Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Ceará perde nos acréscimos e sonho do G4 começa a virar pesadelo

foto-serie-b-2016-nautico-1x0-ceara

Com um gol aos 48 minutos do segundo tempo, o Náutico venceu o Ceará, nesse sábado (15), na Arena Pernambuco, pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol. Com o resultado, a equipe pernambucana chegou a quarta vitória seguida e se manteve no G4, enquanto o sonho do acesso do time cearense começa a virar pesadelo, diante de uma proximidade da zona de rebaixamento.

Na metade da tabela, décima colocação, o Ceará está a 14 pontos do líder Atlético Goianiense. A mesma pontuação separa o Vozão do Bragantino, primeiro clube na zona de rebaixamento.

Para evitar o fantasma que assombrou Porangabuçu no ano passado, o Ceará terá que vencer o próprio Bragantino, na sexta-feira (21), no Castelão.

Meninos de 12 e 13 anos serão vacinados contra HPV a partir de janeiro

A partir de janeiro de 2017, meninos de 12 e 13 anos vão passar a receber a vacina contra o HPV. O anúncio foi feito esta semana pelo Ministério da Saúde. O HPV é um vírus que atinge a pele e as mucosas, podendo causar verrugas ou lesões precursoras de câncer, como o câncer de colo de útero e garganta. Devem ser imunizados 3,6 milhões de meninos. Até 2020, a faixa etária deverá ser ampliada e passará a ser de 9 a 13 anos.

Em 2014, o governo federal iniciou a imunização gratuita contra o HPV em meninas de 9 a 13 anos com a vacina quadrivalente. A faixa etária foi escolhida por apresentar maior benefício em razão da grande produção de anticorpos e por ter sido menos exposta ao vírus por meio de relações sexuais.

Cerca de 5% das pessoas infectadas por HPV desenvolvem algum tipo de manifestação. As lesões clínicas se apresentam como verrugas, popularmente chamadas crista de galo, figueira ou cavalo de crista. Têm aspecto de couve-flor e tamanho variável. Nas mulheres, elas podem aparecer no colo do útero, na vagina, vulva, região pubiana, perineal, perianal e no ânus. Em homens, podem surgir no pênis (normalmente na glande), na bolsa escrotal, região pubiana, perianal e no ânus. As lesões também podem aparecer na boca e na garganta em ambos os sexos.

(Agência Brasil)

Horário de verão começa à meia-noite

O horário de verão começa à meia-noite deste sábado (15), quando os relógios deverão ser adiantados em uma hora nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, que vai até o dia 19 de fevereiro de 2017, atinge 11 unidades da Federação: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, nos últimos dez anos, a medida tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo e uma economia absoluta de 0,5%, o que equivale, em todo o período do horário de verão, aproximadamente ao consumo mensal de energia da cidade de Brasília, com 2,8 milhões de habitantes.

Para este ano, a expectativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico é que a medida possibilite uma economia de R$ 147,5 milhões, que representa o custo evitado em despacho de usinas térmicas por questões de segurança elétrica e atendimento à ponta de carga no período de vigência do horário de verão.

Quem tem viagem marcada para este fim de semana deve ficar atento aos horários de embarque. Os horários dos bilhetes de passagem são impressos em hora local, e, para evitar transtornos, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orienta aos passageiros que entrem em contato com as empresas aéreas em caso de dúvidas.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio lamenta “ataques grosseiros” e “mentiras” da campanha de Capitão Wagner

340 10

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=EPntaN_9bdE[/embedyt]

O prefeito Roberto Cláudio, candidato à reeleição pelo PDT, lamentou em vídeo as inserções da campanha de Capitão Wagner (PR), na manhã deste sábado (15), que acusa a atual gestão de Fortaleza de mentir para a população sobre ações na saúde. Em uma das inserções, a campanha de Capitão Wagner diz que o depósito de medicamentos mostrado por Roberto Cláudio é falso.

Para Roberto Cláudio os “ataques grosseiros” e as “mentiras” da campanha de Capitão Wagner mostram o “despreparo” e o “desespero” do adversário.

