda-feira. Em alguns bairros, vias apresentam alagamentos, que fazem o motorista dirigir com maior cautela. Há registro de problemas com semáforos em alguns pontos da cidade como a Rotatória da Avenida Aguanambi.

A Funceme prevê nebulosidade variável, ao longo deste dia, com possibilidade de chuvas isoladas no Centro-Norte.

Nas demais regiões cearenses, céu entre parcialmente nublado e claro.

(Foto – Paulo MOska)

Macron diz que objetivo unir e reconciliar a França

O presidente eleito da França, Emmanuel Macron, comemorou nesse domingo (7) a vitória no segundo turno das eleições presidenciais, com um discurso para seus eleitores. Ele destacou que o resultado obtido desde o lançamento de seu movimento político, o En Marche!, há pouco mais de um ano, “não tem precedente nem equivalente” na história do país.

“O que fizemos nesses meses não tem precedente nem equivalente. Todo mundo dizia que era impossível. Isso é porque não conheciam a França”, afirmou Macron, na esplanada do Museu do Louvre, em um discurso para dezenas de milhares de pessoas.

O jovem político social liberal, de 39 anos, o mais novo presidente da história da França, reiterou que a tarefa que tem pela frente é imensa. E pediu votos nas eleições legislativas de junho para os candidatos de sua plataforma para construir uma maioria verdadeira, forte, uma maioria da mudança que o país aspira: “Essa maioria de mudança é que espero de vocês em seis semanas, porque continuo precisando”, indicou.

Macron alertou que o que virá pela frente não será fácil, mas prometeu ao público que sempre dirá a verdade, que protegerá a França e que tem como objetivo unir e reconciliar o país.

Com 100% da apuração concluída, Macron obteve 66,06% dos votos. O resultado se aproxima das estimativas dos institutos de pesquisa, que indicavam que Macron receberia 65% dos votos, contra 35,18% de sua concorrente, a candidata de extrema direita Marine Le Pen

Desta forma, Macron teve a segunda vitória mais ampla em um segundo turno desde os tempos de Charles de Gaulle. A maior de todas as diferenças foi registrada pelo conservador Jacques Chirac, que conseguiu 82% dos votos em 2002 quando disputou com o ultradireitista Jean-Marie Le Pen, pai de Marine.

(Agência Brasil)