Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Senado revoga pregão em que seria contratado buffet com salmão, camarão, pato e filé mignon

Renan-Calheiros1

Renan Calheiros, agora, resolveu economizar.

Depois de vir a público que o Senado estava disposto a gastar R$ 130 mil com TV a cabo (SporTv, National Geographic, GNT e etc), a Casa revogou um edital para a contratação de um serviço de buffet, sob demanda.

O edital falava em camarão, filé mignon, salmão, bacalhau, pato, profiterole, entre outras iguarias a serem servidas nas dependências do Congresso e na residência oficial de Renan.

O Senado estava disposto a gastar até R$ 262 mil pelo serviço de um ano. No dia 17, porém, o pregão foi revogado por questões técnicas, como a necessidade de se exigir que a empresa vencedora disponha de estrutura própria de cozinha.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Temer diz que gostaria de ter “a burra cheia” para gastar no governo

temer-miuchel

O presidente Michel Temer voltou hoje (29) a defender a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que cria um limite para os gastos públicos, e que gostaria de ter o máximo de dinheiro para gastar em sua gestão.

“Precisamos saber de certas questões a serem enfrentadas agora para a sobrevivência daqueles que virão depois”, disse o presidente. “Qual é o governante que não gosta de gastar? Eu gostaria, como presidente da República, de ter a burra cheia e distribuir, ministro Meirelles [da Fazenda]. O ministro Meirelles não gostaria não, mas eu gostaria. Eu gostaria de dizer: olha aqui, agora tem o programa tal e agora tem o programa tal, mas agora isso não é possível”, acrescentou em discurso na cerimônia de entrega do Prêmio Mérito Brasil de Governança e Gestão Pública, oferecido pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Segundo o presidente, a Reforma da Previdência e a PEC, que tramita no Senado, representam um corte “na própria carne” do governo federal. “Estamos trabalhando para garantir o futuro do país. Caso contrário, em 2024 o país vai à falência como tem acontecido com vários estados brasileiros”, disse, destacando que o governo até o momento não teve “nenhuma derrota sequer no Legislativo”.

Manifestações

Temer acrescentou que será por meio dessas medidas que o governo poderá atender algumas das reivindicações das manifestações de 2013. “Em um dado momento da democracia [brasileira] foi possível aplicar preceitos em educação e moradia para os setores mais carentes que ascenderam à classe média. Veja que a partir daí começou a surgir reivindicações de outra democracia, em junho de 2013. Na verdade, isso foi algo que surgiu tanto pela postulação por eficiência nos serviços públicos e privados como pela ética na política”.

O presidente, no entanto, criticou atos de depredação durante protestos e manifestações. “O que a Constituição determina é o direito à manifestação. Não à depredação. Não há nenhum texto constitucional que autorize esses movimentos depredadores. As manifestações são mais que legítimas e revelam exata e precisamente a chamada democracia da eficiência”.

“Tem havido as mais variadas manifestações, contra as quais não devemos nos preocupar, desde que pautadas pela legalidade e por uma certa formalidade protestativa ou protestante, nós temos de admiti-las até como fruto da democracia. Não devemos criticá-las. Mas devemos, sim, criticá-las quando pautadas por critérios que não apenas buscam eficiência, mas quando pautadas apenas por sentimentos políticos”.

(Agência Brasil)

38 parlamentares – Salmito recebe o apoio do vereador mais votado para a próxima legislatura

foto-salmito-e-celio

Vereador eleito mais votado em Fortaleza, com 38.278 votos, o advogado Célio Studart (SD) declarou nesta terça-feira (29) apoio à reeleição do atual presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), para o biênio 2017/2018. A eleição da Mesa Diretora da Casa ocorre no dia 1º de janeiro próximo.

Com o apoio de Studart, a candidatura à reeleição de Salmito soma agora 38 parlamentares. Salmito disse que irá conversar com os outros cinco vereadores para uma eleição consensual.

Apresentador e TV terão que indenizar suspeito ofendido em programa policial

O direito à liberdade de expressão não é absoluto, sendo inadmissíveis as manifestações abusivas por parte da imprensa. Assim, um veículo de comunicação, ao publicar opiniões, deve ter o cuidado de não violar a privacidade, a qual engloba a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, protegidas pelo artigo 5º, inciso X, da Constituição.