Comissão aprova proposta que obriga divulgação na internet de beneficiários do Bolsa Família

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que obriga estados e municípios a divulgarem em seus sites na internet a relação nominal dos beneficiários do Programa Bolsa Família. Também deverão ser divulgados os valores dos benefícios e os respectivos períodos de vigência.

O texto aprovado é um substitutivo da relatora, deputada Flávia Morais (PDT-GO), para o Projeto de Lei (PL) 4101/08, do Senado, e o apensado (PL) 1022/11. Pelo substitutivo, entes federados que receberem repasses da União por meio do programa estão obrigados a divulgar nomes, valores e períodos dos benefícios em suas páginas na rede mundial de computadores.

A relatora disse que as medidas não exigem a criação de novas estruturas administrativas e nem geram desembolso de recursos expressivos. “A maioria dos municípios já conta com páginas na internet e divulgação eletrônica é, hoje, simples e barata”, argumenta.

Morais, no entanto, sustenta que o projeto original pecava ao determinar que a divulgação dos dados fosse condição para que os entes federados pudessem receber repasses da União. “A obrigação de transparência é da Administração Pública e pelo projeto original quem acabava sendo punido era o beneficiário final e não o ente faltoso”, destacou.

(Agência Câmara Notícias)

PEC 241: direito dos trabalhadores em risco

101 6

Em artigo no O POVO deste sábado (15), o vereador de Fortaleza e professor Acrísio Sena diz que o congelamento do orçamento pode gerar graves problemas para o financiamento da Saúde, da Educação, da Segurança Pública, do Saneamento e da Previdência Social. Confira:

A aprovação da proposta de emenda constitucional (PEC) que limita os gastos públicos, pelo Congresso Nacional é um retrocesso histórico e um atentado à Constituição. A PEC 241 prevê que os gastos públicos não podem crescer acima da inflação acumulada no ano anterior, mesmo que a arrecadação aumente. Válida por duas décadas, a regra não poderia ser alterada antes de seu décimo ano de vigência.

O congelamento do orçamento pode gerar graves problemas para o financiamento da Saúde, da Educação, da Segurança Pública, do Saneamento e da Previdência Social. Na área da Saúde, hoje o governo federal é obrigado a investir o montante aplicado do ano anterior, acrescido da variação percentual do PIB no período. Caso a PEC 241 entre em vigor, especialistas calculam perdas na Saúde de RS 430 bilhões. O governo golpista busca criar uma situação para justificar a desvinculação de receitas, induzir as privatizações, bem como a Reforma da Previdência, com a retirada de direitos dos trabalhadores.

Hoje, só 4% dos impostos vão para o SUS. 3,3% dos recursos públicos vão para a educação. A assistência social só recebe 2,7%, incluindo o Bolsa-Família. Cerca de 48% dos impostos, quase US$ 1,5 trilhão, vão para pagar a dívida interna, com uma das taxas de juro mais altas do mundo. Só em 2016 serão pagos R$ 720 bilhões só para pagamento dos juros, o que corresponde a seis vezes o investimento feito no SUS. Por que não se combate a sonegação fiscal – que atinge a cifra de R$ 500 bilhões ao ano – e se taxam as grandes fortunas e os lucros rentistas ao invés de cortar gastos sociais?

Há tempos, os gastos com saúde e educação crescem muito acima da inflação, até pelo aumento da demanda. As matrículas nas universidades pularam de 3 milhões para 7 milhões, com a criação de 18 instituições federais e bolsas do Prouni. O orçamento das Escolas técnicas subiu de R$ 850 milhões, em 2003, para R$ 10 bilhões, em 2015. Caso o Brasil tivesse feito durante os governos Lula e Dilma o crescimento vegetativo proposto pela PEC, teríamos aplicado menos R$ 253 bilhões em saúde, menos R$ 437 bilhões na assistência social e menos R$ 454 bilhões em educação.

