Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Romildo Rolim tem apoio dos governadores para se manter à frente do BNB

A depender dos governadores nordestinos, o atual presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, servidor de carreira do banco, deverá permanecer à frente da instituição. Ele foi nomeado para a presidência do BNB, em dezembro de 2017, por Michel Temer, após o desgaste político do então presidente Marcos Holanda.

Durante a reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, na última sexta-feira (24), em Recife, o dirigente do BNB posou ao lado do presidente Bolsonaro, após o anúncio que o banco irá operar o aporte de R$ 4 bilhões para o orçamento do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

(Foto: Divulgação)

Câmara Federal debate a exploração sexual de crianças nas rodovias; Ceará possui maior número de pontos críticos

A Comissão de Viação e Transportes realiza audiência pública na quarta-feira (29) para discutir como combater a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais. Os deputados Lucas Alves (Novo-MG), Jaqueline Cassol (PP-RO) e Camilo Capiberibe (PSB-AP), que solicitaram a audiência, pretendem também analisar os números apresentados pelo Projeto Mapear com dados de 2017/2018.

O estudo, realizado pela Polícia Rodoviária Federal em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, a Organização Internacional do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho e a ONG Childhood, é um mapeamento nacional dos pontos vulneráveis à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Foram convidados para a audiência pública a ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o diretor-geral do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Adriano Marcos Furtado. (Agência Câmara Notícias)

DETALHE – Segundo o mapeamento da PRF, o Ceará tem 81 pontos críticos de exploração sexual de crianças e adolescentes em rodovias federais, sendo o Estado com maior número de locais utilizados para esse tipo de crime em beira de estradas federais. Em seguida aparecem Goiás (55), Pará (52), Minas Gerais (48) e Paraná (29).

Saneamento urgente

Em artigo no O Globo deste domingo (26), compartilhado no Facebook pelo senador Tasso Jereissati, o professor universitário Rubens Penha Cysne analisa o impacto social do saneamento básico. Confira:

Sem vaso não me caso” foi o mote de uma campanha pública lançada em 2005 no estado de Haryana, na Índia. O objetivo da campanha foi encorajar as mulheres em idade de casamento a exigir dos noivos potenciais a construção prévia de uma latrina doméstica.

Os noivos não fizeram corpo mole. Reagiram à altura. O programa levou a um aumento médio em torno de 21% na cobertura sanitária privada em Haryana, com maior predominância nos lares formados a partir de então.

Isso é o que mostra a pesquisa No Toilet no Bride, publicada em 2017 no “Journal of Development Economics”, pelo professor da Universidade de São Francisco Yaniv Stopnitzky.

Não se sabe da existência de nenhuma campanha congênere no Brasil. Mas, se houvesse, daria muito trabalho aos noivos (ou às noivas, dependendo da divisão de tarefas entre o casal, tendo em vista que os costumes felizmente mudaram de lá para cá).

De fato, o trabalho “Uma análise das condições de vida da população brasileira”, publicado pelo IBGE em 2018, mostra que aproximadamente 5,4 milhões de pessoas (ou 1,6 milhão de domicílios) convivem no Brasil com a ausência de banheiro (aqui incluindo sanitários ou instalações para banho) de uso exclusivo dos moradores.

Ter um banheiro exclusivo é um passo importante, mas resolve o problema apenas na esfera privada (trocadilho não intencional). Da porta da casa para fora, surge o problema do sofrível saneamento básico brasileiro. Algo surpreendente para um país cujo governo possui receita bruta da ordem de 35% do que produz.

São ruins e muito inferiores à média de países semelhantes os serviços nacionais de saneamento. Segundo a Pnad Contínua do IBGE, divulgada esta semana, 8,9% dos domicílios brasileiros não contam com coleta direta de lixo. Adicionalmente, aproximadamente 11,7% não possuem abastecimento diário de água por rede geral. E 33,7% não têm esgotamento sanitário por rede geral ou fossa ligada à rede para escoamento de esgotos.

São exatamente os mais jovens os mais expostos à ausência de serviços de saneamento. É comum a visão, na cena brasileira, de crianças brincando sobre valas de esgoto a céu aberto. As doenças infectocontagiosas daí decorrentes são abundantes, incluindo mais recentemente as arboviroses decorrentes da proliferação de mosquitos.

A observação dos dados permite concluir que é gigantesco o retorno social do investimento em saneamento. Melhora na saúde pública, no desempenho escolar e redução do absenteísmo laboral devido a afastamento por razões de saúde são alguns dos ganhos diretos. Geração de empregos em um mutirão de saneamento poderia se incluir nos benefícios indiretos.