Por isso, a 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul manteve sentença que condenou jornalista e emissora de TV, solidariamente, a pagar dano moral a um homem retratado injustamente como ‘‘traficante e vagabundo’’. O colegiado apenas diminuiu o valor da indenização, que caiu de R$ 6 mil para R$ 5 mil, para ficar dentro dos parâmetros da corte. O acórdão foi lavrado na sessão de 3 de novembro.

O caso

O abuso ocorreu durante o programa Balanço Geral, comandado pelo jornalista Alexandre Mota e transmitido pela TV Guaíba (Grupo Record), no dia 5 de fevereiro de 2013. Naquele dia, a repórter Bianca Zuchetto informava que a polícia prendera dois homens numa barreira, sendo que o carona foi flagrado com drogas. Apesar de a repórter apurar que o caroneiro admitiu a posse da droga e isentou o motorista de responsabilidade, fazendo supor a inocência do condutor do veículo, Mota desconsiderou esse ‘‘detalhe’’ ao comentar a notícia.

‘‘A polícia pegou dois homens durante uma barreira que foi feita, que foi montada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Os cidadãos, se é que posso chamá-los assim, carregavam drogas. Não, não são cidadãos, são vagabundos. […] Mas a polícia, neste caso, foi esperta pra ‘dedéu’ e deixou os dois vagabundos, os dois traficantes, na cadeia, no xilindró, que é o lugar deles, né? Que pena que eles não vão passar uma larga temporada. É de curta a média. E durante este tempo eles vão ser muito bem alimentados, tudo pago por nós. […] cambada de vagabundos […]’’, disse o apresentador.

Expressões injuriosas
O juiz Maurício da Costa Gamborgi, da 8ª Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre, considerou injuriosas as expressões utilizadas por Mota, por atingirem a dignidade e o decoro do autor que, após enfrentar um processo penal, acabou absolvido. Segundo o juiz, as expressões seriam reprováveis mesmo que o autor fosse culpado. A seu ver, este modo de agir, ofendendo e injuriando suspeitos de crimes, parece ser a marca do programa, com o objetivo de conquistar audiência.

Conforme o julgador, o contexto dos fatos mostra que a questão extrapolou o aspecto meramente informativo e adentrou no âmbito da manifestação ofensiva, injuriosa e até difamatória. Isso porque o programa já é propenso ao sensacionalismo, explorando os sentimentos negativos da população em repúdio à criminalidade. É comum que programa e apresentador descambem para a ofensa, com uso de termos chulos e baixos, se comprazendo em chamar de ‘‘vagabundos’’ e ‘‘marginais’’ simples suspeitos de ocorrências policiais.

(Site do Consultor Jurídico)

Fidel Castro – Deus livrará o ditador das penas infernais?

81 1

Com o título “A morte do grande ditador”, eis artigo do escritor e jornalista Barros Alves, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. No texto, ele diz que “Fidel soube usar seu carisma pessoal para conquistar um séquito de ingênuos e mal informados, por um lado; de militantes de mau caráter, por outro. Intelectuais, inclusive.” Confira:

A morte não santifica os maus nem concede virtuosidade aos cafajestes. Por isso, em face do passamento do mais cruel ditador latino-americano do século XX, Fidel Castro, esqueço o axioma latino que ensina não se falar dos mortos a não ser de bem (De mortuis nil nisi bonum). Prometendo o paraíso, o revolucionário de Sierra Maestra chega ao poder em 1959. Desde então, Cuba vive sob um governo comunista que castrou as liberdades e ainda usa o terror como política de Estado. Fidel soube usar seu carisma pessoal para conquistar um séquito de ingênuos e mal informados, por um lado; de militantes de mau caráter, por outro. Intelectuais, inclusive. Teceu uma rede internacional de defesa da ditadura nepótica, violenta e corrupta que implantou na ilha.

Paradoxalmente, ao longo da segunda metade do século XX, gradas organizações que pregam a liberdade, como a Igreja e a universidade, quedaram encantadas diante do discurso vitimista do ditador cubano em face da democracia norte-americana, que reagiu ante os desatinos do ditador. A universidade deixou-se contaminar pelo canto de sereia de figuras paradigmáticas como “Che” Guevara, respeitável guerrilheiro, de quem Fidel ardilosamente se livrou para que não lhe fizesse sombra na disputa interna de poder. Che não era menos assassino do que Fidel. O comandante, porém, ladinamente, o transformou em ícone.

