Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Camilo discute sobre velho projeto da refinaria no Irã

16002944_1889963191236265_9117371828432174669_n

O governador Camilo Santana esteve reunido, nesta terça-feira (17) – segundo dia de missão oficial no Oriente Médio, com investidores do Irã. Na agenda, o velho projeto de instalação de uma refinaria no Ceará. O encontro contou com a presença do vice-ministro do Petróleo, Abbas Kazemi, que também é presidente da National Iranian Oil Refining and Distribuition Company (NIORDC).

A empresa iraniana é responsável pela execução dos investimentos estratégicos no setores de Óleo e Gás e pela distribuição dos produtos comercializados pelas estatais do país. “Deixei claro a nossa disposição em trazer uma refinaria para nosso o Estado e expus o interesse em contar com a presença de investimentos do Irã nesse projeto. Tivemos ótima receptividade dos iranianos para a viabilização do negócio”, disse, em seu Facebook, o governador Camilo Santana. Com ele, estava o assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann.

Durante o encontro, realizado em Teerã e que contou com a participação do diretor de Planejamento Corporativo e Membro do Conselho Gestor da NIORDC, Alireza Arman Moghadam, o governador apresentou ainda a Zona de Processamento de Exportação. A área compreende o local destinado à implantação da refinaria e representa grande diferencial para empresas interessadas em investir no Ceará.

Ainda nesta terça-feira, a comitiva cearense se reuniu com o embaixador do Brasil no Irã, Rodrigo de Azeredo. Já nesta quarta-feira o governador e o secretário Antônio Balhmann seguirão para Dubai, nos Emirados Árabes, onde participarão de encontro com empresários de multinacional das áreas de óleo, gás, energia e água. Também no país, em Sharjah, Camilo Santana visitará uma das maiores plantas de dessalinização do mundo.

(Foto -Divulgação)

Lula será lançado candidato a presidente em abril, confirma Rui Falcão

1458740801851

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, confirmou nesta terça-feira, 17, que o partido pretende lançar o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República em abril, durante o Congresso Nacional do PT. “O Lula não precisa ser lançado por ninguém, ele é o nosso candidato permanente à Presidência da República”, disse o dirigente petista, que participou em Brasília de uma reunião da bancada do partido na Câmara.

Na segunda-feira, 16, em um artigo publicado no site do PT, Falcão já havia afirmado que os petistas deviam se manifestar publicamente sobre a possibilidade Lula ser novamente candidato, defendeu que o lançamento deveria acontecer em abril e afirmou que partido não tem um “plano B” para as próximas eleições presidenciais.

Segundo Falcão, a ideia é que, até lá, Lula seja “alçado” como candidato pela militância, em encontros com movimentos sociais, como aconteceu na semana passada na Bahia, em um evento do Movimento dos Sem-Terra (MST).

Falcão também minimizou a possibilidade de Lula se tornar mais visado após o lançamento de candidatura, o que o tornaria uma figura mais vulnerável a ataques e críticas. “Não tem como o Lula ficar mais exposto do que ele já é”, disse.

Para o dirigente petista, oficializar que Lula vai ser o candidato ao partido em 2018 pode até mesmo desestimular novas ações da força-tarefa da Operação Lava Jato contra Lula, porque, segundo ele, ficaria claro que o ex-presidente estaria sofrendo perseguição política por querer disputar novamente a Presidência.

(Agência Estado)

Polícia Militar e Polícia Civil do Ceará sob nova direção

Atual comandante do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), Tenente Coronel Alexandre Ávila de Vasconcelos assumirá como secretário adjunto da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). A apresentação dos novos gestores ocorreu na manhã desta terça-feira, 17, durante a reunião semanal do Programa ”Em Defesa da Vida”, pelo secretário da SSPDS, André Costa. Marcus Vinícius Sabóia Rattacaso continua como delegado geral adjunto da secretaria.

O novo delegado geral da Polícia Civil passará a ser o delegado Everardo Lima da Silva, que exerce no momento a chefia do Departamento Administrativo Financeiro da PCCE (Polícia Civil do Ceará). A

chefia de gabinete da Polícia Civil vai ficar a cargo do delegado Sérgio Pereira dos Santos, que hoje é titular da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD).