A partir daí surgem indagações óbvias relativas à falta de investimentos públicos e privados suficientes, no setor, nas últimas décadas.

Primeiro, na esfera pública, por que outras rubricas de gastos não são imediatamente reduzidas de forma a canalizar os recursos daí poupados para o saneamento? Que sistema de representação política é esse que não viabiliza de imediato a legislação do óbvio?

Segundo, na esfera privada, seria de se esperar que o elevadíssimo retorno social em saneamento gerasse também um retorno privado minimamente elevado. Suficiente para garantir a canalização de elevadas poupanças nacionais e internacionais para obras de saneamento. Porque isso não ocorre?

As duas indagações em conjunto sugerem que o modelo em vigor não funciona. Tem que ser modificado.

A reforma da Previdência é passo importante para viabilizar maiores investimentos públicos em áreas de extrema carência, no saneamento básico em particular. Mas está longe de conseguir gerar poupança pública suficiente para resolver o problema.

A responsabilidade maior se encontra atualmente nas mãos do Congresso Nacional, que no momento analisa a aprovação de uma medida provisória (MP 868/2018) que tem por objetivo resolver os inúmeros impasses atuais que dificultam os investimentos privados no setor.

A aprovação da MP 868 até o dia 3 de junho próximo, quando expira, infelizmente é muito pouco provável. Mas nada impede que o assunto se resolva rapidamente após esse primeiro capítulo, por meio de novas iniciativas legislativas que incorporem as ideias principais da MP relativas à viabilização dos investimentos privados. Pela crucial importância do tema, cabe uma vigília cívica no acompanhamento das discussões.

Se tudo correr bem, noivos e noivas brasileiros poderão prescindir de conversas congêneres àquelas de Haryana.

Rubens Penha Cysne é professor da FGV EPGE

Chaval tem chuva de 70 milímetros, mas sol prevalece neste domingo no Ceará

Dos 184 municípios cearenses, somente 17 registraram chuva nas últimas 24 horas, segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Chaval, no Noroeste do Estado, a 400 quilômetros de Fortaleza, apresentou a maior precipitação no período, com 70.5 milímetros, seguido por Camocim (30 mm), Ibiapina (23 mm) e Paracuru (20.4 mm).

Em Fortaleza, choveu mais forte nos bairros Castelão e Messejana e adjacências, com média de 14.6 milímetros. Para esta segunda-feira (27), a Funceme prevê forte calor no período da tarde, com máxima de 33°C. No período da manhã, nebulosidade com possibilidade de chuva
.

(Foto: Arquivo)

Mais antigo prefeito alemão vai se aposentar após 56 anos no cargo

157 1

Depois de servir 56 anos como prefeito da cidade de Windhagen, na Alemanha, Josef Rüddel anunciou sua aposentadoria da política. O democrata-cristão de 94 anos, no entanto, tem uma última tarefa a cumprir no vilarejo ao sul da antiga capital Bonn, no oeste do país: supervisionar as eleições municipais deste domingo (26).

Rüddel decidiu não concorrer novamente ao cargo, depois de administrar a pequena cidade de 4.200 habitantes nas últimas cinco décadas e meia.

Ele é o prefeito mais longevo e mais velho da Alemanha, segunda a associação alemã de municípios, com sede em Berlim.

O democrata-cristão se lembra claramente de quantas eleições disputou, mas não do número de adversários derrotados. “Passei por 14 eleições, sempre com candidatos opostos, mas perdia a conta de quantos”, disse.

Rüddel nasceu em 20 de janeiro de 1925 em Hallerbach, a cinco minutos de carro de Windhagen. Ele serviu como soldado durante a Segunda Guerra, na qual foi ferido e capturado enquanto se retirava da Polônia.

Depois da guerra, ganhou seu sustento como agricultor. “Até mesmo o chanceler federal Konrad Adenauer comprou batatas de mim”, afirma.

Lembranças do passado

Em 1965, aos 30 anos de idade, Rüddel foi eleito para o conselho de Windhagen e se tornou prefeito oito anos depois ao suceder Josef Heuser, que havia morrido meses antes. “Na época, havia dois ou três carros em Windhagen. Eu andava a cavalo ou de carroça.”

“Depois de apenas cinco anos estávamos livres de dívidas! Hoje, temos 17 empresas com quase 2.500 empregos”, diz, orgulhoso. “Além disso, temos lojas, ensino fundamental, dois jardins de infância e dois médicos” conta.

A pequena comunidade gera mais de 20 milhões de euros em impostos comerciais. E apesar de a maior parte deste dinheiro ser repassado à associação comunal, o vilarejo conseguiu acumular reservas ao longo dos anos.