A Igreja, por sua vez, embarcou na heresia da Teologia da Libertação, pregando uma analogia barata entre o Reino de Deus e o governo da Revolução marxista-leninista. Essa “teologia” surgiu do pensamento vesgo de religiosos militantes da América Latina, sendo pioneiros na década de 1960, os pastores Richard Shaul e Rubem Alves, o frade Gustavo Gutierrez e, posteriormente, os irmãos franciscanos Clodovis e Leonardo Boff. Sem esquecer o irmão leigo e ardoroso defensor da ditadura cubana, dito equivocadamente “frei” Betto, porque até nisto ele constitui uma fraude, uma vez que não é frade dominicano como pensam os incautos.

Fidel morreu aos 90 anos sem cumprir o prometido aos cubanos. Seis décadas de tirania deixaram a ilha mais pobre em economia e liberdade, sufocada pela indignidade imposta e pela propaganda unilateral do Estado comunista. Os césares comunistas da ilha, porém, vivem burguesmente. Por mais que rezem os teólogos da Libertação, só a misericórdia de Deus livrará o ditador das penas infernais.

*Barros Alves

barrosalvespoeta@gmail.com

Jornalista e escritor.

Prefeitura de Maracanaú fecha empréstimo com BID

firmoo

A c idade de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza) receberá US$ 32 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A verba é para obras de mobilidade urbana e logística.

O prefeito Firmo Camurça (PR) acerta em Brasília os detalhes da liberação de um convênio que beneficiará também Florianópolis (SC) e o estado do Paraná.

Nestes tempos de cofre apertado, eis um bom presente de Natal batendo à porta da gestão de Maracanaú.

Tragédia com a Chapecoense – Caixa Econômica divulga nota de pesar

A Caixa Econômica Federal distribuiu nota nesta terça-feira. Confira:

A Caixa Econômica Federal manifesta pesar aos familiares e amigos das vítimas do acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense, jornalistas e demais profissionais, ocorrido na madrugada desta terça-feira (29), na Colômbia.

A CAIXA agradece o empenho, a força e o legado deixado por cada um dos atletas, que contribuíram para alegrar e enriquecer o esporte brasileiro.

DETALHE – A Caixa patrocinava o time.

Ouvidoria do Judiciário do Ceará fará audiência pública em Iguatu

francisgomes

A Ouvidoria do Tribunal de Justiça do Ceará realizará, nesta quarta-feira,uma audiência pública para discutir a participação da população na gestão do Judiciário cearense. O evento ocorrerá a partir das 9 horas, no Campus Multi Institucional Humberto Teixeira, em Iguatu (Centro Sul).

Presidida pelo desembargador Francisco Gomes de Moura, ouvidor-geral do Tribunal, a audiência será a última deste ano e contará com representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseccional de Iguatu, magistrados, prefeito, procurador do município, presidente da Câmara municipal e delegado da polícia civil, além de representantes das entidades classistas.

A ouvidora do Fórum Clóvis Beviláqua, juíza Valéria Carneiro Barroso, também estará presente ao evento. Na ocasião, haverá exposição sobre o Plano Estratégico 2015-2020, a cargo da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Tribunal de Justiça.

O desembargador informou que durante as audiências são discutidos mecanismos de aperfeiçoamento e fortalecimento dos serviços prestados pela Justiça estadual. “Nossa ideia é criar uma agenda positiva, reunindo os diversos representantes para solucionar as demandas apresentadas”, explica.

A última audiência de 2016 mobilizará os municípios que integram a 2ª Zona Judiciária do Ceará, envolvendo 15 comarcas: Acopiara, Aiuaba, Baixio, Catarina, Cariús, Cedro, Iguatu, Icó, Jucás, Lavras da Mangabeira, Quixelô, Saboeiro, Orós, Parambu e Várzea Alegre.

Na atual gestão já foram realizadas oito audiências públicas, sendo a primeira em Juazeiro do Norte; depois em Sobral; Quixadá; Fortaleza; Crateús; Limoeiro do Norte; e Itapipoca. Todas as zonas judiciárias (Capital e do Interior) foram contempladas com as audiências públicas.