O novo comandante geral da Polícia Militar passa a ser o Coronel Kennedy Pimentel Lopes, atual secretário executivo da PMCE. O comandante adjunto será o Coronel Willamar Lobo Galvão, que atualmente é o comandante do Policiamento Especializado da PM. O secretário executivo do órgão será o Coronel José Rocha Franco Neto, atual comandante adjunto.

(Com POVO Online)

Sindicato da Construção Pesada do Ceará discute a montagem de uma Central de Negócios

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=imsdOU_mp24[/embedyt]

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sinconpe-CE), Dinalvo Diniz, conversou com o Blog do Eliomar nesta tarde de terça-feira.

Foi em clima de reunião com empresários do setor que está dando o pontapé inicial para uma Central de Negócios, uma espécie de cooperativa de compra de insumos para o setor.

O setor é um dos que mais emprega no Estado e representa cerca de 18% do PIB cearense.

Aprece sob nova direção

aprece

Expedito Nascimento entrega bastão para Gadyel, que terá Nilson como vice.

A eleição da nova Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece) ocorrerá no próximo dia 26, quando do encerramento do VI Seminário Novos Gestores, em Fortaleza.

No ato, a chapa União pelo Fortalecimento dos Municípios”, que tem como presidente o prefeito de São Benedito, Gadyel Gonçalves, e como vice-presidente o prefeito de Cedro, Nilson Diniz, será homologada.

(Com Blog Sobral de Prima)

Consumidor é derrotado na escolha do decodificador de TV por assinatura

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática rejeitou o Projeto de Lei 2035/15, do deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB), que permite ao consumidor escolher o decodificador para receber sinal de TV por assinatura. O texto inclui a regra na Lei 12.485/11, que trata do serviço de TV por assinatura.

A proposta torna nulas as cláusulas em contrato de TV por assinatura que vinculem a prestação do serviço a aquisição, aluguel, comodato ou recebimento de aparelho de decodificação da mesma empresa. O texto também veda técnica para a empresa bloquear o funcionamento de decodificador de terceiros, desde que o aparelho seja homologado e produzido de acordo com norma federal.

Atualmente, as empresas de TV por assinatura, ao venderem canais pagos, instalam um aparelho próprio para o cliente ter acesso ao serviço. Ao conectar o receptor em uma antena, a pessoa passa a visualizar a lista de canais disponíveis no determinado satélite, a partir do serviço adquirido.

Para o relator na comissão, deputado Francisco Floriano (DEM-RJ), a proposta implicaria a necessidade de se contratar serviço para instalar o decodificador, que já é incluído no serviço de TV por assinatura.

(Agência Câmara Notícias)

Prefeitura de Massapê diz que recebeu administração com saldo negativo. Ex-prefeito rebate

A Prefeitura de Massapê informou para o Blog que recebeu a administração com saldo negativo de R$ 705 mil, podendo a dívida aumentar, diante da ainda não finalização da situação financeira do município.

Segundo o levantamento, a atual gestão recebeu a prefeitura com R$ 2,2 milhões em caixa, mas tendo que pagar R$ 938,7 mil da folha de dezembro; R$ 779 mil de 13º dos temporários; R$ 1 milhão de INSS, além de R$ 164,5 mil de débito com a Coelce e outros R$ 27,6 mil com a Cagece.

No fim de semana, servidores realizaram uma manifestação no município para o pagamento do 13º salário.

O ex-prefeito reage

Em nota enviada para o Blog, neste fim de tarde de terça-feira, O ex-prefeito de Massapê, Antônio José, repudia as informações divulgadas pela atual gestão do município. Ele diz que deixou a prefeitura sem nenhum débito com a Coelce, Cagece ou qualquer outro fornecedor. Ao contrário do que foi dito, os pagamentos durante sua gestão sempre foram pagos rigorosamente em dia e até antes do vencimento em muitas ocasiões.

