Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Petrobras reduz preço da gasolina e do diesel em R$ 0,13 nas refinarias

A Petrobras anunciou, na noite desta sexta-feira (31), redução nos preços da gasolina e do diesel nas refinarias. A gasolina teve uma redução de R$ 0,1399 por litro e o diesel, de R$ 0,1383 no valor médio às distribuidoras no país. O novo valor vale a partir da meia-noite deste sábado (1º).

No início da noite, o presidente Jair Bolsonaro postou sobre o anúncio da estatal em sua conta do Twitter.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro
– A Petrobrás informa a redução de 6,0% no preço do DIESEL e 7,2% no preço da GASOLINA. Boa noite a todos!

55 mil
18:46 – 31 may. 2019
Información y privacidad de Twitter Ads
16,4 mil personas están hablando de esto

O preço final ao consumidor, contudo, vai variar de acordo com o local de venda do combustível, pois sobre o valor entregue pelas refinarias incidem impostos municipais e estaduais, além do custo operacional e da mão de obra e da margem de lucro das empresas.

Entre as refinarias com o menor preço da gasolina estão as de São Luis (MA), que vende o litro a R$ 1,78; Itacoatiara (AM), R$ 1,82, e Manaus (AM), a R$ 1,85. Entre as que praticam os valores mais altos estão as de Brasília, R$ 2,08, e Uberaba (MG), R$ 2,07.

No diesel S500, o mais comum nas estradas, os menores preços são praticados pelas refinarias de Itacoatiara (AM), R$ 2,17; Manaus (AM), R$ 2,20, e Maceió, R$ 2,21. Os maiores preços do diesel S500 estão nas refinarias de Uberaba (MG), R$ 2,40, Brasília, R$ 2,41, e Uberlândia (MG), R$ 2,41.

Na refinaria Duque de Caxias, que abastece o estado do Rio, maior produtor de petróleo do país, o litro da gasolina será vendido a R$ 1,97 e o diesel S500, a R$ 2,31. Na refinaria de Paulínia (SP), o litro da gasolina custará R$ 1,99 e o diesel, R$ 2,31.

Política de preços

Segundo a Petrobras, a política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo.

“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos (como volatilidade do câmbio e dos preços)”, explicou a estatal.

A Petrobras destacou também que a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis: “São os combustíveis tipo A, ou seja, gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel também sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis. Os preços que divulgamos aqui se referem aos produtos tipo A”.

(Agência Brasil)

Tiroteio em Virginia Beach – Pelo menos 11 mortos

Pelo menos onze pessoas morreram e outras seis ficaram feridas em um tiroteio na noite desta sexta-feira, 31, em um centro municipal da cidade de Virginia Beach, nos Estados Unidos, de acordo com a imprensa local.

O homem suspeito de efetuar os disparos também morreu, segundo a polícia, em circunstâncias ainda não esclarecidas. Ele seria funcionário do centro, mas sua identidade também não foi divulgada. O FBI também está no local para ajudar na investigação.

Todos os seis feridos foram levados para hospitais da região, mas os oficiais afirmam que existem mais pessoas machucadas.

(Veja Online)

Bolsonaro nomeia a mais votada para cargo de reitor da UFRJ

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República confirmou a nomeação hoje (31), pelo presidente Jair Bolsonaro, da reitora eleita da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Pires de Carvalho.

A partir da publicação da nomeação no Diário Oficial da União, na próxima segunda-feira (3), Denise Pires se torna a primeira mulher à frente da UFRJ em 99 anos de existência da universidade.

Ela foi eleita por votação da comunidade acadêmica com mais de nove mil votos em abril deste ano, em sua segunda disputa ao cargo.

Aos 54 anos, é médica e professora do Instituto de Bioofísica da UFRJ.

(Agência Brasil)

Sindipostos Ceará adere à campanha Amigo da Criança e do Adolescente

O Sindipostos do Ceará aderiu à campanha Amigo da Criança e do Adolescente. A entidade anunciou a adesão após reunião com o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT).

A campanha Amigo da Criança e do Adolescente é um projeto voltado para empresas que desejam auxiliar no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no Estado.

O presidente do Sindipostos do Ceará, Manoel Novais Neto, esteve com associados na Câmara Municipal para debater propostas e direcionamentos do projeto.

O vereador Antônio Henrique também participou de uma plenária do sindicato, na última semana, quando convocou a adesão dos mais de 300 associados da entidade.