SERVIÇO

*Campus Multi Institucional Humberto Teixeira – Rua Dário Rabelo, S/N, bairro Santo Antônio.

*Os interessados em participar da audiência em Iguatu podem fazer inscrição por meio do e-mail ouvidoriageral@tjce.jus.br ou pelo telefone (85)3207.7428.

Pedetista apregoa consenso na disputa Zezinho-Sérgio Aguiar

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=GBMumoyIArY[/embedyt]

A sucessão no comando da  Assembleia Legislativa do Ceará. O deputado Antonio Granja (PDT) , eleitor de Zezinho Albuquerque (PDT), disse, nesta terça-feira, estar torcendo para que haja um acordo em torno da formação da nova mesa diretora da Casa.

Ele lembrou que Zezinho ganhou o apoio do governador Camilo Santana e dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes, bem como o aval do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, mas, mesmo assim, torce para que o diálogo prevaleça.

Antonio Granja destaca que não há nada contra Sérgio Aguiar (PDT), atual primeiro-secretário do legislativo estadual e oponente de Zezinho Albuquerque.

Após tragédia, torcedores da Chapecoense fazem vigília na Arena Condá

Cerca de 700 torcedores da Chapecoense se reúnem nos arredores do estádio Arena Condá, em Chapecó (SC), após o acidente envolvendo o avião que transportava a delegação do clube para Medellín, na Colômbia. Os torcedores fazem uma vigília e acompanham a chegada dos jogadores que não viajaram para a final da Copa Sul-Americana.

Com os portões do estádio fechados, os chapecoenses se aglomeram no estacionamento do Centro de Eventos, onde entoam cânticos de apoio e realizam rodas de oração pelas vítimas.

Os jogadores que não viajaram com a delegação também chegam à Arena Condá em busca de mais informações. Todos visivelmente emocionados, chorando muito com a perda dos colegas e amigos. Parentes das vítimas permanecem na Arena Condá à espera de informações.

O clube

A tragédia envolvendo a delegação da Chapecoense ocorre justamente no momento em que o clube catarinense buscava consolidação entre os grandes times de futebol do país.

O Verdão do Oeste, como é conhecido entre os torcedores, disputa a primeira divisão do Campeonato Brasileiro pela terceira temporada consecutiva e já garantiu vaga antecipada para disputar a Copa Sul-Americana de 2017.

Fundado em 10 de maio de 1973, a Associação Chapecoense de Futebol passou a maior parte da história destacando-se em nível regional: até o fim dos anos 90, as principais conquistas do clube foram os títulos do Campeonato Catarinense de 1977 e 1996 e da Taça Santa Catarina de 1979.

Os primeiros anos do século 21 foram difíceis para os torcedores da Chape. O clube enfrentou uma crise a partir de 2001 e chegou a ser rebaixado para a segunda divisão do futebol catarinense. Mesmo com o título estadual de 2007, foi apenas em 2009 que o Verdão começou a se recuperar. Naquele ano, o time que disputou a Série D do Campeonato Brasileiro obteve a terceira colocação — e o acesso à Série C.

A Chapecoense permaneceu na terceira divisão por três anos. Nesse período, conquistou pela quarta vez o Campeonato Catarinense em 2011 e por pouco não se classificou para a Série B nacional. A ascensão, no entanto, estava reservada para o ano seguinte: em 2012, o clube subiu para a segunda divisão — e no ano seguinte, em 2013, conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro.

Até o acidente da última madrugada, o ano de 2016 era considerado um dos melhores para a Chape. No Campeonato Brasileiro, o clube faz a melhor campanha de sua história, ocupando a 9ª posição na tabela a uma rodada do fim da competição. Em nível internacional, o clube conquistou o direito de disputar a final da Copa Sul-Americana após superar equipes de tradição em competições continentais, como os argentinos Independiente e San Lorenzo.

A decisão da Sul-Americana, no entanto, que simbolizava o auge da ascensão chapecoense, acabou manchada pela queda do avião que levava jogadores, comissão técnica, dirigentes e jornalistas a Medellín — cidade colombiana onde o clube disputaria a primeira partida da final contra o Atlético Nacional.

A partida, que estava marcada para amanhã (30) à noite, foi adiada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). A nova data ainda não foi divulgada.