O ex-prefeito também desmente a informação divulgada pela atual gestão sobre o valor deixado em caixa. Foram 2,5 milhões de reais repassado para o prefeito atual, além de outros 700 mil reais referentes ao FPM que entraram no dia 10 de janeiro deste ano. Segundo Antônio José, o dinheiro do FPM teria sido bloqueado se houvesse dívida com o INSS.

Antônio José informa que foram pagos o 13º salário dos concursados e a folha dos servidores temporários. E que o dinheiro deixado em caixa seria para quitar a folha dos concursados e o décimo-terceiro dos temporários.

O ex-prefeito Antônio José diz que está à disposição para qualquer esclarecimento e que está providenciando o balanço final da gestão anterior para comprovar todos os pagamentos.

Rodrigo Cardoso viveu para a política

Em homenagem a Rodrigo Cardoso, que atuava nas redes sociais, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa ressalta a paixão que o jovem militante tinha pela política. Confira:

O jovem Rodrigo Cardoso sempre teve pressa para viver. O mesmo vivia o dia vigente, como fosse o último da sua vida. Eu sempre dizia para ter mais calma, para diminuir o seu ritmo intenso dentro do mundo da política cearense. A ética da convicção era o principal motor intelectual do jovem Rodrigo Cardoso, pois a política sempre foi a sua maior paixão, em vida.

A convivência social com o militante Rodrigo Cardoso nunca era muito fácil. Rodrigo Cardoso tinha a certeza de suas convicções, como o devoto tem fé no milagre. Eu sempre tentava pausar seu discurso, com paciência e certo estilo professoral; porém no meu intimo admirava aquela força intensa na defesa de suas ideias.

O modelo de homem público ou trajetória política do ex-governador Ciro Gomes (PDT), sem dúvida influenciou os últimos anos do militante cirista-cidista, Rodrigo Cardoso, na sua vida acadêmica, social, partidária e familiar. Rodrigo Cardoso tinha como amigos mais íntimos, os simpatizantes dos irmãos Ferreira Gomes (Ciro-Cid-Ivo-Lia), por isso convivia nas cúpulas de influência da família (Ferreira Gomes).

Eu sempre dizia que o jovem Rodrigo Cardoso ainda seria um grande analista da política cearense. No meu debate com o mesmo, eu sempre afirmava que na idade dele, eu também era impulsivo, encantado com o fervor das ideias, mas fiquei tranquilo ou neutro, com o passar dos anos, o que é necessário nas construções das minhas análises políticas. O tempo não deu ao jovem Rodrigo Cardoso, a chance desse amadurecimento de suas convicções. Fica para todos nós a bela lembrança desse rapaz que acreditava no que dizia e praticava no mundo da política cearense.

Camilo lamenta morte de militante político que atuava nas redes sociais

foto-camilo-e-rodrigo-cardoso

O governador Camilo Santana lamentou nesta terça-feira (17), pelo Facebook, a morte do militante político Rodrigo Cardoso, que atuava nas redes sociais. “Fiquei muito triste ao saber da partida repentina do jovem Rodrigo Cardoso, de 27 anos. Um apaixonado pela política, Rodrigo sempre foi um militante aguerrido, que não abria mão de lutar pelos seus ideais. Descanse em paz. E a todos os amigos e familiares, minha mensagem de afeto e conforto neste momento de dor”, postou o governador.

Cardoso foi encontrado morto em um quatro de motel, no sábado (14), após entrar no estabelecimento desacompanhado, segundo os primeiros levantamentos da Polícia. A causa da morte ainda não foi revelada.

O prefeito Roberto Cláudio também lamentou a morte do militante. “Perdemos um grande amigo. Jovem de muito brilho e muito querido por todos que tiveram a honra da sua convivência. Contagiava a todos com seu entusiasmo e pela sua intensa e apaixonada militância. O vazio da ausência do Rodrigo será sentido por todos que tiveram a oportunidade de conhecê-lo. Compartilho meus pêsames com seus pais, familiares e amigos nesse momento de muita dor, pedindo a Deus que o abençoe”, disse.