Com o corte, haverá inevitável queda na qualidade dos serviços públicos. A única certeza que advém da PEC 241 é que o País terá que trabalhar ainda mais para fortalecer o capital especulativo. Isso, a curto prazo, deve reduzir a oferta de empregos. Aos poucos, a sociedade brasileira vai entender o real significado da retirada do PT do poder.

Árbitro de Náutico x Ceará deixa o “jogo correr”

foto-arbitro-joao-batista-de-arruda-rj

Quem estiver pensando em cavar pênalti ou ganhar falta com grito de dor, pode entrar na fila dos insatisfeitos com a arbitragem do carioca João Batista de Arruda. Do tipo “na dúvida, deixa a bola correr”, o árbitro carioca não é de marcar penalidades, tampouco faltas, mesmo quando essas mereceriam cartão vermelho nas mãos de outros árbitros.

João Batista estará à frente de Náutico x Ceará, neste sábado (15), a partir das 18h30min, na Arena Pernambuco, no fechamento da 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol. A única vez que o árbitro carioca apitou uma partida do Vozão foi em 2013, também pela Série B, no empate em 2 a 2 com o América Mineiro, em Belo Horizonte.

Com cinco vitórias, nos cinco últimos jogos, o Náutico entrou no G4 na rodada anterior. Somente a vitória interessa ao time pernambucano para se manter na zona de classificação à Série A do próximo ano.

O mesmo resultado também interessa ao Ceará. Após permanecer no G4 por várias rodadas, o Vozão despencou na tabela, depois de 11 jogos sem uma única vitória.

A coincidência dos dois times da necessidade pelo mesmo resultado acaba na estatística das agências de apostas pela internet. Na bolsa de apostas, o Náutico é favorito com 41%, empate com 36% e Ceará com apenas 22% de chances de vitória.

O tempo da campanha e os números das pesquisas

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (15), pelo jornalista Érico Firmo:

Sete é a diferença talvez mais importante entre a pesquisa Ibope, divulgada ontem pela TV Verdes Mares, e a pesquisa Datafolha, que O POVO publicou no último domingo. Sete dias separam o término de uma e a finalização da outra. É sempre complicado comparar pesquisas diferentes, feitas com metodologias diferentes por institutos diferentes. Porém, no fim das contas, ambas têm o mesmo objetivo que é captar a opinião do eleitor de Fortaleza, naquele momento, sobre o 2º turno.

E os resultados são bastante semelhantes. Com uma semana de diferença, os dois candidatos aparecem no Ibope com percentuais maiores que os observados no Datafolha. Capitão Wagner (PR), com quatro pontos a mais. Roberto Cláudio (PDT), com três. No Datafolha, RC tinha 48% e o Capitão, 34%. No Ibope, o placar é de 51% a 38%.

Sete dias antes, o Datafolha mostrava que a diferença entre ambos era de 14 pontos percentuais. Agora, o Ibope aponta 13 pontos percentuais de diferença.

Os que não sabem em quem votar, que eram 10% no Datafolha, são de 4% no Ibope. A distribuição entre os dois candidatos foi praticamente uniforme. Brancos e nulos eram 8% no Datafolha e são 7% no Ibope.

Nos votos válidos, quando brancos e nulos são excluídos, o Datafolha mostrava Roberto Cláudio com 59% e o Capitão Wagner com 41%. O Ibope apresenta placar de 57% a 43%. Com sete dias a menos de campanha pela frente.

Com pesquisa realizada uma semana depois, o Ibope mostra cenário que pouco se alterou em relação ao Datafolha. A notícia é, obviamente, boa para o atual prefeito e candidato à reeleição. E ruim para o candidato de oposição. Afinal, RC está na frente. Wagner tenta reduzir a vantagem. Se pesquisa realizada uma semana depois mostra cenário tão parecido com levantamento anterior de outro instituto, isso é bom para quem quer manter o panorama da campanha. E ruim para quem deseja reverter a desvantagem.

Em sete dias, a pesquisa Ibope mostrou diferença entre os candidatos um ponto menor do que estava no Datafolha. Em votos válidos, ela é quatro pontos menor. No Ibope, está 14 pontos atrás nesse quesito.