(Agência Brasail)

Enrolado com a PF, homem forte de Geddel pede o boné

geddel-vieira-lima

Um dos homens de confiança de Geddel Vieira Lima na Secretaria de Governo, Leonardo Américo Silveira de Oliveira foi exonerado ontem, “a pedido”, segundo o Diário Oficial.
Não faltavam motivos para ele deixar a cadeira de Subchefe de Assuntos Federativos da secretaria. Sua situação é pior que a do ex-chefe.

Além de ver seu padrinho deixar o Palácio do Planalto pela porta do fundos, Oliveira está todo enrolado com a Polícia Federal.

Ele foi alvo de buscas e e condução coercitiva na sexta-feira, durante a Operação Vigilante, que investiga um esquema de desvio de dinheiro do transporte escolar na Bahia.

(Veja Online/Foto  André Coelho – O Globo)

Vestibular da Fuvest incluiu questão com notícia do O POVO

Uma notícia publicada na edição do O POVO de 16 de abril de 1932, sobre campos de concentração no Ceará para flagelados da seca daquele ano, fez parte da questão 41 da prova do vestibular da Fuvest, considerado o mais concorrido do País. A questão abordava o tema das secas no Nordeste. O exame seleciona candidatos para a Universidade de São Paulo (USP)

campoflagelado

FPM de novembro vem acrescido de verbas da repatriação

Será creditado nesta quarta-feira (30), nas contas das prefeituras brasileiras, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao 3º decêndio do mês de novembro. Ao montante, serão acrescidos os recursos da repatriação de ativos de brasileiros do exterior no presente ano.

O valor referente ao FPM a ser transferido será de R$ 1.777.014.308,05, já descontada a retenção do FUNDEB. Em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o montante é de R$ 2.221.267.885,06.

Comparando somente o valor do terceiro decêndio do mesmo com o mesmo mês do ano anterior, 2015, o presente decêndio teve um crescimento de 8,68% em termos nominais, ou seja, desconsiderados os efeitos da inflação. Quanto ao valor real dos repasses, levando em conta as consequências da inflação, o decêndio apresenta um pequeno crescimento de 1,76%.

Somando o terceiro decêndio com a o recurso da repatriação, o valor transferido será de R$ 11,414 bilhões, enquanto que no mesmo período do ano anterior o acumulado ficou em R$ 6,478 bilhões. O valor da repatriação para novembro foi de R$ 4,683 bilhões.

Ex-presidente da Fiec receberá a Ordem do Mérito Industrial da CNI

roberto-macedo-e-beto-studart

Roberto Macedo e Beto Studart.

O ex-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Macêdo, receberá nesta terça-feira, durante solenidade na sede da Confederação Nacional da Indústria, em Brasília, a Ordem do Mérito Industrial. Trata-se da mais alta comenda da entidade.

A cerimônia ocorrerá durante reunião da CNI que, entre vários temas, acompanha as discussões sobre a PEC 55, aquela que limita os gastos públicos.

O presidente da Fiec, Beto Studart, prestigiará o encontro e, também, o ato, em clima de almoço, em homenagem a Roberto Macêdo à frente de um grupo de empresários cearenses. Macêdo hoje é conselheiro da CNI.

Alô, Ibama! Tem filhote de gavião precisando de ajuda

gavii

Alô, Ibama!

Este filhote de gavião encontra-se abrigado nesta caixa de papelão, em ponto do estacionamento que fica vizinho ao jornal O POVO (Bairro Joaquim Távora), aguardando ser recolhido.

Nesta manhã, a ave despencou do ninho e acabou com uma asa machucada, informou um funcionário do local.

(Foto – Paulo MOska)

TSE marca cinco sessões plenária pra julgamento de processos

Um aviso aos senhores advogados que militam na área eleitoral como Irapuan Camurça, que embarcou nesta madrugada de terça-feira na rota de Brasília e, claro, do TSE, onde trata de processos do interesse de seus clientes:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizará cinco sessões plenárias nesta semana. Além das sessões ordinárias jurisdicionais e administrativas de terça e quinta-feira (29 de novembro e 1º de dezembro), respectivamente a partir das 19 horas e 9 horas, a Corte Eleitoral fará sessões extraordinárias jurisdicionais e administrativas na segunda, quarta e quinta-feira (28 e 30 de novembro e 1º dezembro), partir das 19 horas.