“Não precisamos ir ao banco ou buscar fomento”, afirma Rüddel, com sorriso maroto. “Na verdade, temos nosso próprio banco.”

Ao longo das décadas, o milagre econômico de Windhagen atraiu celebridades como os ex-chanceleres federais Helmut Kohl e Gerhard Schröder e o Dalai Lama.

Rüddel tem três filhos

Um deles, Erwin Josef Rüddel, é membro do Parlamento alemão pela União Democrata Cristã (CDU), partido do pai e da chanceler federal alemã, Angela Merkel.

(Agência Brasil)

Juazeiro do Norte realiza concurso neste domingo para 37 mil candidatos

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, a 491 quilômetros de Fortaleza, realiza neste domingo (26) a primeira etapa do concurso que oferta 7.304 vagas, sendo 1.825 para contratação imediata. Os salários variam de R$ 998 a R$ 7 mil.

Nesta primeira etapa, 37 mil candidatos realizam provas nos períodos da manhã e tarde. No dia 9 de junho, outros 31.115 candidatos serão submetidos também a provas.

O site da Prefeitura ainda não informou a data da relação dos aprovados.

(Foto: Arquivo)

Mega-Sena tem prêmio de R$ 48 milhões na quarta-feira

A Mega-Sena sorteia na quarta-feira (29), em São Paulo, um prêmio de R$ 48 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal. Na noite desse sábado (26), nenhum apostador acertou os seis números, no concurso 2.154, que pagava R$ 3 milhões. O prêmio milionário da quarta-feira é resultado do acumulado em concursos com finais 0 ou 5.

Os números sorteados na noite de ontem foram: 0725414750 e 53.

O concurso 4.984 da Quina também acumulou e deverá pagar nesta segunda-feira (27) um prêmio de R$ 4 milhões, de acordo ainda com a estimativa da Caixa. Os números sorteados foram: 08 – 13 – 29 – 61 e 76.

Conteúdo violento no Facebook aumenta quase 10 vezes em um ano

O número de publicações com conteúdo violento punidos por violar as regras do Facebook aumentou quase 10 vezes em um ano, saindo de 3,4 milhões no primeiro trimestre de 2018 para 33,6 milhões entre janeiro e março de 2019. O balanço foi divulgado pela plataforma no documento Relatório de Transparência, que traz números relativos a providências tomadas em relação a posts de usuários a partir de suas regras internas.

Do total de 33,6 milhões conteúdos violentos punidos, 171 mil foram objeto de reclamações questionando a retirada e solicitando a retomada. Cerca de 70 mil mensagens foram republicadas, sendo 24 mil após o recebimento de reclamação e 45 mil por iniciativa própria do Facebook.

As sanções foram tomadas com base nos “Padrões da Comunidade”, uma das normas internas da rede social, juntamente com os “Termos de Serviço” e as “Políticas de Privacidade”. Os “Padrões da Comunidade” são formados por um conjunto de regras que definem o que é proibido e o que é passível de sanção pela companhia.

São vetados, por exemplo, posts com nudez, imagens de violência extrema, de suicídio ou auto-mutilação, vendas não autorizadas, mensagens de apoio a causas ou grupos terroristas e discurso de ódio. Com base nesses parâmetros, o Facebook monitora as publicações de seus usuários, bem como recebe denúncias dos usuários apontando violações às regras.

Entre as providências tomadas estão a cobertura de publicações com avisos (como indicando que se trata de conteúdo violento), a remoção de um conteúdo, a suspensão de uma conta ou até mesmo o repasse da denúncia para autoridades quando se tratar de um crime. No caso de notícias falsas, não há remoção, mas limitação do alcance no newsfeed dos usuários.

Além dos conteúdos violentos, a empresa também puniu mensagens com discursos de ódio. O número de publicações removidas, marcadas ou cujos autores tiveram as contas suspensas saiu de 2,5 milhões para 4 milhões na comparação entre o primeiro trimestre de 2018 e de 2019.

Os posts de propaganda terrorista punidos com medidas deste tipo também subiram no mesmo período: saíram e 1,9 milhão no primeiro trimestre de 2018 para 6,4 milhões nos primeiros três meses de 2019. Quase a totalidade das medidas foi resultante de iniciativa própria do Facebook a partir da filtragem que realiza dos conteúdos publicados.

Os relatórios de transparência são divulgados periodicamente pela plataforma. Eles estão disponíveis na rede.