Aparentemente, uma semana a mais de campanha fez a indefinição cair. Os votos se dividiram de forma mais ou menos uniforme. Com tendência ligeiramente favorável ao Capitão. Mas, considerando a margem de erro, não é possível afirmar se houve mudança real. Se houve, no ritmo em que vem, é pouco para reverter a diferença.

Outro número-chave para analisar o momento da campanha é 15. O número de dias que faltam até o 2º turno. Esse tempo dá para quê? Para coisa demais. Primeiro, considerando a ressalva que nunca deixo de fazer: pesquisas erram. Elas têm margem de erro. Se a diferença está dentro dessa margem, a pesquisa não errou. Está estatisticamente previsto. E ainda há 5% de possibilidade de as pesquisas errarem até fora dessa margem. É probabilidade a ser considerada.

Além disso, fatos novos podem surgir. Candidatos raramente se conformam passivamente em ficar atrás. Wagner pode mudar a estratégia de campanha. No programa eleitoral de ontem, já foi incisivo ao apontar promessas que não teriam sido cumpridas por RC. Bater é sempre perigoso. Pode tirar votos do adversário ou aumentar a rejeição de quem bate. Nunca é estratégia fácil. E há os debates pela frente. São muitos fatores, capazes de, talvez, introduzir novidades e deslocamentos na eleição. Porque, até agora, com sete dias de diferença entre elas, as pesquisas realizadas apresenta panorama com mudanças sutis. A seguir assim, Fortaleza terá seu terceiro prefeito reeleito.

Governo quer evitar aumento de impostos, assegura Temer

O presidente Michel Temer disse hoje (15), em Goa, na Índia, que o governo está “tentando evitar qualquer espécie de nova tributação” e isso é possível em função da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos dos três poderes. Temer participa, neste fim de semana, na cidade indiana, da VIII Cúpula do BRICS, bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Em entrevista coletiva concedida após um almoço promovido pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), durante a reunião do BRICS, Temer disse que não pretende aumentar a valor da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), tributo que incide no preço dos combustíveis. O aumento foi cogitado por especialistas da área econômica após a Petrobras anunciar ontem a redução do preço da gasolina e do diesel.

Temer disse que foi informado pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente, que a redução do valor cobrado pelo litro da gasolina e do óleo diesel está vinculado ao mercado internacional. Segundo o presidente, a cada mês ou a cada dois meses a estatal vai reavaliar os preços.

“Não há nenhuma previsão, neste momento, para essa espécie de aumento. Alíás, quando nós pensamos no teto dos gastos públicos, nós pensamos exatamente na possibilidade de evitar qualquer tributação. Vocês verificaram que, durante um bom período, falou-se na CPMF, e a todo momento havia a história de que a CPMF viria. Estamos tentando evitar o quanto possível qualquer espécie de nova tributação”, afirmou Temer.

(Agência Brasil)

Capitão Wagner rebate falta de produtividade como político e apresenta projetos

foto capitão wagner deputado

Em sua página no Facebook, o candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner, rebateu críticas sobre a falta de produtividade como político e apresentou alguns projetos como vereador e como deputado estadual, este último em exercício.

Segundo o próprio candidato, 82 matérias legislativas tiveram entrada em dois anos como vereador de Fortaleza. O próprio candidato destacou entre as propostas o projeto de indicação que estabelece prazo máximo de seis dias para marcação de exames e consultas médicas para idosos, além do projeto que proíbe o recebimento de remédios que tenha ultrapassado 20% do seu prazo de validade nas aquisições realizadas pela administração pública municipal e a aplicação de multa no valor de R$ 100 para quem jogar lixo na via pública.

Como deputado estadual, Capitão Wagner destaca a proposta do voto aberto, ainda em tramitação.

Datafolha e Ibope – O prefeito Roberto Cláudio conquistou a classe média fortalezense?