UE não precisa de conselhos externos, responde Hollande a Trump

A União Europeia (UE) “não precisa de conselhos externos” para tomar suas decisões, afirmou o presidente francês, François Hollande, nessa segunda-feira (16), em resposta às críticas do presidente eleito dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, sobre a UE.

“Afirmo aqui, a Europa estará sempre disposta a continuar com a cooperação transatlântica, mas esta será determinada em função de seus interesses e seus valores. Não precisa de conselhos externos para lhe dizer o que tem que fazer”, declarou Hollande, ao condecorar, em Paris, a embaixadora americana em fim de missão, Jane Hartley.

Em declarações aos jornais The Times e Bild, Trump considerou uma boa decisão a saída do Reino Unido do bloco europeu e previu que “outros países deixarão” a UE, segundo ele, por causa da crise migratória.

O futuro presidente previu também que o Brexit será um sucesso e qualificou de “erro catastrófico” a decisão da chanceler alemã, Angela Merkel, de acolher imigrantes “ilegais”.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, classificou como inapropriadas as declarações do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a “corajosa” chanceler alemã, Angela Merkel.

Indagado sobre as polêmicas declarações feitas por Trump, Kerry defendeu a União Europeia, Merkel e a política alemã sobre os refugiados. “Acho, francamente, que foi inapropriado para um presidente eleito dos Estados Unidos se envolver nos assuntos de outros países de maneira tão direta. Ele terá que responder por isso”, advertiu.

Segundo Kerry, a partir de sexta-feira (20), Trump será o responsável por essa relação diplomática. “Acho que devemos ser muito prudentes antes de dizer que um dos líderes mais poderosos da Europa cometeu um erro”, acrescentou.

(Agência Brasil)

O milagre da transposição

202 1

Em artigo no O POVO desta terça-feira (17), o diretor administrativo da Ceasa, José Maria Pimenta Lima, acredita que a transposição do São Francisco, “no máximo, irá regularizar o abastecimento de Fortaleza e a oferta de água para os projetos de irrigação do baixo Jaguaribano”. Confira:

As grandes intervenções hídricas em nosso Estado sempre vieram no bojo de grandes secas. Assim foi a construção do Cedro, do Orós, que, depois de pronto, aos quatro cantos do Estado foi propagado que nunca mais faltaria água para os cearenses. O mesmo aconteceu com a construção do Banabuiú e do Castanhão e na minha terra, Quixeramobim, as construções da barragem e do fogareiro espantaria de uma vez por todas o fantasma da sede de meus conterrâneos.

Depois de cinco anos de inverno abaixo da média, quase todos estão secos e o carro-pipa é o retrato mais cruel desta realidade. A grande pergunta do momento é se a transposição vai fazer o milagre que todas estas obras construídas ao longo dos últimos 100 anos não conseguiram fazer. Na minha visão míope de ver o futuro, acredito que a transposição, no máximo, irá regularizar o abastecimento de Fortaleza e a oferta de água para os projetos de irrigação do baixo Jaguaribano.

E o resto do Estado como fica? Sem querer ser ousado, chegou a hora de cada município ter seu plano estratégico de abastecimento de água. Para tanto, é preciso conhecimento da realidade hidrográfica, da série histórica de precipitações, dos lugares estratégicos para intervenções, ou seja, construção de açudes, adutoras, transposição, cisternas, poços profundos e desassoreamento dos reservatórios já construídos.

Só de posse destes conhecimentos, será possível se evitar a construção de obras que consumiram milhões de reais – como é o caso das duas transposições feitas em Quixeramobim, mas especificamente as transposições do açude Pirabibu para o Cedro e a do rio Quixeramobim para o riacho do Quinim, que, com um gasto de mais de R$ 30 milhões, se encontram paradas há mais de dez anos sem nunca terem feito a transposição de uma gota de água.

Roberto Cláudio busca em Brasília recursos para a infraestrutura, educação e turismo

foto-rc-entrevista-radio

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) se encontra nesta terça-feira (17), em Brasília, onde participa de audiências na Casa Civil, na Secretaria do Tesouro Nacional e no Ministério da Educação.

Roberto Cláudio está tratando de novos empréstimos, junto ao Tesouro Nacional, para as áreas de mobilidade urbana e infraestrutura.