Com a adesão, todos os estabelecimentos participantes colocarão material indicativo sobre a campanha, que acontecerá em vários empreendimentos e instituições de Fortaleza.

SERVIÇO

*Em caso de denúncias, os cidadãos podem entrar em contato com as autoridades através do Disque 100. A discagem é gratuita.

Agnaldo Timóteo sai do coma induzido e respira sem aparelhos

O cantor Agnaldo Timóteo, que sofreu um Acidente Vasculhar Cerebral (AVC) há dez dias e foi colocado em coma induzido, teve melhora em seu quadro clínico. Ele segue internado no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, mas saiu do coma e já respira sem aparelhos.

Na manhã de hoje (31), a assessoria do cantor informou, pelas redes sociais do artista, que ele respira sem ajuda de aparelhos “Agradecemos todos pelas orações, hoje ele saiu do coma e já respira sem aparelhos”.

Agnaldo Timóteo
@soutimoteo
Agradecemos todos pelas orações, hoje ele saiu do coma e já respira sem aparelhos, se Deus quiser jaja ele estará de volta aos palcos, onde ele é faz feliz e faz todos nós felizes!!
Estamos com você Timóteo, a luta é grande mas a vitória é muito maior!!

3
12:14 – 31 de mai de 2019
Informações e privacidade no Twitter Ads
Veja outros Tweets de Agnaldo Timóteo

Segundo boletim médico divulgado pela assessoria do cantor, “Agnaldo Timóteo está evoluindo em processo gradativo de melhora clínica. Ontem, à noite, foram suspensos os sedativos e, hoje, por volta de 12h, o paciente foi submetido, com sucesso, ao procedimento de extubação, estando, assim, respirando sem ajuda de aparelhos”.

No dia 21 de maio, após sofrer um Acidente Vasculhar Cerebral (AVC) em Barreiras (BA), o cantor foi transferido para o Hospital Roberto Santos. Após uma infecção urinária e outras complicações, Agnaldo passou a respirar com a ajuda de aparelhos.

(Agência Brasil)

Fies – Inscrições podem ser feitas a partir de 25 de junho

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) poderão ser feitas de 25 de junho a 1º de julho, na internet. [LINK: http://fies.mec.gov.br] O edital dos programas foi publicado hoje (31) no Diário Oficial da União.

O resultado da pré-seleção na modalidade Fies ou na P-Fies será divulgado em 9 de julho. No primeiro caso, o resultado será constituído de chamada única e de lista de espera. A pré-seleção dos participantes da lista de espera ocorrerá no período de 15 a 23 de julho. Já o P-Fies terá apenas a primeira chamada.

Em ambos os casos, para concorrer a uma vaga, é necessário que o candidato tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, e tenha obtido nas provas uma média igual ou superior a 450 pontos. Precisa ainda ter tirado nota acima de zero na redação.

Para obter o financiamento, o interessado deve ter renda familiar mensal bruta per capta de, no máximo, três salários mínimos por pessoa e estar matriculado em um curso superior cadastrado no programa e que seja reconhecido pelo Ministério da Educação. Candidatos inadimplentes com o programa ou que já tenham sido contemplados anteriormente não podem participar.

ProUni e Sisu

Além de participar do Fies, os estudantes podem usar a nota do Enem para concorrer a vagas em instituições públicas de ensino superior pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições do Sisu poderão ser feitas de 4 a 7 de junho. Podem participar do Sisu, os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.

Os estudantes interessados já podem consultar, na página do programa, as vagas disponíveis nas instituições e cursos oferecidos na edição do Sisu do segundo semestre.

Também é possível concorrer a bolsas de estudos em instituições privadas de ensino superior pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições poderão ser feitas de 11 de junho a 14 de junho pela internet, no site do Prouni. As bolsas de estudo ofertadas são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%, e são para o segundo semestre deste ano.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Além disso, cada estudante precisa ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral. Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Os candidatos precisam ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 e ter obtido uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem.

Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

(Agência Brasil)

Conta de luz terá bandeira tarifária verde em junho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (31) que a bandeira tarifária para junho de 2019 será a verde, sem cobrança extra nas contas de luz. Em maio, foi acionada a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

A Aneel disse que, embora junho seja um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do país, “a previsão hidrológica para o mês superou as expectativas, indicando tendência de vazões acima da média histórica para o período” e que, por isso, o cenário foi favorável para a retirada da cobrança extra nas contas de luz.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico e o preço da energia. Segundo a agência, o cenário favorável reduziu o preço da energia para o seu patamar mínimo, o que “diminui os custos relacionados ao risco hidrológico e à geração de energia de fontes termelétricas”, possibilitando a manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual.