Em artigo em sua página virtual, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia o desempenho de Roberto Cláudio na classe média. Confira:

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) caminha para conquistar o seu segundo mandato à frente do executivo do município de Fortaleza. As pesquisas de opinião pública (Datafolha e Ibope) do quadro eleitoral da capital cearense dão uma sensação de vitória do candidato governista a quase quinze dias do final do segundo turno. A maioria dos representantes da classe média tradicional de Fortaleza vai votar no prefeito Roberto Cláudio (PDT) e aprova a sua gestão pública.

O senador Eunício Oliveira (PMDB) quando candidato ao Governo do Estado do Ceará, no pleito eleitoral de 2014, foi o mais votado na classe média alta (acima de dez salários mínimos) e na classe média baixa (entre cinco salários até dez salários mínimos), assim como também o senador eleito, o ex-governador Tasso Jereissati (PSDB), na cidade de Fortaleza. O prefeito Roberto Cláudio (PDT) foi o mais votado nesses segmentos sociais, no primeiro turno da sucessão municipal da capital cearense desse ano.

A classe média tradicional de Fortaleza – na sua grande maioria – ainda tem o sentimento político-eleitoral anti-Ferreira Gomes e anti-petista-lulista, mas não tem o mesmo sentimento ou crítica negativa ao prefeito de Fortaleza, o médico Roberto Cláudio (PDT), como se houvesse  uma onda conservadora ou azul favorável a atual gestão pública. O mandato do prefeito Roberto Cláudio (PDT) é bem avaliado como ótimo e bom (Datafolha 50% e Ibope 48%) por todos os segmentos da sociedade civil fortalezense, de acordo com as últimas pesquisas eleitorais dos seguintes jornais: O Povo e Diário do Nordeste.

O prefeiturável Capitão Wagner (PR) mantém o seu crescimento de perspectiva de voto entre os eleitores de baixo poder aquisitivo (zero até dois salários mínimos | dois salários até cinco salários mínimos) e com ensino fundamental (Incompleto ou Completo).  Capitão Wagner sofre uma rejeição crescente na classe média fortalezense, que é a responsável pelo crescimento da perspectiva de voto no segundo turno, para o prefeito Roberto Cláudio (PDT), pois a mesma faz boa avaliação da atual administração municipal.

Manzotti comanda IX Evangelizar é Preciso, neste sábado, na Praia de Iracema

manzotti2

O padre Reginaldo Manzotti comanda neste sábado (15), a partir das 16 horas, no aterro da Praia de Iracema, o IX Evangelizar é Preciso. Entrevistado nessa sexta-feira (14), via Facebook Live, no portal O POVO Online, Manzotti bateu o recorde de audiência desde o início do projeto.

Um dos momentos mais esperados da entrevista foi a opinião de Manzotti sobre o governo de Michel Temer. Mas, quem esperou um “sermão” do padre, teve que se contentar com uma breve “oração”: “Ainda não tenho opinião a respeito. Prefiro dar uma de Moisés e interceder pelos bons”.

Neste domingo (16), no estádio Presidente Vargas, no bairro Benfica, Manzotti comandará novo encontro.

Temer: aproximação com a base permitiu aprovação da PEC do teto de gastos

O presidente Michel Temer disse neste sábado (15), em Goa, na Índia, que a aproximação do governo com a base aliada na Câmara dos Deputados permitiu a aprovação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos dos três poderes.

Temer participa neste fim de semana, na cidade indiana, da VIII Cúpula do BRICS, bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. A declaração foi dada pelo presidente durante entrevista coletiva, ao responder uma pergunta sobre a possibilidade de alianças políticas para as eleições de 2018. De acordo com Temer, qualquer declaração sobre o futuro pleito “é prematura”.

“Não há nenhuma previsão para essa espécie de aliança. O que há é aproximação com todos os partidos da base aliada que permitiram ao governo ter uma vitória muito significativa, que teve repercussão interna e repercussão, posso perceber agora, no exterior.”, disse Temer.

Sobre a reunião do BRICS, o presidente disse que o Brasil pretende fortalecer as relações bilaterais com a Índia para aumentar as exportações brasileiras e os investimentos no país.