Ou seja, o Plenário do TSE se reunirá na próxima quinta-feira (1º) por duas vezes em sessão para o julgamento de processos, às 9 e às 19 horas.

Vaquejada sera debatida nesta terça-feira no Senado

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=fqhpm4slJpI[/embedyt]

Uma audiência pública vai debater a regulamentação da vaquejada no País. Uma emenda de autoria do senador Othon Alencar (PSD/BA) já está tramitando e será alvo de debates durante esta terça-feira. Os debates acontecerão na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

O vice-presidente da Associação Brasileira a Vaquejada, o cearense Márcio Lima, participará da audiência. Ele defende a vaquejada não só como tradição nordestina, mas, principalmente, como prática esportiva que movimenta por ano cerca de R$ 700 milhões.

Márcio Lima garante que não há maus tratos de animais na prática da vaquejada, hoje bem mais profissional.

Brasileiro já pagou neste ano mais de R$ 1 bilhão de auxílio-moradia

Os brasileiros já pagaram este ano, até agora, mais de R$ 1 bilhão (exatos R$ 1.011.126.748,24) a título de “auxílio moradia” a promotores, procuradores, juízes, parlamentares e servidores do Itamaraty: O valor, apurado em 18 de novembro, supera os R$ 900 milhões gastos no ano passado.

Só no âmbito do Ministério da Fazenda, o “auxílio moradia” retirado dos impostos pagos pelos cidadãos consumiu R$ 281 milhões.

Governo Camilo baixará pacote de austeridade com medidas “pesadas”

100 2

26/02/2014 - DEP. MAURO FILHO ( PROS ) - PLENÁRIO - FOTO MÁXIMO MOURA

O secretário da Fazenda, Mauro Benevides Filho, afirmou que o pacote de austeridade que o Governo do Estado apresentará para manter as contas em dia possui medidas “pesadas”. Para ser aprovado, o projeto, que prevê corte de despesas e aumento de receitas, deve ser enviado à Assembleia Legislativa do Estado do Ceará até o fim do período legislativo. O secretário afirma que até a próxima sexta-feira, 2, ou segunda-feira, 5, a Assembleia receberá o pacote.

Questionado se o governador do Estado, Camilo Santana (PT), já teve acesso ao pacote, Mauro disse que o projeto ainda está nas mãos dos secretários. “Espero que amanhã (hoje) seja a última reunião sobre ele”, acrescentou.

Em relação aos R$ 5,3 bilhões advindos de recursos das multas do programa de regularização de ativos não declarados à Receita Federal (Lei da Repatriação), o secretário diz que os governadores do Nordeste “não abrem mão do dinheiro” e “não vão desistir” das ações que pleiteiam, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), o montante relativo às multas.

Carta

Os gestores elaboraram carta ao Governo Federal em que afirmam compromisso com ajuste fiscal, mas dizem que ele não pode ser condição obrigatória para que o dinheiro da multa seja liberado.

Dentre as exigências do Governo Federal para a liberação do montante estão o ajuste fiscal no âmbito estadual, desistência das ações no STF e aumento para, ao menos, 14% a contribuição dos servidores para a Previdência do Estado, que hoje, está em 11%.

O secretário disse que o presidente Michel Temer (PMDB) e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, já foram comunicados da carta, que, dentre demandas, cobra que o Governo Federal priorize ao Nordeste: ações de combate à seca e retomada das obras de transposição das águas do rio São Francisco, da Transnordestina e outras de infraestrutura.

Também pedem ao Executivo Federal a liberação de empréstimos, dos recursos do fundo penitenciário e ações de segurança pública, fortalecimento do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE). Ainda pleiteiam priorização no programa de concessões e novos leilões da ANP, além de alternativas para subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS) e enfrentamento das arboviroses.

“Os governadores não estão dizendo que não estão compromissados com o ajuste fiscal. Pelo contrário, eles reafirmam. Inclusive já fizemos ajustes em 2015 e das medidas exigidas pelo Governo Federal, cumprimos duas. Já deixamos de fazer Refis e já tiramos 10% dos equilíbrios fiscais. Coisa que a União não fez”, disse.

(O POVO – Repórter Beatriz Cavalcante/Foto – Máximo Moura))