Sistema

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias possui três cores: verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) que indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. Com os novos valores, caso haja o acionamento da bandeira amarela, o acréscimo cobrado na conta passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. Já a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2, passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos. A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

De acordo com a agência reguladora, o reajuste no valor das bandeiras foi motivado pelo déficit hídrico do ano passado, que reposicionou a escala de valores das bandeiras. A agência disse que foi incorporada uma nova regra de acionamento que atualiza o perfil do risco hidrológico.

Com a nova regra, segundo a agência, o risco higrológico passa a refletir exclusivamente a distribuição uniforme da energia contratada nos meses do ano. “O efeito do GSF [sigla do inglês para risco hidrológico] a ser percebido pelos consumidores retratará com maior precisão a produção da energia hidrelétrica e a conjuntura energética do sistema”, disse a agência.

A Aneel disse ainda que a medida evitará que a conta da bandeira tarifária fique deficitária em 2019. Em 2018 o déficit foi de cerca de R$ 500 milhões.

(Agência Brasil)

Situação da barragem do rio Cocó será debatida na Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, em conjunto com a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Mulher, Juventude, Idoso da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), vai debater, nesta segunda-feira, a partir das 14 horas, em audiência pública, a situação da barragem do rio Cocó e impactos socioambientais das enchentes às famílias residentes nas comunidades do São Cristóvão e do Conjunto Palmeiras, em Fortaleza. A informação é da assessoria de imprensa do Poder Legislativo.

A audiência pública atende a uma solicitação do presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, Renato Roseno (Psol) e vereadora Larissa Gaspar (sem partido), e ocorrerá no auditório do Complexo de Comissões Técnicas da Casa.

De acordo com Roseno, entre os dias 23 e 24 de fevereiro, houve a maior chuva do ano em Fortaleza, registrando 120,3 milímetros. “Os impactos das famílias residentes nas imediações da barragem do rio Cocó, inaugurada em 2017, foram devastadores, obrigando os moradores a salvar o que fosse possível: de móveis a animais de estimação”, detalha.

Já no dia 10 de março, os moradores do Conjunto Palmeiras II novamente viveram momentos de tensão. As chuvas ocorridas nos dias anteriores fizeram o nível da água da barragem subir e adentrar em casas localizadas em regiões próximas. Uma visita técnica envolvendo vários órgãos foi realizada na região no dia 12 de março.

Convidados

Foram convidados representantes da Prefeitura de Fortaleza, da Companhia dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (COGERH), OAB/CE, Núcleo de Habitação de Moradia (Nuham) da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (DPG/CE), Defensoria Pública, Defesa Civil do Estado do Ceará, Defesa Civil do Município de Fortaleza, Secretaria das Cidades do Estado do Ceará (Scidades), Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), entre outras entidades.

Assembleia Legislativa debaterá Gastronomia Orgânica

A Comissão de Agropecuária da Assembleia Legislativa promoverá, às 14 horas da próxima segunda-feira, uma audiência pública para discutir o projeto “Ceará Organic Food Festival: Festival Internacional de Gastronomia Orgânica”. O requerimento é do deputado Moisés Braz (PT) e foi subscrito pelos deputados Nizo Costa (Patri), Acrísio Sena (PT) e Queiroz Filho (PDT).

O festival, uma iniciativa da Rede Eco Ceará, Fundação Cultural Educacional Popular em Defesa do Meio Ambiente (Cepema) e Cooperativa de Produção da Agricultura Familiar e Biocombustível (Cooperbio), é um evento de dimensão internacional, que reunirá diversos segmentos da cadeia alimentar em grandes seminários temáticos entre os dias 25 e 28 de setembro deste ano, em Fortaleza.

“O festival objetiva fortalecer a agroecologia do Estado, impulsionar e desenvolver o comércio de alimentos orgânicos, dando maior visibilidade ao turismo gastronômico cearense, motivos pelos quais o requerimento se justifica”, afirmou o deputado Moisés Braz.

O “Ceará Organic Food Festival: Festival Internacional de Gastronomia Orgânica” deve envolver 1.500 pessoas, entre agricultores familiares, pesquisadores da universidade, empreendedores do terceiro setor, tecnólogos, estudantes e todos aqueles ligados ao segmento da alimentação, gastronomia, sustentabilidade, inovação e mudanças climáticas.