“Minha ideia é aumentar o relacionamento do Brasil com a Índia. Nós temos empresas aqui na Índia, mas são poucas, por enquanto. Empresas até de muito renome no Brasil e que têm uma presença muito expressiva aqui na Índia.”, concluiu o presidente.

(Agência Brasil)

Votação da legalização de cassinos e bingos é adiada para quarta-feira

Foi adiada mais uma vez a votação do substitutivo do relator ao projeto que amplia o leque dos jogos de azar legalizados no país. O relator do projeto na Comissão de Desenvolvimento Nacional, senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) fez novas modificações no projeto e foi concedida vista coletiva para que os senadores analisem as mudanças. A votação foi remarcada para a quarta-feira (19).

O PLS 186/2014 faz parte da Agenda Brasil – pauta apresentada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, com o objetivo de incentivar a retomada do crescimento econômico do país. Do senador Ciro Nogueira (PP-PI), o projeto legaliza cassinos, bingos, jogo do bicho e apostas eletrônicas.

Entre as novas emendas aceitas pelo relator está a que obriga estabelecimentos que explorem jogos de azar a manter em arquivo os registros de controle de apostas, e de câmeras de segurança por cinco anos. O objetivo é garantir o acesso de autoridades fiscalizadoras a esse material, em possíveis investigações. Também ficam proibida a exploração desse tipo de jogo por políticos com mandatos eletivos e seus parentes.

O relator também alterou a quantidade mínima de habitantes para que um município possa ter casas de bingo. O limite, segundo o relatório anterior, seria de 250 mil habitantes. Pelo novo texto, essas casas poderão ser abertas em municípios que tenham a partir de 200 mil habitantes.

Outra mudança é na quantidade de casas para municípios maiores. Pelo proposta  anterior, seria concedida uma outorga a cada 500 mil habitantes, ou seja, municípios com um milhão de habitantes poderiam ter apenas duas casas de bingo. Esse número agora será de uma outorga para cada 200 mil, ou seja: municípios com um milhão de habitantes poderão ter até cinco casas de bingo.

A mesma emenda que muda a quantidade mínima de habitantes estabelece que, nas regiões metropolitanas, será considerado o número de habitantes da região, com a exploração do jogo podendo ser em qualquer município. O projeto também estabelece que nenhum grupo econômico poderá concentrar mais de 10% do total de outorgas concedidas para bingos no território nacional e autoriza o funcionamento de vídeo-bingo nessas casas.

O autor do projeto, senador Ciro Nogueira, sugeriu que fosse retirada do texto a proibição de que funcionários da Caixa Econômica Federal participem dos jogos de azar. O relator disse que aceitará a emenda.

(Agência Senado)

Enem: este é o último fim de semana para fazer o simulado do exame online

Este é o último fim de semana para que os estudantes que participarão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) testem os conhecimentos no simulado nacional da plataforma Hora do Enem: será o quarto e último simulado que ocorre antes das provas, marcadas para os dias 5 e 6 de novembro. Uma novidade deste simulado é que o estudante terá acesso ao gabarito oficial, que será divulgado na segunda-feira (17).

O teste está dividido em duas provas, somando 180 questões. Como são testes longos, o recomendável é que sejam feitos em dois dias, assim como ocorre no Enem. No primeiro dia do simulado, os alunos responderão 90 questões, divididas igualmente entre Ciências Humanas e Ciências da Natureza. O segundo dia de provas será destinado a outras 90 questões de Matemática e Linguagens.

Depois do simulado, os estudantes terão acesso a um ranking para comparar o seu desempenho com os outros candidatos que buscam a mesma universidade ou curso. As provas do Enem estão marcadas para os dias 5 e 6 de novembro.

A plataforma Hora do Enem pode ser acessada por computador, smartphone ou tablet. Além do simulado, também é possível acessar boletins de notícias com informações sobre o Enem, programas de TV com dicas e conteúdos, questões resolvidas e comentadas, videoaulas e uma plataforma de estudos personalizada com planos de estudos e exercícios on-line.