Na Educação, o prefeito de Fortaleza apresenta projetos para a ampliação de escolas em tempo integral.

Ainda em Brasília, Roberto Cláudio aborda projetos no setor de turismo, voltados para a Nova Beira Mar.

Inflação medida pelo IPC-S cresce em seis das sete capitais pesquisadas, diz FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) avançou 0,12 ponto percentual nos primeiros 15 dias do ano, fechando as duas primeiras semanas de janeiro em 0,62%, contra os 0,5% da última quinzena do ano passado.

Os dados relativos ao IPC-S do período foi divulgado nesta terça-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) e refletem alta de preços entre a última quinzena do ano passado e a primeira quinzena deste ano em seis das sete capitais do país.

A única exceção foi o Rio de Janeiro, onde o IPC-S caiu 0,01 ponto percentual ao regredir de 0,79% para 0,78% entre a última quinzena de 2016 e a primeira de 2017.

Em Belo Horizonte, a segundo maior alta entre as capitais, a taxa fechou a primeira quinzena de 2017 em 0,68%, neste caso um resultado 0,21 ponto percentual acima da taxa da quinzena imediatamente anterior (0,47%). Em Salvador, a taxa passou de 0,39% para 0,60% – os mesmos 0,21 ponto percentual de alta entre os períodos.

A  maior variação percentual foi registrada na cidade de Porto Alegre: 0,27 ponto percentual (de 0,33% para 0,6%). Em São Paulo a taxa passou de 0,41% para 0,53% e em Recife de 0,62% para 0,63%.

(Agência Brasil)

Modelo de gestão privada nos presídios nasceu no Ceará

290 1

Da Coluna Política, no O POVO desta terça-feira (17), pelo jornalista Érico Firmo:

A crise nos presídios se espalha como reação em cadeia pelo Brasil, desencadeada a partir da tragédia em Manaus. Praticamente tudo que se tem tentado como forma de gerir o sistema tem dado errado. Mas nenhum, até agora, deu tão errado, provocou tantos estragos e, ainda mais, a custo tão elevado. O modelo de gestão de presídios que permitiu a tragédia de Manaus já foi adotado no Ceará. O grupo econômico que administrava os presídios amazonenses já respondeu pelas penitenciárias cearenses. Saiu por ordem da Justiça. A mesma concepção gerencial, muitas das mesmas pessoas. As mesmas relações de proximidade com o poder. De certa maneira, o modelo nasceu no Ceará.

Os gestores do Estado, à época, evitavam falar de privatização, de terceirização. Preferiam co-gestão. Presumia divisão de atribuições. Funcionava assim: o governo pagava e as contratadas executavam. O modelo foi adotado na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), na Penitenciária Industrial Regional de Sobral (PIRS) e no Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira (IPPOO 2).

A gestão privada começou em 2001. Era o último governo de Tasso Jereissati (PSDB). Em 2002, a Companhia Nacional de Administração Prisional Ltda (Conap) entrou na administração. Tasso tinha saído do governo para disputar o Senado. Em seu lugar, assumiu Beni Veras (PSDB). Lúcio Alcântara era o candidato governista à sucessão estadual. Sua ascendência era crescente no Cambeba, então sede do poder no Ceará. A contratação foi sem licitação.

A Conap era de propriedade de Luiz Gastão Bittencourt, presidente da Fecomércio no Ceará, cuja família tem sociedade nas empresas que geriam os presídios onde ocorreram as tragédias no Amazonas. No Ceará, disputa judicial e mudança política pôs fim ao modelo. Em dezembro de 2006, a Justiça do Trabalho suspendeu o contrato do Estado com a empresa. O argumento era de que as atividades em questão deveriam ser exercidas por servidores públicos concursados. Em 2007, veio decisão da Justiça Federal no mesmo sentido. O argumento era de que a Conap exercia atividades tipicamente estatais.