(Agência Brasil)

Universidade cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas

Um estudo desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG) possibilitará, a produtores e autoridades sanitárias, identificar e mensurar o uso de agroquímicos – em especial pesticidas e fungicidas – nas frutas e legumes consumidos no país.

Segundo pesquisadores, a técnica poderá ser usada também para checar se os produtos enviados ao exterior estão em conformidade com a legislação estrangeira no que se refere a agrotóxicos.

O orientador da tese, professor do Instituto de Química da UFG, Boniek Gontijo, explica que a técnica permite, também, evitar “as discrepâncias entre a quantidade sugerida nos rótulos de agrotóxicos e a quantidade suficiente para que o agroquímico exerça sua função. Em geral, eles sugerem uma quantidade maior do que a necessária, com o objetivo de aumentar seus lucros”, justificou o professor.

Desenvolvida em parceria com a Louisiana State University (EUA), a técnica foi usada, inicialmente, para identificar o nível de penetração do fungicida imazalil em maçãs.

“Constatamos que a substância penetra além da casca da fruta, atingindo em pouco tempo suas estruturas internas, o que pode prejudicar a saúde do consumidor, mesmo que a casca seja lavada”, disse o orientador do estudo.

Molécula não é degradada pela luz

“Ao contrário do que é dito nas especificações do fungicida, sua molécula não é degradada pela luz e, com isso, acaba penetrando na fruta”, acrescentou, referindo-se especificamente ao imazalil, utilizado para inibir o desenvolvimento de fungos, postergando o apodrecimento do produto.

Contatada pela Agência Brasil, a Associação Brasileira dos Produtores de Maça (ABPM) informou que este fungicida não é usado nos produtos nacionais.

“O ingrediente ativo Imazalil, apesar de estar registrado para uso em pós-colheita, não é utilizado na cultura da maçã no Brasil. Ademais, segundo relatório da Anvisa, publicado em 2016, de 764 amostras enviadas para análise de resíduos, apenas 0,65% ou 5 amostras detectaram a presença de resíduos de Imazali”, explica o diretor executivo da ABPM, Moisés Lopes de Albuquerque.

Ele acrescenta que, para fazer o levantamento, a Anvisa coleta amostras na gôndolas de supermercados, o que inclui maçãs nacionais e importadas. “Portanto, relacionamos a detecção da substância em 5 amostras à fruta importada”, afirmou. Segundo Moisés Albuquerque, de cada 10 maçãs consumidas no Brasil, 9 foram produzidas em solo brasileiro.

“Usamos, no estudo em parceria com a universidade norte-americana, maças comercializadas naquele país para avaliar como se dá a penetração de pesticidas em frutas. Trata-se de um estudo piloto no sentido de identificarmos maneiras mais fáceis de avaliar a penetração de fungicidas em frutas e legumes”, disse Boniek Gontijo.

“Apesar de o Brasil não fazer uso deste fungicida, a técnica desenvolvida permite desenvolvermos métodos sobre a aplicação de outros pesticidas, fungicidas ou agroquímicos em outros hortifrutis. Inclusive, já estamos trabalhando com tomate em uma abordagem similar”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Atriz Lady Francisco morre no Rio aos 79 anos

A atriz Lady Francisco morreu hoje (25), aos 79 anos, de complicações respiratórias, no Rio de Janeiro. Ela estava internada no Hospital Unimed-Rio, na Barra da Tijuca, desde o dia 28 de abril, quando entrou para fazer a correção de uma fratura do fêmur provocada por uma queda em casa.

Com complicações respiratórias, resultado de uma isquemia, a atriz foi transferida para a Unidade de Tratamento Intensivo – UTI – depois de ser submetida a uma traqueostomia.

O boletim médico divulgado pelo hospital indica que o falecimento ocorreu às 13h10, por falência de múltiplos de órgãos, decorrente de isquemia enteromesentérica, que é um transtorno vascular agudo dos intestinos. A nota é assinada pelo diretor-médico do Hospital Unimed-Rio, Paulo Henrique Ribeiro Bloise.

Nascida em Belo Horizonte, Leyde Chuquer Volla Borelli Francisco de Bourbon adotou o nome artístico de Lady Francisco para a carreira que começou na sua cidade em atuações no rádio e na TV.

(Agência Brasil)

Floresta, enfim, vence e ainda sonha na Série D

Com três gols de Regineldo, o Floresta conquistou a primeira vitória na Série D do Campeonato Brasileiro, na tarde deste sábado (25), no estádio Presidente Vargas, ao se impôr diante do Bragantino (PA), por 3 a 1. Marcos Vinícius, de pênalti, descontou para a equipe paraense.