Os três simulados Hora do Enem anteriores registraram cerca de 1,5 milhão de avaliações realizadas. Estudantes de todo o Brasil participaram das provas, que tiveram como principal alvo os alunos de escolas públicas.

(Agência Brasil)

ZPE Ceará é premiada por publicação do jornal Financial Times

foto-zpe-ceara-premio

A ZPE do Ceará foi premiada pela publicação Foreign Direct Investment (FDI) do jornal Financial Times de Londres, sendo reconhecida como uma das mais importantes zonas francas do mundo e como uma grande oportunidade de negócio para investidores internacionais.

Segundo o Secretário de Assuntos Internacionais do Governo do Estado, Antonio Balhmann, a premiação é fruto de um trabalho de divulgação internacional da ZPE Ceará realizado pela Secretaria de Assuntos Internacionais, com o apoio, neste caso, da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação (ABRAZPE), com o objetivo de ranquear a ZPE Ceará entre as maiores do mundo. “Sem o apoio do Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CZPE) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), comandando pela Secretária Executiva, Thaise Dutra, seria impossível a ZPE do Ceará ter obtido esse status”, assegura Balhmann.

Conforme Balhmann, essa ação é uma estratégia do Governador Camilo Santana de promover a divulgação nacional e internacional da ZPE Ceará junto à China, Coréia do Sul e outros players mundiais. “Em setembro, a ZPE Ceará participou com um stand da China International Fair for Investment & Trade (CIFIT 2016), feira internacional da China para o investimento e comércio, em Xiamen. Nessa feira participam praticamente todas as zonas francas do mundo. Neste mesmo período, na Coréia do Sul, fizemos a apresentação da ZPE Ceará e dos ativos do Estado na Federação das Indústrias da Koreia (FKI) às principais multinacionais coreanas”, lembra.

Essa é a primeira vez que uma Zona Franca Industrial brasileira consta no ranking das zonas francas internacionais do FDI. A ZPE Ceará ganhou prêmios em quatro categorias, ou seja, “Melhor Zona Franca da América Latina e do Caribe- Grandes Inquilinos”; “Melhor Zona Franca para Infraestrutura”; “Melhor Zona Franca para Expansões” e “Melhor Zona Franca para Apoio à Educação e Treinamento”. Os resultados foram publicados oficialmente na edição deste mês da FDI Magazine e a ZPE do Ceará foi a homenageada do ano de 2016.

De acordo com Balhmann, a premiação é o reconhecimento do esforço do Governador Camilo Santana no sentido de garantir a afirmação da ZPE do Ceará com a sua enorme capacidade de gerar novos empregos. “A participação da ZPE Ceará, daqui pra frente, em outros eventos como a nova ranqueada do FDI dá um novo status às nossas apresentações em qualquer lugar do mundo pela credibilidade que tem a publicação do Jornal Financial Times”, comenta.

Balhmann destaca que o Governador tem dado total apoio à ZPE Ceará e realizado todos os investimentos em infraestrutura necessários ao projeto, para garantir mais desenvolvimento para o Ceará. “O Governador Camilo Santana tem, inclusive, viajado pessoalmente para fazer a divulgação da ZPE Ceará dentro e fora do Brasil”, esclarece.

A PPP do Centro de Eventos

foto eliseu barros

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (15):

O setor turístico e, em especial, a área hoteleira, quer um debate sobre a inclusão do Centro de Eventos no pacote de concessões anunciado pelo governador Camilo Santana (PT). Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), regional Ceará, Eliseu Barros, por ser um equipamento de grande importância na atração de feiras e congressos que, por sua vez, contribuem para a ocupação hoteleira.

“É preciso abrir a discussão. Nós somos a favor da concessão. Agora, temos que ver como ficarão, no futuro, as taxas”, avisa Barros.

Qualquer mudança nessa política que envolve o Centro de Eventos influencia diretamente no setor hoteleiro. Ele lembra que em setembro, por exemplo, o setor viveu clima de alta estação por conta de dois congressos nacionais – Contabilidade e Cardiologia, justamente pelo potencial do Centro de Eventos.

“A PPP do equipamento precisa ser exposta”, reitera.