Na época, o advogado Leandro Vasques era presidente do Conselho Penitenciário. Ele encampou a briga contra o modelo. Em conversa com a coluna, ele apontou boa questão sobre quão problemática é essa privatização. No caso da Conap, houve dispensa de licitação. Mas, imagine-se que seja feita licitação. O que impediria o crime organizado de, camufladamente, bancar a entrada de uma empresa de fachada nessa concorrência? O que impediria o crime organizado de disputar e, eventualmente, ganhar a administração do sistema prisional? Afinal, enquanto empresas normalmente teriam de ter modelo de negócio viável, o crime teria interesse e recursos para bancar prejuízos. Seria um investimento em nome do poder de administrar presídios.

“Admitir-se, na atmosfera do capitalismo, que empresas passem a alcançar lucro com o aprisionamento humano é descermos o último degrau civilizatório”, disse Vasques.

Anos depois, a Conap chegou a obter ganho de causa. Mas a gestão privada nunca foi retomada no Ceará. O ambiente político havia mudado. Com o fim do governo Lúcio, a Conap não tinha mais suporte governamental. É o tipo de modelo que não se sustenta sem o respaldo do poder.

Temer convoca reunião para discutir segurança pública

Depois das sucessivas rebeliões em presídios de vários estados que resultaram em mais de 130 mortes, o assunto segurança pública é tema de reunião convocada pelo presidente Michel Temer. Representantes da Polícia Federal, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), do Gabinete de Segurança Institucional e das Forças Armadas participam de encontro nesta terça-feira (17), no Palácio do Planalto. A ideia é integrar esforços no combate ao crime organizado.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, discute o assunto também em reunião hoje com secretários de Segurança de todo o país. Vai ouvir o relato de cada um sobre a situação carcerária.

Amanhã, será a vez de os governadores se reunirem com o presidente Michel Temer. Vão assinar acordo se comprometendo a cumprir o Plano Nacional de Segurança Pública. Lançado há pouco mais de dez dias, o plano prevê a construção de, pelo menos, cinco presídios federais, a instalação de bloqueadores de celulares e scaners nas penitenciárias e um mutirão para rever penas e as condições em que se encontram os presos.

(Agência Brasil)

Polícia procura por armas de fogo em poder de detentos no Ceará

214 1

foto-sspds-170117-pefoce

Os exames cadavéricos dos detentos Roberto Pereira de Sousa, Francisco Giliard André da Silva e Leonardo de Souza Mesquita, todos mortos na semana passada em unidades prisionais em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, constataram o uso de arma de fogo como instrumento da agressão.

Os primeiros levantamentos realizados pela Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) apontaram “espancamento” e “overdose” como causas das mortes, mas a Perícia Forense encontrou perfurações a bala nos corpos das vítimas.

Diante da constatação da presença de armas de fogo nas unidades prisionais em Itaitinga, a Polícia acredita poder encontrar as armas e identificar os autores das mortes. A motivação dos crimes também não foi revelada pela Polícia.

Inflação em janeiro é quatro vezes maior em relação ao mês passado

O Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) registrou inflação de 0,88% em janeiro deste ano. A taxa é superior às registradas em dezembro de 2016 (0,20%) e em janeiro do ano passado (0,69%). Em 12 meses, o IGP-10 acumula taxa de 7,15%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O aumento da taxa entre dezembro e janeiro foi influenciado principalmente pelos preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo. A inflação desses produtos subiu de 0,22% em dezembro para 1,08% em janeiro.

A inflação do varejo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor, cresceu de 0,09% para 0,54% no período, enquanto que o Índice Nacional de Custo da Construção caiu de 0,31% para 0,30%. O IGP-10 é calculado com base em preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Agência Brasil)

Sindpan empossa nova diretoria nesta terça-feira

foto-angelo-marcio-sindpan-ce

O novo presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado do Ceará (Sindpan), Ângelo Marcio Nunes de Oliveira, toma posse à frente da entidade, nesta terça-feira (17), a partir das 18h30min, no auditório da Fiec, na Aldeota.

Ângelo Nunes, proprietário da Panebox, pretende profissionalizar o sindicato e e realizar estudos sobre o setor. O mandato é de três anos. Atualmente, o Sindpan possui 340 empresas associadas.