(Foto – ALCE)

Contas públicas registram saldo positivo de R$ 6,6 bilhões em abril

157 1

As contas públicas registraram saldo positivo em abril. De acordo com dados divulgados hoje (31), em Brasília, pelo Banco Central (BC), o setor público consolidado, formado pela União, estados e municípios, anotou superávit primário de R$ 6,637 bilhões no mês passado.

Em abril de 2018, o resultado também foi positivo, entretanto menor: R$ 2,9 bilhões. Esse foi o maior resultado para abril desde 2017, quando houve superávit primário de R$ 12,908 bilhões.

O resultado primário é formado por receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros.

Segundo o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, era esperado resultado positivo nas contas públicas devido ao aumento de receitas características desta época do ano, como o pagamento de imposto de renda por pessoas físicas e jurídicas e recebimento trimestral pelo governo de royalities e participações. “Em abril, tem um conjunto de receitas sazonais ocasionando esse superávit”, disse Rocha.

No mês passado, o Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) foi o principal responsável pelo saldo positivo, ao apresentar superávit primário de R$ 6,133 bilhões.

Os governos estaduais anotaram saldo positivo de R$ 1,043 bilhão, e os municipais, negativo em R$ 312 milhões.

As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas as dos grupos Petrobras e Eletrobras, tiveram déficit primário de R$ 227 milhões no mês passado.

Superávit

De janeiro a abril, o setor público acumula superávit primário de R$ 19,974 bilhões, acima dos R$ 7,291 bilhões de igual período de 2018. Esse é o maior resultado para o primeiro quadrimestre desde 2015, quando houve superávit primário de R$ 32,4 bilhões.

O resultado positivo no acumulado do ano vem deste mês e de janeiro, quando foi registrado superávit de R$ 46,897 bilhões. Em fevereiro e março deste ano houve déficit primário: R$ 14,931 bilhões e R$ 18,629 bilhões, respectivamente.

Com o resultado positivo no primeiro quadrimestre, houve redução no déficit primário acumulado em 12 meses. “É o terceiro mês seguido que ocorre essa redução”, destacou Rocha.

Em 12 meses encerrados em abril, o déficit primário ficou em R$ 95,575 bilhões, o que representa 1,37% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

A meta para o setor público consolidado é de um déficit primário de R$ 132 bilhões neste ano.

Despesas com juros

Os gastos com juros ficaram em R$ 34,685 bilhões em abril, contra R$ 29,651 bilhões no mesmo mês de 2018. No primeiro quadrimestre, essas despesas acumularam R$ 129,166 bilhões contra R$ 118,853 bilhões em igual período de 2018.

Em abril, o déficit nominal, formado pelo resultado primário e os resultados dos juros, ficou negativo em R$ 28,048 bilhões, contra R$ 26,751 bilhões em igual mês de 2018. No acumulado de quatro meses do ano, o déficit nominal chegou a R$ 109,192 bilhões, ante R$ 111,562 bilhões em igual período do ano passado.

Dívida pública

A dívida líquida do setor público (balanço entre o total de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais) atingiu R$ 3,769 trilhões em abril, o que corresponde 54,2% do PIB, com redução de 0,1 ponto percentual em relação a março.

A dívida bruta – que contabiliza apenas os passivos dos governos federal, estaduais e municipais – somou R$ 5,479 trilhões ou 78,8% do PIB, 0,3 ponto percentual a mais que o registrado em março.

(Agência Brasil)

Camilo vai completar 51 anos. Sem festa pública

190 2

O governador Camilo Santana (PT) vai completar 51 anos na próxima segunda-feira.

Segundo assessores, ele resolveu comemorar a data apenas com a família, na Residência Oficial. Mas, quem sabe em 2020, haja algum evento público como uma Missa de Ação de Graças, por exemplo.

(Foto – Jarbas Oliveira)

Juíza do Ceará desclassifica crime com base em novo decreto de armas

O novo regramento sobre porte de armas de fogo fundamentou sentença da juíza Sandra Elizabete Jorge Landim, da 11ª Vara Criminal do Ceará. A magistrada decidiu alterar a tipificação do crime de porte ilegal de arma de fogo.

O caso trata de quatro homens que foram presos com três armas de fogo, dentre elas uma pistola calibre .40, que passou a não ser mais de uso restrito das Forças Armadas e policiais com o recente Decreto Presidencial 9.785/2019, que ampliou o porte de armas para civis.