Com o resultado, o Floresta passa a sonhar com a segunda colocação do Grupo 4, mas terá que vencer os dois próximos jogos (Ríver e Santa Cruz de Natal) para tentar se classificar pelo critério dos melhores segundos colocados.

O Floresta volta a campo, no próximo domingo (2), em Teresina, diante do Ríver. Antes, neste domingo (26), a equipe piauiense defende a liderança do Grupo 4, contra o Santa Cruz, em Natal.

SÉRIE A

O Palmeiras venceu o Botafogo, pr 1 a 0, no Rio, e disparou na liderança do Brasileirão, com cinco vitórias e um empate.

(Foto: Arquivo)

30 anos Vida&Arte – O POVO debate neste sábado Perspectivas para o Jornalismo Cultural

O debate Perspectivas para o Jornalismo Cultural marca neste sábado (25), no Espaço O POVO de Cultura & Arte, as comemorações pelos 30 anos do Caderno Vida&Arte. Com mediação da jornalista Cinthia Medeiros, editora-executiva do Núcleo de Cultura e Entretenimento do O POVO, os jornalistas Guilherme Werneck e Magela Lima e a comunicador Izabel Gurgel dialogam neste momento sobre a cobertura jornalística cultural.

A programação deste sábado segue com o lançamento da obra Sobre as Felizes, com a escritora cearense Socorro Acioli, a partir das 18 horas.

(Foto: Paulo MOska)

Paróquia Cristo Rei homenageia neste domingo 11 títulos de Nossa Senhora

As atividades no mês de Maria serão encerradas neste domingo (26), a partir das 9 horas, na Paróquia Cristo Rei, durante a celebração da Missa da Crianças, quando ocorrerá a coroação que contemplará 11 títulos de Nossa Senhora. As crianças encerraram os ensaios neste sábado (25).

Toda encenação será interpretada por crianças que participam semanalmente de atos litúrgicos na igreja. Além das 11 meninas que interpretarão Maria, outras crianças seguirão o cronograma da Coroação vestidas de anjos. Ao fim do espetáculo teatral, como forma de agraciar os 11 títulos, todas as atrizes mirins serão coroadas.

(Foto: Divulgação)

Frente Mista em defesa do saneamento básico será lançada na quarta-feira

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Saneamento Básico será lançada na quarta-feira (29), a partir das 9 horas. O deputado Enrico Misasi (PV-SP) é o coordenador da Frente e lembra que “a combinação do acesso à água potável e ao esgoto coletado e tratado é condição para se obter resultados satisfatórios”.

“Não só na luta pela erradicação da pobreza e da fome, mas também na busca da redução da mortalidade infantil e da sustentabilidade ambiental”, comentou.

(Agência Câmara Notícias)

Floresta terá que vencer para não virar figurante na Série D

Lanterna do Grupo 4 da Série D do Campeonato Brasileiro, com apenas dois pontos em três jogos, o Floresta terá que derrotar o Bragantino (PA), na tarde deste sábado (25), no estádio Presidente Vargas, para não ser desclassificado de forma antecipada.

No último domingo (19), no estádio Diogão, no Pará, o Floresta permitiu a virada do Bragantino, em 3 a 2, após estar à frente do placar, em duas oportunidades.

(Foto: Arquivo)

Trump diz que enviará 1,5 mil soldados ao Oriente Médio

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse ontem (24) que enviará cerca de 1.500 soldados ao Oriente Médio, a maioria para oferecer proteção, em meio ao aumento das tensões com o Irã.

“Queremos ter proteção no Oriente Médio. Enviaremos um número relativamente pequeno de tropas, a maioria para proteger”, disse Trump ao partir da Casa Branca em viagem ao Japão.

“Algumas pessoas muito talentosas estão indo para o Oriente Médio agora mesmo. E veremos o que acontece.”

As forças ajudarão a reforçar as defesas dos EUA na região, disseram duas fontes à Reuters sob condição de anonimato, acrescentando que incluirão engenheiros.

Os militares norte-americanos enviaram um grupo de porta-aviões, bombardeiros e mísseis Patriot ao Oriente Médio no início deste mês em reação ao que Washington disse serem indícios preocupantes de possíveis preparativos iranianos para um ataque.

A retórica entre Teerã e Washington escalou nas últimas semanas, já que os EUA endureceram suas sanções com o que afirma ser o objetivo de forçar o regime a fazer concessões para além dos termos de seu acordo nuclear de 2015.

Na segunda-feira, Trump alertou que o Irã será confrontado com “grande força” se atacar interesses dos EUA no Oriente Médio.

(Agência Brasil)