A Defensoria Pública do Ceará, representada pelo defensor Jorge Bheron Rocha, alegou que o decreto passou a permitir armas de fogo que antes eram de uso restrito, o que gera a consequência imediata da “desclassificação de condutas mais graves para condutas menos graves”. O pedido foi feito na condição de custos vulnerabilis.

A pena para porte de armas de uso permitido é de dois a quatro anos de prisão, já para o de uso restrito é de dois a seis anos. Ao analisar o caso, a juíza entendeu e alterou a classificação do crime para o artigo 14, da Lei 10.826/2003.

Alteração

Em artigo à ConJur, o defensor e o jurista Lenio Streck já tinham alertado sobre a alteração na tipificação. Eles argumentam que, no caso do porte ser a conduta incriminadora, a acusação deveria ser desclassificada para o artigo 14 da Lei 10.826/2003.

Afirmaram ainda que, caso o acusado esteja preso preventivamente, sua prisão deveria ser reanalisada, “pois não mais subsiste a hipótese do artigo 313, I, do Código de Processo Penal e, na falta de outro requisito, ser posto em liberdade”.

“Percebe-se a importância da atuação custos vulnerabilis da Defensoria Pública para a promoção dos direitos fundamentais dos indivíduos e coletividades necessitadas na construir de precedente de matéria penal favoráveis aos seus interesses”, complementou o defensor.

 

Executivo-Legislativo-Judiciário – “Como fazer um pacto real”

Com o título “Como fazer um pacto real”, eis artigo de Ítalo Coriolano, jornalista do O POVO. Ele aborda o recente pacto firmado pelo Executivo, Legislativo e Judiciário lá pelas bandas de Brasília. Confira:

Não é tirando fotos, fazendo café da manhã ou assinando um pedaço de papel que os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário vão conseguir entrar em harmonia, e o País vai conseguir, enfim, entrar nos trilhos. A primeira mudança tem que partir dos próprios líderes de cada um desses espaços. Uma transformação de posturas que descontamine o ambiente político e transmita para a sociedade que o barco não está fora de controle. Que deixe clara a função de cada uma das instituições, sem intromissões indevidas, seguindo o que prevê a Constituição. Política é política, justiça é justiça. Qualquer mistura, em nome do que quer que seja, é perigosa. O pacto correto tem que ser o de respeito à democracia.

É inadmissível que um presidente do Supremo Tribunal Federal se comprometa com reformas que ele mesmo poderá julgar a legalidade daqui a alguns meses. Já pensou se o pacto planejado atualmente tivesse sido feito antes? Qual a independência que o STF teria no momento de analisar o processo referente ao exercício de atividades insalubres por grávidas e lactantes? Uma crueldade que precisou do bom senso da Corte Máxima para ser barrada. É assim que funciona o sistema de freios e contrapesos. É detectada alguma anomalia que possa prejudicar o bem comum? Uma das forças age para equilibrar a situação.

Fala-se que a promessa de pacto entre Bolsonaro…

*Confira a íntegra do artigo no O POVO aqui.

Cearense assume a presidência da Academia Brasileira de Direito

O jurista cearense Roberto Victor assumirá, às 19h30min desta sexta-feira, durante solenidade no Hotel Sonata, a presidência da Academia Brasileira do Direito. Victor já responde pela presidência estadual da entidade.

“Nossa gestão à frente da academia terá como diferencial não só disseminar a cultura e o aprimoramento do conhecimento jurídico, mas, acima de tudo, aproximar-se da sociedade para que possamos, cada vez mais, caminhar de mãos dadas com os futuros cientistas jurídicos”, diz Roberto Víctor.

A solenidade contará com a presença de várias autoridades, entre elas o prefeito Roberto Cláudio, advogados e professores do curso de Direito.

(Foto – Divulgação)

Na Assembleia, audiência sobre corte de verbas das universidades e um recorte de “prefeituráveis”

184 1

Nesta manhã de sexta-feira, a Assembleia Legislativa promoveu uma audiência pública sobre os cortes das verbas federais das universidades e institutos federais. Entre os convidados, o senador Cid Gomes (PDT).

A iniciativa partiu dos deputados Queiroz Filho (PDT), Bruno Pedrosa (PP), Augusta Brito (PCdo) e Fernando Santana (PT) e foi subscrita por Acrísio Sena (PT), Carlos Felipe (PCdoB) e Romeu Aldiguere (PDT).

Mas o que rolou mesmo depois foi uma boa conversa sobre eleições municipais e potenciais candidatos à Prefeitura de Fortaleza.

Acrísio Sena fez questão de posar ao lado de dois “prefeituráveisd”, como destacava: Cid Gomes e o presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto…

Mas aí apareceu na cena, depois, Queiroz Filho, o prefeiturável dos sonhos do prefeito Roberto Cláudio.

De qualquer forma, o tema sempre gera especulações, briga de vaidades e luta por espaços seja onde for.

(Fotos – Márcio Rambo)

Prefeita vai comandar o PDT de Camocim

Sérgio e Mônica Aguiar.

O senador Cid Gomes (PDT) e o deputado federal Leônidas Cristino (PDT) prestigiarão nesta sexta-feira, às 19 horas, a eleição do novo diretório do PDT de Camocim. São convidados do deputado estadual Sérgio Aguiar, da prefeita Mônica Aguiar e dos demais dirigentes do partido.

A convenção ocorrerá no prédio da antiga estação ferroviária da cidade.

Mônica será eleita presidente municipal do PDT, devendo assim comandar o processo sucessório nas eleições de 2020.

(Foto – Divulgação)

Colégio Militar de Fortaleza comemora seu Centenário

260 2

O Colégio Militar de Fortaleza está completando, nesta sexta-feira, 100 anos de existência.

A data será lembrada, a partir das 19 horas, no Salão Nobre do estabelecimento, com a entrega de distinções para colaboradores, alunos, ex-alunos, professores e monitores. Logo após, novos ritos no Estádio Eudoro Corrêia, que fica ao lado, com o desfile dos antigos alunos.

O general Carlos Alberto Santa Cruz, chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, chegou no fim da tarde desta sexta-feira para participar das comemorações.

 

A instituição, situada entre os bairros Centro e Aldeota, é reconhecida pelo ensino de qualidade e por transmitir, aos alunos, valores preconizados pelo Exército Brasileiro

Atualmente tem como comandante o Coronel Evangelista.

(Fotos – Arquivo)

Mega-Sena pode pagar neste sábado R$ 55 milhões

A Mega-Sena sorteia neste sábado (1º) prêmio acumulado estimado em R$ 55 milhões. As seis dezenas do concurso 2.156 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Caminhão da Sorte, estacionado no Largo do Farol da Barra, na cidade de Salvador, na Bahia.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio principal, caso aplicado na poupança, poderia render mais de R$ 204 mil por mês. Também, seria suficiente para adquirir 18 apartamentos, com carro na garagem.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

(Agência Brasil)

Estudante que deu ovada em Bolsonaro paga multa para evitar processo

Alana Gabriele de Oliveira Arruda, estudante que deu ovada em Jair Bolsonaro (PSL), quando ele fazia campanha presidencial em Ribeirão Preto (SP), firmou um acordo de transação penal com a Promotoria de Justiça dessa cidade. Ela vai pagar multa de R$ 499 para evitar ser responsabilizada pelo crime de injúria contra o presidente. O termo foi homologado pelo juiz Junio Claudio Campos Furtado.

Ela chegou a ser detida pela Polícia Militar e levada para a delegacia. Bolsonaro seguiu para o mesmo local para registrar a ocorrência.

De acordo com os autos, Alana “teria ofendido com palavras de baixo calão e desferido um tapa no peito do candidato, estourando o ovo que estava em sua mão contra o mesmo”. Outra pessoa de nome Leonardo, que estava na companhia de Alana, possuía outro ovo em sua mão.

A denúncia também refere que “a autora do fato, bem como seus companheiros, precisaram ser contidos pelos seguranças da vítima para evitarem novas agressões, gerando um tumulto que foi contido por policiais militares”. Filiada ao PC do B, Alana chegou a se candidatar a vereadora pela cidade sob o nome de Gabrielle van Pelt, mas teve o registro indeferido, em 2016.

Caso

Bolsonaro estava, em agosto de 2017, com apoiadores em uma cafeteria no cruzamento das ruas São Sebastião e Álvares Cabral, no centro da cidade, tirando fotos com simpatizantes e apoiadores quando uma mulher se aproximou, tocou no ombro dele. Quando Bolsonaro se virou, Alana apertou um ovo contra o peito do deputado e fez críticas à sua postura política.

(Com Agências/Foto – Reprodução de Youtube)